A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O MUNDO DAS REDES PAULO P. RAJ 02/03/2005

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O MUNDO DAS REDES PAULO P. RAJ 02/03/2005"— Transcrição da apresentação:

1 O MUNDO DAS REDES PAULO P. RAJ 02/03/2005

2 Rede Virtual Rede Óptica Web Rede das Redes Internet ATM SDH SONET WWW

3 Rede das Redes SDH/SONET Web WWW Rede Virtual ATM NII/GII

4

5 Redes Públicas de Telecomunicações Redes de Computadores Internet Information Superhighway

6 Redes Públicas de Telecomunicações Redes de Computadores Internet Information Superhighway

7 REDE II Serviço de Suporte Observador Visão do Usuário modelo funcional de rede interfaces e procedimentos de acesso bem definidos funções de transferência representação: nuvem serviço de suporte rede telefônica: rede p/ conexões áudio 3,1 kHz

8 II Observador Meios e Sistemas de Acesso Nós de Comutação Meios e Sistemas de Interligação Visão do Implementador de Redes elementos de rede elementos de acesso elementos de comutação elementos de interligação característica: tecnologia de comutação

9 II Nós de Comutação A B C D Diferentes Visões A: Frame Relay C: SMDS B: X.25 D: ATM

10 Redes de Telecomunicações Características Básicas Orientadas a conexão Voz ---> dados e imagem Inteligência centrada na rede Endereçamento hierárquico Roteamento hierárquico Exploração em regime de concessões Atividade muito verticalizada

11 Redes de Telecomunicações Características Básicas Regulamentação Qualidade de serviço Tarifas /preços Subsídios cruzados Conceito de universalidade Cobertura global, alta capilaridade Caráter social: iniciativas estatais Monopólio ----> liberalização

12 Redes de Telecomunicações Características Básicas Rede hoje: circuitos analógicos 3 kHz circuitos digitais 64 kbit/s conexões pacotes X.25 Tendências: rede ótica - fibra óptica ATM - 155/622 Mbit/s integração voz/dados/vídeo rádio celular - mobilidade rede inteligente

13 Redes Públicas de Telecomunicações Redes de Computadores Internet Information Superhighway

14 Visão do Usuário modelo funcional de rede interfaces internas ao computador (estação de trabalho) estações de trabalho fazem parte da rede rede típica: LAN REDE II Serviço de Suporte Observador

15 Visão do Implementador de Redes meio físico de difusão de sinais placas de rede sistema operacional de rede disciplina de acesso ao meio físico estações de trabalho, servidores de rede II Observador

16 Redes de Computadores Características Básicas Conectionless - orientadas a endereço Dados ---> voz e imagem Inteligência na periferia - estações e servidores Rede é usada apenas como meio de difusão Segmentos WAN: LP e PVC Endereçamento não hierárquico Roteamento não hierárquico

17 Redes de Computadores Características Básicas Caminhos Alternativos - Segurança Predominância: redes Ethernet 10Mbit/s Tendências: Fast Ethernet 100 Mbit/s e ATM Protocolos TCP/IP e aplicativos Internet Internet/Intranet Proteção: Firewall e autenticação

18 Redes Públicas de Telecomunicações Redes de Computadores Internet Infomation Superhighway

19 Internet - Origem Iniciativa do Governo Americano DoD - Departamento de Defesa Uma rede à prova de catástrofe Protocolo de Comunicação TCP/IP ARPAnet (Advanced Research Projects Agency Uso acadêmico, militar e governamental NSFnet (National Science Foundation) Backbone de supercomputadores Aplicativos: Telnet, FTP, E.mail, etc.

20 LAN WAN Rede TCP/IP TCP: Transmission Control Protocol IP: Internet Protocol

21 Internet - Uso Comercial Aberto para uso comercial Utilizações típicas: serviços de informações, vendas de produtos, distribuição de software, E.mail, transferência de arquivos, etc.. Oportunidades de negócio: provedores de serviços, provedores de acesso, provedores de transporte, etc. Quem paga? Todos Provedores investem, usuários pagam pedágio

22 Internet - Organização Rede sem dono, sem autoridade oficial reguladora Rede anárquica: cooperação, liberdade, competição Qualidade e preços: regras da competição Internet Society IAB: Internet Activities Board IETF: Internet Engineering Task Force RFC: Request for Comments IRTF: Internet Research Task Force Internet Assigned Numbers Authority Internet Registry DNS: Domain Name System

