A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Organismo Sistemas Órgãos Tecidos Células Histologia animal O ramo da ciência que estudos os tecidos é a Histologia (histo= tecido; logia=estudo). A.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Organismo Sistemas Órgãos Tecidos Células Histologia animal O ramo da ciência que estudos os tecidos é a Histologia (histo= tecido; logia=estudo). A."— Transcrição da apresentação:

1

2 Organismo Sistemas Órgãos Tecidos Células

3 Histologia animal O ramo da ciência que estudos os tecidos é a Histologia (histo= tecido; logia=estudo). A célula ovo contém toda a informação genética do futuro indivíduo. Diz-se que o zigoto é uma célula totipotente,ou seja, tem a potencialidade para formar todos os outros tipos de células do corpo. Durante o desenvolvimento embrionário, as células dividem-se por Mitose, sendo, por isso, geneticamente idênticas entre si. O que faz com que cada célula seja diferente da outra é o fato de que alguns genes encontram-se ativos em umas células e inativos em outras. Essa atividade gênica diferencial explica a diversidade celular dos organismos. Nos animais, diferentes grupos de células se reúnem, formando os tecidos. 4 tipos: -Tecido epitelial-revestimento e secreção. -Tecido conjuntivo- preenchimento, sustentação, transporte e defesa. -Tecido muscular- movimentação. -Tecido nervoso- recepção e condução de estímulos.

4 Tecido Diferenciação celular 4 tipos

5 Os tecidos do organismo humano são classificados em 4 grupos principais: tecido epitelial tecido conjuntivo tecido muscular tecido nervoso

6 Tecido Epitelial Características gerais O tecido epitelial, também denominado epitélio, é formado por células justapostas (lado a lado), com pouca substância entre elas (substância intercelular). É avascular. Desempenha várias funções como: Defesa Proteção; Absorção; Secreção; Sensorial. Características Células justapostas; Pouquíssima substância intercelular; Grande coesão entre as células devido à presença de desmossomos e interdigitações. Funções Revestir superfícies, como a pele; Revestir e absorver, como o intestino; Secretar, como as glândulas; Sensorial, no neuroepitélio.

7 Proteção, revestimento externo e interno. Absorção; Absorção ( através, por exemplo, das microvilosidades intestinais; que aumentam a absorção de nutrientes) Secreção; Secreção de substâncias (as glândulas - hormônios) Sensorial. Pele - É constituída por tecido epitelial (epiderme) e por tecido conjuntivo (derme) que reveste o corpo externamente. - Mucosa - É constituída por tecido epitelial e tecido conjuntivo que reveste internamente cavidades como nariz, boca, estômago etc. O papel da mucosa é dar proteção. - Serosa - É constituída por tecido epitelial e tecido conjuntivo que reveste externamente o coração (pericárdio), os pulmões (pleura) e o intestino (peritônio), são diferentes devido às suas localizações e tem função de proteção

8 Especializações do tecido Epitelial Camada de queratina : impermeabilização (pele); Microvilosidade : absorção (intestino); Muco e cílios : retenção e eliminação de partículas estranhas (sistema respiratório). O tecido epitelial compõe-se quase exclusivamente de células, apresenta pouca substância intersticial a cimentar as células (do grego, epithelein construir sobre um supor). Do ponto de vista fisiológico, o tecido epitelial tem por função atapetar superfícies. Na função especifica, existem três tipos de tecido, mas para nós só interessa dois: tecido epitelial de revestimento; tecido epitelial glandular.

9 Grupos de células especializadas e semelhantes entre si, que desempenham funções específicas no organismo. Células epiteliais da Bochecha Células secretoras de Ácido no estômago Células secretoras de Muco no Duodeno

10 Especializado em revestir e proteger as superfícies do organismo, os tecidos epiteliais são formados por células justapostas. Geralmente, as células do tecido epitelial têm formato poliédrico. Corte De Pele Poro Sudoríparo Pêlos na Pele

11

12 Epiderme do(a);

13

14 Receptores da pele: Meissner – tato; Ruffini – calor; Krause – frio; Pacini – pressão; terminações nervosas livres – dor.

