A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Configuração de Jumpers. Pecinhas tão pequenas que passam quase desapercebidas, mas exercem uma função importante. As placas e demais componentes presente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Configuração de Jumpers. Pecinhas tão pequenas que passam quase desapercebidas, mas exercem uma função importante. As placas e demais componentes presente."— Transcrição da apresentação:

1 Configuração de Jumpers

2 Pecinhas tão pequenas que passam quase desapercebidas, mas exercem uma função importante. As placas e demais componentes presente em um computador possuem centenas de circuitos, soldas, parafusos e peças pequenas que muitas vezes nem notamos, mas sem as quais o computador não funcionaria corretamente. As placas e demais componentes presente em um computador possuem centenas de circuitos, soldas, parafusos e peças pequenas que muitas vezes nem notamos, mas sem as quais o computador não funcionaria corretamente. Os jumpers são um exemplo destas pecinhas minúsculas, mas necessárias. Um jumper é uma peça plástica que contém um pequeno filamento de metal responsável pela condução de eletricidade. De acordo com a disposição destas peças nos chamados pinos, o fluxo de eletricidade é desviado, ativando configurações distintas. Os jumpers são um exemplo destas pecinhas minúsculas, mas necessárias. Um jumper é uma peça plástica que contém um pequeno filamento de metal responsável pela condução de eletricidade. De acordo com a disposição destas peças nos chamados pinos, o fluxo de eletricidade é desviado, ativando configurações distintas.

3 Este é o tipo de configuração que ocorre por meio físico, e não utilizando um software como é o mais comum. Este é o tipo de configuração que ocorre por meio físico, e não utilizando um software como é o mais comum. Em computadores mais antigos, as voltagem e velocidade da CPU eram totalmente configuradas por meio de jumpers. Caso algum pino fosse configurado de maneira errada, as placas queimavam ou o computador ficava muito lento. Em computadores mais antigos, as voltagem e velocidade da CPU eram totalmente configuradas por meio de jumpers. Caso algum pino fosse configurado de maneira errada, as placas queimavam ou o computador ficava muito lento.

4 Nas placas-mãe mais antigas os jumpers tinham funções predefinidas de acordo com a cor dos mesmos: White (branco)configura o tipo de CPU (processador) que será conectado na placa; Yellow (amarelo) seleciona a velocidade do Barramento externo (FSB), como 50, 60, 66 MHz; Red (vermelho) seleciona a voltagem interna (core) utilizada pela CPU, como 2.8 volts, voltagem esta utilizada pelo processador Pentium MMX, por exemplo. Já em muitas placas-mãe modernas o jumper de cor "red" tem como função limpar configurações gravadas na pequena memória RAM que armazena o CMOS Setup. Nas placas-mãe mais antigas os jumpers tinham funções predefinidas de acordo com a cor dos mesmos: White (branco)configura o tipo de CPU (processador) que será conectado na placa; Yellow (amarelo) seleciona a velocidade do Barramento externo (FSB), como 50, 60, 66 MHz; Red (vermelho) seleciona a voltagem interna (core) utilizada pela CPU, como 2.8 volts, voltagem esta utilizada pelo processador Pentium MMX, por exemplo. Já em muitas placas-mãe modernas o jumper de cor "red" tem como função limpar configurações gravadas na pequena memória RAM que armazena o CMOS Setup.

5 No Hard Disc Os jumpers podem ser usados no HD, pois pinos no lugar errado vão fazer com que eles não sejam reconhecidos corretamente. A qual podemos configurar em MA – Master, SL – Slave, CS – Cabo Select. Os jumpers podem ser usados no HD, pois pinos no lugar errado vão fazer com que eles não sejam reconhecidos corretamente. A qual podemos configurar em MA – Master, SL – Slave, CS – Cabo Select.

6 Primeiramente, analise se o HD está com jumpers inseridos, o que pode alterar as configurações. Se seu HD for do tipo SATA 2, ele poderá estar configurado de modo que velocidade dele fique limitada para SATA 1. Se o modelo for do tipo PATA, você deverá configurá-lo como MASTER, caso o HD que você está inserindo seja o disco primário ou o único utilizado pelo computador, ou como SLAVE, no caso do disco ser secundário. Primeiramente, analise se o HD está com jumpers inseridos, o que pode alterar as configurações. Se seu HD for do tipo SATA 2, ele poderá estar configurado de modo que velocidade dele fique limitada para SATA 1. Se o modelo for do tipo PATA, você deverá configurá-lo como MASTER, caso o HD que você está inserindo seja o disco primário ou o único utilizado pelo computador, ou como SLAVE, no caso do disco ser secundário.

