A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VIAS NAVEGÁVEIS INTERIORES Alternativa Estratégica para a Competitividade 16 de Fevereiro de 2005 Brasília - DF.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VIAS NAVEGÁVEIS INTERIORES Alternativa Estratégica para a Competitividade 16 de Fevereiro de 2005 Brasília - DF."— Transcrição da apresentação:

1 VIAS NAVEGÁVEIS INTERIORES Alternativa Estratégica para a Competitividade 16 de Fevereiro de 2005 Brasília - DF

2 MISSÃO: Representar as Empresas de Navegação Interior do Estado de São Paulo visando o desenvolvimento sustentável do Setor SEDE: Presidente Epitácio/SP DIRETORIA: Presidente: George A Takahashi - Quintella / COINBRA Vice-Presidente: Luiz Fernando H. Siqueira - Sartco / ADM Tesoureiro: Wilson Bernadinelli - U. Diamante / COSAN

3 HIDROVIA TIETÊ - PARANÁ Fator de Desenvolvimento para a Logística Brasileira

4

5 Características: 2400 km de vias navegáveis Capacidade projetada : 20 milhões ton/ano; TRAMO RIO TIETÊ: 06 eclusas e 16 pontes; TRAMO NORTE RIO PARANÁ: Sem eclusas e 02 pontes; TRAMO SUL RIO PARANÁ: 02 eclusas e 05 pontes; Dimensões das eclusas do TRAMO RIO TIETÊ: 142 m x 12 m Dimensões das eclusas do TRAMO RIO PARANÁ: 210m X 17 m TRAMO RIO TIETÊ e TRAMO NORTE RIO PARANÁ: Calado operacional de 2,80 metros, podendo chegar a 3,00 metros em épocas de cheia; TRAMO SUL RIO PARANÁ: Calado operacional de 1,60 / 1,80 metros, devido a pontos altos entre Guairá/PR e UHE Porto Primavera Hidrovia Tietê-Paraná

6 Principais características (2004/2005): Quantidade transportada: 2 milhões ton/ano aprox. (10%); Carga de Longa distância: 98% transportada pelo tramo RIO TIETÊ / Norte RIO PARANÁ e 2% tramo SUL RIO PARANÁ; Carga de Média distância: 100% transportada pelo Tramo RIO TIETÊ Carga de Curta distância: 100% realizada ao longos dos reservatórios; Grande concorrência e evolução dos demais modais (ferrovia e rodovia). Os comboios fluviais passaram de ton. para ton de capacidade nos ultimos 6 anos no Tramo RIO TIETÊ / Norte RIO PARANÁ e necessitam continuar crescendo para manter a sustentabilidade do negócio. –Investimentos foram realizados pelo Governo de S.Paulo e Concessionárias Privadas na via e pelos Armadores nas embarcações, para viabilizar este crescimento. Hidrovia Tietê-Paraná

7

8

9 LONGO E MÉDIO CURSO HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ FONTE: Secretário de Transportes do Estado de São Paulo LONGO CURSO ( 800 km)MÉDIO CURSO ( 200 km)

10

11

12

13 HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ Principais restrições operacionais TRAMO RIO TIETÊ:TRAMO RIO TIETÊ: - 11 Pontes estreitas na rota principal, obrigando o desmembramentos dos comboios em 2 ou até 4 partes, oque torna o transporte hidroviário moroso e oneroso; - Trechos rasos a jusante das eclusas do Tietê, não permitindo o calado máximo dos comboios de 3,00 metros; TRAMO SUL RIO PARANÁ:TRAMO SUL RIO PARANÁ: - Trechos rasos e sinuosos (entre Guaira/PR e Porto Primavera), calado de apenas 1,60/1,80 metros que inviabiliza o transporte hidroviário Ponte estreita (Maurício Joppert), obrigando o desmembramentos dos comboios em 2 ou até 04 partes; - Não garantia dos níveis mínimos de navegação no reservatório da UHE ITAIPU (219,50 m.s.n.m.) oque inviabiliza o transporte hidroviário.

