A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Radiata Phylum Cnidaria Phylum Ctenophora. CLASSIFICAÇÃO TRADICIONAL DO REINO ANIMALIA Super-Reino Parazoa Filo Porifera Super-Reino Eumetazoa Sub-Reino.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Radiata Phylum Cnidaria Phylum Ctenophora. CLASSIFICAÇÃO TRADICIONAL DO REINO ANIMALIA Super-Reino Parazoa Filo Porifera Super-Reino Eumetazoa Sub-Reino."— Transcrição da apresentação:

1 Radiata Phylum Cnidaria Phylum Ctenophora

2 CLASSIFICAÇÃO TRADICIONAL DO REINO ANIMALIA Super-Reino Parazoa Filo Porifera Super-Reino Eumetazoa Sub-Reino Radiata Filo Cnidaria Filo Ctenophora Sub-Reino Bilateria Divisão A (Protostomia) Acelomados: filos Platyhelmintes, Gnathostomulida, Nemertea Pseudocelomados: filos Rotifera, Gastrotrichia, Kinorhyncha, Nemata, Nematomorpha, Entoprocta, Acantocephala, Priapulida e Loricifera. Eucelomados: filos Mollusca, Annelida, Arthropoda, Echiurida, Sipunculida, Tardigrada, Pentastomida, Onychophora, Pogonophora. Divisão B (Deuterostomia) Filos Phoronida, Ectoprocta, Chaetognatha, Brachiopoda, Echinodemata, Hemichordatha, Chordata. Simetria radial

3

4 FILO CNIDARIA

5 CARACTERES GERAIS Diploblásticos, acelomados, protostômios Exclusivamente aquáticos, maioria marinhos Bentônicos (sésseis), planctônicos ou pleustônicos Solitários ou coloniais extremos oral e aboral Simetria radial ou bilatero-radial

6 CARACTERES GERAIS Cavidade central única: celêntero ou cavidade gastrovascular Abertura única: boca, rodeada de tentáculos Característica diagnóstica: cnidocistos Parede corporal: epiderme, mesogléia e gastroderme Ausência de sistemas excretor, circulatório e respiratório

7 FORMAS DE CNIDÁRIOS pólipo medusa Todas as formas de cnidários são de um o dois tipos morfológicos, o pólipo, de forma hidroide, adaptado a uma vida séssil ou sedentária, o de forma medusa, adaptada a uma vida planctónica ou pelágica livre nadadora. Podem apresentar alternância de gerações entre as duas formas.

8 pólipo vs. medusa

9 FORMA PÓLIPO Base aderente ou arredondada Coluna cilíndrica Boca central Disco oral presente ou ausente Tentáculos rodeando a boca

10 FORMA PÓLIPO SolitárioColonial SolitáriosColoniais Anêmonas do mar Gorgonia

11

12 FORMA MEDUSA Corpo em forma de guarda-chuva Boca central, as vezes em pedúnculo Tentáculos na margem Sempre solitárias De vida livre ou séssil (um grupo)

13 Cubomedusa Cifomedusa Hidromedusa Estauromedusa

14 Polimorfismo nos cnidários Pólipo e medusa alternados num mesmo ciclo de vida – dimorfismo (Obelia, Aurelia) Varios pólipos ou medusas modificados e organizados juntos en una colonia - polimorfismo (Physalia- caravela portuguesa)

15 Características del Phylum Cnidaria cavidade gastrovascular (as vezes ramificada ou dividida com tabiques) com 1 apertura que serve de boca e anûs) tentáculos extensíveis usualmente rodeiam a boca ou a região oral digestão extra e intracelular

16 TIPOS CELULARES Epidermis ou Ectodermo –Epitelomusculares –IntersticiaIs –Glandulares –Cnidócitos –Sensoriais –Nervosas Células epitelomusculares formam uma camada muscular longitudinal externa e as nutritivo-musculares uma camada muscular circular na base da gastroderme

17 TIPOS CELULARES Gastroderme ou endoderme –Nutritivo-musculares –Intersticiais –Glandulares –Sem cnidócitos Mesogleia –Entre a gastroderme e a epiderme –Nos antozoários com células propias.

18 Cnidócitos. Se trata de células exclusivas dos Cnidários (Cnidae = urtiga). São ovais, no seu interior aparece uma organela chamada Cnidocisto (ou Cnida) formado por uma cápsula cheia de líquido urticante tóxico. No interior da cápsula tem um filamento muito comprido e enrolado. O filamento pode ter farpas ou espinhos. O tubo ou filamento pode ser evertido em resposta a um estímulo adequado.

