A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hilcéa Santos Ferreira

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hilcéa Santos Ferreira"— Transcrição da apresentação:

1 Hilcéa Santos Ferreira
Capacitação em Sensoriamento Remoto e Geotecnologias: Cursos Presenciais, a Distância e Híbridos Hilcéa Santos Ferreira Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE 4° Encontro com Usuários de Imagens de Satélites de Sensoriamento Remoto

2 Ensino de Sensoriamento Remoto e Geotecnologias -INPE
Histórico – Cursos Presenciais mestrado e cursos de curta duração (internos e externos) especialização: Curso Internacional em Sensoriamento Remoto e Sistema de Informações Geográficas (9 meses) 1998 – doutorado Curso “O Uso Escolar do Sensoriamento Remoto no Estudo do Meio Ambiente” (40 horas, férias de julho, professores do Ensino Fundamental e Médio)

3 Histórico – Cursos Presenciais
Cooperação entre a DPI/OBT e SELPER (Sociedade de Especialistas Latino-americanos em Sensoriamento Remoto: cursos de geotecnologias de curta duração Duração: 40 horas (1 semana) Número máximo de alunos: 12 Laboratório Multimídia Cursos oferecidos Introdução ao SPRING Fundamentos de Geoprocessamento Introdução ao Sensoriamento Remoto Processamento Digital de Imagens Análise Espacial de Dados Geográficos Banco de Dados Geográficos Modelagem Numérica de Terreno

4 CURSOS DE CURTA-DURAÇÃO – DPI-SELPER
De 2000 a 2005 Cursos Internos 103 Cursos Externos 90 Total de Alunos Capacitados 1948

5 Histórico – Cursos Híbridos
Treinamento tradicional em sala de aula (presencial) + Utilização de ambiente de educação à distância = Ensino/Aprendizagem Híbrida Educação a Distância como uma extensão da sala de aula Uso do ambiente TelEduc (software livre desenvolvido pela UNICAMP) como suporte aos cursos presenciais de Pós Graduação de Sensoriamento Remoto (mestrado e doutorado) TelEduc- Software livre, fácil de usar, desenvolvido para a formação de professores (http://teleduc.dpi.inpe.br)

6 Ensino a Distância – Por que?
Expansão no Brasil e no mundo favorecida pelas demandas educativas e pelo desenvolvimento das tecnologias da informação. Crescente aplicação das geotecnologias – aumento da demanda por cursos. Escassez de recursos. Dimensões do Brasil e dificuldade de acesso à informação e formação.

7 Ensino a Distância: Histórico
Programa de formação de professores em Sensoriamento Remoto (difundir o Sensoriamento Remoto e demais Geotecnologias, imagens CBERS e desenvolver novas metodologias de ensino) – O Uso de Sensoriamento Remoto no Estudo do Meio Ambiente Público Alvo : Professores universitários (multiplicadores, infra-estrutura computacional com formação em ciências da terra e ambientais), com dificuldade de acesso à informação. 2005: Profissionais de áreas afins - Introdução ao Sensoriamento Remoto 2006: Seminários e Cursos de Curta Duração Híbridos: aulas presenciais e suporte continuado a distância pela Internet (TelEduc)

8 Cursos a Distância Curso 1: maio de 2004 (três semanas)
Curso 2: agosto/setembro de 2004 (seis semanas) Curso 3: fevereiro/abril de 2005 (seis semanas) Curso 4: maio/junho de 2005 (seis semanas) Curso 5: setembro/novembro de 2005 (oito semanas) Curso 6: fevereiro/abril de 2006 (oito semanas) Curso 7: maio/junho de 2006 (em andamento)

9 Materiais Softwares: TelEduc e SPRING (http://www.dpi.inpe.br/spring)
Imagens: CBERS, LANDSAT, MOSAICO LANDSAT CD educacional - Aplicações para a Preservação, Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, Nelson Dias et al., (Dias et al. 2003) Livro didático (Florenzano, 2002) Apostila de Fundamentos de S.R. (Moraes, 2001) Rotinas - CD-ROM com exemplos de geoprocessamento e processamento de imagens (Mello et al. 2005) CD-ROM com uma Aula de Geoprocessamento e Processamento de Imagens.

10 Metodologia Aulas – Leituras obrigatórias, atividades, leituras complementares e opcionais, sessões síncronas (bate-papo) semanais. Recomendação de como racionalizar o tempo: 1 hora semanal para contato síncrono (CHAT) com os formadores e outros unos. Esta atividade requer conexão com a Internet. 2 horas semanais para a leitura das aulas que serão disponibilizadas conforme o programa do curso. 4 horas para as tarefas e atividades. 1 hora semanal para pesquisa (CD-ROM educacional, livro e Web).

