A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 1 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra Evolução da Estrutura do Comércio Internacional DISCIPLINA:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 1 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra Evolução da Estrutura do Comércio Internacional DISCIPLINA:"— Transcrição da apresentação:

1 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 1 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra Evolução da Estrutura do Comércio Internacional DISCIPLINA: Comércio Exterior FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: Prof. Bosco Torres

2 II Guerra Mundial (1939–1945) A II Guerra Mundial opôs os ALIADOS às potências do EIXO, tendo sido o conflito que causou mais vítimas em toda a história da humanidade. Principais potências ALIADAS: China, França, Inglaterra, União Soviética e EUA. China, França, Inglaterra, União Soviética e EUA. O Brasil se integrou aos Aliados em O Brasil se integrou aos Aliados em Principais potências do EIXO: Alemanha, Itália e Japão. Alemanha, Itália e Japão. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 2 Prof. Bosco Torres

3 II Guerra Mundial (1939–1945) Muitos outros países participaram na guerra, quer porque se juntaram a um dos lados, quer porque foram invadidos, ou por haver participado de conflitos laterais. Em algumas nações (como a França e a Iugoslávia), a II Guerra Mundial provocou confrontos internos entre partidários de lados distintos. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 3 Prof. Bosco Torres

4 Pretenções de Adolf Hitler O líder alemão de origem austríaca Adolf Hitler, pretendia criar uma "nova ordem" na Europa, baseada nos princípios nazistas da suposta nos princípios nazistas da suposta superioridade alemã, na exclusão e supostamente eliminação física incluída de algumas minorias étnicas e religiosas, como os judeus e os ciganos, bem como deficientes físicos e homossexuais; na exclusão e supostamente eliminação física incluída de algumas minorias étnicas e religiosas, como os judeus e os ciganos, bem como deficientes físicos e homossexuais; na supressão das liberdades e dos direitos individuais na supressão das liberdades e dos direitos individuais na perseguição de ideologias liberais, socialistas e comunistas. na perseguição de ideologias liberais, socialistas e comunistas. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 4 Prof. Bosco Torres

5 Propósitos expansionistas Tanto a Itália como o Japão entraram na guerra para satisfazer os seus propósitos expansionistas. As nações ALIADAS (como a França, a Inglaterra e os EUA) opuseram-se a estes desejos do EIXO. Estas nações, juntamente com a União Soviética, após a invasão desta pela Alemanha, constituíram a base do grupo dos aliados. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 5 Prof. Bosco Torres

6 O Expansionismo Japonês Por volta de 1940, o Japão tinha já ocupado vários territórios no Pacífico, e tentava aumentar mais ainda sua influência no Sudoeste Asiático e no Pacífico. Em Junho de 1941, o Japão, invadiu a Indochina. Os EUA, indignado, impõs sanções econômicas ao Japão. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 6 Prof. Bosco Torres

7 Ataque Japonês a Pearl Harbor Como represália, a 7/12/1941, a aviação japonesa atacou Pearl Harbor (Havaí), a maior base norte- americana do Pacífico. Em apenas duas horas, os pilotos kamikazes japoneses, inspirados pelas idéias do xintoísmo nacional, conseguiram inutilizar todos os navios ancorados no porto, cinco navios de guerra e outros 15 foram afundados ou destruidos. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 7 Prof. Bosco Torres

8 EUA declaram guerra ao Japão No dia seguinte os EUA declaram guerra ao Japão, dando início à guerra do Pacífico. Apenas duas horas após o ataque que deu início oficial à guerra do Pacífico, o ataque a Pearl Harbor, os japoneses iniciaram a invasão de vários territórios da Ásia e do Pacífico. Em Abril de 1942, o Japão tinha conquistado vastos territórios e controlava Hong Kong, Malásia, Singapura, Indonésia, Filipinas, Birmânia e outras ilhas no Pacífico. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 8 Prof. Bosco Torres

