A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ARTICULAÇÃO É um ponto de contato entre os ossos, entre a cartilagem e os ossos, ou entre os dentes e os ossos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ARTICULAÇÃO É um ponto de contato entre os ossos, entre a cartilagem e os ossos, ou entre os dentes e os ossos."— Transcrição da apresentação:

1 ARTICULAÇÃO É um ponto de contato entre os ossos, entre a cartilagem e os ossos, ou entre os dentes e os ossos

2 Algumas articulações Não permitem movimento Outras permitem um movimento leve. Outras permitem um movimento bastante livre.

3 O movimento nas articulações é determinado pela: Forma dos ossos que se articulam; pela flexibilidade (tensão) do tecido conjuntivo que mantém os ossos unidos; a flexibilidade também pode ser afetada por hormônios. Pela posição dos ligamentos, dos músculos e os tendões associados.

4 Classificação das articulações Classificação Estrutural: Baseia-se na presença ou ausência de um espaço entre os ossos que se articulam – cavidade articular Classificação Funcional Grau de movimento que elas permitem.

5 Classificação Estrutural Fibrosa: não existe uma cavidade articular Cartilagínea ou cartilaginosa: Não existe uma cavidade sinovial e os ossos são mantidos unidos por cartilagem. Sinovial: Se existe uma cavidade articular, com líquido sinovial

6 Classificação Funcional Sinartrose: (syn = junto; arthos= articulação) é uma articulação imóvel. Anfiartrose: É uma articulação levemente móvel Diartrose: É uma articulação livremente móvel

7 Sinartrose: (Articulação Imóvel) Sutura, gonfose e sincondrose Sutura ( sutura = costura): os ossos são unidos por tecido conjuntivo denso. Exemplo: sutura coronal entre os ossos parietais e o frontal.

8

9 Gonfose (gonphosis = fixar em conjunto) um pino em forma de cone ajusta-se a um alvéolo. Exemplo: raízes dos dentes nos alvéolos das maxilas e mandíbula.

10

11 Sincondrose (syn = junto; chondro = cartilagem): O material de conexão é uma cartilagem hialina. A articulação eventualmente é substituída por osso. Exemplo: disco epifisiário e as cartilagens costais.

12 Anfiartrose: (Articulação Levemente móvel) Sindesmose e sínfise Sindesmose (syndesmo = faixa ou ligamento). Exemplo: articulação distal entre tíbia e fíbula.

13

14 Sinfise (synphysis = crescendo juntos, é constituído de fibrocartilagem. Articulações intervertebrais e a sínfise púbica. Sínfise púbica

15 Diartrose: (Articulação Livremente Móvel) Articulação sinovial Slide 13Slide 13

16 Uma diartrose é diferenciada por uma cavidade articular entre os ossos em articulação Reduz o atrito quando os ossos se movem Auxilia a absorver choques. Membrana sinovial Cápsula fibrosa

17 Menisco Ligamento

18 Bursa

19

20 Organização do músculo

21 COMO OS MÚSCULOS ESQUELÉTICOS PRODUZEM MOVIMENTO? Origem e inserção Podemos definir o músculo esquelético como um órgão. Os músculos esqueléticos produzem movimento... Os dois ossos não se movem igualmente. Um é mantido quase em sua posição original.Inserção de origem e inserção terminal...Slide 21Slide 21 Porção carnosa do músculo...Slide 21Slide 21

22 Ações em grupo Os músculos agem em grupo... Os músculos estão dispostos em pares opostos nas articulações, isto é, abdutores-adutores... flexores-extensores, A flexão do cotovelo é um exemplo.Um músculo que causa a ação desejada é referido como autor principal ou agonista (agogo = lider).Ex:. Biceps do braço está se contraindo.