7 O modo como os jumpers afetam a configuração do disco pode ser localizado na etiqueta que fica na parte superior do disco rígido. Sempre leia a etiqueta e analise como os jumpers estão no disco antes de inserir um HD novo no computador. O modo como os jumpers afetam a configuração do disco pode ser localizado na etiqueta que fica na parte superior do disco rígido. Sempre leia a etiqueta e analise como os jumpers estão no disco antes de inserir um HD novo no computador.

8 No CD ROM Através desse jumper você pode definir a posição de sua unidade na BIOS do computador. Deixando o jumper do lado esquerdo, a posição é definida de acordo com o cabo IDE. Caso você deixe o jumper no meio, a unidade será definida como Slave, dando prioridade a HDs para serem unidades Master. Já se você colocar o jumper no lado direito, ele será definido como uma unidade Master. Através desse jumper você pode definir a posição de sua unidade na BIOS do computador. Deixando o jumper do lado esquerdo, a posição é definida de acordo com o cabo IDE. Caso você deixe o jumper no meio, a unidade será definida como Slave, dando prioridade a HDs para serem unidades Master. Já se você colocar o jumper no lado direito, ele será definido como uma unidade Master.

9 Na Placa Mãe É importante notar que existem placas- mãe AT que possuem tanto o conector para fonte AT quanto para fonte ATX (em alguns casos é necessário mudar um jumper de posição na placa-mãe para configurar qual dos dois conectores será usado; um jumper é um pequeno conector que funciona como uma minúscula chave). É importante notar que existem placas- mãe AT que possuem tanto o conector para fonte AT quanto para fonte ATX (em alguns casos é necessário mudar um jumper de posição na placa-mãe para configurar qual dos dois conectores será usado; um jumper é um pequeno conector que funciona como uma minúscula chave).

10 Na BIOS Usado para as configurações da BIOS (setup), para voltar as configurações para as originais de fábrica, mude o Jumper "clear cmos"de posição por alguns segundos (20 segundos por exemplo) e coloque-o devolta no lugar, depois tente ligar o computador novamente. este "jumper" fica sempre próximo da bateria da placa-mãe, tem 3 pinos, o jumper sempre conecta 2 deles, basta mudar a posição do jumper ligando o pino do meio com o pino do outro lado. (note que na imagem tem um pino "sobrando") Usado para as configurações da BIOS (setup), para voltar as configurações para as originais de fábrica, mude o Jumper "clear cmos"de posição por alguns segundos (20 segundos por exemplo) e coloque-o devolta no lugar, depois tente ligar o computador novamente. este "jumper" fica sempre próximo da bateria da placa-mãe, tem 3 pinos, o jumper sempre conecta 2 deles, basta mudar a posição do jumper ligando o pino do meio com o pino do outro lado. (note que na imagem tem um pino "sobrando")

11 Para configurar processadores Existem configuração com jumper para processadores onde podemos configurar a tensão do processador, da sua freqüência de operação externa e do seu fator de multiplicação, significa que a placa-mãe aceita o processador - mesmo que no manual não haja qualquer referência ao processador que você deseja instalar. Existem configuração com jumper para processadores onde podemos configurar a tensão do processador, da sua freqüência de operação externa e do seu fator de multiplicação, significa que a placa-mãe aceita o processador - mesmo que no manual não haja qualquer referência ao processador que você deseja instalar. As placas-mãe mais novas não têm jumpers de configuração, sendo a sua configuração efetuada através do setup do micro. Nesse caso, o procedimento de configuração é idêntico; a única diferença será que, em vez de mudar jumpers de posição na placa, deverão ser alteradas opções do setup. Vocês ó poderá configurar esse tipo de placa após o micro estar montado, já que precisará ligá-lo para : efetuar a sua configuração no setup. As placas-mãe mais novas não têm jumpers de configuração, sendo a sua configuração efetuada através do setup do micro. Nesse caso, o procedimento de configuração é idêntico; a única diferença será que, em vez de mudar jumpers de posição na placa, deverão ser alteradas opções do setup. Vocês ó poderá configurar esse tipo de placa após o micro estar montado, já que precisará ligá-lo para : efetuar a sua configuração no setup.

12 Atividades 1. O que são jumpers? 2. Onde os jumpers são usados? 3. Explique o uso do jumper na BIOS? 4. Explique o uso do jumper para configurar processadores?


Carregar ppt "Configuração de Jumpers. Pecinhas tão pequenas que passam quase desapercebidas, mas exercem uma função importante. As placas e demais componentes presente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google