A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OFICINA DE REDAÇÃO DE PATENTES Informação Tecnológica (Parte 1 - continuação) Ricardo Carvalho Rodrigues Agosto/2008 – Viçosa - MG.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OFICINA DE REDAÇÃO DE PATENTES Informação Tecnológica (Parte 1 - continuação) Ricardo Carvalho Rodrigues Agosto/2008 – Viçosa - MG."— Transcrição da apresentação:

1 OFICINA DE REDAÇÃO DE PATENTES Informação Tecnológica (Parte 1 - continuação) Ricardo Carvalho Rodrigues Agosto/2008 – Viçosa - MG

2 Formato Universal: Documento Depositado no Brasil

3 Dados identificadores do documento, que seguem padronização internacional. Informações Bibliográficas

4 Estes códigos identificam todas as informações que constam da primeira página ou folha de rosto, como exemplo: Indicação dos números (11) Número do documento; (21) Número designado ao documento quando de seu depósito; (31) Número designado ao primeiro depósito (prioridade do documento). Códigos INID (International Agreed Numbers for the Identification of Data)

5 Indicação de datas (22) Data de depósito da solicitação; (32) Data de depósito da primeira solicitação (data de prioridade); (41) a (47) Datas em que o pedido encontra-se disponível para ser visto; (41) a (44) Referem-se a documentos de patentes publicados (examinados ou não, mas que ainda não tem a decisão final (concessão ou não da patente); (45) a (47) Referem-se à data de concessão da patente, geralmente é utilizado o número (45). Códigos INID

6 Identificação da origem/propriedade (19) Nome do país ou Organização Regional ou Internacional que publicou o documento de patente; (33) País ou países do primeiro documento (prioridade); (70) a (76) Identificação de partes relacionadas com o documento; (71) Nome do depositante (quem recebeu a patente); (72) Nome do inventor, se conhecido; (73) Nome de quem detém os direitos sobre a patente; (74) Nome do procurador ou agente; (75) Nome do inventor, quando for também o depositante. Códigos INID

7 Informação técnica (12) Indica o tipo de documento (patente de invenção, Modelo de Utilidade, etc); (51) Classificação Internacional de Patente (IPC); (52) Classificação Nacional ou doméstica de patente; (54) Título da Invenção; (56) Lista de documentos anteriores citados pelo depositante (pode auxiliar no exame) ou encontrados pelo examinador de patentes durante a busca para exame; (57) Resumo do conteúdo do documento. Códigos INID

8 SISTEMA DE INDEXAÇÃO CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

9 FINALIDADES (1) Criar uma ferramenta de busca e recuperação de documentos de patente. Instrumento para disposições organizadas dos documentos de patente, a fim de facilitar o acesso às informações tecnológicas e legais contidas nos mesmos CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

10 Acervo de patentes do INPI

11 FINALIDADES (2) Base de disseminação seletiva de informações a todos os usuários das informações de patentes; Base para investigar o estado da técnica em determinados campos da tecnologia; Base para preparar estatísticas sobre propriedade industrial que permitam a avaliação do desenvolvimento tecnológico em diversas áreas. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

12

13 Até 1999, era reeditada a cada 5 anos. A sétima edição teve sua utilização estendida até 31/12/2005. Oitava edição: entrou em vigor em 01/01/2006 modificações técnicas e de formato –Estrutura em dois níveis – nível básico (núcleo; relativamente estável) e nível avançado (subgrupos adicionais) –cinco volumes e não mais de dez como é atualmente. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

14 Estrutura hierárquica: Seções Subseções Classes Subclasses Grupos Subgrupos CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

15 Estrutura Atual: 8 Seções: 21 Subseções 120 Classes 628 Subclasses Grupos CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

16 A - Necessidades Humanas B - Operações de Processamento; Transporte C - Química e Metalurgia D - Têxteis e Papel E - Construções Fixas F - Engenharia Mecânica; Iluminação; Aquecimento; Armas; Explosão G - Física H - Eletricidade SEÇÕES DA CIP

17 CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL

18 B 60 P 1 / 28 Seção Classe Sub-classe Grupo Sub-grupo Estruturas de carrocerias basculantes para veículos de carga B - Operações de Processamento; Transporte B 60 – Veículos em Geral B 60 P – Veículos adaptados para o transporte de cargas... B 60 P 1/00 – Veículos principalmente destinados ao transporte de cargas e modificados para facilitar o carregamento,... B 60 P 1/04 – com movimento basculante do elemento que suporte a carga... B 60 P 1/28 – estruturas de carrocerias basculantes

19 a CIP na internet: Atual – 8ª edição: 7ª edição: CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

20 Seção A - Necessidades Humanas Subseções: Agricultura – engloba a classe A01 Produtos Alimentícios; Tabaco – engloba as classes A21, A22, A23 e A24 Artigos para uso pessoal ou doméstico – engloba as classes A41, A42, A43, A44, A45, A46 e A47 Saúde ou recreação – engloba as classes A61, A62 e A63 SEÇÕES E SUBSEÇÕES Exemplos