23 Nos membros, a inserção de origem de um músculo é proximal e a inserção terminal é distal. Processo coracóide da escápula Tubérculo infraglenoidal da escápula

24 Nomeando os músculos Esqueléticos Características: Direção das fibras musculares relativa a linha mediana do corpo.Ex. reto do abdomeSlide 17Slide 17 Reto: Transverso: significa que as fibras correm perpendicularmente à mediana.Ex:. Transverso do abdomeSlide 17Slide 17 Oblíquo: significa que as fibras correm diagonalmente à linha mediana.Ex. Oblíquo externo do abdome.Slide 17Slide 17

25 Localização Estrutura próxima à qual um músculo é encontrado. Ex. Um músculo próximo ao osso frontal- FrontalSlide 19Slide 19 Um músculo próximo à tíbia – Tíbial anteriorSlide 20Slide 20

26 Quanto ao tamanho Tamanho relativo ao músculo Máximo: significa o maior. Ex. Glúteo máximoSlide 22Slide 22 Mínimo: significa o menor.Ex. Glúteo mínimoSlide 23Slide 23 Longo: significa o mais longo.Ex. Adutor longoSlide 24Slide 24

27 Quanto ao número de origens Número de tendões de origem Bíceps: significa duas origens. Bíceps braquial,Slide 36Slide 36 Triceps: significa três origens.Tríceps braquial,Slide 36Slide 36 Quadríceps: significa quatro origens, Slide 44Slide 44(inserção)

28 Quanto a Forma Deltóide: significa com forma triangular. Ex. Deltóide,Slide 21Slide 21 Trapézio: significa com forma trapezóide. Ex. Trapézio,Slide 29Slide 29 Serrátil: significa com forma de serrilhada. Ex. Serrátil anterior, Slide 21Slide 21 Rombóide: significa com forma rombóide (em diamante), Slide 29Slide 29 Forma relativa do músculo

29 Inserção de origem e inserção terminal Locais onde o músculo se origina e termina Ex:. O esternocleidomastóide origina-se no esterno e na clavícula e termina no processo mastóide do osso temporal,Slide 31Slide 31

30 Músculos da Expressão facial Músculo Inserção de origem Inserção terminal (ponto fixo) (ponto móvel) Zigomático maior - osso zigomático - pele, orbicular da boca Zigomático menor – osso zigomático – Lábio superior Depressor do lábio inferior – Mandíbula – pele do lábio inferior Slide 40

31

32 Músculos que atuam na parede Anterior do Abdome Músculo Inserção de origem Inserção terminal (ponto fixo) (ponto móvel) Reto do abdome Púbis e sínfise púbica Cartilagem da quinta à sétima costelas e processo xifóide Oblíquo externo do abdome Oito costelas inferiores osso do quadril Oblíquo interno do abdome Osso do quadril Cartilagem das três ou quatro últimas costelas Transverso do abdome Osso do quadril cartilagens Processo xifóide costais das últimas seis costelas púbis Slide 26 Músculos que atuam na parede Anterior do Abdome

33 Músculos que atuam na parede anterior do Abdome O – púbis e sínfise púbica IT- Cartilagem da 5 a 7 costelas e processo xifóide O- 8 Costelas inferiores IT- Crista Ilíaca e linha alba O- Crista ilìaca, ligamento inguinal e fáscia toracolombar IT- Cartilagem das últimas três ou quatro costelas e linha alba O- Crista ilíaca, ligamento inguinal, fáscia lombar e cartilagens costais das últimas seis costelas. IT- Processo xifóide, linha alba e púbis

34 Músculos usados na Respiração O- Processo xifóide do esterno, cartilagens costais das 6 últimas costelas e vérteras lombares IT- Tendão central O- Borda superior da costela inferior IT- Borda inferior da costela superior O- Borda inferior da costela superior. IT- Borda superior da costela inferior o o

35 MÚSCULOS QUE MOVEM O CÍNGULO PEITORAL ANTERIOR Subclávio Peitoral menor Serrátil anterior POSTERIOR Trapézio Levantador da escápula Rombóide

36 Músculos que movem o cíngulo do membro superior (peitoral) Os músculos que movem o cíngulo peitoral originam-se no esqueleto axial e inserem-se na clavícula e na escápula. Músculo anterior origem Terminal Subclávio 1ª costela Clavícula Peitoral menor 3ª e 5ª costela Escápula Serrátil anterior 8ª ou 9ª costela Escápula Slide 36

37 Músculo Posterior origem Terminal Trapézio osso occiptal e processos Clavícula espinhosos da CVII e todas e escápula as vértebras torácica Levantador da CI a CV vértebras Escápula Escápula Rombóide Processos espinhosos da Escápula TI a TV torácicas Slide 34 Músculos que movem o cíngulo do membro superior (peitoral) Os músculos que movem a cintura torácica originam-se no esqueleto axial e se inserem na clavícula ou na escápula.

