A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Mercado de Trabalho e a Inserção Produtiva dos Jovens Sonia Rocha

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Mercado de Trabalho e a Inserção Produtiva dos Jovens Sonia Rocha"— Transcrição da apresentação:

1 O Mercado de Trabalho e a Inserção Produtiva dos Jovens Sonia Rocha

2 Repartição dos indivíduos de 6 a 25 anos segundo situação quanto ao trabalho e à freqüência à escola – Brasil Idade (anos) Proporção (%) Só Estudam Estudam e Trabalham Só Trabalham Não Trabalham nem Estudam

3 Repartição dos indivíduos de 6 a 25 anos segundo situação quanto ao trabalho e à freqüência à escola – Brasil Rural Proporção (%) Idade (anos) Só Estudam Estudam e Trabalham Só Trabalham Não Trabalham nem Estudam

4 Participação dos Jovens de 18 a 25 Anos nos Diferentes Agregados, Brasil 1996 e 2005 Agregados* Abs. (mil)Part. (%)Abs. (mil)Part. (%) População Residente , ,2 PEA , ,6 Ocupados , ,4 Fonte: IBGE, microdados da PNAD.

5 Taxa de Atividade e de Desocupação Jovens por idade e Não-Jovens – 1996 e 2005 (%) Idade Tx. de AtividadeTx. de Desocupação anos60,763,72,916,425,69,2 19 anos67,770,62,914,022,28,1 20 anos71,075,54,511,919,87,9 21 anos71,977,85,912,417,24,8 22 anos74,779,85,210,015,35,4 23 anos75,580,65,19,114,14,9 24 anos76,581,24,69,013,34,3 25 anos77,182,45,37,511,64,1 18 a 2571,576,34,911,317,15,8 26 ou +67,270,23,14,65,81,2 18 ou +68,171,63,46,28,52,3 Fonte: IBGE, microdados da PNAD.

6 Repartição de Jovens e Não-Jovens, segundo Condição na Atividade e na Ocupação Brasil, 1996 e 2005 (%) Condição 18 a 25 Anos26 Anos e mais Ativos71,576,34,967,270,23,0 Ocupados63,463,3-0,164,166,12,0 Remunerados55,856,81,057,960,22,3 Não-Remun.6,04,9-1,03,02,7-0,3 Auto prod./const.1,61,5-0,13,2 0,1 Desocupados8,113,15,03,14,11,0 Inativos28,523,7-4,932,829,8-3,0 Total (%) Total (mil) Fonte: IBGE, microdados da PNAD.

7 Rendimento do trabalho de jovens e não-jovens – 1996 e 2005 Idade Rendimento Médio* (R$) Número Índice anos352,38313, anos415,82355, anos471,95400, anos514,09436, anos558,61466, anos579,40496, anos656,33573, anos718,88605, a 25538,97469, ou +1085,31886, ou +964,74798, Fonte: IBGE, microdados da PNAD * Preços de setembro de 2005.

8 Ocupados com 10 Anos ou mais de Idade, segundo Anos de Estudo Anos de Estudo % Abs. (mil) % % Menos de 8 anos , ,9-2,82 4 a 7 anos , ,87,20 8 anos ou mais , ,181,57 11 anos ou mais , ,4106,08 Total ,22 Fonte: IBGE/PNAD, Tabulações do IETS.

9 Escolaridade e Freqüência à Escola: Jovens de 18 a 25 Anos com menos de 8 anos de Estudo, Brasil 2005 Idadetotal com menos de 8 anos de estudo totalnão freq. a escola Abs.% % 18 anos , ,3 19 anos , ,6 20 anos , ,3 21 anos , ,9 22 anos , ,7 23 anos , ,6 24 anos , ,6 25 anos , ,7 Total , ,6 Fonte: IBGE, microdados da PNAD.

10 Escolaridade e Freqüência à Escola: Jovens de 18 a 25 Anos com menos de 8 anos de Estudo, Brasil 2005 Idade e Estrato mil com menos de 8 anos de estudo totalnão freq. a escola mil% % Urbano , ,0 Rural , ,1 Total , ,6 Metropolitano , ,0 Fonte: IBGE, microdados da PNAD.

11 Jovens 18 a 25 Anos, total e com menos de 8 Anos de Escolaridade que não freqüentam a escola - Brasil, 2005 Atividade, Ocupação e Rendimento Médio Total Com pouca Escolaridade Ativos76,372,5 Ocupados63,363,0 Remunerados56,851,7 Não-Remunerados4,97,7 Auto prod./cons.1,53,5 Desocupados13,19,5 Inativos23,727,5 Total %100 Total Absoluto (mil) Rendimento Médio*469,42317,56 Fonte: IBGE, microdados da PNAD. *rendimento médio dos ocupados remunerados.

12 Jovens acompanham tendência geral, mas evolução mais adversa. Aumento da taxa de atividade dos jovens se rebate mais diretamente sobre a taxa de desocupação. Estabilidade relativa dos rendimentos dos jovens / não jovens. Déficit educacional importante: Principais Evidências taxa de atividade taxa de desemprego - rendimento médio vinculado ao aumento dos salários mais baixos menor retorno à educação ( = anos de estudo) 30% dos jovens anos sem fundamental completo

13 Crescimento econômico e criação de postos como problemática geral Ocupação jovem ligada à: Crescimento econômico com oferta inadequada de mão-de-obra Questões Básicas incentivos monetários estratégias educacionais transição escola – trabalho eliminação de déficit de qualificação metas Ex: universalização de 8 anos de estudo até 25 anos volta à escola e questão social qualidade de educação e mecanismos compensatórios. Aumento dos retornos à educação e desigualdade de renda.


Carregar ppt "O Mercado de Trabalho e a Inserção Produtiva dos Jovens Sonia Rocha"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google