A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

@ Rafael Machado – 2004 ACCESS Base de Dados para a Gestão de Informação de Natureza Pedagógica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "@ Rafael Machado – 2004 ACCESS Base de Dados para a Gestão de Informação de Natureza Pedagógica."— Transcrição da apresentação:

1 @ Rafael Machado – ACCESS Base de Dados para a Gestão de Informação de Natureza Pedagógica

2 ACCESS – Modelo E-R O Modelo E-R (Entidade-Relação) O Modelo E-R (Entidade-Relação) Para descrevermos uma Base de Dados vamos utilizar o Modelo Relacional, também chamado Modelo E-R (Entidade-Relação). Procura-se simular a realidade: esta é vista como um conjunto de entidades, interagindo umas com as outras, através de um conjunto de associações ou relações.

3 ACCESS – Modelo E-R Etapas do Método Etapas do Método Etapa 1 – Diagramas E-R: Análise das necessidades de informação e elaboração do Modelo E-R. Etapa 2 – Tabelas não Normalizadas: Transformação do Diagrama E-R num conjunto de Tabelas Etapa 3 – Tabelas Normalizadas: Normalização das Tabelas

4 ACCESS – Modelo E-R Entidade e Atributos Entidade e Atributos Entidade: Objectos ou conceitos que possuem um conjunto de características comuns, compostas ou caracterizadas por um conjunto de atributos. Corresponde a uma tabela de uma Base de Dados.

5 ACCESS – Modelo E-R Entidade e Atributos Entidade e Atributos Atributos: Características comuns aos objectos ou conceitos definidos pela Entidade. É qualquer propriedade de uma Entidade. Corresponde aos campos de uma tabela.

6 ACCESS – Modelo E-R Representação das Entidade e Atributos Representação das Entidade e Atributos AutomóvelLivros Automovel (Marca, Modelo, Ano, Cor, Cilindrada, Nº quilómetros) Livro (Título, Nº Páginas, Anos, Autor, Língua)

7 ACCESS – Modelo E-R Representação de uma Entidade num SGBD Representação de uma Entidade num SGBD

8 ACCESS – Modelo E-R Regras para a definição de uma Tabela Regras para a definição de uma Tabela Numa tabela as colunas correspondem aos campos ou atributos de uma entidade ou classe de entidades As linhas correspondem aos registos. As várias linhas (registos) podem conter dados repetidos em alguns campos, mas não podem existir duas linhas iguais. A ordem pela qual se dispõem as colunas (campos) não é importante e pode ser alterada sem que isso modifique o significado da informação contida na tabela. A ordem pela qual se dispõem as linhas (registos) também não é importante e pode ser alterada sem que isso signifique alteração da informação. Não podem existir duas colunas (campos) com o mesmo nome. Não é permitido incluir mais do que um valor em cada campo de cada registo. Não podem existir registos duplicados.

9 ACCESS – Modelo E-R Domínio dos Atributos Domínio dos Atributos Domínio: Conjunto de todos os valores elementares que um atributo pode assumir. O valor do atributo define o TIPO do atributo. Por exemplo: Nome – Texto Idade – Número Morada – Texto Classificação: Número de 0 a 20

10 ACCESS – Modelo E-R Atributos Elementares e Conjunto de Atributos Atributos Elementares e Conjunto de Atributos Atributos Elementares: Conjunto de elementos indivisíveis. Ex: Data de Nascimento, Peso, etc.. Conjunto de Atributos: Uma lista de valores para um determinado atributo.

