A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ETA da CABEÇA GORDA. Infra-estruturas do Sistema da Cabeça Gorda.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ETA da CABEÇA GORDA. Infra-estruturas do Sistema da Cabeça Gorda."— Transcrição da apresentação:

1 ETA da CABEÇA GORDA

2 Infra-estruturas do Sistema da Cabeça Gorda

3 Captação 5 Bombas de captação

4 Captação Cilindro de ar comprimido para a prevenção do Golpe de Aríete

5 Estação Elevatória Intermédia

6 5 Bombas de ElevaçãoDoseamento de cloro gasoso

7 Estação de Tratamento de Água de Cabeça Gorda (ETA Cabeça Gorda)

8 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –P–Pré-oxidação; –R–Remineralização; –C–Coagulação/Floculação; –F–Filtração; –C–Correcção de pH; –D–Desinfecção. Fase Sólida –E–Espessamento; –D–Desidratação.

9 Fase Líquida –Pré-oxidação com cloro Objectivos Oxidação de Ferro e Manganês; Auxiliar de outros tratamentos; Destruição ou controlo de algas; Desinfecção.

10 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Remineralização Objectivos Aumento da alcalinidade da água; Aumento da dureza da água.

11 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Remineralização Adição de dióxido de carbono e cal hidratada

12 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Coagulação / Floculação Objectivos Destabilização das partículas; Remoção de matéria orgânica dissolvida; Formação de um precipitado; Facilita a filtração.

13 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Coagulação / Floculação

14 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Filtração Objectivos Remoção de material em suspensão e substâncias coloidais da água; Redução bacteriana.

15 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Filtração Filtros rápidos, gravíticos, de areia e antracite, de dupla camada

16 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Correcção de pH Doseamento de cal para controlar pH e turvação.

17 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida –Desinfecção final Doseamento de cloro para garantir uma quantidade residual na rede que assegure a qualidade microbiológica da água de consumo.

18 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Líquida Cisterna de água tratada, com 1400 m 3.

19 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Sólida –Espessamento de lamas Água de lavagem dos filtros Espessador

20 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Sólida –Espessamento de lamas Objectivo Decantação da fase sólida das lamas.

21 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Sólida –Espessamento de lamas Espessador de lamas

22 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Sólida –Desidratação de lamas Objectivo Extrair a maior parte da água das lamas, tornando-as secas e passíveis de serem encaminhadas para destino final.

23 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento Fase Sólida –Desidratação de lamas Filtro Prensa

24 ETA Cabeça Gorda – Etapas de Tratamento

25 ETA Cabeça Gorda – Supervisão Visualização do estado dos equipamentos (funcionamento/parado/avaria); Definição dos parâmetros de funcionamento; Visualização de variáveis de funcionamento ( nível de enchimento das cisternas, valores de pH, nível de água nos filtros); Operação dos equipamentos em modo manual; Recepção de alarmes.

26 Controlo Analítico Controlo analítico interno, diário, realizado pelos operadores da ETA: –p–pH; –C–Cloro; –T–Temperatura; –C–Condutividade; –S–Sólidos Dissolvidos Totais; –T–Turvação.

27 Controlo analítico realizado pela EFACEC e por laboratório externo: pH Cloro Temperatura Condutividade Sólidos Dissolvidos Totais Turvação Ferro Cor Bactérias Coliformes Escherichia Coli Germes totais a 22C Germes totais a 36C Clostrídium perfringens Enterococos Oxidabilidade Alumínio Dureza AlcalinidadeCheiro Sabor


Carregar ppt "ETA da CABEÇA GORDA. Infra-estruturas do Sistema da Cabeça Gorda."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google