A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Modelo Relacional Banco de Dados I Profa. Aline Vasconcelos

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Modelo Relacional Banco de Dados I Profa. Aline Vasconcelos"— Transcrição da apresentação:

1 O Modelo Relacional Banco de Dados I Profa. Aline Vasconcelos

2 2 Conceitos Básicos Estrutura de Dados = Relação ou Tabela Um Banco de Dados relacional é representado como uma coleção de Relações. Cada Relação ou Tabela possui um conjunto de Linhas ou Tuplas. Estes são os seus Registros. Cada tupla se constitui de uma lista de valores, que são seus atributos ou colunas. Também conhecidos como campos da tabela.

3 3 Conceitos Básicos Domínio = conjunto de valores atômicos, representando o conjunto de valores que um campo pode assumir. Ex: atributo Sexo, assume os valores F ou M. Os atributos retiram seus valores de um domínio de possíveis valores. Os valores no domínio são indivisíveis, pois no modelo relacional atributos não podem ser compostos ou multivalorados.

4 4 Conceitos Básicos Esquema de banco de dados relacional = coleção de esquemas de relações (i.e. definições das tabelas, com seus campos, tipos de dados, domínios, restrições), regras etc. Exemplos: Cliente (IdCliente, CPF, Nome, Endereco, Telefone) Cliente IdClienteCPFNomeEnderecoTelefone

5 5 Conceitos Básicos Instância de banco de dados relacional = coleção de relações, ou seja, os dados armazenados. Uma instância de relação ou relação é um conjunto de tuplas T = {t1, t2,..., tn}. Cada tupla é uma lista de valores V = {v1, v2,..., vn}, onde cada elemento vi é um valor dentro de um domínio domínio(vi) ou é um valor nulo.

6 6 Conceitos Básicos Exemplo de Instância de uma Relação: IdClienteNomeCPFEnderecoTelefone 001Beatriz Rua X, Ana Paula Rua A, Carla Pires Rua T, Paula Mattos Rua Y,

7 7 Conceitos Básicos Cada linha das tabelas, que representam instâncias de relações, é uma tupla ou registro. Cada tupla contém uma lista de valores dentro dos domínios correspondentes aos atributos. Cada domínio é caracterizado pelo seu tipo de dado. Ex: domínio(Nome) é do tipo String, domínio(Idade) é do tipo inteiro etc.

8 8 Conceitos Básicos O Modelo Relacional é baseado na teoria dos conjuntos. Uma relação é um conjunto de tuplas. Definindo Relação pela teoria dos conjuntos: Uma relação é um subconjunto do produto cartesiano dos domínios que a definem. Ou seja: R {domínio(A1) x domínio(A2) x..... X domínio(An)} O produto cartesiano especifica todas as possíveis combinações de valores dos atributos da relação R. Num determinado instante no tempo, uma instância da relação possui um conjunto de combinações de valores válidos, determinando seu estado.

9 9 Integridade de Dados Restrições = condições obrigatórias impostas ao modelo. No contexto de bancos de dados relacionais, são chamadas de Restrições de Integridade. São elas: Restrições de Domínio Restrições de Chave Restrições de Entidade Restrições de Integridade Referencial

10 10 Restrições de Domínio O valor de cada atributo deve ser um valor atômico dentro do domínio daquele atributo ou um valor nulo. Tipos de Dados: Primitivos: inteiro, real, alfanumérico (caracteres de comprimento fixo ou variável) Especiais: moeda, data, objeto longo etc. Tipos definidos pelo usuário: por enumeração de valores possíveis ou ou por limitação de valores válidos de tipos primitivos.

11 11 Restrições de Domínio Tipos de Dados na SQL (Structured Query Language – Linguagem de Consulta Estruturada) – SQL-92: Tipos primitivos: INTEGER (INT), SMALLINT, FLOAT, REAL, DOUBLE PRECISION, DECIMAL, CHAR (n) – cadeias de caracteres de tamanho fixo, VARCHAR(n) – cadeias de caracteres de tamanho variável, BIT(n) – cadeias de bits de tamanho fixo, BIT VARYING (n) – cadeias de bits de tamanho variável, DATE, TIME, TIMESTAMP, INTERVAL.

12 12 Restrições de Domínio Tipos de Dados no Sistema de Banco de Dados Access: Texto – caracteres de 0 a 255 Memorando – cadeias de caracteres maiores que 255 Sim/Não – Boolean Numeração Automática – identificadores/chaves primárias Data/Hora Objeto OLE – armazenamento de planilhas, documentos do Wod, sons, imagens etc. Limitado a 1 GB. Número –utilizado em cálculos matemáticos. Unidade Monetária – moeda. Hiperlink. Assistente de Pesquisa – para campos com domínios restritos, permitindo consultar os valores de uma lista ou de outra tabela.

13 13 Restrições de Domínio O valor nulo de um atributo numa tupla, quando permitido, pode ter várias interpretações: O atributo não se aplica aquela tupla. O valor existe, mas é desconhecido. O valor é conhecido, mas está ausente.

14 14 Restrições de Chave Uma Relação deve ter pelo menos uma chave. No esquema de uma relação R, uma chave é um atributo ou conjunto de atributos cujo valor ou combinação de valores deve ser distinto em qualquer instância da relação. Todas as tuplas de uma relação devem ser distintas. Portanto, a existência de uma chave é obrigatória.

15 15 Restrições de Chave Quando existir mais de uma chave na relação, uma delas deverá ser escolhida para ser a Chave Primária (Primary Key – PK) da relação. Está será o identificador das tuplas da relação. As demais são chamadas de chaves alternativas. Todas elas são chamadas de chaves candidatas. Toda relação apresenta no mínimo uma chave candidata, que é o conjunto de todos os seus atributos.


Carregar ppt "O Modelo Relacional Banco de Dados I Profa. Aline Vasconcelos"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google