A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Indicadores de produção científica Regina C. Figueiredo Castro BIREME/OPAS/OMS II SISBEC – Univille Joinville, 30 de outubro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Indicadores de produção científica Regina C. Figueiredo Castro BIREME/OPAS/OMS II SISBEC – Univille Joinville, 30 de outubro."— Transcrição da apresentação:

1 Indicadores de produção científica Regina C. Figueiredo Castro BIREME/OPAS/OMS II SISBEC – Univille Joinville, 30 de outubro de 2003

2 Bases de dados como fontes de indicadores Bases de dados bibliográficas: criadas com o objetivo de registro e disseminação da produção científica de um país, região ou área temática Recuperação de informação: registros sobre a produção científica para responder a demandas de informação específicas de usuários das respectivas áreas do conhecimento Campos de dados eram definidos para atender a essa demanda e a interesses das próprias bases de dados

3 Indicadores bibliométricos Objetivo: medidas quantitativas que contribuem para as políticas de ciência e tecnologia, indicando tendências da produção científica, áreas prioritárias, padrões de autoria e colaboração, situação das revistas científicas, etc. Os indicadores de citação mostram a inserção e aceitação da produção científica nacional na comunidade internacional. Sua coleta e difusão foram iniciados por Eugene Garfield, fundador do Institute for Scientific Information (ISI) com os Current Contents e Science Citation Indexes

4 Objetivos iniciais dos índices de citação... I propose a bibliographic system for science literature that can eliminate the uncritical citation of fraudulent, incomplete, or obsolete data by making it possible for the conscientious scholar to be aware of criticisms of earlier papers. [....]. Even if there were no other use for a citation index than that of minimizing the citation of poor data, the index would be well worth the effort required to compile it. This paper considers the possible utility of a citation index that offers a new approach to subject control of the literature of science By virtue of its different construction, it tends to bring together material that would never be collated by the usual subject indexing. Fonte: Garfield, Eugene Citation Indexes for Science: a New Dimension in Documentation through Association of Ideas. Science, Vol:122, No:3159, p , July 15, 1955

5 Journal of Citation Reports Publicação anual produzida pelo ISI-Thompson, como subproduto das bases de dados do Science Citation Index, desde 1976 Traz tabelas por títulos de revistas ordenadas por: número de artigos publicados no ano revistas mais citadas no ano fator de impacto, índice de imediatez, meia-vida de citações revistas mais citadas, revistas que mais citam e fator de auto- citação Crítica mais frequente: cobertura de revistas de países desenvolvidos, em idioma inglês e, portanto, baixa representatividade da literatura científica de países em desenvolvimento

6 Fator de impacto É uma medida da importância ou influência de uma revista ou grupo de documentos, a partir das citações de artigos que essa revista recebe ao longo de um espaço de tempo, criada a partir das bases de dados do Institute for Scientific Information As citações de artigos de uma revista publicados em um determinado ano tendem a atingir seu pico entre 2 a 6 anos após sua publicação. A partir daí, diminuem exponencialmente O fator de impacto é a medida do valor relativo na curva de citações nos anos 2 e 3 após a publicação de uma revista

7

8 Fator de impacto: como é calculado É calculado dividindo-se o número de citações que uma revista recebe para artigos publicados nos dois anos anteriores ao ano do cálculo pelo número de artigos publicados nos mesmos anos. Ex: Journal of Dental Research Citações em 2001 para artigos publicados em: 1999 = = = 861 Número de artigos publicados em: 1999 = = = 257 Cálculo: Citações a artigos recentes = 861 = 3350,000 Número de artigos recentes 257 FI = 3,35

9 Fator de impacto: influências O valor do fator de impacto é influenciado por fatores sociológicos e estatísticos: Sociológicos: área temática da revista, tipo de revista, número médio de autores por artigo (que varia de acordo à área temática) Estatísticos: tamanho da revista (número de artigos/ano) e tempo de medida das citações

10 Fator de impacto: considerações sobre a forma de cálculo Ao considerar o número de artigos publicados em cada revista se eliminam vantagens que poderiam ter revistas que publicam mais artigos (mais números, artigos mais curtos, etc.) sobre aquelas que publicam menos artigos Considera auto-citações: artigos de autores múltiplos aumentam índice de auto-citação É calculado sobre o universo de trabalhos citados, o que não significa que são os únicos que foram lidos e que tiveram importância no avanço do conhecimento –De tudo o que se publica, 15% não será nunca citado e 25% do que é citado será citado mais de 10 vezes

