A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metas para gestão das águas paulistanas www.nossasaopaulo.org GT Meio Ambiente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metas para gestão das águas paulistanas www.nossasaopaulo.org GT Meio Ambiente."— Transcrição da apresentação:

1 Metas para gestão das águas paulistanas GT Meio Ambiente

2 Com mais de 5 anos de atividades, a Rede Nossa São Paulo redobra a sua convicção na necessidade da administração pública pautar seu planejamento e sua gestão em transparência, participação, indicadores e metas. Mobilização, educação e acompanhamento cidadão. Procurando contribuir e comprometer-se na construção de propostas e soluções para a cidade, os Grupos de Trabalhos da Rede Nossa São Paulo têm efetuado esforços ao longo do tempo buscando uma São Paulo mais justa, democrática e sustentável.

3 O Programa Cidades Sustentáveis tem como objetivo contribuir no sentido da implementação de instrumentos de planejamento e execução de políticas públicas que considerem a sustentabilidade como transversal a todos os projetos e ações dos poderes executivos e legislativos municipais, além do devido comprometimento dos setores privados e das sociedades locais. Entende-se que a sustentabilidade deve se realizar plenamente nas dimensões política, econômica, social, ambiental e cultural, de modo a ser integralizada em todas as esferas formuladoras e executoras das políticas públicas, tanto em seus conteúdos como em suas formas de implementação. GT Meio Ambiente

4 "A Lei nº /2011, tem o propósito de regulamentar o direito constitucional de acesso dos cidadãos às informações públicas nos três Poderes da União, Estados, distrito Federal e municípios. A publicação da Lei de Acesso a Informações significa um importante passo para a consolidação democrática do Brasil e também para o sucesso das ações de prevenção da corrupção no país. Por tornar possível uma maior participação popular e o controle social das ações governamentais, o acesso da sociedade às informações públicas permite que ocorra uma melhoria na gestão pública. Fonte: GT Meio Ambiente

5

6

7 GT Meio Ambiente

8

9 Fator de desigualdade subprefeituras: 44,0

10 GT Meio Ambiente Fator de desigualdade subprefeituras: 7,1

11 GT Meio Ambiente Indicadores do Plano Municipal de Saneamento: Controle social Indicadores de serviço Abastecimento de Água: Cobertura do abastecimento - medir a quantidade de domicílios com disponibilidade de acesso ao sistema de abastecimento de água % Controle de perdas - índice de perdas totais por ramal de distribuição L/ramal.dia Qualidade da água distribuída - indicadores diversos, de acordo com a portaria 518 do Ministério da Saúde Interrupções de fornecimento - o impacto das paralisações no sistema de distribuição de água % Reclamações de água - medir as reclamações quanto à prestação dos serviços de água % Controle social Indicadores de serviço Esgotamento Sanitário: Cobertura do serviço - quantidade de domicílios com disponibilidade de acesso ao sistema de coleta de esgotos % Tratamento de esgotos quantificar as economias residenciais ligadas no sistema de coleta de esgotos que tem tratamento de esgotos % Reclamações de esgoto - as reclamações quanto à prestação dos serviços de esgotos % Obstruções na rede de esgotos - a quantidade de obstruções no sistema de coleta de esgotos

12 GT Meio Ambiente Contrato: Investimentos - medir o comportamento e a tendência dos investimentos acordados no Contrato % Tarifa média - monitorar a evolução da tarifa média de água e esgotos - Deverão ser complementados com indicadores de saúde, vetores e zoonoses, drenagem e resíduos sólidos - Unidades de monitoramento menores que a área total do município (bacias, subprefeituras, outros) capazes de captar condições regionais da cidade

13 GT Meio Ambiente Metas de Gestão Metas Abastecimento de água: Universalização da cobertura até Recomposição da base hídrica até Sistema São Lourenço (2015) Sistema Rio Grande (2020) Metas Redução de perdas Perdas: Vazamentos: 23,0% Imprecisão de medição: 6,3% Fraudes: 4,0% Outros: 1,1% Metas Gestão de demanda: Troca de equipamentos domiciliares por menor consumo Individualização de medidores Desenvolvimento de programa de educação ambiental Dinamização do mercado de água de reuso Metas Qaulidade da Água Programa Vida Nova - Mananciais Tratamento avançado no Sistema Guarapiranga Metas de qualidade na água distribuída (Atendimento à Portaria 518/04 Ministério da Saúde Metas Qualidade da água) Metas Áreas Verdes e Mananciais: Implantação de Parques Lineares (Implantação de 22 parques até 2.012) Programa Vida Nova – Mananciais Programa Córrego Limpo (Intervenções em mais 58 córregos – conclusão em julho/2.010) Metas Esgotamento sanitário: Universalização da cobertura até Tratamento secundário do esgoto até Tratamento terciário do esgoto Metas Drenagem: Elaboração do Plano Diretor de Drenagem do Município de São Paulo mite_clima/plano_diretor_de_drenagem_ _fundap.pdf mite_clima/plano_diretor_de_drenagem_ _fundap.pdf Outras metas: Metas dos programas de Educação Ambiental, Saúde e Controle de Zoonoses, e Tratamento de Resíduos Sólidos a ser definidas pelo Comitê Intersecretarial

14 GT Meio Ambiente O contrato prevê investimentos de R$16,9 bilhões pela Sabesp nos 30 anos - Prefeitura de São Paulo (que representa 56% da receita da companhia) - Prazos/cronograma para universalização dos serviços - Participação/transparência/divulgação - Comitê Gestor - Investimento em novas tecnologias de tratamento Outras ações: Desimpermeabilização do solo Sistemas de drenagem/captação da água de chuva Urbanização e mobilidade Educação Ambiental Participação Acompanhamento cidadão

15 Você no Parlamento Pergunta: Quais destas medidas, na sua opinião, devem ser priorizadas pelo poder público em 2012 na cidade de São Paulo? (TEMA:) Consumo e meio ambiente GT Meio Ambiente

16 Obrigada!


Carregar ppt "Metas para gestão das águas paulistanas www.nossasaopaulo.org GT Meio Ambiente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google