A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O FICINAS PARA J ORNALISTAS VIDA NO TRANSITO ______________________________ ANDI + OPAS S EMINÁRIO N ACIONAL SOBRE A DVOCACY PARA ONG S COM FOCO EM S EGURANÇA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O FICINAS PARA J ORNALISTAS VIDA NO TRANSITO ______________________________ ANDI + OPAS S EMINÁRIO N ACIONAL SOBRE A DVOCACY PARA ONG S COM FOCO EM S EGURANÇA."— Transcrição da apresentação:

1 O FICINAS PARA J ORNALISTAS VIDA NO TRANSITO ______________________________ ANDI + OPAS S EMINÁRIO N ACIONAL SOBRE A DVOCACY PARA ONG S COM FOCO EM S EGURANÇA NO T RÂNSITO B RASÍLIA, 13 DE A GOSTO DE 2013

2 ANDI – Missão A ANDI – Comunicação e Direitos é uma organização da sociedade civil. Fundada em 1993, em Brasília, é reconhecida internacionalmente como um centro de referência em comunicação para os direitos e o desenvolvimento humano e social.

3 ANDI – Missão A missão da ANDI é contribuir para uma cultura de promoção dos direitos da infância e da juventude, dos direitos humanos, da inclusão social, da democracia participativa e do desenvolvimento sustentável a partir de ações no âmbito do jornalismo, da disseminação da informação, do entretenimento e da publicidade em quaisquer das plataformas midiáticas e também no campo das políticas públicas de comunicação.

4 Mídia e Desenvolvimento Mídia para o Desenvolvimento: ações e programas nos quais a utilização das ferramentas de comunicação de massa procura incidir no processo de desenvolvimento sustentável das sociedades. Desenvolvimento da Mídia: ações e programas nos quais se procura fortalecer o ecossistema midiático, garantindo o direito à informação e à comunicação como elementos fundamentais para as democracias.

5 Comunicação em 3D: Direitos, Democracia e Desenvolvimento Sobre o que estamos falando? Informação como ferramenta de transformação. Informação como fator crucial para os processos de tomada de decisões. Informação como elemento chave para o debate democrático. Deficit de informação de qualidade = deficit democrático.

6 Comunicação em 3D: Direitos, Democracia e Desenvolvimento Sobre o que estamos falando? Informação como um bem público. Informação como um serviço público. Informação como poder. Desafio: reduzir a assimetria de informação que caracteriza as sociedades contemporâneas.

7 Áreas de Atuação da ANDI Infância e Juventude Inclusão e Sustentabilidade Políticas de Comunicação

8 Estratégias da ANDI Mobilização Monitoramento Qualificação Incidência (Advocacy) Reaplicabilidade

9 Rede ANDI Brasil (10 estados)

10 Red ANDI América Latina (12 países)

11 Papéis do jornalismo Oferecer informação confiável e contextualizada, para que os cidadãos e as cidadãs possam participar ativamente da vida política, fiscalizando e cobrando a promoção de seus direitos.

12 Papéis do jornalismo Ser pluralista na construção de uma agenda de debates, contribuindo para que temas relevantes para o desenvolvimento humano alimentem a esfera pública de discussões a partir do posicionamento – e da legitimação – de um maior número de atores (Teoria de Agenda Setting / Função de Gatekeeper).

13 Papéis do jornalismo Exercer accountability em relação ao Estado e às políticas públicas, de forma a colaborar para que os governantes – além do setor privado e da sociedade civil – sejam mais responsáveis em relação aos processos de formulação, execução e avaliação de ações e programas (Função de Watchdog).

14 Estratégias para o diálogo com a mídia Para estimular avanços concretos no âmbito da cobertura jornalística não faz sentido pensar apenas em ações pontuais. É fundamental ter a mídia entre seus principais stakeholders e envolvê-la em um processo sustentado de trabalho.

15 Estratégias para o diálogo com a mídia Ponto de partida: a não ser em casos muitos específicos, as redações não tem restrições a cobrir com mais profundidade um determinado tema – o que existe é falta de informação sobre o assunto. O problema inicia na faculdade de jornalismo – currículo não costuma contemplar os temas da agenda socioambiental. Em alguns veículos, vinculações político- partidárias podem interferir na investigação da pauta (cobertura das políticas públicas).

