A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Infra Estruturas de Dados Geo-Espaciais

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Infra Estruturas de Dados Geo-Espaciais"— Transcrição da apresentação:

1 Infra Estruturas de Dados Geo-Espaciais
Especificação das funcionalidades e identificação dos pontos críticos para o funcionamento de uma SDI Dissertação de Mestrado em Eng. Geográfica 2007/2008 Patrícia Curvelo Coragem Orientador: Dr. José Paulo Almeida Co-orientador: Dr. João Matos (IST)

2 Conceitos Chave O termo Infra-estruturas de Dados Espaciais (SDI) é muitas vezes utilizado como sinónimo de tecnologias de base, das políticas e dos acordos institucionais que viabilizam a disponibilidade e acesso à informação geográfica (IG). Mas, além destas funcionalidades, o SDI fornece os meios que viabilizam a identificação, avaliação e utilização de IG por todos, disponibilizando, normalmente, um catálogo que permite a consulta de metadados caracterizadores da IG disponível. Por metadados entende-se como sendo a informação que caracteriza a informação existente, servindo para documentar a produção desta. Os metadados descrevem os conteúdos, qualidade e condições, e outras características específicas dos dados. Na sua essência, os metadados respondem a várias perguntas significativas tais como o quê, quem, onde, quando, porquê e como, sobre os dados [CGIAR-CSI, 1999].

3 Estado da Arte – Iniciativa Global
Identificação: CGIAR Consortium for Spatial Information Endereço URL: Idioma: inglês Contacto do responsável: Mohideen A. Sadir Instituições envolvidas: Consultative Group for International Agriculture Research, International Water Management Institute, International Center for Tropical Agriculture, International Livestock Research Institute Data de início: 1999 Resumo: Iniciativa de vários cientistas geo-espaciais com o CGIAR. Junta esforços dos cientistas do CGIAR, parceiros nacionais e internacionais, e outros que trabalham para aplicar e aumentar a utilização nas Ciências Geo-esaciais para o International Sustainable Agriculture Development, Natural Resource Management, Biodiversity Conservation, e Poverty Alleviation in Developing Countries. Objectivo: O CGIAR-CSI trabalha para facilitar a colaboração e a capacidade de partilha e disseminação de dados e de análise geo-espacial entre os 15 Centros CGIAR e das suas variadas actividades regionais. Informação Complementar: A pesquisa de metadados é feita com encaminhamento para outros portais, nomeadamente para o CGIAR-CSI GeoNetwork. Editor de Metadados: GeoNetwork Designação da norma de Metadados utilizada: FGDC Content Standards for Digital Geospatial Metadata Modelo de implementação de serviços: modelo corporativo

4 Estado da Arte – Iniciativas Continentais
Identificação: African Regional Water Resources Information System (AWICH) Endereço URL: Idioma: inglês e francês Contacto do responsável: Josue Dione Instituições envolvidas: Nações Unidas, Economic Commission for Africa, United Nations Environmental Program, World Meteorological Organization Data de início: 2002 Resumo: A AWICH alberga a UN-Water/Africa que contempla várias agências das Nações Unidas, como resposta ao pedido do UNACC Subcommittee on Water Resources, para harmonizar as actividades relacionadas com a água em África. Objectivo: Promover actividades sobre a água de colaboração conjunta entre as diversas instituições envolvidas e coordenar e harmonizar as diferentes actividades realizadas. Informação Complementar: A informação disponível no portal refere-se a dados climáticos e chuva, ambiente, rios, lagos, água subterrânea, mar/oceanos e qualidade da água, cada um destes títulos contendo informação relativa a novidades, eventos, países, organizações, redes, bases de dados, publicações/documentos, mapas e ligações para outros portais detentores da informação. Editor de Metadados: Não. Informação relativa aos mapas em texto descritivo. Designação da norma de Metadados utilizada: S. D. Modelo de implementação de serviços: modelo workgroup

