A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENERGIA NO BRASIL Alan Ricardo Sparemberger Lucas Wille Augustin.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENERGIA NO BRASIL Alan Ricardo Sparemberger Lucas Wille Augustin."— Transcrição da apresentação:

1 ENERGIA NO BRASIL Alan Ricardo Sparemberger Lucas Wille Augustin

2 Sumário O que é energia Tipos de energia Histórico da energia no Brasil Fontes de energia Matriz energética atual Usuários da energia no Brasil

3 energia e.ner.gi.a sf (gr enérgeia) 1 Capacidade dos corpos para produzir um trabalho ou desenvolver uma força. 2 Modo como se exerce uma força; eficácia. 3 Qualidade do que é enérgico; resolução nos atos; firmeza. 4 Atividade diligente. 5 Força física. 6 Força moral. 7 Vigor. 8 Força em ação. Dicionário Michaelis A termodinâmica pode ser definida como ciência da Energia [1] Çengel (2007) Primeira Lei: Conservação da Energia – Quantificação e Forma Segunda Lei: Direção dos processos – Qualidade - Entropia O que é energia

4 Origem da Energia

5 Tipos de Energia energias do tipo potencial (campo)[2] a energia gravitacional a energia elástica a energia eletrostática a energia térmica (interna) -Sensível -Latente a energia química (interna) a energia nuclear e a massa. http://martinweigel.org/2013/04/08/weakness-with- consequence-why-marketing-is-like-gravity/

6 Tipos de Energia energias do tipo cinético [2] a energia cinética do movimento a energia do som a energia eléctrica a energia térmica a energia da radiação. http://www.treklens.com/gallery/photo39757.htm

7 Histórico da Energia no Brasil [3] 1879 - Iluminação de estrada de ferro D. Pedro II. 1881- Iluminação da praça XV e praça da república. 1883 - Primeiro serviço público de iluminação elétrica do Brasil e da América do Sul. 1885 - Primeiro serviço de iluminação de São Paulo. 1887- Entrada em operação da usina termoelétrica da Fiat lux.

8 1889 - Entrada em operação da usina Marmelos zero a primeira hidrelétrica de grande porte no país. 1907- Entrada em operação da usina São de Fontes da Rio Light, a maior do mundo na época. 1934 - Promulgação do código de águas, atribuindo a união competência exclusiva, como poder concedente, para os aproveitamentos hidrelétricos destinados ao serviço público. 1943 - Início da criação das diversas estaduais e federais: Ceee-rgs, Chesf, Cemig, Copel, Celesc, Celg, Cemat, Escelsa, Furnas, Cemar, Coelba, Ceal Energipe, e outras. Histórico da Energia no Brasil [3]

9 1960 - Criação do Ministério das Minas e Energia. 1961- Criação da Eletrobrás constituída em 1962. 1963 - Entrada em operação da usina de Furnas que permitiu a interligação dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. 1984 - Entrada em operação da usina de Itaipu, maior hidrelétrica do mundo - conclusão do sistema interligado norte e nordeste. 1985 - Criação do Procel programa nacional de combate ao desperdício de energia elétrica. 1986 - Entrada em operação do sistema interligado sul - sistema interligado sul - sudeste. Histórico da Energia no Brasil [3]

10 Histórico da Energia no Brasil ESTRADA DE FERRO D. PEDRO II. Fonte: http://vanesalopez.wordpress.com/pesquisas/corcovado- e-o-cristo-redentor/ ENERGIA ELÉTRICA CAMPOS - RJ Fonte: http://camposfotos.blogspot.com.br/2013/04/campos-dos- goytacazes-rj-primeira.html

11 Binacional Itaipu http://www.cnews.com.br/diretodaredacao/noticias/36374/paraguai_deve_rev er_o_tratado_de_itaipu

12 Binacional Itaipu Em 1973, técnicos percorrem o rio de barco em busca do ponto mais indicado para a construção da Itaipu Construída entre 1975 e 1982 Inaugurada em 5 de maio de 1984 Maior em produção no mundo Gerou 91,6 TWh em 2009

13 Programa Nuclear Brasileiro

14 1954 - O Brasil já era capaz de produzir urânio metálico 1954 1960 - Brasil negociava com a França para adquirir um reator nuclear 1965 - Brasil assinou um acordo com a Westinghouse Electric Company dos EUA

15 Programa Nuclear Brasileiro 1976 - Governo Geisel, foi assinado um acordo com a Alemanha para um total de 10 reatores 1986 - Entra em operaçãoo reator nuclear construído pela Westinghouse, na usina de Angra I 2002 - Entra em operação Angra II, acordo realizado com a Alemanha 2016 – Previsão de início de operação da Angra III