11 Fator de impacto: limitações O fator de impacto é calculado sobre as citações que apareceram dentro de um determinado universo de revistas e de um determinado espaço de tempo As distintas disciplinas tem tempos diferentes para citação, assim como diferentes regiões do mundo tem tempos editoriais e de comunicação diferentes Uma revista com maior fator de impacto em uma área pode ter um fator de impacto menor que uma revista com baixo fator de impacto de outra área

12 Revistas de Gastroenterologia: variação do fator de impacto ao longo dos anos

13 Fator de impacto: limitações O tipo de artigo influencia o índice: artigos de revisão e os que apresentam métodos tendem a ser mais citados Muitas revistas limitam número de citações: não há espaço para citar tudo o que é publicado e lido Existe propensão dos autores de países desenvolvidos de citar trabalhos de seu próprio idioma e de seu país; nos países em desenvolvimento a tendência é inversa: os autores citam mais os trabalhos de revistas dos países em desenvolvimento e em inglês

14 Fator de impacto: limitações Motivos para que os autores citem trabalhos: –render tributo a um pioneiro no tema –dar crédito a ou identificar um trabalho relacionado ao tema, que tenho sido utilizado pelo autor –identificar metodologias, equipamentos, etc. –apoiar afirmações no trabalho –dar publicidade a trabalhos prévios seus e de outros autores –apoiar autores da mesma instituição ou que publicaram na mesma revista –crítica a um trabalho prévio ou crédito negativo –rejeição a idéias de outros autores –correções a trabalhos anteriores –...

15 Indicadores de produção científica latino- americana Indicadores bibliométricos tradicionais baseados na afiliação de autores e citações Indicadores bibliométricos baseados nos padrões de produção científica Indicadores sobre situação das revistas científicas produzidas nos países da região

16 SciELO como fonte de indicadores de produção científica Estatísticas da SciELO: de uso de citações SciELO Brasil indicadores de produção por país e de colaboração entre países links para bases de dados de grupos de pesquisa e currículos de pesquisadores (Plataforma Lattes) O módulo de estatísticas da SciELO permitirá em alguns anos mais completar os índices de impacto internacionais, contribuindo para ampliar o universo das revistas consideradas para o cálculo do fator de impacto

17

18

19

20 SciELO Brasil x JCR Revistas da coleção SciELO Brasil que tiveram aumento no fator de impacto no ISI

21 LILACS como fonte de indicadores Em relação à produção científica registrada na base de dados Cobertura da base de dados (tipos de documentos) Produção por anos, idioma e tipo de documentos Produção por instituições publicadoras Produção por país de publicação Produção por país de afiliação dos autores (desde 1999) Produção por áreas temáticas

22 LILACS como fonte de indicadores Em relação às revistas científicas Títulos publicados por país Distribuição de títulos por ano inicial Distribuição de títulos por temas Distribuição de títulos por periodicidade Números publicados por ano: total, por revista e por áreas temáticas Artigos publicados por revista: por ano e por áreas temáticas Padrão de publicação de resumos (no idioma original e em outros idiomas) Revistas que idioma de publicação

23 LILACS como fonte de indicadores Em relação à autoria, co-autoria e colaboração nacional, regional e internacional Artigos com autores únicos: por país de publicação, por área temática, por revista Artigos em colaboração com autores nacionais: por país de publicação, por área temática, por revista Artigos em colaboração com autores de outros países: por país de publicação, por área temática, por revista Media de autores por artigo: por área temática, por revista

24 Conclusões Uma revista tem alto impacto se contém grande número de artigos muito citados mas Um artigo não chegará a ser citado automaticamente porque é publicado em uma revista de alto impacto Os autores são co-responsáveis pela qualidade da revista e, portanto, pela seleção de revistas nas bases de dados, principalmente nas bases de dados que medem citações para seu processo de seleção

25 Conclusões Os indicadores de produção científica extraídos de bases de dados que representam a literatura científica produzida nos países da América Latina e Caribe, como é o caso da LILACS e da SciELO, poderão contribuir para melhor definição de políticas de ciência e tecnologia e de incentivo às revistas científicas nacionais A produção de indicadores de produção científica da América Latina e Caribe e sua inserção em publicações dos Conselhos Nacionais de Ciência e Tecnologia oferecerão um panorama da cooperação científica intra e entre países, que nenhum outro índice internacional pode oferecer atualmente. A quantidade representativa de revistas indexadas e a possibilidade de controle de qualidade e inclusão de novos dados de interesse para a gestão de ciência e tecnologia são diferenciais das bases de dados regionais e nacionais.


Carregar ppt "Indicadores de produção científica Regina C. Figueiredo Castro BIREME/OPAS/OMS II SISBEC – Univille Joinville, 30 de outubro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google