A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CORDO DA NOVA RTOGRAFIA Professora Maria Luísa Fiedler.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CORDO DA NOVA RTOGRAFIA Professora Maria Luísa Fiedler."— Transcrição da apresentação:

1 CORDO DA NOVA RTOGRAFIA Professora Maria Luísa Fiedler

2 Argumentos a favor aproximação da oralidade à escrita atualmente a Língua Portuguesa é a única que tem duas grafias oficiais simplicidade de ensino e aprendizagem unificação de todos os países de língua oficial portuguesa fortalecimento da cooperação educacional dos países da LP evolução da língua portuguesa pequena quantidade de vocábulos alterados (1,6% em Portugal e 0,45% no Brasil) o português é o 5º idioma mais falado no mundo e o 3º no mundo Ocidental. A unificação das grafias permite aumentar, ou pelo menos manter a força da Língua Portuguesa no panorama mundial

3 Argumentos contra evolução não natural da língua tentar resolver um não-problema, uma vez que as variantes escritas da língua são perfeitamente compreensíveis por todos os leitores de todos os países da LP desrespeito pela etimologia das palavras a não correspondência da escrita à oralidade. Por exemplo, existem consoantes cuja função é abrir vogais processo dispendioso (revisão e nova publicação de todas as obras escritas, os materiais didáticos e dicionários tornar-se-ão obsoletos, reaprendizagem por parte de um grande número de pessoas, inclusive crianças que estão agora a dar os primeiros passos na escrita) o fato de não haver acordo, facilita o dinamismo da língua, permitindo cada país divergir e evoluir naturalmente, pelas próprias pressões evolutivas dos diferentes contextos geo-sócio-culturais como no caso do Inglês ou do Castelhano afeto com a grafia atual falta de consulta a linguistas e estudo do impacto das alterações

4 Como será a implantação da reforma ortográfica a partir de 2009 Passou a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2009, porém haverá um período de transição (4 anos). O Brasil é o primeiro da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa a implantar a reforma. A mudança atinge somente 0,45% das palavras no Brasil. Até o final de 2012, o modo como se escrevia será admitido em concursos oficiais.

5 O nosso alfabeto passa a ter 26 letras. São formalmente introduzidas as letras K, W, Y. Podem ser usadas nas seguintes situações: Em símbolos de unidades de medidas(km/quilômetro). Em nomes próprios e seus derivados(Darwin/darwinismo). Em palavras estrangeiras de uso corrente(megabyte).

6 ACENTO CIRCUNFLEXO (^)

7 Perderam o acento as palavras com os hiatos OO e EE ANTES abençôo dôo enjôo magôo perdôo povôo vôos zôo AGORA abençoo doo enjoo magoo perdoo povoo voos zoo

8 Eliminou-se o circunflexo no hiato EE nas flexões de CRER, DAR, LER, VER e seus derivados ANTES crêem dêem lêem vêem prevêem AGORA creem deem leem veem preveem

9 Nada muda no plural de TER e VIR e seus derivados Ele tem um carro. Ele mantém a palavra. Ela detém a força. Ela intervém na aula. Ela vem hoje. Eles têm um carro. Eles mantêm a palavra. Elas detêm a força. Elas intervêm na aula. Elas vêm hoje.

10 ACENTO DIFERENCIAL

11 Deixa de ser usado o acento diferencial para diferenciar os pares : (para/pára), (pela/péla), (polo/pólo), (pélo/pêlo) e (pêra/pera) ANTES Ela PÁRA a bicicleta. O PÓLO sul é frio. Ele joga PÓLO. O cão tem PÊLO negro. A PÊRA é uma fruta. AGORA Ela PARA a bicicleta. O POLO sul é frio. Ele joga POLO. O cão tem PELO negro. A PERA é uma fruta.

12 CONTINUA VALENDO: No verbo PÔR, para diferenciar da preposição POR. Ex.: A atriz vai pôr um fim no namoro. No verbo PÔDE(passado), para diferenciar de PODE(presente) Ex.: A atriz não pôde filmar ontem, mas pode hoje. OBS: É facultativo o acento em FORMA(físico) para diferenciar de FÔRMA(do bolo).

13 O TREMA É ABOLIDO ANTES agüentar cinqüenta conseqüência delinqüente eqüino lingüiça qüinqüênio seqüestro tranqüilo AGORA aguentar cinquenta consequência delinquente equino linguiça quinquênio sequestro tranquilo

14 EXCEÇÃO: permanece nos nomes estrangeiros e seus derivados Exemplo: Müller/ mülleriano Hübner/ hübneriano

15 Perdem o acento as paroxítonas com ditongo aberto EI e OI ANTES alcatéia apóia bóia colméia debilóide geléia idéia platéia AGORA alcateia apoia boia colmeia debiloide geleia ideia plateia

16 ACENTO AGUDO (´)

17 Com os ditongos abertos EI e OI, é importante não esquecer que o acento é eliminado apenas nas palavras paroxítonas, sendo mantido nas oxítonas. Exemplo: HEROICO perde o acento, entretanto HERÓI continua sendo acentuado.

