A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Gripe das Aves Joana Vicente nº7 Marisa Santos nº8 Nuno Pires nº9 Telmo Ventura nº15 10º Ano – Turma F Trabalho a apresentar à Escola Secundária Damião.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Gripe das Aves Joana Vicente nº7 Marisa Santos nº8 Nuno Pires nº9 Telmo Ventura nº15 10º Ano – Turma F Trabalho a apresentar à Escola Secundária Damião."— Transcrição da apresentação:

1 A Gripe das Aves Joana Vicente nº7 Marisa Santos nº8 Nuno Pires nº9 Telmo Ventura nº15 10º Ano – Turma F Trabalho a apresentar à Escola Secundária Damião de Goes Sob a orientação da Profª Maria Clara Madera

2 Objectivos do trabalho Esclarecer as pessoas sobre a gripe das aves, pois é um problema que pode afectar o mundo; Enriquecer-nos a nível cultural, social e científico; Tentar responder às perguntas mais frequentes como: O que é a gripe das aves? Quais são os sintomas? Já existe alguma vacina?

3 Importância do estudo Nós achamos que este tema é importante para a comunidade escolar e seus familiares, porque ainda há algumas dúvidas sobre este tema

4 Interesse do grupo Chegar ao fim do trabalho, queremos tentar responder às perguntas mais frequentes; Conhecer um pouco mais sobre esta doença que está alarmar o mundo; Sabermos como se deve reagir em caso de epidemia.

5 Gripe das aves O que é? Países onde já foi detectada Animais porta- dores do vírus TransmissãoSintomas Vacina/ Medicamentos Cuidados/ Medidas de segurança

6 O que é a gripe das aves? Doença contagiosa, respiratória aguda que afecta, normalmente, as aves Pode-se transmitir aos humanos por vias respiratórias e conjuntiva É provocada pelo H5N1 e tem uma eficácia de 100%

7 Países onde já foi detectada a gripe das aves Países onde morreram apenas aves Escócia Ucrânia Hungria Eslováquia Polónia Mongólia Geórgia Cazaquistão Dinamarca Itália Croácia Reino Unido Grécia Países onde já morreram aves e pessoas Iraque China Vietname Sudão Paquistão Tailândia Japão Suécia Rússia Israel Índia Nigéria Turquia Camboja Iraque Roménia Egipto Malásia Afeganistão Coreia Camarões Indonésia França Alemanha

8 Animais portadores do vírus Galinhas; Patos (marrequinha, pato real, frisada, etc.); Os pombos e as gaivotas são das espécies mais difíceis de serem contagiadas com o H5N1; Os porcos, também são afectados.

9 Entre aves: As aves aquáticas são o maior reservatório do vírus; Nos patos selvagens a vírus expande-se nas células do intestino; As aves jovens conseguem libertar o vírus; O vírus permanece vivo na água durante algumas horas, podendo contaminar outras aves. Transmissão do vírus Aos suínos: São os mamíferos que mais facilmente apanham o vírus; Porque possuem receptores moleculares que conseguem apanhar o vírus das aves; É o principal intermediário da doença entre aves e humanos. Aos humanos: Transmite-se através da inspiração, ou pelos olhos; O vírus dificilmente passa de pessoa para pessoa; É necessário haver um contacto muito próximo com as aves, em especial com as fezes ou sangue; Não é transmissível através da carne cozinhada de aves.

10 Nas aves: Deficiência de penugem Redução de ovos ( a mais perigosa) A taxa de mortalidade é de 100% Sintomas Nos humanos: Tosse Febres altas Dificuldades respiratórias Dores de cabeça e musculares Diarreia Arrepios

11 Vacina: Ainda não existe nenhuma que combata o vírus, mas estar a ser investigada A vacina normal não é eficaz, apesar se ser recomendada para os grupos de risco Medicamentos: Inibidores M2 Amantadina Rimantadina Inibidores da Neuraminidase Oseltamivir Zanimivir Vacina/ Medicamento

12 Cuidados/ Medidas de segurança Desinfectar as mãos sempre que se mexa nas aves; Ventilação adequada dos espaços; Manter uma alimentação equilibrada e horas de sono necessárias; Não ingerir comida que não esteja cozinhada a menos de 70º As aves de capoeira devem de estar fechadas; Nos países de risco, evitar o contacto com as aves; Quando se encontrar uma ave morta deve-se contar o médico veterinário, ou uma autoridade competente que: Deve usar luvas; Acondicionar a ave num saco de plástico; Identificar a ave; E enviá-la para um laboratório para ser analisada

13 Análise dos dados Depois do tratamento e análise dos dados dos inquéritos concluímos que: As perguntas que houve menos respostas certas foram aquelas são menos abordadas pela comunicação social, como por exemplo: O vírus transmite-se entre humanos?; E às perguntas mais frequentes, como Quais são os sintomas?, Qual é o vírus?, a maioria das pessoas acertou.

14 Conclusões Nós constatámos que houve uma mudança mental e prática na mentalidade das pessoas; Se não for encontrada uma vacina podemos ter uma pandemia muito perigosa; Se todas as medidas de segurança forem cumpridas o vírus levará mais tempo a desenvolver-se Esperamos que a nossa sociedade consiga resolver esta situação, que pode por em risco muitas vidas.

15 Bibliografia ALMEIDA, FERNANDO (22 de Setembro de 2005), A Gripe Voadora, p.66/ 68, Visão nº 655. CAMPOS, TERESA; BOTIQUILHA, HENRIQUE; CAMPOS, MÁRIO, (27 de Outubro de 2005), Terríveis Aves, pp , Visão nº 660. CAMPOS, TERESA; RIBEIRO, LUÍS, (29 de Outubro de 2005), Vírus a nossa porta, pp , Visão nº 659. FARRAR, JEREMY (Outubro de 2005), Prever a próxima Gripe Letal, p.12, National Geographic Portugal nº 55. FRANCO, HUGO, (29 de Setembro de 2005), A morte pode esperar, pp , Domingo do Correio da Manhã nº 9647 POEIRINHO, TÂNIA, (09 de Setembro de 2005), Gripe das aves vêem com os patos, pp. 97, Sábado nº 71. SILVA, MARIA R., (29 de Setembro de 20050), O BÊ-Á-BÁ da gripe das aves, pp. 28 e 29, Domingo do Correio da Manhã nº 9647.

16 Netgrafia //online.expresso.clix.pt/dossiers/gripeaves/artigo.asp?id= EMAS.HTM bNat_H5N1inAnimalConfirmedCUMULATIVE_ png


Carregar ppt "A Gripe das Aves Joana Vicente nº7 Marisa Santos nº8 Nuno Pires nº9 Telmo Ventura nº15 10º Ano – Turma F Trabalho a apresentar à Escola Secundária Damião."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google