A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 153, 154 (2ª Parte) 1 – Eu sei as tuas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 153, 154 (2ª Parte) 1 – Eu sei as tuas."— Transcrição da apresentação:

1 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 153, 154 (2ª Parte) 1 – Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente: oxalá foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado e miserável, e pobre e cego e nu. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa. Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas (Ap 3:14-22).

2 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 154, 155, 156 (2ª Parte) 2 – Os laodiceanos eram pessoas que depositavam sua confiança na prosperidade material, na ostentação e na saúde física... Em virtude de sua riqueza, os cidadãos eram orgulhosos, arrogantes e satisfeitos consigo mesmos... Laodicéia significa povo justo ou povo julgado... O período da sétima igreja é em si mesmo o tempo do juízo (Revelações do Apocalipse, cita o autor à pág. 156).

3 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 156 (2ª Parte) 3 – Numerosos concílios foram realizados em Laodicéia, entre eles o importante concílio de 364 d. C., no qual havia trinta e dois bispos presentes. Neste concílio foi confirmada pela igreja a lei dominical feita por Constantino em 321.

4 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 157 (2ª Parte) 4 – A profecia de Dn 8:14 Até duas mil e trezentas tardes e manhãs e o Santuário será purificado, indicou um período que se estenderia de 457 a. C. a 1844 d. C., quando iniciou realmente a purificação do Santuário Celestial, uma obra de juízo realizada no lugar Santíssimo.

5 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 157 (2ª Parte) 5 – O Movimento do Advento envolveu luteranos, metodistas, batistas, congregacionais, presbiterianos e até mesmo católicos romanos. Guilherme Miller foi apenas um dentre quase noventa homens em mais de uma dúzia de países dos quatro continentes, que ensinavam e criam que o fim da profecia dos anos dar- se-ia entre 1843 e A igreja adventista não surgiu como organização separada.

6 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 158, 159 (2ª Parte) 6 – Foi-me mostrado que o testemunho dado aos laodiceanos se aplica ao povo de Deus da atualidade. (Ellen G. White, Testimonies for the Church, vol. I, 186). Somente serão salvos no período de Laodicéia aqueles que ainda conservam o espírito de Filadélfia: amor fraternal, uma ardente paixão por Jesus e por aqueles por quem Ele morreu.

7 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 159 (2ª Parte) 7 – Isto diz o Amém, a Testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus. (Ap 3:4). Textos bíblicos mostram que Jesus, em vez de ser o primeiro ser criado, foi Ele, sim,o Criador de todas as coisas: Porque Nele foram criadas todas as coisas que há nos Céus e na Terra (Cl 1:16-17). Sem Ele, nada do que foi feito se fez (Jo 1:1-3).

8 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 160, 161, 162 (2ª Parte) 8 – Eu sei as tuas obras que nem és frio nem quente: és morno (Ap 3:15-16). Para morno a palavra grega traz a idéia de efeito nauseante... Essa mensagem aplica-se especificamente aos cristãos que vivem sobre a Terra exatamente no período do juízo pré-advento, de 1844 até a volta de Jesus. A condição de mornidão espiritual é pior que a condição fria dos incrédulos, ou dos ateus... Cristo prefere que os laodiceanos sejam, antes, cristãos ou pagãos que terem compromissos com ambos. (Taylor G. Bunch, The Seven Epistles do Christ, 221). A mensagem laodiceana aplica-se ao povo de Deus que professa crer na verdade presente. (Ellen G. White, Testemunhos Seletos, vol. I, ).

9 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 163 (2ª Parte) 9 – Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu (Ap 3:17). Poderiam quaisquer palavras serem mais descritivas de nossa época do que estas? Carecemos... de humildade, paciência, fé, amor e abnegação, vigilância e espírito de sacrifício bíblicos... O pecado domina entre o povo de Deus. A positiva mensagem de repreensão aos laodiceanos, não é acatada... Faltam-lhes quase todos os requisitos necessários ao aperfeiçoamento do caráter cristão. (Ellen G. White, Testemunhos Seletos, vol. I, ).

