A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Federal de Campina Grande – UFCG Professora: Márcia M. Rios Ribeiro Estagiários-docentes(Programa de Pós- Graduação em Eng. Civil e Ambiental):

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Federal de Campina Grande – UFCG Professora: Márcia M. Rios Ribeiro Estagiários-docentes(Programa de Pós- Graduação em Eng. Civil e Ambiental):"— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Federal de Campina Grande – UFCG Professora: Márcia M. Rios Ribeiro Estagiários-docentes(Programa de Pós- Graduação em Eng. Civil e Ambiental): José Augusto de Souza Marcondes Loureiro de C. Batista Período

2 CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO

3 É um fator determinante na degradação do ambiente A população mundial nesse momento A transição demográfica é, no geral, um processo de diminuição de taxas de mortalidade e natalidade, sendo que a primeira diminui mais rápido que a segunda, causando um período de aumento do crescimento vegetativo e, portanto, de grande acréscimo populacional.mortalidadenatalidadecrescimento vegetativo

4 1ª - pré-industrial, haveria um índice de crescimento vegetativo baixo devido aos altos índices de mortalidade e natalidade que iriam se equilibrar principalmente pelas baixas condições higiênico-sanitárias, por causa das guerras, epidemias, e etc. FASES DA TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA 2ª - Nota-se um crescimento populacional elevado - queda na taxa de mortalidade - melhora nas condições sanitárias e de segurança (fim das guerras, avanços tecnológicos). Notar-se-ia a diminuição da taxa de natalidade - medidas de controle como planejamento familiar e métodos anticoncepcionais.

5 Numa terceira fase (ou quarta), a fase evoluída, tanto a taxa de natalidade quanto a de mortalidade voltam a se estabilizar, ocasionando uma taxa de crescimento vegetativo bastante pequena. Há quem considere a hipótese de uma outra fase de crescimento demográfico onde o crescimento vegetativo seria negativo devido aos altos custos de vida que inviabilizariam famílias muito grandes, ou as tornaria indesejáveis para as pessoas que quisessem manter seus altos padrões de vida

6

7 A Revolução Industrial consistiu em um conjunto de mudanças tecnológicas com profundo impacto no processo produtivo em nível econômico e social. Iniciada na Inglaterra em meados do século XVIII, expandiu-se pelo mundo a partir do século XIX.tecnológicasprocesso produtivoeconômicosocialInglaterraséculo XVIIIséculo XIX Dois fatos impulsionaram o crescimento demográfico: A Revolução Agrícola foi o movimento dado na Pré- História, que marcou o fim dos povos nômades e o inicio da sedentarização, com o aparecimento das primeiras vilas e cidades.Pré- Histórianômades sedentarizaçãovilas cidades

8

9 PaísesHabitantes ( 2008) 1China Índia1,129,866,673 3Estados Unidos301,139,947 3Indonésia234,693,997 5Brasil Paquistão164,741,924 7Bangladesh150,448,339 8Rússia141,377,752 9Nigéria135,031,164 10Japão127,433,494 População absoluta

10 PaísesDensidade demográfica(hab/km²) África do Sul39,00 Austrália3,00 Brasil22,00 Canadá3,00 Estados Unidos31,00 Índia345,00 Japão338,00 China137,00 Rússia8,00 Suíça180,00 Fonte: IBGE, 2005 Densidade Demográfica

11 Densidade Demográfica do Brasil

12 Superpovoamento Corresponde a um descompasso entre as condições sócio- econômicas da população e à área ocupada. Não significa que a área seja superpovoada mesmo sendo densamente povoada. O superpovoamento não depende somente dos resultados numéricos da relação entre população absoluta e área (densidade). Um país é considerado superpovoado em virtude do insuficiente nível de desenvolvimento econômico e tecnológico das suas populações. (Índia hab./km² e Bangladesh – 848 hab./km²) Um país pode ser superpovoado mesmo apresentando baixa densidade demográfica.

13 Taxa de natalidade PaísesTaxa de natalidade() África do Sul24,10 Austrália12,70 Brasil20,60 Canadá10,70 Estados Unidos14,10 Índia25,10 Japão9,00 China13,60 Rússia9,90 Suiça9,80 Fonte: IBGE, 2005

14 Taxa de Mortalidade PaísesTaxa de mortalidade() África do Sul13,50 Austrália6,80 Brasil6,30 Canadá7,20 Estados Unidos8,30 Índia8,70 Japão8,00 China6,60 Rússia15,90 Suíça8,10 Fonte: IBGE, 2005

15 Crescimento vegetativo ou natural O crescimento natural pode ser: - positivo (natalidade > mortalidade); - nulo (natalidade = mortalidade); - negativo (natalidade < mortalidade). Países Crescimento vegetativo ou natural Anual(%) África do Sul1,09% Austrália1,19% Brasil1,41% Canadá1,01% Estados Unidos1,03% Índia1,62% Japão0,14% China0,67% Rússia-0,48% Suíça0,44% Fonte: IBGE, 2006

16 Taxa de Fecundidade

17 Taxa de Mortalidade Infantil

18 PaísesExpectativa de vida(anos) África do Sul49,00 Austrália80,20 Brasil70,30 Canadá79,90 Estados Unidos77,30 Índia63,10 Japão81,90 China71,50 Rússia65,40 Suíça80,40 Fonte: IBGE, 2005 Expectativa de Vida

19 Conseqüências do Crescimento Populacional

20 Medidas Para Conter o Aumento Populacional Expansão de serviços de alta qualidade de planejamento familiar e saúde reprodutiva Regulação da fertilidade Aumentar a escolaridade Melhorias na situação econômica, social e jurídica das jovens e das mulheres

21 Aspectos da População Brasileira Em 1967, foi criada a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios(PNAD). Objetivando a produção de informações básicas para o estudo do desenvolvimento socioeconômico do país. Investiga características permanentes: População, Educação, Trabalho, Rendimento e habitação. Investiga características com periodicidade variável: Migração, fecundidade, nupcialidade, saúde, nutrição. A PNAD é realizada anual. Em ano de Censo a pesquisa é interrompida.

22 Características Analisadas pela PNAD(2007) Tipo do domicílio Material das paredes Material da cobertura Condição de ocupação do domicílio Abastecimento de água Esgotamento sanitário Destino do lixo Iluminação elétrica Características dos domicílios particulares permanentes

23 Características Analisadas pela PNAD(2007) Características dos domicílios particulares permanentes Telefone Fogão Filtro de água Rádio Televisão Geladeira Freezer Máquina de lavar roupa Microcomputador Acesso à Internet

24 Domicílios com Microcomputador e Acesso a Internet

25 Características Permanentes para o Domicílio

26 Características Analisadas pela PNAD Alfabetização Estudante Freqüência a escola ou creche Rede de ensino Duração do ensino fundamental Anos de estudo Características de Instrução


Carregar ppt "Universidade Federal de Campina Grande – UFCG Professora: Márcia M. Rios Ribeiro Estagiários-docentes(Programa de Pós- Graduação em Eng. Civil e Ambiental):"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google