A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Planos Econômicos e as Perdas na Poupança (Cruzado, Bresser, Verão, Collor I e Collor II)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Planos Econômicos e as Perdas na Poupança (Cruzado, Bresser, Verão, Collor I e Collor II)"— Transcrição da apresentação:

1 Planos Econômicos e as Perdas na Poupança (Cruzado, Bresser, Verão, Collor I e Collor II)

2 Sobre o cálculo dos valores das ações: 1 – As ações foram encaminhadas em tempos distintos portanto o desembolso será de forma progressiva. 2 – O que acontece com os clientes dos bancos que foram extintos? Responsabilidade do Bacen? 3 – Quantas pessoas de fato ingressaram na justiça? 4 – Parte dos valores já foram cobertos pelo FGTS? 5 - Porque e como o reconhecimento das perdas consiste em uma ameaça ao sistema financeiro?

3 Receitas de Prestação de Serviços/Resultado Bruto da Intermediação Financeira Bancos BB53,1960,8066,5476,9260,2477,12 CEF53,6457,6052,0550,3776,0665,27 Bradesco72,8962,2735,7555,6759,9271,11 Itaú55,5260,4469,3572,6065,7471,75 Santander36,3837,2342,3154,7656,3783,12 Nossa Caixa13,1918,5514,6622,2730,2536,26 Em %

4 Receitas de Prestação de Serviços / Despesas Pessoal Bancos BB76,0786,9695,27104,9299,37111,05 CEF113,99100,2792,5189,6095,8986,81 Bradesco87,7499,23115,14149,99164,48156,50 Itaú161,34185,72191,78188,59184,23157,99 Santander93,9984,69116,38147,24174,22200,33 Nossa Caixa31,6136,6542,8053,9666,8280,10 Total97,18103,96112,17125,16127,63125,35 Em %

5 Receitas de Prestação de Serviços Bancos BB CEF Bradesco Itaú Santander Nossa Caixa Em R$Mil

6 Receitas de Prestação de Serviços PeríodoR$ Mil

7 Resultado Bruto da Intermediação Financeira Bancos BB CEF Bradesco Itaú Santander Nossa Caixa Em R$Mil

8 Sete grandes bancos (Banco do Brasil, Bradesco, CEF, HSBC, Itaú Unibanco, Nossa Caixa, Santander e Real) provisões de cerca de 8,8 bilhões para contingências cíveis até dezembro de Os dados contemplam as provisões classificadas com prováveis. As perdas classificadas como possíveis, não precisam ser provisionadas, tendo sido apresentadas apenas pelo Banco do Brasil. Em um banco a maioria 64% destas provisões estão direcionadas aos planos econômicos. Grande parte deles não especifica a destinação das provisões.

9 Composição da provisão de contingência cível dos bancos para o exercício 2008 Banco Variação Valor Provisionado para Planos Econômicos Banco do Brasil ,84%-- Bradesco ,83%-- CEF ,45% * (31,1%)** HSBC ,22%-- Itaú Unibanco ,13% (31,8%)** Nossa Caixa ,35% (63,6%)** Santander / Real ,50%-- Total ,66% Em R$ mil

10 Notas explicativas Fonte: Notas explicativas dos bancos***. * valor referente às perdas classificadas como prováveis. ** proporção do valor provisionado para pagamento das perdas dos planos econômicos sobre o valor total provisionado para ações cíveis. ***As referencias às provisões apresentadas na tabela, podem ser encontradas nas páginas indicadas das demonstrações financeiras. A numeração refere-se ao texto em PDF dos relatórios (links indicados em VIII, referencias bibliográficas):

11 1 – Banco do Brasil Nota 32 - Compromissos, Responsabilidades e Contingências – Ações de Natureza Cível pg.110 e a) Passivos Contingentes – Prováveis 2007 ( ) e 2008 ( ) pg.110 b) Passivos Contingentes – Possíveis 2007 ( ) e 2008 ( ) pg – Bradesco Nota - 18 Ativos e Passivos Contingentes e Obrigações Legais – Fiscais e Previdenciárias pg.85 b) Passivos Contingentes classificados como perdas prováveis e Obrigações Legais – Fiscais e Previdenciárias - II – Processos cíveis IV – Provisões segregadas por natureza 2007 ( ) e 2008 ( ) pg.86 - IV - Provisões segregadas por natureza pg.87 3 – CEF Nota 21 Passivos contingentes - a) Provisões constituídas – ii) Composição por classificação de risco pg.7 a) Prováveis 2007 Cíveis ( ) e 2008 ( ) Ações cíveis de perdas da Poupança: 2007 ( ) e 2008 ( ) 4 – HSBC Nota 3 Resumo das principais práticas contábeis pg.2

