A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Linux Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Linux Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E."— Transcrição da apresentação:

1 Linux Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E

2 Linux O Linux é um kernel de sistema operativo compatível com Unix. Linus Torvalds foi o seu criador em 1991 e desenvolvido com a ajuda de programadores de todo o mundo como software livre (SL). Foi para o processador Intel (arquitetura x86) que foi primeiro desenvolvido, mas tem sido adaptado para muitas plataformas, desde dispositivos embarcados (ex. CRIS, da Axis), computadores de grande porte (ex. S/390 da IBM), processadores com arquiteturas x86-64 (AMD e Intel), IA-64 (Itanium da Intel) e RISC (ex. UltraSPARC da Sun e PowerPC da IBM-Motorola). Passando a ser o principal sistema operacional para servidores - oito dos dez serviços de hospedagem mais confiáveis da Internet utilizam o sistema Linux em seus servidores web.

3 Versões Torvalds e sua equipa têm continuado a lançar novas versões, consolidando contribuições de outros programadores e introduzindo alterações suas. Versões iniciais Setembro de 1991: primeira versão Janeiro de 1992: primeira versão sob GPL. Versões estáveis Março de 1994 suportava apenas máquinas monoprocessadas i386. ( linhas de código) Março de 1995 incluído suporte para Alpha, Sparc e Mips. ( linhas de código) Junho de 1996 incluído suporte para mais processadores e foi incluído suporte para SMP ( linhas de código) Janeiro de 1999 ( linhas de código) Janeiro de 2001 ( linhas de código) Dezembro de 2003 ( linhas de código)

4 O Kernel do Linux foi, originalmente, escrito por Linus Torvalds do Departamento de Ciência da Computação da Universidadede Helsinki, Finlândia, com a ajuda de vários programadores voluntários através da Usenet. Linus Torvalds começou o desenvolvimento do kernel como um projeto particular, inspirado pelo seu interesse no Minix, um pequeno sistema UNIX desenvolvido por Andrew S. Tanenbaum. Ele limitou-se a criar, nas suas próprias palavras, "um Minix melhor que o Minix" ("a better Minix than Minix"). História do Linux

5 No dia 5 de outubro de 1991 Linus Torvalds anunciou a primeira versão "oficial" do Linux, versão Desde então muitos programadores têm respondido ao seu chamado, e têm ajudado a fazer do Linux o ( sistema operativo/operacional ) que é hoje...

6 O Linux é um kernel monolítico. Isto significa que as funções do kernel (agendamento de processos, gerenciamento de memória, operações de entrada e saída, acesso ao sistema de arquivos) são executadas no espaço do kernel. Uma característica do Linux é que algumas das funções (drivers de dispositivos, suporte à rede, sistemas de arquivo, por exemplo) podem ser compiladas e executadas como módulos (LKM - loadable kernel modules), que são bibliotecas compiladas separadamente da parte principal do kernel e podem ser carregadas e descarregadas após o kernel estar em execução. Arquitectura

7 O Linux é gratuito e tem todo o seu código fonte (incluído o kernel, drivers, bibliotecas, ferramentas de desenvolvimento entre outros) abertos para qualquer um. Tem alguns pontos fracos, como o ambiente gráfico não ser muito bom mas tem vindo a melhorar bastante até aos dias de hoje e por este andar o ambiente gráfico vai deixar de ser um ponto fraco. Outro ponto menos bom é o de haver menos software para Linux do que há para Windows, daí as pessoas por vezes não optarem pelo sistema Linux e sim pelo Windows. Mas também tem pontos bons como a estabilidade a segurança, a óptima performance e uma multiplicidade de recursos. Características

8 O Sistema Operacional UNIX possuí as seguintes características: Interativo – O usuário requisita os comandos e obtém os resultados de sua execução através do terminal. Multitarefa – Um único usuário pode requisitar que sejam efetuados vários comandos ao mesmo tempo em seu terminal. É responsabilidade do sistema UNIX controlar estas execuções paralelas. Quando um usuário executa mais de um comando ao mesmo tempo, geralmente é somente um que necessita a interação com o usuário. Os demais comandos executados são na sua maioria comandos que não exigem a atenção do usuário, sendo tarefas demoradas. Quando isto ocorre, dizemos que os programas que o usuário está executando sem a interação ficam em Background. O programa que o usuário está executando e interagindo fica em Foreground.

9 Multiusuário – O UNIX pode controlar o acesso ao sistema através de vários terminais, virtuais ou reais, cada um pertencendo a um usuário. O UNIX aceita as requisições de comandos de cada um dos usuários e gera as filas de controle e prioridades para que haja uma distribuição correta dos recursos de hardware necessários a cada usuário. Devido a característica de ser um sistema multiusuário, o UNIX implementa um sistema de segurança visando impedir o acesso aos arquivos e diretórios de um usuário por outro. No módulo sobre permissões veremos como se pode liberar ou restringir o acesso entre usuários.