5 Estado da Arte – Iniciativas Continentais
Identificação: Arctic GIS Endereço URL: Idioma: inglês Contacto do responsável: Instituições envolvidas: National Science Foundation Data de início: 2001 Resumo: O Arctic GIS é um esforço conjunto para demonstrar e melhorar a aplicação de dados geo-espaciais e ferramentas para pesquisa no Árctico, logística e educação através de uma vasta variedade de colaboradores, projectos e iniciativas [Arctic GIS, 2001]. Objectivo: Fomentar a discussão e o planeamento dos Sistemas de Informação Geográfica do Árctico e das Infra-estruturas de dados geo-espaciais disponibilizando informação e um fórum de discussão para a comunidade de investigação internacional. Informação Complementar: Possui informação sobre reuniões, novidades, eventos e ligações considerados importantes para o SDI do Ártico. A informação é fornecida noutros portais de acordo com a categoria: Interactive Online Maps, Static Maps, GIS Data & Metadata, General/Non-GIS Data Editor de Metadados: Em alguns portais Designação da norma de Metadados utilizada: S. D. Modelo de implementação de serviços: modelo workgroup

6 Estado da Arte – Iniciativas Continentais
Identificação: Digital Map of the Baltic Sea Endereço URL: Idioma: inglês Contacto do responsável: Instituições envolvidas: National Land Survey of Finland, Land Survey Office, Estonian National Land Board Data de início: 2000 Resumo: Criação de dados à escala 1: da região do mar Báltico por forma a criar um SIG de base para todos os produtores de IG da região. Objectivo: Providenciar mapas básicos da região do Mar Báltico à escala 1: , com elementos tais como limites, hidrografia, transportes, nomes geográficos, elevações, parques nacionais. Informação Complementar: A base de dados é criada por várias instituições de acordo com a área pretendida e a informação será posteriormente reunida num SIG, no qual qualquer tipo de dados pode ser representado e localizado. O formato disponibilizado é de ARCGIS/ARCINFO. Editor de Metadados: Não. Designação da norma de Metadados utilizada: ISO Metadata Modelo de implementação de serviços: modelo consórcio

7 Estado da Arte – Iniciativas Continentais
Identificação: ICIMOD´s Approach Towards A Regional Geo-Information Infrastructure (RGII) in the Hindu-Kush Endereço URL: Idioma: inglês Contacto do responsável: Instituições envolvidas: OGC, UNIGIS, Leica Geosystems Geospatial Imaging, DigitalGlobe, Rolta Data de início: 1999 Resumo: Pretende ser uma rede de comunicação geo-espacial global nas ciências da informação geográfica, tecnologia e aplicações e deve gerar, validar e disseminar conhecimento geo-espacial a todos os interessados através da educação, treino, pesquisa, consultadoria e serviços media [GIS Development, 1999] Objectivo: Promover o uso de IG, tecnologia e aplicações em várias áreas de desenvolvimento, à escala global, mas em particular na Ásia. Assiste a comunidade e os governos no desenvolvimento da sua produtividade, política e administração das capacidades facilitando a transferência de conhecimentos no domínio da IG. Informação Complementar: Além do portal, possui ainda uma revista e várias iniciativas anuais. Os mapas são disponibilizados noutros portais, de acordo com a categoria temática dos mesmos, em formatos que nem sempre são possíveis de ver (falta interoperabilidade). Editor de Metadados: Em breve. Designação da norma de Metadados utilizada: DIF (NASA’s Directory Interchange Format) Modelo de implementação de serviços: modelo workgroup

8 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: Australian Spatial Data Directory Endereço URL: asdd.ga.gov.au/asdd Idioma: inglês Contacto do responsável: Instituições envolvidas: ANZLIC – The Spatial Information Council Data de início: 1998 Resumo: O ASDD providencia interfaces de busca para descobrir a descrição de conjuntos de dados geográficos (metadados) da Austrália. É um portal entre a World Wide Web e as sofisticadas livrarias de sistemas de informação distribuídas [ASDD, 2004]. Objectivo: Permitir a utilização do browser particular para conduzir pesquisas poderosas simultaneamente em várias directorias de dados espaciais. Informação Complementar: Possui vários textos sobre o que são, para que servem, quais existem e como devem ser utilizados os metadados. Permite pesquisa e pesquisa avançada de IG. Permite validar instâncias de documentos produzidos pelo editor de metadados em XML e XHTML. Editor de Metadados: ANZMETA Designação da norma de Metadados utilizada: ANZLIC Modelo de implementação de serviços: modelo corporativo