10 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 164 (2ª Parte) 10 – Muitos destes professos cristãos vestem-se, falam e agem como o mundo, e a única coisa pela qual podem ser reconhecidos é pela profissão que fazem... Muitos que trazem o nome de Adventistas estudam mais como enfeitar os seus corpos e parecer bem aos olhos do mundo, do que o fazem para aprender como conseguir ser aprovados por Deus, através de Sua Palavra (Ellen G. White, Primeiros Escritos, 107, 108). Eles parecem pensar que professar a verdade os salvará. (Ellen G. White, Testimonies for the Church, vol. I, 188)

11 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 164, 165 (2ª Parte) 11 – Não devemos, nem por um momento, pensar que não há mais luz, mais verdade, para ser transmitida...´pois rico sou e de nada tenho falta` (Ap 3:17). Conquanto devamos nos manter firmes às verdades que já recebemos, não devemos olhar com suspeita qualquer nova luz que Deus nos envie (Ellen G. White, Obreiros Evangélicos, 310).

12 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 165, 166 (2ª Parte) 12 – Deus e Laodicéia estão olhando duas coisas diferentes. Deus vê pobreza, miserabilidade, cegueira e nudez. Laodicéia inclina-se a olhar as suas realizações,que são bem consideráveis. Pensa nos seus missionários nos confins da Terra. Evoca os hospitais e dispensários que a sua riqueza edificou e que a sua generosidade mantém. Ela contempla as escolas, colégios e faculdades em que se propõe a guiar sua juventude no caminho do que é direito. Conta as suas publicações e editoras estabelecidas para iluminar o mundo. Lembra-se das imponentes casas de culto, construídas em muitas cidades e muitos países. Conta o seu corpo de membros e examina as suas ofertas. Seus pensamentos recuam para os princípio humilde e esquadrinham com um orgulho inconsciente e sutil os anos de crescimento, de progresso, de expansão. É um quadro esplêndido. Laodicéia é feliz, é complacente. Tem uma doutrina infalível, uma organização competente, uma mensagem triunfante. (Revelações do Apocalipse, cita a fonte à pág. 165).

13 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 166, 167, 168 (2ª Parte) 13 – Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e vestidos brancos, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas (Ap 3:18). Os três principais ramos de negócios de Laodicéia eram: A cidade possuía um sistema bancário para toda a região. Dizia: temos ouro, não precisamos de mais nada. O ouro provado no fogo é a fé que opera por amor. ( Ellen G. White, Parábolas de Jesus, 158). O segundo ramo comercial de Laodicéia era o mercado de lã preta. Jesus, porém, diz: Vocês estão nus. Os vestidos brancos são a pureza de caráter, a justiça de Cristo comunicada ao pecador. (Ellen G. White, Testemunhos Seletos, vol I, 477, 478). A terceira atividade comercial era a fabricação de um colírio medicinal para os olhos; mas os laodiceanos eram cegos. Deixem que a graça divina lhes ilumine as trevas... O colírio, que é a graça de Deus, lhes dará claro discernimento das coisas espirituais, e indicará o pecado. (Ellen G. White, Testemunhos Seletos, vol. I, 329).

14 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 168, 169 (2ª Parte) 14 – Os laodiceanos vangloriam-se de um profundo conhecimento da verdade bíblica, uma profunda visão das Escrituras... A maior necessidade do povo de Deus hoje é o batismo diário do Espírito Santo. É o Espírito Santo que convence do pecado, da verdadeira condição de pobreza espiritual em que a igreja se encontra... O objetivo da mensagem de Laodicéia é causar o arrependimento.

15 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 169, 170 (2ª Parte) 15 – Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te (Ap 3:19). O objetivo da mensagem a Laodicéia não é causar desespero, desesperança, desânimo ou frustração; o objetivo não é também condenar, mas salvar. É uma mensagem de reprovação, sim, mas para trazer a igreja ao lugar em que se arrependa e se salve. Laodicéia Está destinada a despertar o povo de Deus... para que possa ser agraciado com a presença de Jesus, e estar preparado para o alto clamor do terceiro anjo. (Ellen G. White, Testemonies for the Church, vol. I, 186). A mensagem de Laodicéia é uma mensagem que provém dAquele que muito ama a humanidade. (Taylor G. Bunch, The Seven Epistles of Christ, 242, 243

16 Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 170 (2ª Parte) 16 – Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. (Ap 3:20). Podemos possuir o melhor sistema organizacional do mundo, as melhores escolas e hospitais, o melhor e seguro corpo de doutrinas bíblicas, mas, se não possuirmos a Jesus, estaremos perdidos. A resposta ao convite de Jesus não é uma resposta da igreja como um todo, mas individual.


Carregar ppt "Cartas às Igrejas – 7ª Igreja – Laodicéia (1844 até à volta de Jesus) Revelações do Apocalipse, volume I, cap 3, 153, 154 (2ª Parte) 1 – Eu sei as tuas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google