10 Shell – É o termo UNIX para interpretador de comandos. O shell nada mais é que um programa que recebe os comandos do usuário e ativa o sistema operacional. Ele faz o controle do terminal, tanto na entrada como na saída. Existem várias opções de shell para o usuário, cada um com determinadas características e facilidades. Dentre os mais conhecidos podemos citar: bash, sh, rsh, csh e ksh. O interpretador de comandos padrão do Unix é o ksh e sh (AIX,HPUX) e bash (Linux). Kernel – É como é chamado o núcleo do sistema Unix e Linux. Este núcleo faz o gerenciamento direto dos dispositivos de E/S (device drivers), gerenciamento de memória e controle do uso da CPU pelos vários processos do sistema.

11 Comando – Um comando Unix/Linux nada mais é que um arquivo (programa executável) guardado em um directório específico do sistema. Portanto quando o usuário executa um comando, ele simplesmente está rodando um programa como qualquer outro do sistema. Processo – É um conceito básico do sistema. Toda vez que se executa um programa/comando é gerado um processo no sistema. Todo gerenciamento é feito sobre este processo. Os processos são, portanto, comandos/programas em execução. Todo processo é identificado por um número chamado process id (PID). Este process ID é único no sistema durante a execução do processo, portanto pode e deve ser usado para identificação do processo em caso de necessidade.

12 O directório raiz está tomado pelas pastas do sistema e espera-se que armazene os seus arquivos pessoais dentro da sua pasta no directório /home. Mas, as diferenças entre o linux e o windows não param por ai. Para onde vão os programas que são instalados se não existe uma pasta central como a "Arquivos de programas"? E para onde vão os arquivos de configuração se o Linux não possui nada semelhante ao registro do Windows? A primeira coisa com que precisa de se habituar é que no Linux os discos e partições não aparecem necessariamente como unidades diferentes, como o C:, D:, E: do Windows. Faz tudo parte de um único directório, chamado directório raiz ou simplesmente " / ". Dentro deste directório temos não apenas todos os arquivos e as partições de disco, mas também o CD-ROM, drive de disquete e outros dispositivos, formando a estrutura que vê no gerenciador de arquivos. Estruturas de pastas do Linux

13 O Linux, é grátis, por isso qualquer gravação feita por pessoas normais não pode ser considerada pirataria. Existe vários locais na Internet onde se pode realizar o Download do Sistema Operativo, principalmente em FTPs. Onde e como obter o Linux?

14 Será o Linux melhor que o windows 95 e 98? Tendo em conta os aspectos técnicos, o Linux é melhor que os Windows 95 e 98, tendo uma pequena vantagem que todos os sistemas operativos Open Source têm, a de terem muitos mais Bugs corrigidos do que os sistemas fechados, porque entra mais gente no seu desenvolvimento, e é gratuito, o que é outra das muitas vantagens deste sistema operativo. Vírus para o linux O Slapper é considerado o vírus mais perigoso para o Linux devido ao seu potencial expansivo. Ao infectar um computador irá torna-lo vulnerável a ataques remotos, o computador poderá ser utilizado para efectuar ataques a servidores na Internet de forma simultânea com outras máquinas infectadas. Curiosidades

15 Quantas pessoas usam o Linux? É difícil dizer ao certo, dado que este sistema não é pago e toda a gente pode copiá-lo e vendê-lo pelo preço que quiser, cerca de 8 a 10 milhões de pessoas a usam este sistema.

16 Mascote Larry Ewing criou a mascote do Linux, um pinguim chamado Tux. O motivo pelo qual a mascote é um pinguim é, como Torvalds disse, "O Linus gosta de pinguins. É isso." O nome Tux foi sugerido para representar T orvalds' U ni x.

17 Linux Caixa Mágica é uma distribuição de Linux portuguesa projectada para empresas, particulares, educação (previstos computadores nas escolas) e administração pública. Nasceu em Outubro de 2000 com a atribuição do Prémio Milénio Expresso 2000 a 3 investigadores da ADETTI (Daniel Neves, José Guimarães e Paulo Trezentos). Como centro associado do ISCTE sem fins lucrativos, a ADETTI compreende várias linhas de investigação e desenvolvimento. A Caixa Mágica foi desde o inicio inserida na linha de Redes e Segurança da Informação. Caixa Mágica

18 Em 2004 foi necessário reestruturar toda o enquadramento em função do crescimento da equipa, das soluções propostas e dos modelos adoptados. Foi então realizado um spin-off da ADETTI, criando-se uma empresa designada por "Caixa Mágica Software". No âmbito desse spin-off foi celebrado um acordo em que a ADETTI fica responsável pelo desenvolvimento e inovação de alguns dos produtos Caixa Mágica.

19 Bibliografia


Carregar ppt "Linux Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E Feito por : Margarida Paulo Nº1 10º E."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google