9 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: Canadian Geospatial Data Infrastructure (CGDI) Endereço URL: Idioma: inglês e francês Contacto do responsável: Instituições envolvidas: Agriculture and Agri-Food Canada, Canada Post Corporation, Canadian Space Agency, Environment Canada, Fisheries and Oceans Canada, Health Canada, Indian and Northern Affairs Canada Data de início: S. D. Resumo: O CGDI dá aos decisores acesso a informação on-line baseada na localização, podendo dar uma ajuda mais eficiente no desenvolvimento dos trabalhos. Muitas vezes apresentada na forma de mapas digitais ou imagens de satélite de grande detalhe, esta IG permite aos decisores avaliar opções, perceber trocas, averiguar riscos, etc. Objectivo: Portal de pesquisa de dados temáticos, dados topográficos, imagens de satélite, fotografias aéreas, organizações e serviços. Possui também mapas (“Atlas do Canada”), dados temáticos grátis (através do portal GeoGratis) e “Base Layers of data” (no portal GeoBase). Informação Complementar: Possui ligação ao GeoConnections onde estão os editores e standards de metadados. Editor de Metadados: No portal GeoConnections. Designação da norma de Metadados utilizada: FGDC Content Standards for Digital Geospatial Metadata Modelo de implementação de serviços: outros modelos

10 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: Clearinghouse de El Salvador Endereço URL: clearinghouse.cnr.gob.sv/ Idioma: espanhol Contacto do responsável: Instituições envolvidas: USGS, Gobierno Nacional Data de início: 2002 Resumo: A infra-estrutura e os recursos naturais de El Salvador foram afectados pelo impacto do furacão Mitch em Outubro de Ao começarem os trabalhos de reparação posterior ao desastre, tornou-se evidente que El Salvador sofria de uma falta de informação geográfica integrada sobre desastres naturais e ameaças aos recursos naturais, em especial IG em formato manejável e efectivos. Por este motivo o USGS organizou um programa multidisciplinar para recolher, integrar e disseminar informação de uma forma rápida e eficiente, e para melhorar a capacidade das organizações nacionais de gerar e utilizar esta informação [Clearinghouse E. S., 2002]. Objectivo: Criação de um Sistema Nacional de Informação Geográfica altamente integrado e eficiente, que permita aos produtores e utilizadores contar com uma referência comum para os seus projectos específicos, impulsionar a coordenação e o acesso à informação. Informação Complementar: As componentes principais do sistema são um Conjunto Nacional Básico de Datos Gográficos Digitales e o Clearinghouse Nacional de Datos Geográficos. Editor de Metadados: S. D. Designação da norma de Metadados utilizada: FGDC Content Standards for Digital Geospatial Metadata Modelo de implementação de serviços: modelo consórcio

11 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: GI Gateway Endereço URL: Idioma: inglês Contacto do responsável: Instituições envolvidas: Association for Geographic Information, National Interest Mapping Services Agreement Data de início: 2005 Resumo: Gigateway é um serviço Web que pretende aumentar o acesso a informação geo-espacial no Reino Unido. Oferece assistência e um guia para a colecção de metadados de standards nacionais e internacionais e propõem a construção de software, sem nenhum custo. Objectivo: Fundado pelo governo através do National Interest Mapping Services Agreement (NIMSA), o Gigateway é uma organização sem fins lucrativos para promover a utilização de metadados e a partilha de informação. Informação Complementar: Possui 3 áreas de busca: o Data Locator, que é um motor de busca de metadados que permite a descoberta de CDG existentes no Reino Unido, quem os cria e os detém, e como obter os dados pretendidos; o Data Directory, que é a base de dados on-line de organizações que disponibilizam IG e/ou produtos e serviços no Reino Unido; e a Area Search que permite a descoberta de informação administrativa para uma área específica pela introdução do código postal. Editor de Metadados: Metagenie Designação da norma de Metadados utilizada: UK GEMINI (baseada na norma ISO Metadata e ISO – Data Product) Modelo de implementação de serviços: modelo corporativo

