A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IMDS International Material Data System Evandro L. Francischetti

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IMDS International Material Data System Evandro L. Francischetti"— Transcrição da apresentação:

1 IMDS International Material Data System Evandro L. Francischetti

2 Produtos Drop Center Padrão Integrada SuperSpoke Bead Seat Drop Center
Estilizada AS Product portolio we have basically all range of steel Wheel´s construction type available according to your necessity. Fabricated Aluminum Cromada Cladded Bead Seat Padrão Dual

3 Principais Clientes As a main customers we can mention

4 Objetivo: Por iniciativa do Grupo Qualidade e Produtividade – Sindipeças SP, é o de nivelar conhecimento a respeito do IMDS, da Diretriz Européia 2000/EC/53 e demais informações relacionadas ao assunto.

5 IMPORTANTE: As observações e opiniões contidas nesta apresentação são pessoais e fruto da experiência na implantação da ferramenta nos últimos 3 anos.

6 Acesso: www.mdsystem.com É um Requisito Específico.
O que é o IMDS? É uma nova metodologia, baseada na Web, para submissão do conteúdo de substâncias presentes nos produtos fornecidos às empresas signatárias. Acesso: É um Requisito Específico.

7 Porsche, Fiat, Ford, Fuji, GM,
Quem são os signatários? BMW, DaimlerChrysler, Porsche, Fiat, Ford, Fuji, GM, Hyundai, Isuzu, Mazda, Mitsubishi Nissan, Suziki, Toyota, VW, Volvo Seus fornecedores, por sua vez devem requerer de seus sub-fornecedores o conhecimento e a submissão de IMDS.

8 Como e de onde surgiu o IMDS ?
A partir da aprovação da Diretiva Européia 2000/EC/53 sobre o Fim de Vida dos Veículos, proibindo o uso de Chumbo, Cádmio, Mercúrio e Cromo Hexavalente, montadoras com matrizes ou filiais européias, decidiram estender o requisito a nível mundial. Necessidade de um sistema no qual a comunicação entre fornecedores e clientes fosse rápida e confiável.

9 Os requisitos (conteúdo) são novos?

10 Onde estão os requisitos? CS-9003 (DaimlerChrysler)
Nas Normas ou Listas: CS-9003 (DaimlerChrysler) /Anexo CK, , 7-M5000, (Fiat) WSS-M99P9999-A1 (Ford) GMW3059 (GM) VW 91101, (VW) TSZ0001G (Toyota) GS (BMW) * GADSL

11 Para maiores detalhes, acessar: www.gadsl.org
* GADSL (Global Automotive Declarable Substance List) – Default do Sistema Desde a criação do IMDS, várias listas foram criadas pelas signatárias, de acordo com suas normas de substâncias restritas/proibidas. O objetivo da GADSL é ser uma lista única. Para maiores detalhes, acessar:

12

13 Quando submeter? Alguns clientes estão condicionando a aprovação do PPAP somente com o IMDS submetido. A sugestão é submeter o IMDS na Fase de Qualificação do Processo, quando já está definido o processo, os pesos de materiais, componentes, etiquetas permanentes, acabamentos, etc.

14 De quem deve ser esta responsabilidade?
Em geral, Engª de Produto com suporte da Qualidade ou áreas correlatas.

15 O que as Signatárias e Autopeças esperam do IMDS ?
Atender a um requisito legal (Diretiva Européia 2000/EC/53 sobre o Fim de Vida dos Veículos). Ter seus PPAP´s aprovados. Contribuir desde o projeto na aplicação de substâncias não nocivas e que no descarte final do veículo / peças seja atingido o objetivo de reciclagem de 95% até o ano 2015.

16 Menu Principal

17 Hierarquia de símbolos
Componente (vermelho): O produto principal, que se pretende submeter. Exemplo: Roda, Etiqueta, Freio, Solda, Farol, Pneu, Tinta, Bucha, Mola, etc. Semicomponente (amarelo): As partes ou peças do componente. Exemplos: Conector, Tubo, Pinça, haste, borracha, etc. Material (verde): Os materiais de que são compostos os semi-componentes. Exemplo: Aço, poliéster, fosfato, etc. Substância Básica (azul): O elemento químico que forma o material. Exemplos: Carbono (C) , Manganês (Mn), Ferro (Fe), etc.

18 Estrutura de um produto no IMDS:

19

20

21 Substâncias básicas confidenciais

22 Substâncias básicas confidenciais
Fiat: Até 5% desde que não seja Restrita ou Proibida.

23 Substâncias básicas residuais
Ford: Até 0,1% não precisam ser reportadas

24

25 - Submissão Eletrônica;
Vantagens: - Submissão Eletrônica; - Arquivo Eletrônico; - Necessidade de maior aprofundamento nas normas dos clientes / listas; - Trabalho em conjunto (Engenharia e Qualidade); - A partir de uma estrutura montada, cria-se facilmente outras estruturas (Comando Copiar);

26 - Acesso através de senha, que deve ser alterada periodicamente;
Vantagens: - Acesso através de senha, que deve ser alterada periodicamente; - Antes da submissão, a estrutura pode ser salva tantas vezes quanto forem necessárias (rascunho) até que esteja pronta; - O sistema alerta para substâncias restritas ou proibidas (em vermelho), o que direciona o acesso à norma ou lista de substâncias restritas; - Visualização simples, de fácil entendimento;

27 - Manuseio/navegação fácil; - Não há custo com licenças
Vantagens: - Manuseio/navegação fácil; - Não há custo com licenças - Antes de cada submissão, possui um comando “Check” que identifica erros; - Após a submissão, o sistema pode detectar erros e enviar , informando o tipo de inconsistência encontrada.

28 - Banco de dados para procura de materiais:
Vantagens: - Banco de dados para procura de materiais:

29 - Banco de dados para procura de substâncias:
Vantagens: - Banco de dados para procura de substâncias:

30 - Em alguns momentos, o sistema pode se tornar lento;
Desvantagens: - Em alguns momentos, o sistema pode se tornar lento; - Às vezes, o sistema “trava”. Recomenda-se executar uma função, aguardar sua conclusão e salvá-la, antes de iniciar outro comando.

31 Sugestão para cascatear os requisitos aos fornecedores:
Realização de Workshops Realização de treinamento em IMDS Manutenção das informações de peças já submetidas: Deve existir um sistema que, a partir de uma alteração de projeto, solicite a revisão do IMDS (Comando Copiar / Nova Versão).

32 Relatórios/Requisitos dos Signatários

33 Ford (GMIR – Global Material Integration Reporting)
(www.covisint.com)

34 NORMAS FIAT

35 GM (www.gmw3059.com)

36 Toyota

37 Volkswagen

38 BMW

39 PSA Peugeot Citroën Não é signatária do IMDS, porém requer o
MACSI (http://b2b.psa-peugeot-citroen.com)

40 Como obter acesso?

41 Como obter acesso?

42 Últimas notícias

43 Contatos Importantes:
VW Alério Zerwes Fone: (11) Ford Lúcia Rama Fone: (71) / Sirley Faga Fone: (11) /

44 Contatos Importantes:
GM Antonio Carlos Haddad Fone: (11) Fiat Lúcia Puga Fone: (31)

45 Contatos via IMDS

46 Dúvidas ?

47 E-mail para contato: evandro.francischetti@arvinmeritor.com
Fone: (19) Celular: (19)


Carregar ppt "IMDS International Material Data System Evandro L. Francischetti"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google