15

16

17 O tecido epitelial é dividido em: - Tecido epitelial de revestimento (revestimento) - Tecido epitelial glandular (secreção)

18

19 Tipo Forma das células superficiais Exemplo de localizaçãoFunções SIMPLES Simples pavimentoso AchatadaRevestimento: Alvéolos pulmonares, alça de Henle, folheto parietal da cápsula de Bowman, ouvido médio e interno, vasos sanguíneos e linfáticos, cavidade pleural e peritonial, pericárdio. Membrana limitante, transporte de líquidos, troca gasosa, lubrificação, redução do atrito (contribuindo para o movimento das vísceras), membrana de revestimento. Simples cúbicoCúbicaDuctos de muitas glândulas, revestimento do ovário, formação de túbulos renais Secreção, absorção e proteção Simples cilíndricoCilíndricaRevestimento: Seios paranasais, ovidutos, ductos eferentes do testículo, útero, pequenos brônquios, grande parte do tubo digestivo, vesícula biliar, e grandes ductos de algumas glândulas Secreção, absorção, transporte e proteção. Pseudo- estratificado Todas repousam na lâmina basal, porém nem todas alcançam a superfície. As da superfície são cilíndricas. Revestimento: grande parte da traquéia, brônquios primários, epidídimo, ducto deferente, tuba auditiva, parte da cavidade timpânica, cavidade nasal, saco lacrimal, uretra masculina, e ductos excretores grandes. Secreção, absorção, transporte, proteção e lubrificação. Classificação do epitélio de revestimento

20 Tipo Forma das células superficiais Exemplo de localizaçãoFunções ESTRATIFICADO Estratificado pavimentoso não queratinizado Achatadas com núcleo.Revestimento: boca, epiglote, esôfago, cordas vocais, vagina. Proteção, secreção Estratificado pavimentoso queratinizado Achatadas sem núcleo.EpidermeProteção Estratificado cúbicoCúbicaRevestimento: ductos das glândulas sudoríparas. Absorção,secreção Estratificado cilíndricoCilíndricaConjuntiva dos olhos, alguns ductos excretores grandes e porções da uretra masculina. Proteção,absorção e secreção TransiçãoGlobosa (relaxada), Achatada (distendida) Revestimento: trato urinário desde os cálices renais até a uretra. Proteção, distenção. Classificação do epitélio de revestimento

21 Epitélio de Revestimento Epitélio Simples (Número) * (intestino)

22 Epitélio de Revestimento Epitélio Simples (Número) (tubo coletor do rim, útero)

23 Epitélio de Revestimento Epitélio Estratificado (esôfago, cavidade bucal)

24 Epitélio de Revestimento Epitélio Pseudoestratificado Ciliado (Número) (Especialização) Faixa de citoplasma superficial Cílios não ocorrem em epitélio estratificado (trato respiratório)

25 Funções produzir secreções Características seu produto é a secreção, que pode ser mucosa, serosa (fluída) ou mista a maioria é de multicelulares Classificação conforme o destino das secreções:

26 Glândula exócrina : lança sua secreção para fora dos vasos sanguíneos. Ex: gls mamária, salivar, sebáceas, sudoríparas,lacrimais. Glândula endócrina :lança sua secreção (hormônio) para dentro dos vasos sanguíneos. Ex: Hipófise, tiróide... Glândula mista : lança sua secreção para fora dos vasos sanguíneos e para dentro dos vasos sanguíneos. Ex: Pâncreas.

27

28

29 Glândula exócrina multicelular: simples e composta

30 Glândulas endócrinas

31 Classificação quanto ao modo como a substância é liberada: secreção liberado por intermédio de vacúolos, sem a perda do citoplasma(exocitose.) Ex.: ácinos serosos do pâncreas e células caliciformes, encontradas em todo o intestino e na traquéia. Merócrinas: secreção liberado por intermédio de vacúolos, sem a perda do citoplasma(exocitose.) Ex.: ácinos serosos do pâncreas e células caliciformes, encontradas em todo o intestino e na traquéia. a célula secretora morre e torna-se o próprio produto de secreção da glândula. O citoplasma inteiro é convertido em secreção. Ex.: glândulas sebáceas. Holócrinas: a célula secretora morre e torna-se o próprio produto de secreção da glândula. O citoplasma inteiro é convertido em secreção. Ex.: glândulas sebáceas. a perda de citoplasma é mínima. A conclusão é que estas glândulas apócrinas seriam realmente glândulas merócrinas. Ex.: glândulas sudoríparas de certas partes do corpo. Apócrinas: a perda de citoplasma é mínima. A conclusão é que estas glândulas apócrinas seriam realmente glândulas merócrinas. Ex.: glândulas sudoríparas de certas partes do corpo.

32 Modos de liberar a secreção:

33 Kristic (1985) Glândula Merócrina (Estômago) Glândula Apócrina (Glândula Mamária) Glândula Holócrina (Glândula Sebácea)


Carregar ppt "Organismo Sistemas Órgãos Tecidos Células Histologia animal O ramo da ciência que estudos os tecidos é a Histologia (histo= tecido; logia=estudo). A."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google