18 Perdem o acento as paroxítonas com I e U tônicos depois de ditongo ANTES baiúca bocaiúva(palmeira) cauíla(sovina) feiúra reiúno(baixa qualidade) AGORA baiuca bocaiuva cauila feiura reiuno

19 Com o I e U tônicos, as palavras só perdem o acento se essas vogais forem precedidas de ditongo, e apenas as paroxítonas. São raros os casos. Exemplo: BOCAIUVA. Nas palavras oxítonas, continua o acento. Exemplo: PIAUÍ e JUNDIAÍ

20 No entanto, as oxítonas e os monossílabos tônicos terminados em éi, éu e ói continuam com acento. Exemplos: réu(s), troféu(s), dói, hotéis, herói(s), ilhéu(s), chapéu(s), anéis, dói, réu(s), anzóis, faróis, caracóis, pincéis, bacharéis, coronéis, céu(s),rouxinóis, papéis.

21 Perde acento o U tônico das formas gue/i, que/i de verbos como apaziguar, arguir, averiguar, redarguir, obliquar ANTES apazigúe(s) apazigúem argúi(s) argúem averigúe(s) averigúem obliqúe(s) obliqúem redargúi(s) redargúem AGORA apazigue(s) apaziguem argui(s) arguem averigue(s) averiguem oblique(s) obliquem redargui(s) redarguem

22 HÍFEN

23 LETRA H – com qualquer prefixo, usa-se sempre o hífen diante da palavra iniciada por H. anti-higiênico anti-histérico co-herdeiro eletro-hidráulico extra-horário macro-história mini-hotel proto-história semi-hospitalar super-homem

24 VOGAL + R OU S Quando o prefixo termina em vogal e a segunda palavra começa com S ou R, a consoante é duplicada ANTES anti-racismo anti-religioso anti-semita contra-regra contra-senha extra-regulamentação infra-som neo-realismo semi-reta ultra-som AGORA antirracismo antirreligioso antissemita contrarregra contrassenha extrarregulamentação infrassom neorrealismo semirreta ultrassom

25 PALAVRAS COMPOSTAS – o hífen é abolido quando se perdeu a noção de que a palavra é composta. ANTES pára-quedas manda-chuva pára-brisa girassol madressilva pontapé AGORA paraquedas mandachuva parabrisa girassol madressilva pontapé

26 O hífen continua a ser empregado: Nas palavras compostas por justaposição que não contêm formas de ligação e cujos elementos constituem uma unidade sintagmática e semântica: Exemplos: arco-íris, decreto-lei, médico-cirurgião, tenente-coronel, tio-avô, guarda-noturno, norte-americano, azul-escuro, conta-gotas, guarda-chuva, afro-luso-brasileiro, etc.

27 Usa-se o hífen: Topônimos compostos iniciados pelos adjetivos grã, grão ou por forma verbal ou cujos elementos estejam ligados por artigo,(Grã-Bretanha) Espécies botânicas e zoológicas, estejam ou não ligadas por preposição ou qualquer outro elemento,(abóbora-menina, bem-te-vi) Ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam formando encadeamentos vocabulares( ponte Rio - Niterói).

28 VOGAL + VOGAL DIFERENTE O hífen deixa de ser usado quando o prefixo termina em vogal e a segunda palavra começa com vogal diferente ANTES auto-aprendizagem auto-escola auto-estrada extra-escolar extra-oficial infra-estrutura semi-analfabeto semi-opaco AGORA autoaprendizagem autoescola autoestrada extraescolar extraoficial infraestrutura semianalfabeto semiopaco

29 VOGAL + VOGAL IGUAL será usado hífen se o prefixo terminar em vogal e o segundo elemento começar pela mesma vogal ANTES antiimperialista antiinflamatório contra-ataque microondas microônibus microorgânico semi-integral semi-interno AGORA anti-imperialista anti-inflamatório contra-ataque micro-ondas micro-ônibus micro-orgânico semi-integral semi-interno

30 HIPER, INTER e SUPER + R Quando o prefixo termina em R, usa-se o hífen se o segundo elemento começa por R EXEMPLOS: hiper-requintado inter-racial inter-regional super-reacionário super-resistente super-romântico

31 O HÍFEN SERÁ MANTIDO COM OS PREFIXOS além recém aquém sem pós pré pró ex vice além-túmulo recém-nascido aquém-mar sem-terra pós-graduação pré-vestibular pró-reitor ex-senador vice-governador

32 Com prefixos CIRCUM e PAN, usa-se o hífen diante da palavra iniciada por M, N e VOGAL ANTES circunavegação pan-americano AGORA circum-navegação pan-americano

33 SUB Com o prefixo SUB, usa-se o hífen diante de palavras iniciadas por R (não há consenso entre autores de dicionários e guias ortográficos.


Carregar ppt "CORDO DA NOVA RTOGRAFIA Professora Maria Luísa Fiedler."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google