38 Músculos Axiais Peitoral maior Grande Dorsal Músculos escapulares Se originam do esqueleto axial Originam-se na escápula Deltóide Subescapular Supra-espinhal Infra-espinhal Redondo maior Redondo menor Coracobraquial Músculos que movem o úmero

39 Músculos que movem o úmero (Braço) Músculo origem Terminal Peitoral maior Clavícula, esterno, cartilagens Úmero da segunda à sexta costelas Grande Processos espinhosos das seis Úmero Dorsal vértebras torácicas inferiores, Ou vértebras lombares, sacro e ílio, quatro costelas inferiores. Latíssimo do dorso Slide 40 Slide 39Slide 40 Slide 39 Músculos Axiais

40 o o o o o o o IT_ Tubérculo maior e Sulco intertubercular do úmero Os músculos que movem a cintura torácica originam-se no esqueleto axial e se inserem na clavícula ou na escápula Slide 58

41 Músculo origem Terminal Deltóide clavícula e escápula Úmero Subescapular Escápula Úmero (sub=abaixo de; scapularis= escápula) Supra-espinhal Escápula Úmero (supra= acima de; Spinatus = espinha da escápula) Infra-espinhal Escápula Úmero (infra = abaixo de) Redondo maior Escápula Úmero Redondo menor Escápula Úmero Coracobraquial Escápula Úmero (coraco = processo coracóide) Slide 50 Músculos que movem o úmero (Braço) Músculos escapulares

42 Músculos que movem o Rádio e a Ulna (Antebraço) A maioria dos músculos que movem o rádio e a ulna (antebraço) está dividida em flexores e extensores. Flexores Biceps braquial Braquial Braquioradial Extensor Tríceps braquial Supinador Pronador Slide 39 MÚSCULO Slide 45 Slide 44

43 Músculos Flexores

44 Músculos que movimentam o punho e os dedos. Os músculos do compartimento anterior funcionam como flexores, e os do compartimento posterior, como extensores Compartimento Anterior(Flexores Flexor radial do carpo Flexor ulnar do carpo Palmar longo Flexor profundo dos dedos Flexor superficial dos dedos Compartimento Posterior (Extensores) Extensor radial longo do carpo Extensor ulnar do carpo Extensor dos dedos

45 0- Epicôndilo medial do úmero IT- Segundo e terceiros metacárpicos O- Epicôndilo medial do úmero IT- Retináculo dos flexores e aponeurose palmar O- Epicôndilo medial do Úmero e parte superior da margem posterior da ulna IT- ossos do carpo O- Superfície medial anterior do corpo da ulna IT- Bases das falanges distais de cada dedo O- Epicôndilo medial do úmero, processo coronóide da ulna IT- Falanges médias de cada dedo Anteriores Compartimento Anterior Superficial (Flexores) Músculos que movem o punho e os dedos Compartimento profundo O- Superfície anterior do rádio e membrana interóssea IT- Bases das falanges distais do polegar IT

46 O- Crista supracondilar lateral do úmero IT- Segundo metacárpico O- Epicôndilo lateral doo úmero e margem posterior da ulna IT- Quinto metacárpico O- Epicôndilo lateral do úmero IT- Falanges distais e mediais de cada dedo O- Epicôndilo radial do úmero IT- Terceiro metacárpico O- Epicôndilo lateral do úmero IT- Tendão do externsor dos dedos na falange do quinto dedo Compartimento posterior superficial Músculos que movem o punho, a mão e os dedos

47 Músculos que movem o Fêmur (Coxa) MÚSCULO Psoas Ilíaco Glúteo Máximo Glúteo Médio Glúteo Mínimo Tensor da Fáscia Lata Adutor longo Adutor magno Piriforme Pectíneo Slide 38 #55. Slide 55

48 Músculos que Agem na Tíbia e na Fíbula (Perna) MÚSCULO Compartimento medial (adutor) Adutor magno Adutor longo Pectíneo Grácil (Gracilis = magro); (Flete a perna) Compartimento anterior (extensor) Quadríceps femoral Sartório Compartimento posterior (flexor) Bíceps femoral Semimembranoso Slide 40 SemitendíneoSlide 40 Slide 41

