A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capitalismo e Trabalho: Sociologia Prof. Antonio Mateus Soares Salvador 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capitalismo e Trabalho: Sociologia Prof. Antonio Mateus Soares Salvador 2011."— Transcrição da apresentação:

1 Capitalismo e Trabalho: Sociologia Prof. Antonio Mateus Soares Salvador 2011

2 MERCADO PRODUÇÃOCIRCULAÇÃOCAPITAL

3 CAPITALISMOCONCENTRAEXCLUI

4 Karl Marx – século XIX Estruturação social: divisão de classes econômicas; O capitalismo não garante a subsistência de todos na sociedade; Aprimoramento da tecnologia; Multinacionais e transnacionais – globalização.

5 Surgiu para atender as necessidades econômicas do capitalismo, a globalização configurou-se como a fase mais avançada do capital financeiro. A globalização favorece acesso a tecnologia de ponta.

6 Capitalismo perverso; SUPERESTRUTURA ESTRUTURA CAPITALISMO

7 Inversão da pirâmide social Revolução socialista PATRÃO PROLETARIADO

8

9 Exclusão Social- De acordo com Karl Marx a exclusão social e causado pelo sistema capitalista. * Exclusão social é impedir um certo grupo de pessoas (o proletariado), a obter riquezas, a melhorar de vida. O sistema capitalista oferece inúmeros meios para se obter riquezas. Mas esses meios só são acessíveis a classe alta, ou seja, os burgueses. O proletariado, sem escolha e sem dinheiro, são obrigados a trabalhar inúmeras horas por dia para ganhar um salário "furreca", mas que garante sua subsistência. Ao mesmo tempo que o capitalismo oferece meios, ele exclui possibilidades, pois é um sistema para ricos, onde se ganha dinheiro com o suor alheio.

10 AlienaçãoIdeologiaClassesMais Valia ValorTrabalhoProduçãoConsumo

11 Socialismo Corrente reformista que tinha como seu objetivo a socialização dos meios de produção com base no pressuposto de que os problemas são oriundos das desigualdade sociais.

12 Comunismo: é um sistema de governo, no qual o objetivo era acabar com as classes sociais, a propriedade privada e o Estado.

13 Conceito Gestão da Pobreza

14 A pobreza estrutural de nossos dias é observada, medida, estudada, dimensionada, avaliada, gerida, administrada, mas não se vislumbra sua erradicação. O pobre é figurado como um despossuído de direitos e de razões. Faz parte de uma parcela majoritária da população que tem seu cotidiano marcado por diversas carências e privações.

15 Portanto, o que diferencia o homem dos outros animais é o trabalho (Saviani, 1984)

16 Trabalho Refere-se ao desempenho de uma atividade humana, que gera transformações na matéria prima. Emprego Caracteriza-se pelo reconhecimento legal da função exercida e das atribuições de direitos e deveres entre o contratante e o contratado.

17 Ditadura das máquinas; Especialização e adaptação dos funcionários; Competição no mercado de trabalho;

18 Trabalho em tempo parcial; Não recebe o suficiente para o seu sustento ; Não há aproveitamento de suas qualificações e habilidades.

19 Desemprego Estrutural Mudanças na política econômica; Inovações tecnológicas Desemprego Relativo Decisão Pessoal; Questões momentâneas.

20 Decisão Própria. Desemprego Voluntário Redução do trabalho agrícola por mudanças de estações. Desemprego Sazonal Períodos de recessão nas empresas. Desemprego Cíclico

21 Desemprego Permanente Desemprego por desalento

22 Século XVIII – Revolução Industrial; A atividade pedagógica é uma prática social que atua na configuração da existência humana individual e grupal, para gerar nos seres humanos características de seres humanos. (LIBÂNEO, 1998, p. 22).

23 RELAÇÕES SOCIAIS DE EXPLORAÇÃO PRÁTICAS EDUCATIVAS QUE DESENVOLVEM SUBJETIVIDADES CONFORME SISTEMA HEGEMÔNICO O trabalho pedagógico se articula ao sistema capitalista = disciplina para a vida social e produtiva; BASE: Taylorismo-fordismo – gera a tendência pedagógica de ordem progressista: TECNICISMO.

24 Rompimento entre o pensamento e a ação; Conhecimento mínimo para a prática de movimentos uniformes; Domínio de técnicas do agir, parafusar, movimentar o corpo, e não a mente.

25 Novas demandas no mundo do trabalho: - Novas tecnologias (novo contexto); - Novas habilidades cognitivas; - Métodos flexíveis de organização e gestão do trabalho. Transição da base taylorista-fordista para o TOYOTISMO; Reorganização do trabalho pedagógico; A Polivalência e a Politecnia; Domínio intelectual da técnica.

26 Avanço tecnológico: maximização da exploração das forças de trabalho; Aumento da marginalização social e do desemprego; À ordem do FMI; A educação é um bem de produção e não como um bem de consumo; A teoria do capital humano – Educação para o trabalho;

27 John Dewey Educar para adequar-se aos padrões da indústria Pistrak Educar para a transformação social, para a compreensão das relações sociais e para a inserção coletiva. Gramsci Formação omnilateral: unir a ciência técnica ao mundo da história e das artes. O homem deverá ser produtor e político.

28 LOMBARDI, C.; SAVIANI, D. (Orgs.). Capitalismo, Trabalho e Educação. Campinas: Autores Associados, HISTERB, ed. SOARES, A. M. C. Sociologia e Sociedade: tema, teoria e conceito. Salvador: Fast Design, p


Carregar ppt "Capitalismo e Trabalho: Sociologia Prof. Antonio Mateus Soares Salvador 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google