11 Programa Como usar o TelEduc e orientação para elaborar uma proposta de projeto (temático, ensino). Preservação e Conservação Ambiental. Fundamentos de Sensoriamento Remoto. Interpretação de Imagens. Aplicações de Sensoriamento Remoto. Processamento de Imagens. Avaliação do curso.

12 Formadores Hilcéa Santos Ferreira (DPI-INPE) Teresa Gallotti Florenzano (DSR-INPE) Elisabete Caria Moraes (DSR-INPE) Eliana Maria Kalil Mello (DSR-INPE) José Carlos Moreira (DPI-INPE) Márcio de Morisson Valeriano (DSR-INPE) Nelson Wellausen Dias (AGRO-UNITAU)

13 Resultados CURSO CAND. SELEC. MATRIC CONCLUSÃO 1 61 18 14 11 2 96 30
22 3 65 24 4 180 40 36 33 5 140 27 6 129 42 26 20 7 233 54 TOTAL 904 254 179 136

14 Áreas de formação dos Alunos:
Resultados Áreas de formação dos Alunos: Engenharia civil, de pesca, agrícola, ambiental, Geografia; Biologia; Engenharia agrícola; Engenharia agronômica; Arquitetura e urbanismo; Geologia, Agronomia, Biologia, Química, Física, Ciências Militares etc.

15 Distribuição Geográfica dos Alunos
Curso 1: 7 sudeste, 3 centro-oeste, 2 nordeste, 1 norte e 1 sul. Curso 2: 4 sudeste, 2 centro-oeste, 10 nordeste, 5 norte e 1 sul. Curso 3: 3 sudeste, 3 centro-oeste, 7 nordeste, 5 norte e 4 sul; latino-americanos (2). Curso 4: 3 sudeste, 2 centro-oeste, 9 nordeste, 11 norte e 8 sul; latino-americanos (2); EUA (1).

16 Avaliação dos Cursos a Distância
O desempenho médio dos alunos foi muito bom em todos os cursos. Suporte do material didático, considerado ótimo pela maioria dos alunos O uso das novas rotinas de processamento de imagens a partir do 3° curso diminuiu as dificuldades encontradas nos cursos 1 e 2. O desempenho dos formadores foi considerado muito bom pela maioria dos alunos. O ambiente TelEduc foi considerado por todos muito eficiente e amigável.

17 Cursos Híbridos Estudo Ambiental no PEFI com o uso de Geotecnologias Local: Parque da Ciência e Tecnologia da USP (Parque CienTec) Objetivo Formação de um núcleo multidisciplinar sobre ensino de ciências e o desenvolvimento de material didático - estimular o interesse pela ciência e ampliar a consciência ambiental. 50 alunos 9 formadores (Teresa, Bete, Moreira, Eliana, Gurgel, Claudia, Iris, Marcus, Hilcea) 2 palestrantes (Suely e Tânia) 8 monitores (estagiários do Parque CienTec) 1 semana (24-28 de abril) – 30 horas

18 Cursos Híbridos PROGRAMA DO CURSO
Introdução ao Sensoriamento Remoto, Sensores e Satélites; Cartografia e GPS; Geoprocessamento e Interpretação de Imagens; Sensoriamento Remoto como Recurso Didático Orientação à distância no uso de sensoriamento remoto e geoprocessamento Orientação de Projetos Educacionais com Temáticas Ambientais e o Uso de Geotecnologias

19 Cursos Híbridos Seminário de Sensoriamento Remoto, Interpretação e Processamento de Imagens de Satélites Cachoeira Paulista (DGI) Data: 6 a 10 de março (40 horas) 30 alunos Formadores Maurício Alves Moreira Hermann Kux Eliana Maria Kalil Mello José Carlos Moreira

20 Conclusão Os resultados obtidos mostram a viabilidade de cursos de Sensoriamento Remoto a distância, incluindo o processamento digital de imagens. Cursos introdutórios estão consolidados mas os híbridos ainda necessitam de ajustes. Continuar buscando eficiência e qualidade. Aprimorar e atualizar as rotinas de processamento de imagens. Desenvolver novos materiais didáticos. Explorar mais as ferramentas do ambiente TelEduc. Aprimorar a avaliação do curso. Desafio atual: a busca por um padrão de alta qualidade de ensino a distância. Futuro – Criação de cursos avançados e específicos.

21 CONTATO: Hilcea Santos Ferreira
Conclusão OBRIGADA! CONTATO: Hilcea Santos Ferreira


Carregar ppt "Hilcéa Santos Ferreira"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google