16 Estratégias para o diálogo com a mídia 1.Mobilização/sensibilização das redações e dos proprietários da mídia, por meio de visitas e pelo envio sistemático de sugestões de pautas que ajudem a diversificar/qualificar a abordagem cotidiana. A criação de prêmios jornalísticos vinculados ao tema é outra ferramenta eficiente, da mesma forma que o atendimento direto aos jornalistas (help desk).

17 2.Monitoramento de mídia, não apenas para identificar avanços e retrocessos no processo de construção da notícia. Ferramentas quanti-qualitativas (análise de conteúdo) garantem um diálogo baseado em dados científicos e não em impressões acerca de casos esporádicos – o que facilita o processo de reflexão por parte das redações. Estratégias para o diálogo com a mídia

18 3.Capacitação dos profissionais do jornalismo para a cobertura de assuntos relacionados à temática em foco por meio de: o Seminários o Oficinas o Programas de estágio o Bolsas para TCCs o Disciplinas em cursos de jornalismo o Guias / manuais o Cursos à distância Estratégias para o diálogo com a mídia

19 Incidência (Advocacy) o Geração de conhecimento sobre marcos regulatórios democráticos e Políticas Públicas de Comunicação (PPCom). o Participação em fóruns de discussão. o Liderança ou contribuição em ações de promoção de PPCom. Reaplicabilidade o Repasse das tecnologias sociais desenvolvidas pela ANDI para outras entidades da sociedade civil (Brasil e América Latina) Outras estratégias da ANDI

20 Publicações o Guias para jornalistas e fontes de informação o Análises da cobertura jornalística com foco na agenda socioambiental o Livros temáticos sobre mídia e desenvolvimento o Pesquisas sobre marco legal da comunicação Ferramentas on line o Portal e Hot sites o Boletins eletrônicos o Facebook o Twitter Outras estratégias da ANDI

21 Direitos da Infância: avanços quantitativos Número de notícias sobre temáticas da Infância e Adolescência: 45 jornais diários – * *Em 2008, a pesquisa Infância na Mídia não foi realizada. Os dados referentes ao período ainda estão em fase de análise e serão publicados posteriormente.

22 Posição Pesquisa (*)Período Textos enquadrados como Políticas Públicas 1 Educação200466,0% 2 Transgênicos200463,9% 3 Educação Infantil200058,0% 4 Direitos Humanos200454,1% 5 Desenvolvimento Humano e Social2001/200252,2% 6 Saúde da Criança200247,0% 7 Trabalho Infantil200240,2% 8 Conselhos200336,0% 9 P. Públicas de Comunicação2003/200532,7% 10 Saúde do Adolescente200130,0% 11 Tabaco e Álcool200128,9% 12 Deficiência200226,3% 13 Drogas2002/200326,2% 14 Mudanças Climáticas200724,2% 15 Tecnologias Sociais200421,0% 16 Exploração & Abuso Sexual2000/20019,9% 17 Violência2000/20014,8% Média-36,55% As políticas públicas estão em pauta?

23 O FICINAS PARA J ORNALISTAS VIDA NO TRANSITO

24 Pressupostos Para responder, com a devida eficiência, aos desafios que se colocam para a qualificação e ampliação do debate sobre a agenda da Segurança no Transito na mídia brasileira... É preciso desenvolver uma abordagem sistêmica, orientada tecnicamente e sustentada no tempo. É importante fundamentar as ações a partir de uma abordagem colaborativa para com a mídia.

25 Pressupostos Deve-se orientar as ações a partir de diagnósticos quanti-qualitativos com foco na cobertura jornalística sobre os diversos temas da agenda da Segurança no Trânsito. – Diagnóstico pragmático: precisão acadêmica, mas orientada para responder à lógica de operação das redações. – Diagnóstico isento: sem um viés que possa ser acusado de militante (reconhecimento tanto dos limites quanto de méritos da cobertura).

