A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Snap Together Visualization. Introdução - Exploração Visual de Dados Aplicada em conjuntos de dados abstratos. Facilitar a percepção de padrões, tendências,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Snap Together Visualization. Introdução - Exploração Visual de Dados Aplicada em conjuntos de dados abstratos. Facilitar a percepção de padrões, tendências,"— Transcrição da apresentação:

1 Snap Together Visualization

2 Introdução - Exploração Visual de Dados Aplicada em conjuntos de dados abstratos. Facilitar a percepção de padrões, tendências, relacionamentos e exceções contidas nos dados. explorar a capacidade humana de interpretar representações visuais. interação direta e orientação do processo pelo usuário. Múltiplas visualizações permitem observar os dados sob várias perspectivas e explorar os pontos fortes e minimizar o efeito dos pontos fracos das diversas técnicas

3 Exemplo - Windows Explorer

4 Snap Together Visualization Possibilita aos usuários criarem suas próprios ambientes de visualização. Utiliza conceitos do modelo relacional. Interface gráfica para estabelecimento das coordenações pelo usuário. API simples para desenvolvimento e integração de novas visualizações à plataforma.

5 Snap Together Visualization

6 Flexibilidades Dados: Pode-se carregar diferentes conjuntos de dados a serem visualizados Visualizações: Pode-se utilizar diferentes conjuntos de visualizações Coordenações: Pode-se escolher diferentes tipos de coordenações entre pares de visualizações

7 Níveis de Fexibilidade Nível 0: Sem Flexibilidade. Nível 1: Flexibilidade de dados. Nível 2: Flexibilidade de dados e visualizações Nível 3: Flexibilidade de dados, visualizações e coordenações

8 Snap - Modelo Relacional Relação (Tabela ou Consulta) - Visualização Tupla - Item da Visualização Chave Primária - Identificador do Item Junção - Coordenação

9 Modelo - Exemplo

10 Tipos de Ações no Snap Selecionar: Quando uma tupla está selecionada, ela estará destacada das demais Navegar (scroll, zoom): Trazer a tupla selecionada para o centro da visualização Destacar: Algumas visualizações permitem destacar algumas tuplas e selecionar outras Carregar: Carregar os dados de uma tabela com base em uma chave estrangeira de outra tabela

11 Exemplos de Visualizações - Table Ações: –Selecionar –Scroll –Carregar Atributos –Todos

12 Exemplos - Consultas Dinâmicas Componente de controle Ações –Selecionar –Carregar Atributos –Todos

13 Exemplos - Coordenadas Paralelas Ações –Selecionar –Carregar –Destacar Atributos –Todos

14 Exemplos - Scatterplot Ações –Selecionar –Carregar Atributos –X –Y –Cor –Intensidade –Forma –Tamanho –Rótulo

15 Exemplos - TreeMap Açoes –Selecionar –Carregar –Mouse Over –Zoom Atributos –Posicionamento (vários níveis) –Tamanho –Cor –Rótulo

16 Tipos de Relações 1 - 1: Relaciona a chave primária com chave primária, geralmente na mesma tabela 1 - N: Relaciona uma ação na chave primária com uma ação envolvendo a chave estrangeira em outra visualização N - N: Funciona como uma relação bidirecional pois algumas coordenações no Snap funcionam de modo bidirecional Sem relação: Deve ser criado uma relação via consulta SQL

17 Tipos de Coordenações Brushing-and- linking: –1 - 1 –Selec. Selec.

18 Tipos de Coordenações Visão geral e visão detalhada –1 - 1 –Selec. -> Scroll

19 Tipos de Coordenações Carregar sob demanda: –1 - N –Selec. -> Carregar

20 Tipos de Coordenações Scrolling sincronizado: –1 - 1 –Scroll -> Scroll Detalhes sob demanda –1 - 1 –Selecionar -> Carregar

21 Snap API Para que uma visualização seja compatível com a API do Snap, precisa de algumas funcionalidades: –um método para carregar os dados passados pelo Snap. Esses dados as vezes precisam ser traduzidos pela visualização. –métodos para cada uma das ações possíveis. Toda vez que alguma ação coordenada é ativada, a visualização precisa saber o que fazer para refleti-las.

22 Restrições Apenas coordena visualizações cujas tabelas tenham algum relacionamento entre si (Não é possível relacionar tabelas por um outro atributo que não seja chave). Oferece um número limitado de possibilidades de coordenações (não-expansível). Algumas coordenações são sempre bidirecionais Trabalha somente com consultas SQL via JDBC

23 Bibliografia North, C., Shneiderman, B., "Snap-Together Visualization: A User Interface for Coordinating Visualizations via Relational Schemata", Proc. Advanced Visual Interfaces 2000, (May 2000)."Snap-Together Visualization: A User Interface for Coordinating Visualizations via Relational Schemata" North, C., Shneiderman, B., "Snap-Together Visualization: Can Users Construct and Operate Coordinated Views?", University of Maryland Computer Science Dept., (2000)."Snap-Together Visualization: Can Users Construct and Operate Coordinated Views?" North, C., "A User Interface for Coordinating Visualizations based on Relational Schemata: Snap-Together Visualization", University of Maryland Computer Science Dept. Doctoral Dissertation, (May 2000)."A User Interface for Coordinating Visualizations based on Relational Schemata: Snap-Together Visualization" Conklin, N., "A web-based, run-time extensible architecture for interactive visualization and exploration of diverse data", Virginia Polytechnic Institute and State University, Department of Computer Science, Master Thesis, (December 2002).A web-based, run-time extensible architecture for interactive visualization and exploration of diverse data


Carregar ppt "Snap Together Visualization. Introdução - Exploração Visual de Dados Aplicada em conjuntos de dados abstratos. Facilitar a percepção de padrões, tendências,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google