A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Conselho Tecnológico para que e como 2008 e 2009 Eng. Allen Habert 1a. Reunião Plenária do Conselho Tecnológico do SEESP São Paulo, 30 de setembro de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Conselho Tecnológico para que e como 2008 e 2009 Eng. Allen Habert 1a. Reunião Plenária do Conselho Tecnológico do SEESP São Paulo, 30 de setembro de."— Transcrição da apresentação:

1 1 Conselho Tecnológico para que e como 2008 e 2009 Eng. Allen Habert 1a. Reunião Plenária do Conselho Tecnológico do SEESP São Paulo, 30 de setembro de 2008

2 2 Conselho Tecnológico do SEESP Pequeno histórico 1987: criação, assim como do Prêmio Personalidade da Tecnologia 1988: capítulo inédito de C&T na Constituição (movimento liderado pelo SEESP/FNE com 250 entidades). Artigos 218 e 219 da Constituição Federal de : Políticas de C&T para a Década de 90, coordenado pela FNE/UnB. Transformou-se num curso a distância contando com participantes no país. 1991: Bases para um Projeto Nacional de Desenvolvimento (contraponto ao movimento neoliberal na era Collor).

3 3 1992/93: criação dos Conselhos Tecnológicos Regionais (Bauru, Rio Claro, Piracicaba, Ribeirão Preto). 1993: Projeto de lei 1.131/91, transformado em Lei Estadual 8.029/92, garantindo seis dias/ano para qualificação e requalificação dos profissionais da administração direta do ESP. Categorias contempladas: engenheiros, arquitetos, agrônomos, tecnológos, geólogos, técnicos industriais e agrícolas e meteorologistas : premiação anual Personalidade da Tecnologia.

4 4 Reinício do processo 14/12/07: posse do Conselho Tecnológico no ESP com 190 conselheiros. 27/02/08: debate e aprovação da nova metodologia de funcionamento do Conselho Tecnológico na Diretoria plena do SEESP. 16/04/08: constituição do CG - Comitê Gestor (27 membros + Diretoria Executiva do SEESP). - Seis reuniões do CG realizadas desde então. - O CG é também a Comissão Julgadora que seleciona e indica os nomes para o Prêmio Personalidade da Tecnologia em /09/08: 1a. Reunião Plenária do CT do ESP.

5 : lançamento e posse de 19 Conselhos Tecnológicos Regionais junto às Delegacias Sindicais do interior e litoral (totalizando 800 conselheiros) ABC - 18/08/07 Alto Tietê - 03/08/0707 Araçatuba - 20/09/07 Baixada Santista - 05/10/07 Bauru - 18/05/07 Botucatu - 11/07/08 Campinas - 19/10/07 Franca - 05/09/07 Guaratinguetá - 01/08/07 Jacareí- 25/07/07 Jundiaí - 24/10/07 Lins - 20/09/07 Marília - 22/06/07 Pindamonhangaba - 26/07/07 Piracicaba - 26/10/07 Rio Claro - 02/10/07 São Carlos - 17/09/08 São José dos Campos - 05/09/07 Taubaté - 20/09/07

6 : discussão e elaboração: - Cresce Rio Claro - Conselho Tecnológico Regional de Rio Claro. - Cresce Grande Campinas - Conselho Tecnológico de Campinas. -Cresce Vale (Vale do Paraíba) - 5 Conselhos Tecnológicos, (São José dos Campos, Taubaté, Jacareí, Pindamonhangaba e Guaratinguetá). - Cresce Lins - Conselho Tecnológico de Lins. - Cresce Brasil - RMSP (Desenvolver a metropóle e garantir qualidade de vida) - contou com a colaboração do Conselho Tecnológico ESP.

7 7 Conselho Tecnológico do SEESP O que é Órgão de aconselhamento e animação do SEESP nos temas da engenharia, ciência, tecnologia e inovação para sugerir, criticar e desenvolver políticas públicas que impulsionem o desenvolvimento sustentável com inclusão social. Missão Mobilizar conhecimentos da engenharia, ciência e tecnologia que ajudem a melhorar e transformar a vida nas cidades e no âmbito rural.