26 Monitoramento da cobertura Foco central nas políticas públicas: leitura crítica da cobertura acontece a partir da investigação sobre a atuação dos diversos setores (Estado, empresariado, cooperação internacional, OSCs). Diversidade regional: análise deve focar para além dos veículos de abrangência nacional. Co-responsabilização na construção da notícia: identificação de eventuais falhas e/ou avanços tanto por parte dos jornalistas quanto de suas fontes de informação (atores sociais da área).

27 Oficinas para jornalistas – Vida no Trânsito Objetivo – colaborar para que os jornalistas aprimorem, dentre outros aspectos, a compreensão da legislação e da segurança no trânsito sob a ótica da saúde pública. Metodologia – Encontros nas redações entre 2 a 3 horas de duração (eventualmente, encontro externo às redações, reunindo jornalistas e fontes de informação, com 6 horas de duração). Atividades têm como subsídio a análise de mídia sobre o tema; apresentação de especialista em segurança no trânsito; e discussão de pautas.

28 Oficinas para jornalistas em 2012 Palmas11/12 - Organização Jaime Câmara 12/12 - RedeSat Campo Grande 15/12 – Encontro de Jornalistas e Fontes de Informação Belo Horizonte 18/12 - O Estado de Minas 19/12 – Hoje em Dia

29 Público das oficinas Chefias nos veículos de comunicação, (editores, chefes de redação..) Repórteres que se destacam na cobertura tema Repórteres inexperientes em editorias que cobrem o assunto Repórteres fotográficos 73 participantes nos cinco encontros, 8 deles entre os que mais publicaram matérias sobre trânsito no período de dez/2012 e jan/2013.

30 100% dos participantes afirmaram que as informações compartilhadas e discutidas na oficina seriam úteis para aprimorar a cobertura do tema. Avaliação das oficinas

31 A oficina amplia as possibilidades de enxergar a pauta, ser responsável com a cobertura, ajudar na conscientização e mostrar a realidade do trânsito Valquíria Moreira Lopes, repórter do Estado de Minas

32 Hoje eu fui revisar uma matéria e lembrei sobre o que conversamos na oficina. É incrível como muda o nosso olhar. Paula Bittencourt, coordenadora de Telejornalismo da RedeSat /

33 Este é um debate feito de maneira informal, mas que levanta casos relevantes e contribui para a produção de matérias. Silvia Frias, do G1MS e da TV Morena

34 A oficina amplia as possibilidades de enxergar a pauta, ser responsável com a cobertura, ajudar na conscientização e mostrar a realidade do trânsito - Valquíria Moreira Lopes, repórter do Estado de Minas veet, não apaga. Quero ver se consigo uma matéria com o Eduardo pra colocar aqui amanhã

35 Oficinas para jornalistas em capitaisCuritiba, Teresina, Palmas, Belo Horizonte e Campo Grande 8 oficinasDuas abordagens: oficina introdutória e oficinas temáticas RedaçõesLevantamento do perfil dos veículos Acompanhamento e avaliação Entrevista com 15 jornalistas participantes

36 Desafios Capacidade de adaptar o conteúdo da oficina para o tempo que a redação dispõe. Disponibilizar dados estatísticos locais e regionais. Priorizar os temas mais relevantes e adaptá-los às necessidades deste público. Agilidade nos processos de avaliação e aprimoramento.

37 Análise: mídia e segurança no trânsito 11 diários brasileiros 6 meses de monitoramento (dez/2011 a maio/2012) 596 notícias relacionadas ao tema trânsito

38 Jornais regionaisN% Hoje em Dia/MG14624,5 Estado de Minas/MG6110,2 O Tempo/MG518,6 Correio do Estado/MS6611,1 O Progresso/MS162,7 Jornal do Tocantins/TO274,5 O Girassol/TO213,5 Jornais de circulação nacionalN% O Globo386,4 Folha de S.Paulo315,2 O Estado de S.Paulo498,2 Correio Braziliense9015,1 TOTAL Jornais pesquisados