21 Classe A61: A61 – CIÊNCIA MÉDICA OU VETERINÁRIA; HIGIENE Subclasses: A61B – Diagnóstico; Cirurgia; Identificação A61C – Odontologia; Higiene oral ou dental A61N – Eletroterapia; Magnetoterapia; Terapia por radiação; Terapia por ultra-som CLASSES E SUBCLASSES Exemplos

22 GRUPOS – Exemplo Grupos da Subclasse A61N: A61N1/00 – Eletroterapia; seus circuitos A61N2/00 – Magnetoterapia A61N5/00 – Terapia por radiação A61N7/00 – Terapia por ultra-som Caracteres numéricos antes da / indicam o grupo

23 Os subgrupos são representados pelos caracteres numéricos diferentes de 00 colocados depois da / Os subgrupos apresentam níveis hierárquicos que possibilitam uma maior especificação da matéria dentro do grupo principal. Os níveis são determinados por pontos (. ) colocados após a classificação alfa- numérica. A classificação específica, no entanto, é definida pelo código alfa- numérico. O número de pontos apenas indica o grau de especificação. Quanto maior o número de pontos, após a classificação numérica, maior o grau de especificação daquele nível. SUBGRUPOS - Hierarquia

24 1/00 Grupo principal 1/02. Subgrupo de nível 1 1/04.. Subgrupo de nível 2 1/06... Subgrupo de nível 3 1/ Subgrupo de nível 4 1/10.. Subgrupo de nível 2 SUBGRUPOS - Hierarquia

25 A61N1/02. detalhes A61N1/10. aplicação de eletricidade estática A61N1/14. desvio de cargas elétricas, por ex. por ligação à terra A61N1/16. filtragem ou neutralização de influências indesejáveis de radiações ou campos terrestres ou atmosféricos A61N1/18. aplicação de correntes elétricas por eletrodos de contato A61N1/40. aplicação de campos elétricos por acoplamento indutivo ou capacitivo A61N1/44. aplicação de fluidos ionizados SUBGRUPOS DE NÍVEL 1 - Exemplos Subgrupos de nível 1 do grupo A61N1/00 –Eletroterapia e seus circuitos:

26 Grupo principal: A61N1/18 - aplicação de correntes elétricas por eletrodos de contato Subgrupos: A61N1/20.. correntes contínuas diretas A61N1/22... Cintos eletromédicos A61N1/ com fonte de energia incorporada A61N1/26... Escovas eletromédicas; dispositivos para massagem eletromédica... A61N1/32.. correntes alternadas ou intermitentes A61N1/34... para produção de anestesia A61N1/36... para estimulação, p.ex. marca-passos cardíacos Subgrupos de mesmo nível = alternativos; um mesmo aspecto da matéria estará classificado em um ou outro subgrupo de mesmo nível Exemplos de demais níveis de subgrupos

27

28

29 REIVINDICAÇÕES 1) 2) 3) 4) 5) DESCRIÇÃO FIGURAS E DESENHOS INVENÇÃO A01B 1/01 INFORMAÇÃO ADICIONAL A01B 3/02, A01B 3/05 FONTES DAS INFORMAÇÕES PARA A CLASSIFICAÇÃO

30 Regras para a classificação de patentes segundo a CIP: A indexação pode ser feita com os seguintes enfoques: 1) de acordo com a função da matéria descrita; e/ou 2) de acordo com a aplicação/finalidade da matéria descrita. Classificação Internacional de Patentes

31 F24F - refere-se a condicionamento de ar em geral, sem especificar a finalidade de seu uso Enfoque = FUNÇÃO B60H – refere-se a condicionamento de ar para uso em veículos Enfoque = APLICAÇÃO Exemplo 1 – Classificação de ar-condicionado para veículos. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

32 B01D - refere-se a processos de separação e inclui aqueles envolvendo filtros Enfoque = FUNÇÃO A01J 11/06, A47J 31/06, D01D 1/10 – referem-se a filtros especialmente adaptados para determinados fins ou em combinação com outros aparelhos Enfoque = APLICAÇÃO Exemplo 2 – Classificação de filtros. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

33 Ao se utilizar a Classificação, é necessário saber que a matéria técnica de uma invenção não tem limites estabelecidos. Não havendo local específico para tal invento previsto na Classificação, é utilizado o que for mais apropriado. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES

34 Indexador (localizador) CIP Busca para

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44 Exemplo – Classificação para capacitores ( valor fixo)

45

46 Exemplo – Classificação em português/inglês

47

48


Carregar ppt "OFICINA DE REDAÇÃO DE PATENTES Informação Tecnológica (Parte 1 - continuação) Ricardo Carvalho Rodrigues Agosto/2008 – Viçosa - MG."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google