A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Centro de Dados de Sensoriamento Remoto e Política de Distribuição de Imagens de Satélites do INPE Luís Geraldo XIII Simpósio SELPER.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Centro de Dados de Sensoriamento Remoto e Política de Distribuição de Imagens de Satélites do INPE Luís Geraldo XIII Simpósio SELPER."— Transcrição da apresentação:

1 Centro de Dados de Sensoriamento Remoto e Política de Distribuição de Imagens de Satélites do INPE Luís Geraldo XIII Simpósio SELPER Havana / Cuba

2 JUN/ Satélite ERTS; ABR/1973 – Brasil passa a receber os dados; Cobertura de 80% da América do Sul; Satélites: LANDSAT-1973, SPOT1-1988, ERS1-1991, ERS2-1995, CBERS1-1999, RADARSAT , SPOT4-2003, CBERS e CBERS2B-2007; 2004 – Projeto CDSR e as imagens CBERS sem custo pela Internet; 2006 – Abertura do Catálogo CDSR para América do Sul; 2007 – Abertura do Catálogo para o Mundo; 2008 – Antena ENVISAT-C.Paulista SP; Satélites Amazônia, Lattes, MapSar. HISTÓRICO DO SENSORIAMENTO REMOTO NO BRASIL

3 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA INPE-INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS COORDENAÇÃO GERAL DE OBSERVAÇÃO DA TERRA-OBT DGI-DIVISÃO DE GERAÇÃO DE IMAGENS Estação de Recepção e Gravação – Cuiabá MT Estação de Processamento – C.Paulista SP DPI-DIVISÃO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS (Spring e TerraLib) DSR-DIVISÃO DE SENSORIAMENTO REMOTO

4 VOLUME DE DADOS Acervo Fitoteca: Mais de 220TB (LANDSAT; CBERS; ERS; SPOT; RADARSAT; MODIS) Dados Brutos Gravados por Dia: 2 passagens por dia para cada satélite LANDSAT-5 – imagens por ano (TM) CBERS 2B – imagens por ano (CCD WFI HCR) De forma esporádica: CBERS-2, RADARSAT e ERS-2

5 CDSR – CENTRO DE DADOS DE SR O Centro de Dados de Sensoriamento Remoto implementa uma política agressiva, facilitadora do uso de sensoriamento remoto no país. Status: CBERS-2 – WFI, CCD e IRMS – De 2003 até 21 de novembro 2007 (de forma regular); CBERS-2B – Distribuindo dados WFI, CCD e HRC; LANDSAT 1, 2, 3 – 1973 a 1983 LANDSAT 5 e 7 – LANDSAT atuais

6 CDSR – CENTRO DE DADOS DE SR DESCRIÇÃO DO PROJETO Orçamento: R$ ,00 (FINEP R$ ,00 e INPE - R$ ,00) R$ ,00 INPE Expansão do Centro de Dados, de 45TB para 140TB e para 280TB R$ ,00 INPE Para melhorar a eficiência do sistema de armazenameno – R$ ,00 INPE ( ,00 gastos) Investimento anual previsto: R$ ,00 ano

7 COM A CRIAÇÃO DO CDSR Transposição de mídia do acervo garantindo a segurança dos dados; Recuperação e distribuição dos dados históricos ( ), em formato GeoTIFF, pela internet; Distribuição dos dados CBERS e LANDSAT pela internet sem custos para o usuário; Dados disponíveis no mesmo dia da passagem do satélite (RNP); Nacionalização do sistema de produção de imagens; Sistema de Recepção e de Processamento Multi- satélites; Recorde em processamento e velocidade de atendimento;

8 Velocidade de atendimento 9 minutos

9 CDSR – CENTRO DE DADOS DE SR Líderança mundial em distribuição de imagens desde 2004; Em 2008: imagens ( ) CBERS: imagens Julho/2008 = 28 mil imagens Agosto/2008 = 33 mil imagens Últimos 30 dias = imagens imagens/dia HRC/CBERS: imagens no acervo entregues

10

11 EM ANDAMENTO Imagens LANDSAT-TM, disponível via CDSR; Novo produto CBERS, georeferenciado (N3); Imagens HRC/CBERS-2B (2,7m), injestão de todos os dados desde o lançamento (130 dias – 26x5); CBERS-2B, Implatação de novas estações de gravação, recepção e processamento;

12 EM ANDAMENTO Disponibilizar dados de outros satélites, como o sensor MODIS dos satélites TERRA e AQUA; Entendimentos com a Índia para recepção e processamento do satélite IRS (instrumentos com resolução de 23m e 50m); Instalação de uma estação de recepção para o satélite ENVISAT em Cachoeira Paulista(SP) – sensor MERIS e ASAR.

13 CBERS-3 CBERS-4 AMAZONIA-1 MAPSAR-1 CBERS-5 AMAZONIA-2 MAPSAR-2 CBERS-6 AMAZONIA-3 INPE - Planejamento de Lançamento Lattes-2 Lattes-1

14 Catálogo de Imagens: (www.dgi.inpe.br/cdsr) Consulta: Satélite Instrumento Localização: base & ponto área geográfica município mapa Restrições: Cobertura de nuvens Intervalo temporal

15 ACESSO PELA INTERNET

16 ACESSO PELA INTERNET

17 ALGUMAS CONSIDERAÇÕES A Política de Distribuição de Imagens adotou: Custo zero Permite o aumento do número de usuários; Atendimento rápido Torna o Sensoriamento Remoto uma ferramenta mais ágil; Acesso facilitado ao produto Imagens pela Internet facilita o uso do Sensoriamento Remoto pelos usuários.

18 CONCLUSÃO QUEM GANHA ? USUÁRIO SOCIEDADE GOVERNO INPE

19 Luís Geraldo OBRIGADO!!


Carregar ppt "Centro de Dados de Sensoriamento Remoto e Política de Distribuição de Imagens de Satélites do INPE Luís Geraldo XIII Simpósio SELPER."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google