A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OPERAÇÃO DE CORTE DE ÁRVORES COM MOTOSSERRA. INTRODUÇÃO O Corte é a primeira etapa da fase exploratória ou colheita florestal e tem grande influência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OPERAÇÃO DE CORTE DE ÁRVORES COM MOTOSSERRA. INTRODUÇÃO O Corte é a primeira etapa da fase exploratória ou colheita florestal e tem grande influência."— Transcrição da apresentação:

1 OPERAÇÃO DE CORTE DE ÁRVORES COM MOTOSSERRA

2 INTRODUÇÃO O Corte é a primeira etapa da fase exploratória ou colheita florestal e tem grande influência na realização das operações subseqüentes. Compreendendo a derrubada, o desgalhamento (destopamento ou retirada da copa) e traçamento dos fustes, é uma operação de grande importância por se tratar da etapa inicial do preparo da madeira, podendo por isto ser considerado como o início do processo industrial, uma vez que dependendo da forma como é feito, influenciará tanto na qualidade, quanto na quantidade de madeira a ser aproveitada.

3 A operação de corte deve ser planejada com bastante antecedência, em relação à sua execução, levando-se em conta os custos de equipamento e mão-de-obra, a habilidade dos trabalhadores, a localização e a topografia das unidades de trabalho e da infra-estrutura de apoio, objetivando a minimização dos custos, a otimização dos rendimentos e a redução dos impactos ambientais.

4 No corte ainda são usados, em grande escala, meios manuais ou semimecanizados, ou seja machado e motosserra, respectivamente, no primeiro exemplo em florestas plantadas e no segundo também em florestas nativas da Amazônia. Em geral são usadas máquinas, ferramentas e métodos que causam prejuízos à saúde dos trabalhadores, por não serem adequadamente adaptados às suas condições físicas e de postura ou por não serem observados os limites toleráveis para os fatores ergonômicos, por exemplo, os níveis de carga de trabalho, ruído e vibração.

5 O surgimento e a evolução das motosserras livraram o trabalhador florestal da atividade rudimentar (corte manual), sendo o primeiro passo para a aplicação gradual de máquinas na colheita florestal. Entretanto, o corte com motosserra ainda é uma atividade perigosa e de elevada exigência física, merecendo, portanto, estudos para melhorar as condições de segurança, conforto e bem-estar do trabalhador.

6 PRÉ CORTE As árvores devem ser preparadas para o corte observando os seguintes casos: 1. Verificar se a direção de queda recomendada é possível e se existe riscos de acidentes, por exemplo, galhos quebrados pendurados na copa; 2. Limpar o tronco a ser cortado. Cortar cipós e arvoretas e remover eventuais casas de cupins, galhos quebrados ou outros obstáculos situados próximos à árvore; 3. Fazer o teste do oco. Para certificar se a árvore está oca, o motosserrista introduz o sabre da motosserra no tronco no sentido vertical e, conforme a resistência à entrada, pode-se avaliar a presença e o tamanho do oco;

7 4. Retirar os pregos e plaquetas que tenham sido colocados nas árvores durante o IF 100% e transferí-los para a base da árvore (abaixo da linha de corte. A remoção é importante, uma vez que os pregos podem causar danos à serra fita ser usada no processamento da madeira na indústria

8 5. Preparar os caminhos de fuga, por onde a equipe deve se afastar no momento da queda da árvore, os quais devem ser construídos no sentido contrário ao de tendência de queda, conforme mostra afigura a seguir:

9

10 TÉCNICAS DE CORTE As técnicas de corte para a derruba ou abate de árvores aplicadas na exploração manejada em florestas tropicais buscam evitar erros que causem desperdícios excessivos de madeira, danos desnecessários à floresta, maior incidência de acidentes, além da proteção de árvores de valor comercial e de facilitar o arraste das toras, estes em decorrência do direcionamento de queda das árvores.

11 Deve-se sempre levar em conta a direção natural de queda da árvore que é determinada pela forma, peso dos galhos, inclinação natural, direção dos ventos, etc. Entretanto para proteger a árvore, facilitar o arraste da tora e principalmente evitar danos ao povoamento, pode-se modificar a direção de queda (direção desejada).

12 É empregada quando a árvore a ser derrubada possui um tronco de boa qualidade, sem inclinação pronunciada, e cuja direção de queda é favorável a operação de extração e deve ser feito na seguinte seqüência: 1. Abertura da boca do lado da queda da árvore, com um corte horizontal e um corte oblíquo, formando um ângulo de 45 graus a uma altura de 20 cm do solo; Técnica Padrão de Corte

13 2.Corte de queda ou abate feito horizontalmente do lado oposto da boca, a 30 cm em relação ao solo, com profundidade na metade do tronco, cerca de 10 cm acima do corte direcional deixando uma porção de madeira denominada dobradiça ou filete de ruptura, cuja largura deve equivaler a 10% do diâmetro da árvore e que evitará que esta perca a direção definida;

14 3. Colocação de peça denominada cunha na abertura do corte de queda, para ajudar a impulsionar o tombamento da árvore.

15

16 Desponte ou Destopamento Consiste na separação da copa do tronco com um corte seccional, tendo o cuidado de fazê-la evitando desperdício principalmente quando o corte é feito abaixo do recomendado.

17

18 Traçamento ou Toragem Consiste na divisão do fuste em toras menores, cujo número depende do comprimento inicial, da densidade da madeira, das especificações do mercado e da posição de queda em relação ao ramal de arraste ;

19 Como na derruba o traçamento requer cuidados técnicos pois, trata-se da aplicação de forças e diferentes pressões, que serão tanto maiores quanto maior for a árvore abatida. O traçamento é, também, uma atividade de risco, como o abate.

20 Cuidados Antes de Iniciar o Traçamento Antes de iniciar o traçamento, o operador deve considerar no mínimo os seguintes pontos: a) o terreno ao redor e o possível efeito na tora a ser traçada; b) as árvores e toras ao redor e como eles poderão influir no trabalho a ser feito; c) o tronco que vai ser cortado e o que ele vai fazer quando o corte terminar;

21 c) o trabalho deve ser feito sem ameaçar, ferir ou machucar outras pessoas presentes no local.

22 Técnicas de Traçamento Ver publicação Operação de abate de árvores em florestas tropicais

23 Aspectos relacionado à segurança e prevenção de acidentes Ver :Uso de Motosserras e Manuais diversos

24 Equipamentos e Materiais Motosserra, machado, facão, marreta, cunha, água potável, bota com bico de aço, capacete simples, capacete com viseira e protetor auricular, calça de nylon, medicamentos, ferramentas, combustível, mapa de exploração.

25 Segurança e Prevenção de Acidentes Ver: Uso de Motosserra e Manuais diversos.


Carregar ppt "OPERAÇÃO DE CORTE DE ÁRVORES COM MOTOSSERRA. INTRODUÇÃO O Corte é a primeira etapa da fase exploratória ou colheita florestal e tem grande influência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google