A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 CUSTOS DE SECAGEM Obs.: - Aperte a tecla de espaço para exibir a apresentação - Aperte a tecla Esc para cancelar a apresentação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 CUSTOS DE SECAGEM Obs.: - Aperte a tecla de espaço para exibir a apresentação - Aperte a tecla Esc para cancelar a apresentação."— Transcrição da apresentação:

1

2 1 CUSTOS DE SECAGEM Obs.: - Aperte a tecla de espaço para exibir a apresentação - Aperte a tecla Esc para cancelar a apresentação.

3 2 CUSTOS DE SECAGEM Juarez de Sousa e Silva Prof. Titular Iracema Duval da Silva MS em Eng. a Agrícola UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA Viçosa - MG 1997

4 3 INTRODUÇÃO Fonte : BROOKER et alii, 1992.

5 4 OBJETIVOS §Otimização dos recursos §Avaliação do sistema §Previsão do custo

6 5 CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS 1 - CUSTOS FIXOS TOTAIS (CFT) N ão variam com a produção »Depreciação »Impostos »Manutenção »Seguros »Custos de oportunidade »Mão-de-obra permanente

7 6 2 - CUSTOS VARIÁVEIS TOTAIS (CVT) V ariam com a quantidade produzidas » Combustíveis » Energia elétrica » Mão-de-obra temporária » Operação do ventilador » Quebra técnica

8 7 3 - CUSTOS TOTAIS (CT) CT = CFT + CVT

9 8 CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS

10 9 4 - Custo de oportunidade (CO) Representa as alternativas perdidas CO = ((Csec + Cmot + Cfund)/2) i

11 CUSTO OPERACIONAL (Cop) Engloba o valor dos insumos consumidos, custo das máquinas e custo da mão-de-obra Cop = CT - CO

12 CUSTOS MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO (CMC) CMC = 0,01 ( Csec + Cmot + Cfund + CI )

13 RISCOS (CR) Valor percentual sobre o custo inicial para cobrir danos imprevistos

14 DEPRECIAÇÃO (D) Física (deterioração) Funcional (obsolescência) onde : D = depreciação método linear(R$) Ci = custo inicial (R$) Cf = custo final (R$) T = vida útil do bem (anos) D = ( Ci - Cf ) / T

15 14 CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS Custo fixo médio (CFMe) Q = quantidade secada ( toneladas ) Custo variável médio (CVMe) Custo total médio (CTMe) CFMe = CFT / Q CVMe = CVT / Q CTMe = CT /Q

16 15 CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS

17 16 DESEMPENHO DE SECADORES §Características operacionais §Eficiência energética §Capacidade do sistema §Influência do sistema na qualidade do produto

18 17 AVALIAÇÃO DE SECADORES BAKKER-ARKEMA - ASBA (1978) l Número de testes, sob condições padronizadas –secadores lote : 3 testes –secadores contínuos: 24 horas de funcionamento l Simulação –THOMPSON et alii (1968); –BAKKER-ARKEMA et alii (1974) – PAGE (1949) – SABBAH (1968) – BLOOME (1969) – TROEGER e HUKILL (1971).

19 18 PADRÕES PARA AVALIAÇÃO l Umidade inicial dos grãos (%b.u.) 25+/-1,5 l Umidade final dos grãos (%b.u.) 15+/-0,5 l Uemperatura ambiente ( o C) 10+/-5,5 l Umidade relativa (%) 50+/-10 l Temperatura inicial dos grãos( o C) 10+/-5,5 l Percentagem inicial de impurezas (%) 3,0 l Temperatura final grãos ( o C) (acima do ambiente ) 8,3 l Duração do teste (h) 24,0

20 19 PARÂMETROS PARA AVALIAÇÃO §PARÂMETROS DOS GRÃOS l tipo de grãos l umidade inicial (%b.u.) l umidade final (%b.u.) l temperatura inicial ( o C) l temperatura final ( o C) l percentagem de impurezas inicial (%) l percentagem de impurezas final (%) l massa específica global inicial (Kg. m -3 ) l massa específica global final (Kg. m -3 )

21 20 PARÂMETROS PARA AVALIAÇÃO §PARÂMETROS DO AR o l Temperatura do ar de secagem ( o C) l Temperatura de bulbo seco do ar ambiente ( o C) l Umidade relativa do ar ambiente (%) §USO DE ENERGIA l Motores vent. e transp. (KWh.lote -1 ou KWh.h -1 ) l Tipo de combustível l Consumo de combustível por lote ou por hora

22 21 PARÂMETROS PARA AVALIAÇÃO §ESPECIFICAÇÕES DO SECADOR l Densidade de fluxo de ar (m 3.min -1.m -2 ) l Volume total (m 3 ) ou fluxo de grãos (m 3. h -1 ) l Tempo de secagem (h) ou comprimento coluna de secagem (m) l Tempo de resfriamento (h) ou comprimento da coluna de resfriamento (m) l Largura da coluna de secagem (m) l Pressão estática (mm.c.a.) l Tempo de carga e descarga (min.)

23 22 PARÂMETROS PARA AVALIAÇÃO §DADOS DO DESEMPENHO l Duração teste (h) ou volume produto úmido (m 3 ) l Umidade removida (Pontos percentuais, %b.u.) l Capacidade de secagem (m 3 produto úmido.h -1 ) l Capacidade de secagem (m 3 produto seco.h -1 ) l Eficiência energ. de secagem, excluindo a energia elétrica (KJ.Kg -1 de água evaporada) l Eficiência energética total (KJ.Kg -1 de água evaporada)

24 23 AVALIAÇÃO DE SECADORES ASBA (1978) SIMULAÇÃO DE SECAGEM §MODELO DE THOMPSON et alii (1978) simplicidade e flexibilidade de adaptação às condições de reversão de fluxo de ar

25 24 AVALIAÇÃO DE SECADORES - CUSTOS DE OPERAÇÃO l custo do combustível l custo da energia elétrica l custo da mão-de-obra l custos fixos

26 25 AVALIAÇÃO DE SECADORES - EXEMPLO DE APLICAÇÃO SECADOR DE FLUXO MISTO (CONTÍNUO) l capacidade do secador = 225 t / ano l período de secagem = 45 dias CÁLCULO CUSTO DE OPERAÇÃO l somatório dos custos de combustível, energia elétrica, mão-de-obra e custos fixos; l tarifas fornecidas pela extinta CIBRAZÉM.

27 26 AVALIAÇÃO DE SECADORES - EXEMPLO DE APLICAÇÃO CUSTO DE OPERAÇÃO DO SECADOR ESTUDADO temperatura ( o C) temperatura ( o C) combustível (% custo operação) 8,30 7,90 9,37 combustível (% custo operação) 8,30 7,90 9,37 eletricidade (% custo operação) 2,60 1,90 1,80 eletricidade (% custo operação) 2,60 1,90 1,80 mão-de-obra (% custo operação) 31,6024,6023,40 mão-de-obra (% custo operação) 31,6024,6023,40 fixos (% custo operação) 57,4065,6065,40 fixos (% custo operação) 57,4065,6065,40 % custo da ex-CIBRAZÉM % custo da ex-CIBRAZÉM Rio de Janeiro109,7100,392,00 Rio de Janeiro109,7100,392,00 Demais regiões 73,3067,0061,00 Demais regiões 73,3067,0061,00


Carregar ppt "1 CUSTOS DE SECAGEM Obs.: - Aperte a tecla de espaço para exibir a apresentação - Aperte a tecla Esc para cancelar a apresentação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google