12 Nota 10. Provisão para contingências - Composição das provisões. pg Itaú Unibanco Nota 4 Resumo das principais práticas contábeis pg.38 Nota 12 Ativos e Passivos Contingentes e Obrigações Legais – Contingências classificadas como prováveis pg.72 Nota 13 Detalhamento de contas a) outros créditos diversos e i) outras despesas operacionais pg Nossa Caixa Nota 4 Resumo das Principais práticas contábeis pg.32 Nota 18 Contingências e Obrigações Legais b)Contingências passivas o)Contingências prováveis pg35 Nota 25 Outras Despesas Operacionais pg Santander / Real Nota 4 - Principais Práticas Contábeis k) Ativos e Passivos Contingentes e Obrigações Legais - k.2) Passivos Contingentes pg.23 Nota 24 - Ativos e Passivos Contingentes e Obrigações Legais – Fiscais e Previdenciárias e b) Saldos Patrimoniais dos Passivos Contingentes e Obrigações Legais por Natureza pg.51

13 Provisões Para Crédito de Liquidação Duvidosa: Banco Itaú Unibanco – dezembro 2008 Níveis de RiscoCréditoProvisão Legal Provisão Existente. Nível AA Nível A Nível B Nível C Nível D Nível E Nível F Nível G Nível H Total Carteira Provisão excedente = R$

14 Em seu Press Release semestral o Bradesco afirma: No trimestre as outras despesas operacionais líquidas de outras receitas operacionais, apresentaram uma variação de R$ 109 milhões e de R$ 464 milhões. As variações em ambos os períodos decorrem basicamente, de maiores constituições de provisões operacionais, e em grande parte por constituição de provisões para contingências relacionadas a planos econômicos, mitigada pela mudança no critério de contabilização da amortização das despesas oriundas da aquisição de direitos para prestação de serviços bancários. Trimestre: aumento de R$ 109 milhões. Semestre: aumento de R$ 464 milhões. Mitigar: tornar-se mais brando, mais suave, menos intenso. (foi mitigado em quanto?).

15 O saldo de Crédito Tributário (CT), incluindo números consolidados do BNC, atingiu R$ 20,4 bilhões em março último, 23,7% superior a dez/08. Na comparação anual, o crescimento do estoque de CT foi de 45,3%. Importante destacar que, conforme fato relevante divulgado ao mercado em 29/04/2009, o Banco do Brasil ativou no trimestre créditos tributários no montante de R$ milhões. O reconhecimento decorre da reavaliação da perspectiva de êxito da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN), número 4101/DF, contra a elevação da alíquota da CSLL do setor financeiro, de 9% para 15%. Análise do Desempenho 1T09 - Banco do Brasil Crédito Tributário Quais são as possibilidades de utilização dos créditos tributários segundo as normas contábeis? Como os bancos tem se utilizado destes créditos? Quais as possibilidades de utilização de lançamentos contábeis intangíveis – capaz de mitigar estas contingências.

16 Caixa Econômica Federal Dos R$ 2,5 bi do ganho obtido pelo banco estatal em 2007, R$ 1,4 bi veio desse instrumento contábil (Os Créditos Tributários). Sem o uso dos créditos, lucro do ano passado teria ficado abaixo dos R$ 2,4 bi de 2006; Os ganhos da estatal ficaram em R$ 2,5 bilhões, valor próximo dos R$ 2,4 bilhões do ano anterior. Além disso, o resultado teria sido pior se não fosse a utilização de um instrumento contábil que aumentou em R$ 1,4 bilhão o lucro apurado pelo banco no ano passado.

17 Qual a possibilidade de adoção de Medidas por Parte do Bacen? Medidas governamentais ao alcance do BC: o alívio no compulsório ocorrido em outubro de 2008, injetou, de uma só vez bilhões de R$ no sistema financeiro contribuindo para aumentar a liquidez. PeríodoTotal Ago/ Jan/ Em R$ Milhões


Carregar ppt "Planos Econômicos e as Perdas na Poupança (Cruzado, Bresser, Verão, Collor I e Collor II)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google