8 8 Mandato: d ezembro 2009 (final da gestão da diretoria ) Compromissos assumidos na posse do CT 2008: auxiliar na elaboração do Cresce Brasil -Região Metropolitana de São Paulo. 2009: auxiliar na elaboração do Cresce Brasil- Estado de São Paulo. - Criar as condições organizacionais para o funcionamento permanente do Conselho Tecnológico. - Criar as bases para conectar virtualmente todos os conselheiros através de plataforma digital.

9 9 Comitês Temáticos e Grupos de Trabalho Objetivos Comitês Temáticos: integrar saberes da ciência, engenharia, tecnologia, inovação, cultura e desenvolvimento urbano para propor políticas públicas e soluções para o desenvolvimento das regiões metropolitanas e cidades. Ter como horizonte a construção de cidades do futuro. Grupos de Trabalho: aprofundar a compreensão e atuação em assuntos específicos de grande relevância para o desenvolvimento nacional em 19 áreas.

10 10 Comitês Temáticos / Temas Mobilizadores 1 - Cidade Inteligente: urbanismo, memória, tecnologias da informação, gestão do conhecimento, cultura, educação para C,T&I, cidadania, parcerias, cooperação e solidariedade. 2 - Cidade do Trabalho: geração de emprego e renda, plataformas tecnológicas e empreendedoras regionais, capacitação e requalificação profissional.

11 11 Comitês Temáticos / Temas Integradores 3 - Cidade em Movimento: transporte, mobilidade e logística urbana, metropolitana e macro-metropolitana, habitação, comunicações. 4 - Cidade Sustentável: energia, saneamento, meio ambiente, habitação, agricultura e soberania alimentar

12 12 Grupos de Trabalho/ Temas Específicos Aeronáutica e espacial Agricultura e soberania alimentar C, T & Inovação Construção Civil Educação, qualificação e requalificação profissional Energias Engenharia consultiva Habitação Indústria Lixo e resíduos sólidos Meio ambiente e mudanças climáticas Memória da engenharia e arquitetura Pesca Saneamento ambiental Segurança do trabalho Tecnologia e Saúde TI e Comunicações Transportes Urbanismo

13 13 Dinâmica de Trabalho - 6 (no mínimo) coordenadores para cada Comitê Temático (CTem). - 2 coordenadores (no mínimo) para cada Grupo de Trabalho (GT). - Cada CTem ou GT propõe e realiza reuniões, seminários, documentos. - Autonomia para cada CTem ou GT criar comissões específicas. - Os conselheiros podem participar de um ou mais CTem ou GT. - Convidar profissionais que não integram o Conselho Tecnológico para participar de atividades dos Ctem ou GT. - Os coordenadores serão sempre consultados pelo SEESP nos assuntos que lideram.

14 14 Exemplos de batalhas possíveis e necessárias Estimular a criação de Fórum de Desenvolvimento da RMSP: unir os 39 municípios (prefeituras e câmaras) para resolver de forma integrada problemas de transporte, saneamento, lixo, meio ambiente, emprego. Estimular a criação de Secretaria Municipal de Desenvolvimento nos vários municípios da RMSP e de outras regiões para tratar de forma transversal temas relacionados ao emprego, criação de empresas e C,T&.

15 15 Diretoria SEESP CT RegionaisCT Estadual Comitê Gestor do CT Comissão Julgadora Prêmio Personalidade da Tecnologia Comitês Temáticos Grupos de Trabalho CICTCMCS AEASCTECCCENINHBEQPEMEMALRSASTTSTITRUR


Carregar ppt "1 Conselho Tecnológico para que e como 2008 e 2009 Eng. Allen Habert 1a. Reunião Plenária do Conselho Tecnológico do SEESP São Paulo, 30 de setembro de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google