12 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: IDEE for Infraestrutura de Datos Espaciales de España Endereço URL: Idioma: espanhol, português, francês, inglês, catalão, euskera e galego Contacto do responsável: Instituições envolvidas: Instituto Hidrográfico de la Marina, ESRI ESPAÑA, Instituto Geográfico Nacional, Principado de Asturias, Consorcio de Compensación de Seguros Data de início: 2002 Resumo: Em consonância com a iniciativa europeia INSPIRE, a Comisión Permanente del Consejo Superior Geográfico, aprovou a criação de um grupo de trabalho aberto para o estudo e coordenação de uma Infraestructura Nacional de Datos Espaciales como resultado da integração, em primeiro lugar, de todas as SDI estabelecidas pelos produtores oficiais de dados a nível nacional, regional e local, e em segundo lugar, de todo tipo de infra-estructuras sectoriais e privadas. Objectivo: Integrar, através da Internet os dados, metadados, serviços e informação de tipo geográfico que se produzem em Espanha, a nível nacional, regional e local, facilitando a todos os utilizadores a localização, identificação, selecção e acesso a tais recursos. Informação Complementar: Possui aplicações, tais como um visualizador de IG, que permite compor os mapas sobrepondo a informação de diferentes proveniências, um catálogo de dados e serviços, para obter informação sobre dados e serviços geográficos que se produzem em Espanha, e um “buscador de nombres geográficos”, que facilita a localização de toponímia e a possibilidade de descarregar dados geográficos. Editor de Metadados: Sim. Não foi desenvolvido pelo portal mas são indicados editores open source de outros portais para criar os netadados. Designação da norma de Metadados utilizada: ISO Matadata Modelo de implementação de serviços: modelo consórcio

13 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: National Spatial Data Infrastructure (Índia) Endereço URL: gisserver.nic.in/nsdiportal/gotogos.jsp Idioma: inglês Contacto do responsável: S. D. Instituições envolvidas: Geological Survey of India, Forest Survey of India, Department of Space, Central Ground Water Board Data de início: 2003 Resumo: Infra-estrutura nacional para a utilização e acesso a dados espaciais organizados. Usa a infra-estrutura a nível da comunidade, do estado, regional e local para sustentar o crescimento da economia [NSDI, 2003]. Objectivo: Partilha de IG de forma transparente, através de convenções e acordos técnicos, metadados e standards. Informação Complementar: Os mapas são disponibilizados no portal geodata.gov. Existe ligação a outro portal com o mesmo nome que é responsabilidade da NASA. Recomendada a criação de metadados no ArcCatalog do ArcGIS, ou através de um editor de metadados de outro portal (a que faz referência, mas que não consegui aceder). Editor de Metadados: Não. Designação da norma de Metadados utilizada: S. D. Modelo de implementação de serviços: modelo wokgroup

14 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: National Spatial Data Infrastructure (USA) Endereço URL: Idioma: inglês Contacto do responsável: Instituições envolvidas: American Congress of Surveying and Mapping, Association of American Geographers, Cartographic Users Advisory Council, Geospatial Information & Technology Association Data de início: 2002 Resumo: O Federal Geographic Data Committee (FGDC) promove o desenvolvimento, uso, partilha e disseminação de dados geo-espaciais de base nacional. O NSDA é uma rede física, organizacional e virtual desenhada para desenvolver e partilhar os recursos digitais de IG. Objectivo: Criação de standards para IG e reunião de IG para servir uma vasta variedade de utilizadores. Informação Complementar: Os mapas e a pesquisa de IG é feita no portal geodata.gov. O detentor do portal (FGDC) é mais um produtor de standards para IG do que um produtor de IG em formato digital. Editor de Metadados: Sim. São indicados editores de metadados noutros portais Designação da norma de Metadados utilizada: FGDC Content Standards for Digital Geospatial Metadata Modelo de implementação de serviços: outros modelos