14 HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ PRINCIPAIS REINVIDICAÇÕES DOS ARMADORES 1. Ações Prioritárias (curto prazo): Disponibilizar recursos para a execução integral do Plano de Obras Complementares na Hidrovia Tietê-Paraná no Estado de S.Paulo - Estimado em 85 milhões reais (ST/DH) - Ação 17 - Portaria 501/2004 do MT; 1.1Disponibilizar recursos para a execução integral do Plano de Obras Complementares na Hidrovia Tietê-Paraná no Estado de S.Paulo - Estimado em 85 milhões reais (ST/DH) - Ação 17 - Portaria 501/2004 do MT; >98% da carga de longa distância e 100% da carga de média distância utilizam este trecho. Apenas o Agronegócio Soja/açucar poderia estar transportando cerca de 5 milhões de toneladas/ano neste trecho a curto/médio prazo; 1.2Disponibilizar recursos para a execução integral do Plano de Obras de Melhoramentos na Hidrovia do rio Paraná - Estimado em 50 milhões reais (AHRANA) - Ação 18 - Portaria 501/2004 do MT; >Tornar o transporte hidroviário competitivo no tramo sul do RIO PARANÁ, passando o calado dos atuais 1,60 / 1,80 metros para 2,50 / 3,00 metros. Há registros de demanda reprimida de cargas de mais de 3,5 milhões de ton/ano, devido a falta de investimentos na hidrovia neste trecho.

15 HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ PRINCIPAIS REINVIDICAÇÕES DOS ARMADORES 1.3Garantir o nível mínimo de navegação no reservatório da UHE Itaipú pelo Setor Elétrico (cota 219,50 m.s.n.m.). >Dar competitividade e confiabilidade no transporte hidroviário no tramo sul RIO PARANÁ. 2. Ações Importantes (médio prazo): 1Disponibilizar recursos para realização de obras de derrocamento no reservatório da UHE Três Irmãos, canal de 10 km de extensão, rebaixando a cota do fundo do canal dos atuais 322,00 para 320,00 m.s.n.m. (AHRANA) 2.1Disponibilizar recursos para realização de obras de derrocamento no reservatório da UHE Três Irmãos, canal de 10 km de extensão, rebaixando a cota do fundo do canal dos atuais 322,00 para 320,00 m.s.n.m. (AHRANA) >Objetivo: Dar maior flexibilidade ao setor elétrico / Atender na íntegra a questão do Uso Múltiplos das Águas; >A navegação atual pelo local se processa normalmente o ano todo com lâmina dágua mínima garantida de 3,00 metros, considerando a cota mínima do reservatório de Três Irmãos / Ilha Solteira na 325,00 / 325,40 m.s.n.m. Calados dos comboios 2,80 a 3,00 metros, dependendo da época do ano;

16 HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ BENEFÍCIOS GERADOS 1. TRAMO RIO TIETÊ / TRAMO NORTE RIO PARANÁ - Redução de até 30% nos custos de transporte hidroviário atuais; - Aumento de capacidade de transporte de até 25% em relação a situação atual; - Aumento do volume transportado pela hidrovia e captação de novas cargas (39% da soja e 61% do açucar do Brasil ficam dentro da área de influência); - Possibilitar a navegação com calado de até 3,00 metros, comboio com capacidade de até ton. no tramo do RIO TIETÊ e ton. no tramo do RIO PARANÁ. Ponto de Integração: Canal Pereira Barreto / Terminal Araçatuba/SP; 2. TRAMO SUL RIO PARANÁ - Captação de carga com vocação hidroviária, que atualmente possui grande demanda reprimida, estimada em mais de 3,5 milhões ton/ano; - Compatibilizar o calado e os comboios do Tietê e Paraná; - Possibilitar a navegação com calado de até 3,00 metros, comboio com capacidade de até ton.. Ponto de Integração: Canal Pereira Barreto / Terminal Araçatuba/SP;

17 HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ PAPEL DOS ARMADORES FRENTE AOS MELHORAMENTOS PROPOSTOS Investir na construção de novas embarcações, modernização da frota existente, treinamento dos Colaboradores, Tecnologia, Segurança e Meio Ambiente OBRIGADO GEORGE A. TAKAHASHI Presidente do SINDASP


Carregar ppt "VIAS NAVEGÁVEIS INTERIORES Alternativa Estratégica para a Competitividade 16 de Fevereiro de 2005 Brasília - DF."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google