11 ACCESS – Modelo E-R Noção de Chave Noção de Chave Chave: Atributo (chave simples) ou conjunto de atributos (chave composta) que permite identificar de modo unívoco um e um só registo. Chave Candidata: Qualquer atributo ou conjunto de atributos que possa ser uma chave. Chave Primária (Primary Key): A chave mais indicada escolhida entre as chaves candidatas. Representação: Livro (Título, Nº Páginas, Anos, Autor, Língua)

12 ACCESS – Modelo E-R Regras para a Chave Primária Regras para a Chave Primária Valor Único: Não podem existir 2 registos com o mesmo conteúdo para a chave primária. Não Nulo: Não pode existir nenhum atributo chave primária que contenha um valor nulo. Não redundante: No caso de uma chave primária ser composta, não devem ser incluídos mais atributos do que os mínimos necessários para identificar um registo de uma forma unívoca.

13 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária 1:1 (Um para Um) Relação Binária 1:1 (Um para Um) Leitura: 1 Professor lecciona uma e uma só Disciplina 1 Disciplina é leccionada por um e um só Professor

14 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária 1:1 (Um para Um) Relação Binária 1:1 (Um para Um)

15 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária 1:1 (Um para Um) Relação Binária 1:1 (Um para Um)

16 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária 1:N (Um para Vários) Relação Binária 1:N (Um para Vários) Leitura: Num Departamento trabalham vários Empregados 1 Empregado trabalha num e num só Departamento

17 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária 1:N (Um para Vários) Relação Binária 1:N (Um para Vários)

18 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária 1:N (Um para Vários) Relação Binária 1:N (Um para Vários)

19 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária N:N (Vários para Vários) Relação Binária N:N (Vários para Vários) Leitura: 1 Autor escreve vários Livros 1 Livro é escrito por vários Autores

20 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária N:N (Vários para Vários) Relação Binária N:N (Vários para Vários)

21 ACCESS – Modelo E-R Relação Binária N:N (Vários para Vários) Relação Binária N:N (Vários para Vários)

22 ACCESS – Modelo E-R Relação Unária Relação Unária Um Banco pretende conhecer eventuais participações de capital de umas empresas nas outras.

23 ACCESS – Modelo E-R Relação Unária Relação Unária Solução

24 ACCESS – Modelo E-R Relação Ternária (N-ária) Relação Ternária (N-ária) Estúdio de Cinema

25 ACCESS – Modelo E-R Relação Ternária (N-ária) Relação Ternária (N-ária) Primeira Abordagem

26 ACCESS – Modelo E-R Relação Ternária (N-ária) Relação Ternária (N-ária) Podemos responder directamente às seguintes questões Quais os Filmes em que o artista X participou? Quais os Artistas que participaram no Filme Y? Quais os Filmes dirigidos pelo Realizador Z? Não Podemos responder directamente às seguintes questões Quais os Filmes em que o Artista X participou e que tenham sido dirigidos pelo Realizador Y? Quais os Filmes dirigidos pelo Realizador Z e que tenham contado com a participação do Artista Y?

27 ACCESS – Modelo E-R Relação Ternária (N-ária) Relação Ternária (N-ária) Solução

28 ACCESS – Modelo E-R Chave Externa Chave Externa Chave Externa: Atributo de uma tabela que é chave primária de uma outra entidade ou tabela.

29 ACCESS – Modelo E-R Chave Externa Chave Externa Entidades e Atributos Jogadores (IdJogador, Nome, DataNascimento) Jogos (IdJogo, Estádio, Equipa Adversária, Data) Participações (IdJogador, IdJogo, Golos)

30 ACCESS – Modelo E-R Integridade Referencial Integridade Referencial Um valor de uma Chave Externa tem de existir na tabela a que o valor faz referência. Não pode ser usado como chave externa, um valor que não exista como chave primária na sua tabela de origem.

31 ACCESS – Modelo E-R Integridade de Entidade Integridade de Entidade Os valores dos atributos que correspondem à Chave Primária de uma Entidade não podem ser nulos, nem iguais a outros já existentes. ATENÇÃO: Um valor NULO não significa um valor IGUAL A ZERO, na terminalogia de Base de Dados.


Carregar ppt "@ Rafael Machado – 2004 ACCESS Base de Dados para a Gestão de Informação de Natureza Pedagógica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google