A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Empreendedorismo: uma eterna aprendizagem Gilmar Gianni Sindilojas 08.11.12.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Empreendedorismo: uma eterna aprendizagem Gilmar Gianni Sindilojas 08.11.12."— Transcrição da apresentação:

1 Empreendedorismo: uma eterna aprendizagem Gilmar Gianni Sindilojas

2 Alegria de ser um eterno aprendiz Em um de seus versos mais inspirados, o saudoso compositor Gonzaguinha propunha cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz, conselho que também se aplica a empresários e gestores de uma empresa.

3 Empreendedor uma eterna criança As principais características de um bom empreendedor são desenvolvidas ainda quando nem conseguimos pronunciar empreendedorismo.

4 Características do empreendedorismo Criatividade, curiosidade, proatividade, persistência e, principalmente, sonhar grande... atributos imprescindíveis para quem não desiste de chegar longe.

5 Essas qualidades, no entanto, podem ser facilmente percebidas no comportamento de uma criança e, se você as perdeu conforme foi se tornando gente grande, trate logo de trazê- las de volta.

6 Uma pesquisa feita com mais de 500 empresários de sucesso ao redor do mundo revelou: pelo menos seis em cada dez tiveram uma experiência empreendedora na infância. (Estatística no Livro: Coração, Inteligência, Coragem e Sorte: o que é preciso para ser um empresário e construir um grande negócio), escrito pelos empreendedores Anthony K. Tjan, Richard J. Harrington e Tsun-Yan Hsieh.

7 Qual a idade certa para empreender? Senso de oportunidade e cuidados com a gestão são os segredos de quem quer ter um negócio de sucesso em qualquer idade.

8 Empreender aos 20 anos Faculdade, amigos, balada. Estas costumam ser as preocupações de quem tem 20 e poucos anos.

9 Dos 20 aos 30: empolgação e energia Nessa fase da vida o jovem ainda mora com os pais e precisa de capital menor para viver, ele também está mais criativo e cheio de ideais. Outro fator é que se a tentativa de ter o próprio negócio não der certo, o tempo para o profissional se recolocar no mercado é maior. O ponto negativo é que nessa fase existe a falta de maturidade e a inexperiência. O entusiasmo exagerado também pode prejudicar o empreendedor que acaba por não avaliar corretamente o cenário. O profissional precisa mais do que conhecimento técnico, precisa de gestão e trato com as pessoas.

10 Empreender aos 30 anos Casamento, filhos, pós-graduação. É a partir dos 30 que as obrigações sociais começam a falar mais alto. Pessoas nesta idade buscam realização pessoal com a empresa, algo que o emprego não proporciona.

11 Dos 30 aos 40: cautela Essa é a fase da vida em que os empregados não querem mais ter chefe e é uma fase boa para buscar uma franquia como oportunidade de negócio, pois proporciona escala maior e risco menor. Os profissionais nessa idade estão mais cautelosos, além de ter mais vivência e conhecimento. Contudo, normalmente nessa idade ele já está casado, com filhos e o emprego fixo pode dar maior estabilidade. Se quiser empreender é por meio de um dos cônjuges, enquanto um fica com a renda fixa o outro se arrisca em um empreendimento.

12 Empreender aos 40 anos Casa própria, segurança financeira, carro na garagem. Quem decide abrir um negócio aos 40, geralmente, já passou pelo mercado de trabalho e está buscando mais qualidade de vida.

13 Após os 40 anos: maturidade e experiência A experiência que a idade torna o empreendedor mais seguro de seus passos. Não precisa mais de emprego fixo, de chefe, começa a querer realizar um projeto antigo. Tem economias, os filhos estão criados, tem maturidade e vida e experiência. Ponto negativo é um planejamento mal elaborado, investir mais que 30% das economias pode ser arriscado e não ter mais tempo de recuperar o valor. Voltar ao mercado de trabalho, se a tentativa não obtiver êxito, também pode ser uma difícil missão.

14 Empreender aos 50 anos Saúde, lazer, tempo livre. Antigamente, a maioria das pessoas chegava aos 50 anos pensando em se aposentar. Hoje, os cinquentões querem começar a viver!

15 Acima dos 50 anos: sonho Nessa fase o profissional está em busca de realizar um sonho ou atrás de uma aposentadoria tranquila. Com mais dinheiro no bolso, das economias feitas durante a vida, ele pode diversificar os investimentos.

16 Temos que continuar aprendendo... Pessoas gostam de empreendedores...

17 1- Pessoas gostam de empreendedores que oferecem bons produtos, mas elas gostam mais ainda de empreendedores que fazem produtos simples.

18 2- Pessoas gostam das empreendedores que fornecem um bom atendimento ao cliente, mas elas amam empreendedores que têm funcionários memoráveis.

19 3- Pessoas gostam de empreendedores que sabem se comunicar bem com os clientes, mas elas amam empreendedores que vivem e compartilham suas histórias.

20 4- Pessoas gostam de empreendedores que são inovadores, mas elas amam empreendedores que realmente as inspiram.

21 5- Pessoas gostam das empreendedores que são diferentes, mas elas amam empreendedores que as surpreendem e as fazem sorrir.

22 6- Pessoas gostam de empreendedores que educam, mas amam empreendedores que as fazem se sentirem parte de cada ação ou acontecimento.

23 Temos que conhecer a tendência: economia de expectativas Atualmente os consumidores desejam nada menos que o melhor, e eles querem agora, antes de todo mundo e com exclusividade. E, ainda, querem uma conexão real e humana.agoraantes de todo mundo

24 Graças às plataformas de crowdsourcing, novas tecnologias de produção e o culto ao empreendedorismo, os consumidores são cada vez mais PRESUMERS; são capazes de satisfazer os seus desejos por meio do envolvimento com produtos e serviços antes de seu lançamento*. *Trendwatching

25 Temos que conhecer a tendência: servile brands Como servir, assistir e ajudar estão moldando a definição de vender.

26 Servil ? Ser SERVIL significa focar os seus esforços em ajudar e realizar os desejos de seus clientes – sempre e onde quer que eles estejam.

27 Ser SERVIL é: - Deixar os seus clientes testarem antes de comprar - Ajudar clientes a monitorar qualquer coisa - Ajudar clientes a encontrar qualquer coisa em tempo real - Ajudar clientes a entenderem o mundo em tempo-real - Estar presente quando os clientes mais precisam, mesmo quando eles não sabem que precisam

28 Ser SERVIL também é: - Estar presente mesmo onde o governo não está - Ajudar clientes a economizar - Ajudar os seus clientes a começar o dia com o pé- direito - Ajudar os clientes a tirar o melhor proveito de tudo - Oferecer recomendações realmente úteis - Facilitar sempre e quando possível Fonte: Uma das principais empresas mundiais de tendências, o trendwatching.com envia seus Trend Briefings mensais e gratuitos a mais de assinantes no mundo todo.www.trendwatching.com

29 Parabéns UNIVAREJO


Carregar ppt "Empreendedorismo: uma eterna aprendizagem Gilmar Gianni Sindilojas 08.11.12."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google