9 Depois de 4 anos de guerra, os Aliados começam a virar o jogo A partir de 1943, os exércitos Aliados foram recuperando território passo a passo. Os soviéticos obrigaram os alemães a retroceder e os norte-americanos ocuparam parte da Itália. A 6 Junho de 1944, no chamado Dia D, os Aliados efetuaram um desembarque nas praias da Normandia, em que participaram os Exércitos Britânico, Americano e Canadense. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 9 Prof. Bosco Torres

10 Em 1944, as forças do Eixo começam a fracassar Finalmente, a ofensiva alemã acabou por fracassar, e o custo em termos militares acabou por fragilizar a posterior defesa do território alemão. Na Itália, foi tomada a abertura ao rio Reno, com participação de forças francesas, americanas e a Força Expedicionária Brasileira, fato que facilitou o avanço aliado pelo sul. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 10 Prof. Bosco Torres

11 O acordo Em Janeiro de 1945, os EUA reuniram-se com a Itália, já sabendo da inevitabilidade da derrota alemã, para decidir sobre o futuro da Europa pós-guerra. Nesta conferência, ficou decidido que: todos os países libertados deveriam realizar eleições livres e democráticas - o que não se veio a verificar, nos países controlados pelo Exército Vermelho - e que todos os países libertados deveriam realizar eleições livres e democráticas - o que não se veio a verificar, nos países controlados pelo Exército Vermelho - e que a Alemanha teria de compensar os países que invadiu. a Alemanha teria de compensar os países que invadiu. Discutiu-se também a criação da Organização das Nações Unidas (ONU). CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 11 Prof. Bosco Torres

12 O acordo da partilha mundial Definiu-se, ademais, a partilha mundial, deixando à União Soviética o predomínio sobre a Europa Oriental, incorporando os territórios alemães a leste e definindo a participação da URSS na rendição do Japão, com a divisão da Coréia em áreas de influência soviética e norte-americana. Assim, lançavam-se as bases para a Guerra Fria. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 12 Prof. Bosco Torres

13 O ataque final a Berlim O avanço das tropas aliadas e soviéticas chegou ao território alemão. Previamente, havia já sido estabelecido o avanço dos dois exércitos, ficando a tomada de Berlim a cargo do Exército Vermelho. Esta decisão, tomada pelas esferas militares, foi encarada com apreensão pela população, pois era conhecido o rasto de pilhagens, execuções e violações (estupro), que os soldados soviéticos deixavam atrás de si, em grande parte como retaliação pelas mortes causadas pelos soldados alemães na União Soviética (o país com o maior número de baixas civis e militares de toda a guerra, cerca de 20 milhões). CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 13 Prof. Bosco Torres

14 Suicídio de Adolf Hitler A , Adolf Hitler suicidou-se, quando as tropas soviéticas estavam a exatamente dois quarteirões de seu bunker. A , o seu sucessor assinou a capitulação alemã. a capitulação alemã. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 14 Prof. Bosco Torres

15 Bomba sobre Hiroshima A , a bomba atômica Little Boy foi lançada sobre Hiroshima do B-29 Enola Gay. Contudo, esta bomba não teve o efeito esperado, não tendo qualquer reação no Imperador Hirohito e do Gabinete de Guerra japonês. Muito do povo japonês desconhecia ainda o ataque a Hiroshima, pois as estações de rádio e jornais não relataram nada sobre o ataque, apenas sobre um novo tipo de bomba desenvolvido. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 15 Prof. Bosco Torres

16 União Soviética declara guerra ao Japão A , a União Soviética declarou guerra ao Japão, como tinha concordado na conferência, e lançou uma invasão (Operação Tempestade de Agosto, August Storm) em grande escala. Tal invasão é reconhecida pelos japoneses como o que teve mais efeito para o fim da guerra. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 16 Prof. Bosco Torres

17 Bomba sobre Nagasaki Os EUA lançaram uma segunda bomba atômica, aFat Man que foi lançada sobre Nagasaki a A o Japão rendeu-se incondicionalmente, após os bombardeiros sobre Hiroshima e Nagasaki, que causaram cerca de 300 mil mortos instantaneamente, e um número indeterminado de vítimas posteriormente, devido à contaminação pela radiação. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 17 Prof. Bosco Torres