19

20 Funções Funções: captura e adesão da presa, locomoção, defesa de território e contra outros organismos, digestão e formação do tubo de ceriantários. invaginado evertido filamento espinhos cápsula cnidócito cnidocílio

21 ALIMENTAÇÃO Coral predando poliqueta Gastrozoides de caravela

22 DEFESA/AGRESSÃO

23 FORMAÇÃO DE TUBO

24 Nematocisto urticante - tóxico cápsula dupla com opérculo e cnidocílio Todos os cnidários Espirocisto adesivo não tóxico cápsula simples tubo helicoidal Hexacorallia Pticocisto adesivo não tóxico cápsula simples tubo circular Ceriantários

25

26 MECANISMO DE AÇÃO Uma ou duas etapas Provável regulação neuronal (presença de neuritas) Hipóteses de descarga: osmótica, tensional e de contração

27 D Os nematocistos ejetados são perdidos e outros são continuamente gerados.

28

29 MECANISMO DE AÇÃO Pressão interna na cápsula: 150 atm Velocidade: 2 m/seg Aceleração: g Tempo de descarga: 3 milisegundos Força: 1 a 2 Kg por polegada quadrada Penetração: 0,9 mm na pele Toxinas diretamente no sistema microvascular

30 IMAGINEM... Uma furadeira vindo a sua direção a uma velocidade de 2 m/seg, soltando farpas como canivetes que golpeiam para atrás em quanto avança, e atingindo sua pele com uma força de 1 a 2 kg por polegada quadrada.

31 Características do Phylum Cnidaria alguns com exoesqueleto ou endoesqueleto com componentes calcários, quitinosos ou protéicos alguns dipoblásticos com mesogleia; alguns com células e tecido conectivo na mesogleia (ectomesodermo)

32 Características del Phylum Cnidaria rede nervosa com sinapses simétricas e assimétricas; condução difusa na base da epiderme e na gastroderme –sistema nervoso mais simples –impulso viaja em todas as direções –axônios sem capa de mielina –no existem neurônios sensoriais, de asociação e motores –sistema neuromuscular –plexo nervoso persistente em outros invertebrados e vertebrados

33 Características do Phylum Cnidaria possuem órgãos sensoriais –estatocistos - equilíbrio –ocelos - fotorreceptores –cnidocilo - mecanorreceptor –células sensoriais - mecanorreceptores –ropálios estatocisto epitélio sensorial ocelos

34 Características do Phylum Cnidaria sem sistema excretor –com vacúolo contráctil para osmoregulação –amoníaco respiração cutânea sem sistema circulatório –Cavidade gastrovascular sem cavidade celomática (acelomados)

35 Características do Phylum Cnidaria Reprodução assexuada ou clonal –Gemação ou brotamento

36 fissão longitudinal

37

38 reprodução sexual monoicos e dioicos segmentação holoblástica larva plánula ciliada FASES DE UM CICLO DE VIDA DE UM CNIDARIO POLIPO MEDUSA LARVA

39 MONOFASICOS: ciclos com uma única fase DIFASICOS: ciclos com duas fases TRIFASICOS: ciclos com as três fases

40 Ciclos de vida nos cnidários Só o pólipo está presente –Hydra, antozoários Só a medusa está presente – muito raro Ambos, pólipo e medusa, estão presentes Neste caso geralmente uma fase é predominante: –Pólipo reduzido e medusa desenvolvida (Scyphozoa, Cubozoa, Staurozoa, alguns hidrozoarios) –Medusa reduzida e pólipo desenvolvido (alguns hidrozoarios)

41

42 Criterios usados na clasificação do Phylum Cnidaria Presença de véu ou velário Presença de nematocistos na gastrodermis Margem da medusa Posicionamento dos tentáculos Presencia de tabiques ou mesentérios na cavidade gástrica Solitários ou coloniais Presença de pólipo e/ou medusa no seu ciclo de vida

43 Clasificação Phylum Cnidaria Clase Hydrozoa Clase Scyphozoa Clase Cubozoa Classe Staurozoa Clase Anthozoa Subclase Hexacorallia Subclase Octocorallia

44 Classe Hydrozoa Solitários ou coloniais Tipicamente com pólipo e medusa, mas em alguns pode estar suprimido um tipo Sem mesentérios Sem cnidócitos na gastroderme Medusa com véu Marinhos de de água doce Hydra, Obelia, Gonionemus, Craspedacusta, Physalia (caravela), hidrocorales