15 Estado da Arte – Iniciativas Nacionais
Identificação: Sistema Nacional de Informação Geográfica (SNIG) Endereço URL: snig.igeo.pt Idioma: português Contacto do responsável: Instituições envolvidas: Instituto Geográfico Português, Instituto da Água, Estradas de Portugal, Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade, Instituto Geográfico do Exército Data de início: 1995 Resumo: Infra-estrutura nacional de IG que possibilita um acesso rápido de IG em formato digital, englobando entidades aderentes e utilizadores comuns. Objectivo: “Proporcionar, a partir de vários pontos de acesso, a possibilidade de identificar, visualizar e explorar informação geográfica, bem como aceder a bases de dados temáticas”[SNIG, 1995] Informação Complementar: A informação encontra-se distribuída por metadados, produtos (IG e aplicação para download), serviços (visualização e exploração de IG on-line) e mercado (informação sobre o mercado nacional de IG)). Editor de Metadados: Perfil Nacional de Metadados para Informação Geográfica (Perfil MIG) Designação da norma de Metadados utilizada: ISO Metadata Modelo de implementação de serviços: modelo consórcio

16 Estado da Arte – Propostas Europeias
INSPIRE Iniciativa que pretende desenvolver a criação de um SDI europeu que possibilite aos utilizadores serviços de IG integrados, que permitam identificar e aceder a informação geográfica ou espacial de uma variedade de fontes, desde o nível local ao nível global, de forma inter operável para uma variedade de utilizações. GINIE O objectivo do GINIE é o de estabelecer e promover um estratégia europeia para IG de forma a desenvolver uma SDI de âmbito europeu, com a capacidade de construir IG e aumentar o conhecimento e a disseminação de projectos nesta área.

17 Estado da Arte – Propostas Europeias
EUROGI Tem como missão maximizar a utilidade e uso efectivo de IG através da Europa, através de uma melhor prática na criação e uso de IG facilitando o entendimento e encorajando a colaboração entre as Associações de IG nacionais. De forma a responder às necessidades e a ser realmente representativo para a indústria, o EUROGI abriu recentemente portas para incluir membros de indústria, instituições académicas, sector público, organizações sem fins lucrativos e particulares. ETeMII – European Territorial Management Information Infrastructure Pretende organizar uma rede de excelência, juntando utilizadores e governo no campo da administração territorial com o propósito de suportar e coordenar as actividades de SDI. O objectivo é construir consenso nos dados de referência, metadados e standards, aumentando a interoperabilidade.

18 Produtores de Normas para IG
ANZLIC – The Spatial Information Council (Autrália) Association Française de Normalization – AFNOR (França) Conseil National de l’Information Géographique (França) Federal Geographic Data Committee (EUA) GeoConnections Hungarian Institute of Geodesy, Cartography and Remote Sensing – FOMI (Hungria) International Organization for Standardization of Geographic/Geomatics ISO/TC 211 Irish Organisation for Geographic Information – IRLOGI (Irlanda) National Institute of Standards and Technology – NIST (EUA) Open Geospatial Consortium (OGC) World Wide Web Consortium (W3C)

19 Editores de Metadados (softwares livres de acesso gratuito)
ArcView®Metadata Collector (NOAA Coastal Services Center) ANZMETA (ANZLIC – The Spatial Information Council) CatMEdit (TeIDE) GeoNetwork (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação) ISO Metadata Editor (Instituto Nacional de Técnica Aeroespacial – Espanha) MERMAid (National Coastal Data Development Center) MetaD (Inraestruturas de Dades Espacials de Cayalunya) MetaGenie (GI Gateway) MetaLite (National Spatial Information Framework) MetaScribe (NOAA Coastal Services Center) Perfil MIG (Sistema Nacional de Informação Geográfica) Tkme (U. S. Geological Survey) Xtme (U. S. Geological Survey)

20 Problema Existência de um Portal, em fase embrionária de desenvolvimento Estático; Sem motor de busca para procurar informação de índole geográfica; Os mapas disponíveis são simples imagens. Devido a estas características, a informação existente é facilmente desactualizável.