39 Não tem presença forte nos chamados espaços opinativos (editoriais, artigos, entrevistas e colunas Textos Jornais RegionaisNacionaisTOTAL Reportagem94,6%85,1%91,3% Editorial2,3%2,9%2,5% Artigo assinados1,5%3,8%2,3% Coluna ou notas de colunas assinadas0,8%2,4%1,3% Carta de leitores0,0%3,8%1,3% Entrevista0,8%1,9%1,2% Enquete0,0% TOTAL100% Tipo de texto

40 Positivo identificar que a maior parte dessa cobertura foi contextual Falta avançar para um debate de maior teor reflexivo ou propositivo. Nível de abrangência informativa da cobertura Nível de abrangência Jornais Regionai s Naciona is TOTAL Factual33,2%18,3%28,0% Contextual50,5%54,8%52,0% Contextual explicativa7,0%15,9%10,1% Avaliativa6,7%9,6%7,7% Propositiva2,6%1,4%2,2% TOTAL100%

41 Como se deu a inclusão da pauta sobre trânsito Inclusão da pauta Jornais Regiona is Naciona is TOTAL Cobertura de acidentes de trânsito em geral56,4%39,9%50,7% Repercussão de novas medidas relacionadas à segurança no trânsito7,7%11,5%9,1% Cobertura de acidentes envolvendo uso de bebida alcoólica e/ou velocidade5,7%8,7%6,7% Repercussão/balanço de ações de fiscalização no trânsito contra o uso de bebidas alcoólicas (blitz da "Lei seca")4,6%7,7%5,7% Divulgação/repercussão de resultados de pesquisas/levantamentos de dados sobre segurança no trânsito4,4%6,7%5,2% Por iniciativa da própria imprensa4,9%5,3%5,0% Balanço do número de acidentes durante feriados prolongados/festas3,4%

42 Divulgação/repercussão de campanhas de segurança no trânsito em geral3,9%1,9%3,2% Anúncio oficial de novas medidas relacionadas à segurança no trânsito2,6%2,9%2,7% Repercussão de resultados de medidas sobre segurança no trânsito que já vinham sendo implementadas1,0%4,3%2,2% Repercussão/balanço de ações de fiscalização no trânsito (blitz em geral)1,8%1,4%1,7% Divulgação/repercussão de campanhas sobre a "Lei seca"0,8%1,4%1,0% Demandas sociais0,5%1,9%1,0% Cobertura de eventos relativos à segurança no trânsito1,3%0%0,8% Repercussão de histórias individuais0,5%1,0%0,7% Divulgação/repercussão de descobertas científicas/tecnológicas sobre segurança no trânsito0%0,5%0,2% Cobertura de boas práticas/bons exemplos no trânsito0%0,5%0,2% Anúncio oficial de resultados de medidas sobre segurança no trânsito que já vinham sendo implementadas0% Cobertura de denúncias de irregularidades na execução de políticas públicas de trânsito0% Data comemorativa/especiais0% Outros0,5%1,0%0,7% Não foi possível fazer a aferição0% TOTAL100%

43 Acidentes dominam a cobertura Menciona casos concretos de acidentes de trânsito

44 Categorias de transporte mencionadas em casos concretos de acidentes */** Categorias de transporte Jornais RegionaisNacionaisTOTAL Carro particular64,9%60,7%63,5% Caminhão/cegonha/carreta39,1%17,8%32,1% Ônibus/transporte coletivo23,2%22,2%22,9% Pedestre16,7%20,0%17,8% Motocicleta18,8%8,9%15,6% Bicicleta5,4%15,6%8,8% Van2,5%3,0%2,7% Micro-ônibus0,4%1,5%0,7% Mototaxi0,4%0%0,2% Outros1,4%0%1,0% Não menciona4,3%11,9%6,8% * Questão permite marcação múltipla, donde o resultado final pode ser superior a 100%. ** Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total).