18 A Europa estava arrasada No fim da guerra cerca de 70% da infra-estrutura européia estava destruída. Os países membros do Eixo tiveram que indenizar os países Aliados em mais de 2 bilhões de dólares. Com a derrota do EIXO, a Alemanha teve todos os recursos financeiros e materiais transferidos para os Estados Unidos e a União Soviética; todos os recursos financeiros e materiais transferidos para os Estados Unidos e a União Soviética; todas as indústrias desmanteladas para evitar um novo rearmamento como forma de vingança. todas as indústrias desmanteladas para evitar um novo rearmamento como forma de vingança. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 18 Prof. Bosco Torres

19 Reconstrução Muitos dos prisioneiros de guerra alemães e italianos foram trabalhar na reconstrução da Inglaterra e da França. Cerca de 100 mil prisioneiros foram enviados para a Inglaterra e cerca de 700 mil para a França. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 19 Prof. Bosco Torres

20 Os mortos Avalia-se em 50 ou 60 milhões o número de pessoas que morreram em consequência da guerra. As perdas foram superiores na Europa Oriental: estimam-se 17 milhões de mortes civis e estimam-se 17 milhões de mortes civis e 12 milhões de mortes militares para a União Soviética, 12 milhões de mortes militares para a União Soviética, 6 a 7 milhões para a Polônia, 6 a 7 milhões para a Polônia, na França na França. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 20 Prof. Bosco Torres

21 O Holocausto O Holocausto comandado pelas autoridades nazis, como parte da solução final para o "problema judeu", levaria ao genocídio de cerca de 6 milhões de judeus nos campos de concentração. Além de outras pessoas consideradas indesejáveis, como membros da etnia cigana etnia cigana eslavos eslavos homossexuais homossexuais portadores de deficiência portadores de deficiência testemunhas de Jeová testemunhas de Jeová dissidentes políticos. dissidentes políticos. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 21 Prof. Bosco Torres

22 Potências mundiais: EUA e União Soviética (URSS) As principais potências imperialistas (França e Inglaterra) saíram da Guerra completamente arrasadas, tornado insustentável a manutenção de seus vastos territórios coloniais. A Segunda Guerra Mundial provocou igualmente o fim da hegemonia mundial da Europa e a ascenção de duas superpotências, os EUA e a União Soviética, que seriam os protagonistas da cena internacional durante o período conhecido como a Guerra Fria. CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 22 Prof. Bosco Torres

23 Filmes: II Guerra Mundial … br Prof. Bosco Torres CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 23 II Guerra Mundial Atrocidades nazistas FEB na II Guerra Mundial

24 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 24 A Globalização Processo em que capitais e tecnologia privados, cujos titulares são grandes corporações empresariais transnacionais, circulam em todo o GLOBO independentemente das fronteiras nacionais. Com o advento da globalização, mudou o tratamento jurídico dispensado ao comércio internacional. Prof. Bosco Torres

25 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 25 Aspectos Conjunturais da Globalização 1 - Crescimento intenso do processo de globalização. 2 - Intensificação de acordos regionais e preferenciais nos negócios internacionais entre as nações. 3 - Conflitos de interesses nas práticas comerciais entre as nações, por conta de suas diversidade e complexidade. 4 - Necessidade de mecanismos reguladores para resolução de conflitos, visando garantir o desenvolvimento do comércio internacional em bases legais comuns a todas as nações. Prof. Bosco Torres

26 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 26 Organismos internacionais A partir da II Guerra Mundial, vários organismos internacionais foram criados para a regulamentação do comércio internacional. – 1944 – FMI – Fundo Monetário Internacional – 1944 – Bird – Banco Internacional para a Reconstrução e o Desenvolvimento (também chamado de Banco Mundial) – 1944 – OIC – Organização Internacional do Comércio (já extinto) – 1945 – ONU – Organização das Nações Unidas – 1947 – GATT – Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio (já extinto) – 1995 – OMC – Organização Mundial do Comércio Prof. Bosco Torres

27 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 27 Preocupações após a II Guerra Mundial No final da Segunda Guerra Mundial (1945), a maior preocupação dos países ocidentais vencedores era a) a construção de um ambiente pacífico, favorável ao crescimento econômico das nações, e b) a formação de uma nova ordem capitalista capaz de trazer estabilidade política e econômica evitando assim o crescimento do socialismo, que saiu fortalecido no período posterior ao conflito. Prof. Bosco Torres

