A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Refeições Coletivas Mario H. Marins981774 Natália Fialho981844 Revista: Cozinha Industrial nº78 Entrevista: Wagner Sturion com Rogério da Costa Silveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Refeições Coletivas Mario H. Marins981774 Natália Fialho981844 Revista: Cozinha Industrial nº78 Entrevista: Wagner Sturion com Rogério da Costa Silveira."— Transcrição da apresentação:

1 Refeições Coletivas Mario H. Marins Natália Fialho Revista: Cozinha Industrial nº78 Entrevista: Wagner Sturion com Rogério da Costa Silveira (presidente da Aberc)

2 Aberc O que é?O que é? Associação Brasileira das Empresas de refeições coletivas; Qual o objetivo?Qual o objetivo? Reunir os empresários do setor e defender seus interesses; Quando foi criada?Quando foi criada? Em Em 1988.

3 Associados à Aberc Crescimento do número de associados em 460% O segmento ultrapassa o número de clientes no Brasil.

4 Divisão do Mercado 93% do mercado é dominado pelas empresas associadas à Abec 7% do mercado é disputado pelas outras empresas; as não associadas à Aberc

5 Mercado de Refeições Coletivas Merenda escolar ainda é um grande mercado pouco explorado, representando apenas 11% de participação no mercado;

6 Novos Nichos do Mercado Mercado dentro das universidades;Mercado dentro das universidades; Praças de alimentação dos Shoppings;Praças de alimentação dos Shoppings; Cantinas e comercialização de pratos prontos;Cantinas e comercialização de pratos prontos; Eventos de cunho esportivo, social ou religioso.Eventos de cunho esportivo, social ou religioso.

7 Defendendo a Atividade Nos últimos 2 anos- crescimento de 55% das matérias-primas;Nos últimos 2 anos- crescimento de 55% das matérias-primas; Necessidade de busca de melhores índices de produtividade, além de renegociação de preços com os parceiros tomadores de serviços.

8 Mercado em Constante Movimento ANTIGAMENTE ANTIGAMENTE Mão de obra intensiva; - cozinhar - delivery dos alimentos HOJE Capital intensivo; - alta taxa de investimentos para se fazer a negociação de contrato;

9 Dificuldades do Setor No Brasil: uma empresa chega a reduzir o nº de funcionários em 50% em 2 mês;No Brasil: uma empresa chega a reduzir o nº de funcionários em 50% em 2 mês; O primeiro faturamento da empresa: empregado como investimento inicial, antes da prestação do serviço;O primeiro faturamento da empresa: empregado como investimento inicial, antes da prestação do serviço; Nascimento já deficitário do negócio: equilíbrio após anos de boa rentabilidadeNascimento já deficitário do negócio: equilíbrio após anos de boa rentabilidade

10 Superando as Dificuldades Descobrir quais são os mercados futuros – os portadores de desenvolvimento;Descobrir quais são os mercados futuros – os portadores de desenvolvimento; Focar as contas nestes segmentos;Focar as contas nestes segmentos; SAQ – Selo Aberc de Qualidade EmpresarialSAQ – Selo Aberc de Qualidade Empresarial

11 SAQ PNQ (Prêmio Nacional de Qualidade); Origem: PNQ (Prêmio Nacional de Qualidade); Fomentar autodesenvolvimento das prestadoras de serviços de alimentação. Objetivo: Fomentar autodesenvolvimento das prestadoras de serviços de alimentação. Satisfação dos usuários eSatisfação dos usuários e Satisfação dos tomadores de serviços;Satisfação dos tomadores de serviços; Expansão do mercado de coletividades – solidificação dos serviços.Expansão do mercado de coletividades – solidificação dos serviços.

12 Expectativas para o Futuro Crescimento de 10,6% em 2003 :Crescimento de 10,6% em 2003 : 5,2 milhões de refeições/dia 5,2 milhões de refeições/dia Em momentos de crise a solução é terceirizar;Em momentos de crise a solução é terceirizar; Crescimento da receita em 19%: R$ 5 bilhõesCrescimento da receita em 19%: R$ 5 bilhões barganha por preços muito baixos (a competitividade está no número de refeições). Problema: barganha por preços muito baixos (a competitividade está no número de refeições).

13 Impostos Atividade impossibilitada de pagar 6-8% de impostos;Atividade impossibilitada de pagar 6-8% de impostos; O ideal, para a situação brasileira, está em torno de 2,8- 3,6%; fazendo o segmento sobreviver de maneira que todos paguem impostos.O ideal, para a situação brasileira, está em torno de 2,8- 3,6%; fazendo o segmento sobreviver de maneira que todos paguem impostos.


Carregar ppt "Refeições Coletivas Mario H. Marins981774 Natália Fialho981844 Revista: Cozinha Industrial nº78 Entrevista: Wagner Sturion com Rogério da Costa Silveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google