49 Músculos que movimentam o pé e os dedos do pé MÚSCULO Compartimento anterior Tibial anterior Extensor longo dos dedos Slide 37Slide 37 Compartimento lateral Fibular longo Compartimento posterior Gastrocnêmio (do m. tríceps da perna) (gaster = barriga; kneme = perna) Sóleo (soleus = sola do pé) Tibial posterior Flexor longo dos dedos Slide 38

50 Reto do abdome Transverso do abdome Oblíquo interno do abdome Oblíquo externo do abdome Músculos da parede abdominal anterior Deltóide Serrátil anterior Peitoral maior O- Crista pubica e sinfise púbica T- cartilagem da quinta e 7 costelas e processo xifóide O- Últimas oito costelas T- Crista ilíaca O- Crista Ilíaca T- Cartilagem das últimas três ou quatro costelas O- Crista ilíaca, cartilagens costais das últimas seis costelas T- Processo xifóide e púbis

51 Músculo frontal Músculos da face (expressão facial). Zigomático menor Levantador do lábio superior Abaixador do lábio inferior O- Superiormente ao forâmenb infraorbital da maxila T- pele, no ângulo da boca, e orbicular da boca O- osso zigomático T- lábiosuperior O- Osso zigomático T- Pele, no ângulo da boca, e orbicular da boca Abre o olho

52 Tibial anterior Músculos que movem o pé e os dedos do pé Extensor longo dos dedos Fibular longo Tibial anterior Slide 38 O- Côndilo lateral e corpo da tíbia e membrana interóssea. T- Primeiro metatársico e primeiro cuneiforme(medial) O – Côndilo lateral da tíbia, superfície anterior da fíbula e membrana interóssea. T- Falanges mediais e distais dos dedos do pé, do segundo ao quinto. Fibular curto O- Cabeça e corpo da fíbula e côndilo lateral da tíbia. T- primeiro metatarsal e cuneiforme. Ação: Faz a dorso flexão do pé na articulação do tornozelo Ação: Faz a flexão plantar do pé, na articulação do tornozelo. O- corpo da fíbula T- Base do quinto metatarsal

53 Músculos que movem o pé e os dedos do pé Gastrocnêmio sóleo Tibial posterior Flexor longo dos dedos Compartimento posterior Ação: Gatrocnêmio: Faz a flexão plantar do pé, na articulação do tornozelo, e flete perna na articulação do joelho. Sóleo: Faz a flexão do pé, na articulação do tornozelo. O- Côndilos lateral e medial do fêmur. T- Calcâneo pelo tendão calcâneo(de Aquiles) O- Cabeça da fíbula e margem medial da tíbia. T- Calcâneo pelo tendão calcâneo (de Aquiles) O- Tíbia, fíbula e membrana interóssea. T- Segundo, terceiro e quarto metatarsais; navicular; todos os três cuneiformes; e cubóide. Flexor longo dos dedos O- Superfície posterior da tíbia; T- Falanges distais do dedo do pé, do segundo ao quinto. Flexor longo do hálux O- Dois terços inferiores da fíbula; T-Falange distal do hálux. Os músculos superficiais do compartimento posterior têm um tendão de inserção comum, o tendão Calcâneo (de Aquiles), que se insere no osso calcâneo do tornozelo.

54 Glúteo máximo

55 Glúteo médio Glúteo máximo (seccionado) Glúteo mínimo Músculos que movem o fêmur piriforme semitendíneo Bíceps femoral semimembranoso flexores Estende a coxa na articulação do quadril IT- Trato iliotibial da fáscia lata- tuberosidade glútea do fêmur Abduz a coxa na articulação do quadril e roda medialmente e a coxa Trocanter maior Roda lateralmente a coxa tb abduz #47. Slide 47 Compartimento Posterior – (flexor) Flete a perna, na articulação do joelho, e estende a coxa, na articulação do quadril IO- Cabeça longa – Biceps – e todos os outros - Tuberosidade isquiática Cabeça curta – linha áspera do fêmur. IT- cabeça da fíbula e côndilo lateral da tíbia IT- Côndilo medial da tíbia IT_- Parte proximal da superfície medial da diáfise da tíbia