45

46 Classe Hydrozoa - hidrocorales Stylaster Millepora

47 Ciclo de vida de Obelia

48 Classe Scyphozoa Marinhos, solitários com pólipo reduzido ou ausente Medusa em forma de guarda-chuva ou umbrela; sem véu Mesogleia gelatinosa abundante Filamentos gástricos com nematocistos Margem da medusa lobulado com ropálios entre cada os lóbulos Dióicos Aurelia, Cassiopeia

49 Classe Scyphozoa - Aurelia

50 Ciclo de vida de Aurelia

51 Clase Cubozoa Solitários com pólipo reduzido Medusa em forma de cubo Tentáculo (ou tentáculos) surge dos pedálios nas esquinas da umbrela Margem da medusa lisa, com ropálios Sem véu, com velário Marinhos Tripedalia, Carybdea

52 Clase Cubozoa

53 Chironex fleckeri

54 Medusa adulta pólipo Pólipo em metamorfose Larva plánula

55 Chironex fleckeri O veneno mais letal do mundo Até 60 tentáculos compridos Cada polegada com 2.5 milhões de nematocistos Já mataram 65 australianos no último médio século

56 56 CLASSE STAUROZOA Mais nova classe (Marques & Collins, 2005) Medusas sésseis + ordem Conulata (extinta) Simetria tetrâmera Tentáculos em grupos

57 57 CLASSE STAUROZOA Lucernariopsis campanulata Lucernaria quadricornis

58 58 Plánula rastejante Pólipo juvenil Medusa séssil

59 59 CLASSE ANTHOZOA Cerca de 6500 spp, todas marinhas Ausência de Medusa Mesogléia celular Sésseis, Coloniais ou solitários Cnidocistos também na gastroderme Cavidade gastrovascular dividida Com disco oral Gônadas endodérmicas

60 60 pólipo plánula Ciclo difásico

61 61 SUBCLASSE HEXACORALLIA Tentáculos e mesentérios múltiplos de 6 Ausência de polimorfismo Coloniais ou solitários Presença de Espirocisto (tipo de cnidocisto adesivo) Anêmonas, zoantídeos, corais, corais negros

62 62 Classe Hexacorallia Antipatharia Actiniaria Ceriantharia Zoantharia Scleractinia Corallimorpharia

63 63 ANÊMONAS-DO-MAR Ordens Actiniaria e Corallimorpharia Solitárias Sésseis ou sedentárias Substrato duro ou móvel Esqueleto hidrostático Tentáculos alternados (Actiniaria) ou radiais (Corallimorpharia) 2 sifonoglifes Condylactis gigantea

64 64 ZOANTÍDEOS Solitários ou coloniais Pólipos unidos por cenênquima Dois ciclos de tentáculos iguais Sifonoglife único Ex: baba-de-boi (Palythoa caribaeorum)

65 65 ZOANTÍDEOS Protopalythoa Zoanthus Protopalythoa

66 66 CERIANTÁRIOS Anêmonas-tubo Tubo de pticocistos (um tipo de cnidocisto) Tentáculos labiais e marginais Coluna bem alongada Geralmente em fundo inconsolidado Sifonoglife único

67 67 ANTIPATÁRIOS Corais negros Coloniais Eixo de substância córnea (antipatina) com espinhos Pólipos sobre o eixo 6 tentáculos simples ou 8 ramificados Sifonoglife único Mares profundos Muito usado em jóias

68 68 CORAIS PÉTREOS Ordem Scleractinia Corais verdadeiros Solitários e coloniais Formadores ou não de recifes Exoesqueleto de carbonato de cálcio Associação com zooxantelas

69 69 CORAIS PÉTREOS Siderastrea stellata Coral cerebroide

70 70 SUBCLASSE OCTOCORALLIA 8 Tentáculos pinados Coloniais ou solitários Presença de polimorfismo Esqueleto orgânico ou escleritas Ex: corais moles, leques do mar, penas do mar

71 71 CORAIS MOLES ou OCTOCORAIS


Carregar ppt "Radiata Phylum Cnidaria Phylum Ctenophora. CLASSIFICAÇÃO TRADICIONAL DO REINO ANIMALIA Super-Reino Parazoa Filo Porifera Super-Reino Eumetazoa Sub-Reino."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google