45 Condutores e tipos de veículo envolvidos em acidentes

46 Menção ao sexo das vítimas*

47 Veículos Jornais RegionaisNacionaisTOTAL Carro particular60,9%52,1%58,4% Motocicleta24,5%9,9%20,4% Caminhão/cegonha/carreta21,2%9,9%18,0% Bicicleta7,1%25,4%12,2% Ônibus/transporte coletivo11,4%11,3%11,4% Van1,6%1,4%1,6% Micro-ônibus0,5%0%0,4% Mototáxi0,5%0%0,4% Outros1,1%0%0,8% Não foi possível identificar1,6%4,2%2,4% * Questão permite marcação múltipla, donde o resultado final pode ser superior a 100%. ** Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total). Condutores e tipos de veículo envolvidos em acidentes */**

48 Menção à faixa etária das vítimas*/** Idade vítimas Jornais Region ais Nacionai s TOTAL 0 a 4 anos5,3%7,6%6,1% 5 a 8 anos6,1%5,3%5,9% 9 a 11 anos4,6% 12 a 18 anos14,5%10,7%13,2% 19 a 24 anos16,0%15,3%15,8% 25 a 29 anos16,8%14,5%16,0% 30 a 34 anos12,6%19,8%15,0% 35 a 39 anos8,0%9,2%8,4% 40 a 44 anos8,8%6,1%7,9% 45 a 49 anos8,0%6,9%7,6% 50 a 59 anos11,5%6,1%9,7% 60 anos ou mais10,7%9,9%10,4% Não menciona38,5%37,4%38,2% * Questão permite marcação múltipla, donde o resultado final pode ser superior a 100%. ** Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total).

49 Fatores de risco relacionados aos condutores envolvidos em acidentes */** Fatores de risco Jornais Regionai s Nacionai sTOTAL Sob efeito de álcool13,8%14,1%13,9% Em alta/incompatível/excessiva velocidade8,0%17,0%10,9% Em estado de fadiga ou cansaço2,9%1,5%2,4% Sob efeito de fármacos ou outras substâncias psicoativas0,4%3,0%1,2% Dirigindo por um longo período ou por um período superior ao recomendado por lei0,7% Utilizando o celular (ou realizando outra atividade enquanto dirigia)0% Não menciona77,5%73,3%76,2% * Questão permite marcação múltipla, donde o resultado final pode ser superior a 100%. ** Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total).

50 Uso do cinto de segurança por condutores e passageiros em acidentes* Cinto de segurança Jornais Regionai s Nacionai sTOTAL Não estava sendo utilizado1,1%3,7%1,9% Estava sendo utilizado0,7%2,2%1,2% Estava sendo utilizado de forma adequada0% Estava sendo utilizado de forma inadequada0% Não menciona98,2%94,1%96,8% TOTAL100% * Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total).

51 Uso do mecanismo de retenção para criança (cadeirinha) em acidentes* * Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total). Cadeirinha Jornais Regionai s Nacionai sTOTAL Estava sendo utilizada0,4%0,7%0,5% Estava sendo utilizada de forma adequada0,4%0%0,2% Estava sendo utilizada de forma inadequada0%0,7%0,2% Não estava sendo utilizada0% Não menciona99,3%98,5%99,0% TOTAL100% Capacete Jornais Regionai s Nacionai sTOTAL Estava sendo utilizado0%0,7%0,2% Estava sendo utilizado de forma adequada0% Estava sendo utilizado de forma inadequada0% Não estava sendo utilizado0% Não menciona100%99,3%99,8% TOTAL100%

52 Causas do acidente * Apenas 2,9% mencionam as características dos veículos envolvidos no acidente Fatores externos Jornais Regiona is Naciona isTOTAL Condições físicas da via3,3%8,9%5,1% Condições climáticas3,6%5,2%4,1% Condições do veículo1,8%5,9%3,2% Condições de visibilidade (aspectos circunstanciais)0%3,0%1,0% Não menciona93,1%79,3%88,6% TOTAL100% * Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total).