21 Descrição do Existente
O Timor-Leste GIS Portal fez parte do projecto NGIS (National Gegraphic Information System) suportado pelo Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD), desenvolvido pelo ICIST/GERTiL para a Direcção Nacional de Terra e Propriedade (DNTP). De momento o portal é mantido de forma voluntária pelo ICIST (Instituto Superior Técnico - UTL) sem fundos específicos [TL GIS Portal, 2001]

22 Descrição do Existente
Como utilizador registado, podem adicionar-se dados e criar caixas de comentários, mas é necessário pedir autorização ao responsável do projecto para o fazer. O objectivo do portal é o de providenciar um sítio de partilha de dados e experiência, assim como contribuir para uma comunidade de IG em Timor-Leste. O portal permite a visualização de informação sobre: Data sets (conjuntos de dados); Maps (mapas); Plans and projects (planos e projectos); Interactive maps (mapas interactivos); Geodetic network (rede geodésica); Research studies (investigação); Utilities (utilidades); e Misc (miscelânea: notas, notícias e fórum).

23 Esquema do funcionamento das páginas PHP com SQL embutido.
Proposta Síntese do existente; Tipificação dos modos de utilização; Especificação dos requisitos/especificações necessárias para o desenvolvimento do portal; PHP & SQL Esquema do funcionamento das páginas PHP com SQL embutido.

24 Proposta Melhoramento do Portal: Organização da informação existente;
Desenvolvimento de um editor de metadados; Criação de um motor de busca que permita procurar conjuntos e serviços de dados geográficos com base no conteúdo dos correspondentes metadados; Melhoramento do serviço de visualização por forma a permitir, além de visualizar, navegar, aumentar e reduzir a escala de visualização, deslocar ou sobrepor conjuntos visualizáveis de dados geográficos com visualização de informação contida em legendas e qualquer conteúdo relevante dos metadados; Elaboração de um serviço de transformação/validação, que permita transformar o Conjunto de Dados Geográficos tendo em vista garantir a interoperabilidade; Criação de um fórum de discussão; Etc.

25 Bibliografia African Regional Water Resources Information System (AWICH), 2002, acedido em 2 de Novembro de 2007 Am/Fm Geographic Information System, 1999, acedido em 2 de Novembro de 2007 Antarctic Spatial Data Infrastructure, 2000, acedido em 2 de Novembro de 2007 ANZLIC – The Spatial Information Council, 2005, acedido em 2 de Novembro de 2007 Arctic GIS, 2001, acedido em 2 de Novembro de 2007 Australian Spatial Data Directory, 2004, acedido em 2 de Novembro de 2007 Canadian Geospatial Data Infrastructure (CGDI), S. D. , acedido em 3 de Novembro de 2007 Caribbean GIS, 2006, acedido em 2 de Novembro de 2007 Central American Geographic Information Project (PROCIG), 2004, acedido em 2 de Novembro de 2007 Clearinghouse de El Salvador, 2002, acedido em 3 de Novembro de 2007 Comunidade Europeia, Directiva 2007/2/CE do Parlamento Europeu e do Concelho de 14 de Março de 2007 que estabelece uma infra-estrutura de IG na Comunidade Europeia (INSPIRE), 2007 Conseil National de l’Information Géographique, 2001, acedido em 3 de Novembro de 2007 Consortium for Spatial Information, 1999, acedido em 2 de Novembro de 2007 Consultative Group on International Agriculture, S. D. , acedido em 2 de Novembro de 2007

26 Bibliografia Digital Map of the Baltic Sea Region, 2000, acedido em 2 de Novembro de 2007 Digital National Framework (DNF), 2005, acedido em 2 de Novembro de 2007 Earth Explorer, acedido em 2 de Novembro de 2007 Environmental Information Systems Africa (EIS Africa), 2005, acedido em 2 de Novembro de 2007 European Soil Portal, 1995, acedido em 2 de Novembro de 2007 European Territorial Management Information Infrastructure, 1999, acedido em 2 de Novembro de 2007 European Umbrella Organisation for Geographic Information (EUROGI), 2006, acedido em 2 de Novembro de 2007 Geographic Information Network in Europe (GINIE), 2001, acedido em 2 de Novembro de 2007 Geographic Information Stategy for Northern Ireland, 2004, acedido em 3 de Novembro de 2007 Geographic Information for Sustainable Development in Africa, 2002, acedido em 2 de Novembro de 2007 Geographic Information Systems in Sustainable Development, , 2004, acedido em 2 de Novembro de 2007