16 Fontes de energia

17 BEN – Balanço Energético Nacional – 2013, ano base 2012 [4] Fontes de energia no Brasil

18 Petróleo Produtos obtidos a partir do petróleo: Gasolina GLP Querosene Óleo lubrificante Asfalto

19 Produção de Petróleo no Brasil Produção de petróleo por Estado - 2012

20 Gás Natural Mistura de hidrocarbonetos leves, com destaque para o metano (CH4). Vantagens: Baixa presença de contaminantes; Combustão mais limpa, com menor nível de emissão de CO 2 por unidade de energia; Facilidade de transporte e manuseio. Principais usos: Uso residencial em fogões, chuveiros, piscinas, etc... Uso em indústrias como fonte de calor, para a produção de metanol, fertilizantes, amônia e uréia. Gás natural veicular

21 Gasoduto Brasil-Bolívia 3150km de extensão Atravessa 136 municípios em 5 estados Capacidade de 30,08 milhões de m³ por ano

22 Carvão Mineral Minério composto de carbono, com quantidades variáveis de enxofre, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio. Maior fonte geradora de energia elétrica do mundo, devido ao baixo custo e oferta abundante. Altamente poluente, responsável por 30 a 35% das emissões globais de CO 2 e incidentes ambientais como o Grande nevoeiro de Londres, em 1952. O Brasil possui poucas reservas de carvão mineral, importando 50% do carvão consumido

23 Urânio Fonte de energia limpa, não apresenta geração de CO 2. O Brasil tem a sexta maior reserva de urânio do mundo, um potencial energético comparável ao pré-sal. Atualmente existem duas usinas nucleares no Brasil, Angra I e Angra II, com capacidade de 2007MW. Para 2016, está previsto o término da construção da usina de Angra III, com capacidade de 1350MW.

24 Chernobyl - 1986Fukushima - 2011

25 Biomassa da cana Brasil é o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo. No Brasil, o percentual de etanol na gasolina é 25%. Bagaço da cana é usado na geração de energia elétrica

26 Hidráulica Brasil possui cerca de 200 usinas hidrelétricas em funcionamento. O Brasil é o terceiro maior produtor de energia hidrelétrica do mundo, atrás dos EUA e Canadá. A usina de Itaipu, considerada uma das maravilhas do mundo moderno, gerou 98,29TWh de energia elétrica em 2012. O Brasil é o terceiro maior produtor de energia hidrelétrica do mundo, atrás dos EUA e Canadá. Brasil possui cerca de 200 usinas hidrelétricas em funcionamento. A usina de Itaipu, considerada uma das maravilhas do mundo moderno, gerou 98,29TWh de energia elétrica em 2012.

27 Lenha e carvão vegetal O carvão vegetal, obtido através da carbonização da lenha, é utilizado em larga escala pela indústria siderúrgica. A lenha é utilizada também para cozinhar e assar alimentos. A atividade de carvoejamento é muitas vezes associada com economias subdesenvolvidas e condições desumanas de trabalho.

28 Energias renováveis Biomassa Energia Eólica Energia Solar

29 Energias renováveis Aumento da geração de energia eólica no Brasil BEN – Balanço Energético Nacional – 2013, ano base 2012 [4]

30 Energia Solar Sevilla, Abengoa Solar Coletor Parabólico

31 Capacidade de coletores solares instalados em operação até o ano de 2009 Fonte: Solar Heating & Cooling Programme International Energy Agency – 2011

32 Capacidade de coletores solares instalados em operação até o ano de 2009 por país Fonte: Solar Heating & Cooling Programme International Energy Agency – 2011

33 Energias Renováveis Brasil x Mundo BEN – Balanço Energético Nacional – 2013, ano base 2012 [4]

34 Variação Percentual 2011-2012 BEN – Balanço Energético Nacional – 2013, ano base 2012 [4]

35 Matriz energética atual BEN – Balanço Energético Nacional – 2013, ano base 2012 [4]

36 Consumo de Energia no Brasil

37 BEN – Balanço Energético Nacional – 2013, ano base 2012 [4]

38 Consumo de Energia no Brasil

39 BEN – Balanço Energético Nacional – 2013, ano base 2012 [4] Oferta de energia per capita

40 Referências [1] Çengel, Yunus A., Boles, Michael A., Termodinâmica, 5ª edição, McGraw-Hill, São Paulo –SP, 2005. [2] http://www.e-escola.pt/topico.asp?id=556 acesso em 26/09/2013 [3] http://www.escelsa.com.br/aescelsa/historia-ee- brasil.asp acesso em 26/09/2013 [4] Balanço Energético Nacional 2013 – Ano base 2012: Relatório Síntese - Empresa de Pesquisa Energética - Rio de Janeiro: EPE, 2013 [5] Solar Heating & Cooling Programme - International Energy Agency – 2011


Carregar ppt "ENERGIA NO BRASIL Alan Ricardo Sparemberger Lucas Wille Augustin."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google