53 Características Jornais Regionai s Nacionai sTOTAL Os veículos eram velhos, em más condições de uso0,7%3,0%1,5% Os veículos eram equipados com airbag0,7%2,2%1,2% Menciona o tempo de uso do veículo0%0,7%0,2% Os veículos eram novos, seminovos, em boas condições de uso0%0,7%0,2% Os veículos não eram equipados com airbag0% Os veículos não eram equipados com encosto de cabeça nos bancos0% Os veículos eram equipados com encosto de cabeça nos bancos0% Não menciona98,6%94,1%97,1% * Questão permite marcação múltipla, donde o resultado final pode ser superior a 100%. ** Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam casos concretos de acidentes (69,7% do universo total). Características dos veículos envolvidos no acidente */**

54 Ótica Investigativa: denúncias e soluções Ótica investigativa Jornais Region ais Naciona isTOTAL A matéria apresenta denúncia (contextualizando amplamente o problema)5,9%8,7%6,9% A matéria discute soluções (implica em uma denúncia também ser tratada amplamente no texto)2,6%7,6%4,3% Não apresenta denúncia ou solução91,5%83,7%88,8% TOTAL100%

55 Álcool e velocidade como causas de acidentes

56 Apresentação de soluções - sem contextualização de denúncias Soluções Jornais Regiona is Naciona isTOTAL Sim17,3%22,1%19,0% Não82,7%77,9%81,0% TOTAL100%

57 Soluções mencionadas */** Soluções Jornais Regionai s Nacionai sTOTAL Elaboração de leis mais rígidas22,4%39,1%29,2% Maior fiscalização (maior efetivo)28,4%23,9%26,5% Disseminação de informação, comunicação, campanhas educativas26,9%17,4%23,0% Mudança de hábitos/educação no trânsito26,9%8,7%19,5% Melhoria na infraestrutura de mobilidade urbana16,4%15,2%15,9% Fiscalização mais rígida9,0%21,7%14,2% Investimento em novas políticas de trânsito9,0%13,0%10,6% Investimento em ações de educação no trânsito nas escolas11,9%6,5%9,7% Incentivo à utilização de transportes alternativos/diminuição do volume de veículos motorizados nas vias públicas4,5%6,5%5,3% Redução dos limites de velocidade estabelecidos pela legislação1,5%8,7%4,4% Integração das ações governamentais/melhor gestão de políticas públicas existentes3,0%4,3%3,5% Melhoria na qualidade do transporte público6,0%0%3,5% Outras4,5%2,2%3,5%

58 Custos sociais decorrentes dos acidentes de trânsito Custos sociais Tipo de Jornal Regiona is Naciona isTOTAL Sim1,3%3,8%2,2% Não98,7%96,2%97,8% Sim, com valores específicos1,0%4,3%2,2% Sim, sem valores específicos0,5%2,4%1,2% Não menciona98,5%93,3%96,6% TOTAL100%

59 Consequências para a família Consequências família Jornais Regiona is Naciona isTOTAL Sim1,3%2,4%1,7% Não98,7%97,6%98,3% TOTAL100% Consequências indivíduo Jornais Regiona is Naciona isTOTAL Sim1,8%2,9%2,2% Não98,2%97,1%97,8% TOTAL100%

60 A notícia menciona legislação? Legislação JornaisRegionaisNacionaisTOTAL Sim20,4%30,3%23,8% Não79,6%69,7%76,2% TOTAL100%

61 Menção à Lei Seca * Menção à Lei Seca Jornais Region ais Nacion aisTOTAL Sim21,3%31,8%26,4% Não78,7%68,2%73,6% TOTAL100% * Dados relativos ao conjunto de textos que mencionam leis e normativas (23,8% do universo total).

62 Uso de indicadores estatísticos Estatísticas JornaisRegionaisNacionaisTOTAL Sim15,5%23,6%18,3% Não84,5%76,4%81,7% TOTAL100%

63 A notícia ouve mais de uma fonte de informação?* Mais de uma fonte JornaisRegionaisNacionaisTOTAL Sim40,1%61,9%47,3% Não59,9%38,1%52,7% TOTAL100% * Dados relativos ao conjunto de textos que consultam fontes (85,1% do universo total

64 Menção a políticas públicas, projetos ou programas

65 Menção a orçamento público

66 SDS Ed. Boulevard Center, Bl. A, Sl Brasília - DF - Brasil Tel: (+55 61) Obrigado!


Carregar ppt "O FICINAS PARA J ORNALISTAS VIDA NO TRANSITO ______________________________ ANDI + OPAS S EMINÁRIO N ACIONAL SOBRE A DVOCACY PARA ONG S COM FOCO EM S EGURANÇA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google