28 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 28 Nova Ordem Econômica Mundial O objetivo era construir uma NOVA ORDEM ECONÔMICA INTERNACIONAL que estabelecesse regras sob as quais as forças de mercado pudessem atuar, permitindo a previsibilidade das estratégias de investimentos empresariais. Prof. Bosco Torres

29 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 29 O acordo de Bretton Woods Nessa perspectiva, em 1994, foi finalizado em Bretton Woods, EUA, o acordo no qual o principal objetivo era proporcionar entendimentos de reconstrução econômica internacional, tendo como base três instituições internacionais: FMI – Fundo Monetário Internacional Bird – Banco Mundial ou Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento OIC – Organização Internacional do Comércio Prof. Bosco Torres

30 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 30 Objetivos do FMI 1 - Manter a estabilidade das taxas de câmbio. 2 - Conceder assistência aos países- membros em eventuais desequilíbrios no balanço de pagamentos, através de acesso a fundos especiais. 3 - Desestimular a prática de se utilizar regras protecionistas e restrições ao comércio a cada desequilíbrio do balanço de pagamentos. Prof. Bosco Torres

31 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 31 Funções do Banco Mundial (Bird) 1 - Financiar a reconstrução dos países envolvidos na guerra. 2 - Fornecer créditos para o financiamento de projetos em países do chamado Terceiro Mundo: - infra-estrutura, - programas educacionais e ambientais, - geração de emprego e renda Prof. Bosco Torres

32 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 32 Missão da OIC Criada em 1944 com a MISSÃO de construir, coordenar e supervisionar um sistema de comércio internacional que facilitasse o funcionamento das forças de mercado baseado nos princípios do multilateralismo e do liberalismo. A instituição acabou por não ser estabelecida, já que a Carta de Havana não foi ratificada em 1948 pelo Congresso norte-americano, que temia uma restrição excessiva à soberania do país na área do comércio internacional. Prof. Bosco Torres

33 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 33GLOSSÁRIO MULTILATERALISMO – Relações comerciais internacionais concomitantes entre vários países, em que se busca conseguir para cada país um equilíbrio de comércio com a área total mundial. Exemplo: OMC e ONU REGIONALISMO – preocupa-se com as questões de uma região ou de um bloco econômico apenas. Exemplo: Mercosul Prof. Bosco Torres

34 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 34GLOSSÁRIO LIBERALISMO – Doutrina baseada na defesa da liberdade individual, nos campos econômico, político, religioso e intelectual, contra ingerências excessivas e atitudes coercitivas do poder estatal. LIBERALISMO – Preferência por mercados competitivos, pelo livre jogo das forças econômicas no regime de livre concorrência e pela repulsa a qualquer forma de intervenção do Estado na vida econômica, em obediência ao princípio de que a lei da oferta e da procura é a única que deve influir sobre a produção, o consumo e o mecanismo dos preços. Prof. Bosco Torres

35 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 35GLOSSÁRIOPROTECIONISMO Sistema de proteção da indústria e do comércio de um país, concretizado em leis que proíbem ou inibem a importação de determinados produtos, por meio da taxação de produtos estrangeiros. Oposição ao livre-cambismo ou liberalismo. Prof. Bosco Torres

36 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 36GLOSSÁRIO CAPITALISMO – Sistema econômico baseado na legitimidade dos bens privados e na irrestrita liberdade de comércio e indústria, com o principal objetivo de adquirir lucro. SOCIALISMO – Conjunto de doutrinas que, tendo por objetivo o bem-comum, preconizam a supressão das classes sociais e a coletivização dos meios de produção e de distribuição. Ainda praticado na Coréia do Norte, Vietnã, Cuba e China (parcialmente). Prof. Bosco Torres Imagens de Cuba Salsa cubana


Carregar ppt "CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra 1 CE_08_Conjuntura Internacional do Pós-Guerra Evolução da Estrutura do Comércio Internacional DISCIPLINA:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google