27 Bibliografia Geo Information, United Nations Economic Commission for Africa, Information Services, 2000, acedido em 2 Novembro de 2007 GI Gateway, , acedido em 3 de Novembro de 2007 Ginie – Geographic Information Network in Europe, 2006, acedido em 12 de Novembro de 2007 GI Portal, 2003, acedido em 3 de Novembro de 2007 GIS Task Force, 2007, acedido em 3 de Novembro de 2007 Global Disaster Information Network(GDIN), 2002, acedido em 2 Novembro de 2007 Global Land Cover Facility, 1997, acedido em 2 de Novembro de 2007 Global Resource Information Database (GRID), 1998, acedido em 2 de Novembro de 2007 Global Water Information Network (GLOBWINET), 2004, acedido em 2 de Novembro de 2007 Hungarian Association for Geo-Information, 1998, acedido em 3 de Novembro de 2007 ICIMOD’s Approach Towards A Regional Geo-Information Infrastructure (RGII) in the Hindu-Kush, 2000, acedido em 2 de Novembro de 2007

28 Bibliografia IDEE for Infraestructura de Datos Espaciales de España, 2002, acedido em 3 de Novembro de 2007 Infraestrutura de Dades Espacials de Catalunya, 2001, acedido em 14 de Novembro de 2007 Infraestructura Nacional de Datos Espaciales (INDE), 2006, acedido em 14 de Novembro de 2007 Infrastructure for Spatial Information in Europe (INSPIRE), 2007, acedido em 2 de Novembro de 2007 Instituto Nacional de Técnica Aerospacial, 2007, acedido em 14 de Novembro de 2007 International Civil Aviation Organization (ICAO), 1995, acedido em 2 de Novembro de 2007 International Organization for Standardization of Geographic/Geomatics ISO/TC 211, 1999, acedido em 2 de Novembro de 2007 Irish Organisation for Geographic Information – IRLOGI, 1995, acedido em 3 de Novembro de 2007 Maguire, D.; Longley, P.; The emergence of geoportals and their role in spatial data infrastructure, acedido em 1 de Novembro de 2007 National Spatial Data Infrastructure (NSDI), 2004, acedido em 3 de Novembro de 2007 National Spatial Data Infrastructure (NSDI),http:// 2004, acedido em 3 de Novembro de 2007

29 Bibliografia National Spatial Information Framework, 2003, acedido em 3 de Novembro de 2007 Nature Serve, 1994, acedido em 2 de Novembro de 2007 NOAA Coastal Services Center, 2005, acedido em 14 de Novembro de 2007 Open Geospatial Consortium (OGC), 1994, acedido em 2 de Novembro de 2007 Portal, 1994, acedido em 12 de Novembro de 2007 Shuttle Radar Topography Mission, 2000, acedido em 2 de Novembro de 2007 Sistema Nacional de Informação Geográfica (SNIG), , acedido em 4 de Novembro de 2007 Sourceforge.net, 2005, acedido em 14 de Novembro de 2007 Spatial Data Infrastructurein S. E. Europe, 2001, acedido em 4 de Novembro de 2007 United Nations Geographic InformationWorking Group (UNGIWG), 2000, acedido em 2 de Novembro de 2007 United Nations Research Institute for Social Development, 2005, acedido em 2 de Novembro de 2007

30 Bibliografia United Nations System-Wide Earthwatch, 1996, acedido em 2 de Novembro de 2007 U. S. Geological Survey, 2005, acedido em 14 de Novembro de 2007 World Bank Development Gateway, 2005, acedido em 2 de Novembro de 2007


Carregar ppt "Infra Estruturas de Dados Geo-Espaciais"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google