56 Músculos que agem no Fêmur (Coxa) e na Tíbia e Fíbula (Perna) Adutor longo Músculo quadríceps da coxa ou femoral Tensor da fáscia lata Adutor Magno Pectíneo Grácil extensores Sartório Aduzem a fletem a coxa na articulação do quadril IO- sínfise púbica IT- linha áspera do fêmur #47. Slide 47 O trato iliotibial insere- se no côndilo lateral da tíbia. Todas as quatro cabeças estendem a perna na articulação do joelho; o reto da coxa agindo sozinho também flete a coxa na articulação do quadril. O sartório flete a perna na articulação do joelho – flete, abduz e roda, lateralmente, a coxa, na articulação do quadril- IT – superfície medial do corpo da tíbia #48. Slide 48

57 Biceps braquial (seccionado) Músculos que movem o úmero (Braço) O- Fossa subescapular da escápula. IT- Tubérculo menor do úmero

58 Músculos que movem o carpo (punho), a mão e os dedos. Braquiorradial AnteriorPosterior Bíceps braquial Braquial

59 Músculos que movem o carpo (punho), a mão e os dedos. supinador Pronador Braquiorradial O- Margem lateral e medial da extremidade distal do úmero IT- Superiormente ao processo estilóide do rádio O- Epicôndilo lateral do úmerocrista próxima a incisura radial da ulna IT- Superfície lateral do terço proximal do rádio O- Epicôndilo madial do úmero e processo coronóide da ulna IT- Porção distal da diáfise do rádio PL- Palmar longo PR- pronador redondo FRC- Flexor radial do carpo FSD- Flexor superficial dos dedos FUC- Flexor ulnar do carpo Flexor Músculos pronadores do antebraço O- Epicôndilo medial do úmero e processo coronóide da ula IT- Porção distal da diáfise do rádio O- Porção distal da diáfise da ulna. IT – Porção distal da diáfise do rádio

60 Músculos que movem o rádio e a ulna Triceps braquial Biceps braquial Braquial Slide 43 O-Tubérculo supraglenoidal Processo coracóide da escápula IT- Tuberosidade radial O- Tubérculo infraglenoidal Superfície lateral e postrior do úmero IT- Olácrao da ulna O- Superfície anterior distal do úmero IT- Tuberosidade ulnar e processo coronóide da ulna BraquiorradialSlide 52Slide 52 Flexores

61 Músculos que movem o cíngulo do membro superior Trapézio Rombóide menor Rombóide maior Slide 40 O- Occipital, Processo espinhosso, da 7 vértebra cervical e todas as torácicas IT- Clavícula e acrômio e espinha da escápula O- Quatro ou cinco vértebras cervicais superiores IT- Região superior da margem medial da escápula Processos espinhossos da sétima vértebra cervical e da primeira vértebra torácica O- Processos espinhosos, da segunda à quinta vértebras torácicas

62 Principais músculos esqueléticos superficiais Esternocleidomastóideo origem terminal

63 Costelas Intercostais internos Intercostais externos Músculos usados na respiração diafragma

64 Músculos que movem o cíngulo do membro superior (peitoral) o t o o o it Serrátil Anterior o o o o o o o o o IT- Margem medial e ângulo inferior da escápula #65. Slide 65

65 Músculos que movem o úmero (braço) Grande dorsal Supra-espinhal Infra-espinhal Redondo menor Redondo maior deltóide coracobraquial O- Processos espinhosos das últimas seis vértebras toráciccas, vértebras lombares, crista sacro e ílio, quatro últimas costelas IT- Sulco intertubercular do úmero O- Extremidade acromial da clavícula, acrômio da escápula e espinha da escápula IT- Tuberosidade Deltóide do úmero O- Processo coracóide da escápula IT- diáfise do úmero IT- Tubérculo maior do úmero o o IO- Região inferior da margem lateral da escápula T- Tubérculo maior do úmero O- Ângulo inferior da escápula. IT- Sulco intertubercular do úmero SubescapularSlide 50 o o o o t o o

66 Músculo Inserção de origem Inserção terminal (patela) Quadriceps femoral (Quadríceps = quatro cabeças) Reto da coxa Espinha ilíaca ântero-posterior Vasto lateral Trocanter maior e linha áspera do fêmur Vasto medial Linha áspera do fêmur Vasto Intermédio Superfície anterior e lateral do fêmur


Carregar ppt "ARTICULAÇÃO É um ponto de contato entre os ossos, entre a cartilagem e os ossos, ou entre os dentes e os ossos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google