23 Internet - Explosão Plataformas Unix ---> não Unix Linguagem amigável, interface gráfica Aplicação WWW: World Wide Web (CERN-91) HTML: Hipertext Markup Language HTTP: Hipertext Tranfer Protocol Hipertexto, hipermídia, hiperlink URL: Uniform Resource Locator Location, home page, navegação Browser: Mosaic, Netscape, etc. Explosão de demanda

24 Internet - Características Básicas Protocolos TCP/IP Conectionless - orientadas a endereço Dados ---> voz e imagem Inteligência na periferia - estações e servidores Rede é usada apenas como meio de difusão Segmentos WAN: LP e PVC Rede não hierarquica: endereçamento e roteamento não hierárquicos

25 Internet - Características Básicas Conceitos revolucionários e quebra de paradigmas: sem dono, sem regulamentação oficial, etc. Quebra do paradigma da distância Bastante voltada para aplicações Rápido crescimento e rápida evolução técnica Problemas de confiabilidade segurança Necessidade de criptografia e outras proteções para aplicações sensíveis

26 Internet - Tendências Aplicações broadband (multimídia) Voz e vídeo em tempo real Mobilidade dos terminais Ampliação do uso comercial Aplicação corporativa: Intranet Novas oportunidades de negócio: transporte, acesso, serviços, etc.. Novas aplicações: shopping mall, tele- commuting, realidade virtual, etc..

27 Redes Públicas de Telecomunicações Redes de Computadores Internet Information Superhighway

28 Information Superhighway Como Surgiu a Idéia Expressão surgida nos EUA por analogia ao sistema de rodovias Conceitos: highway, vias rápidas, estradas vicinais, rampas de acesso, cidade, etc. Certeza de que a Information Superhighway impulsionará o desenvolvimento da sociedade de forma igual ou superior ao realizado pelas rodovias na fase industrial

29 Information Superhighway Conceitos Rede das redes de telecomunicações A seemless web of all existing and future telecommunication networks Infraestrutura capaz de suportar aplicações para a comunicação de muitos com muitos, em contraposição aos meios atuais como imprensa escrita, rádio e televisão, do tipo um para muitos. Plataforma para o tratamento e difusão do conhecimento e informação como base para a nova sociedade da informação.

30 Information Superhighway Conceitos Quatro elementos essenciais: Instrumentos de Informação mainframes, laptops, telefones, TV, rádio, fax, etc. Redes de Telecomunicações LAN, WAN, satélites, meios de transporte, meios de acesso, etc. Recursos de Informação bases de dados, serviços, aplicações etc. ofertados pelos provedores de serviços Pessoas Habilitadas usuários habilitados: geradores, consumidores, transportadores, etc.

31 Information Superhighway Idéias Impulsionadoras Concretização da Sociedade da Informação Agilização da comunicação Democratização das informações Redução das desigualdades sociais Redução do gap cultural entre usuários e não usuários de tecnologia de comunicação Quebra de barreiras culturais Aldeia Global de Marshall McLuhan Contribuição à paz e à harmonia universal

32 Information Superhighway Idéias Impulsionadoras Globalização da economia Oportunidades de negócio Demanda para tecnologias disponibilizadas Alavancagem da economia a exemplo do ocorrido com programas de eletrificação e de interligação por rodovias Oportunidade de alavancagem dos programas de educação e saúde pública

33 A Questão da Alavancagem da Economia Projeto de sistema viário no anos 50 no EUA Liberação de fundos federais para estradas interestaduais Interligação das principais cidades Crescimento do segmento de transportes Crescimento do segmento de serviços Incentivo aos governos locais Crescimento da economia em geral

34 A Questão da Alavancagem da Economia Projeto de eletrificação nos EUA nas décadas duas a tres décadas de maturação crescimento da produtividade dos EUA final dos anos 1800: 1.3% começo dos anos 1900: 2.4%

35 A Questão da Alavancagem da Economia Perspectivas para o setor de telecomunicações taxa de retorno calculado de 30% nos EUA retorno direto retorno indireto via crescimento da economia quebra de burocracias agilização dos negócios redução dramática de número de empregados

36 A Questão do Gap Cultural diferença dramática de oportunidades entre os usuários e não usuários de informática e telecomunicações Agravamento acelerado do gap: por causa da tendência atual de considerar telecomunicações como negócio e não como fator de desenvolvimento por causa da acelerada agregação de novas tecnologias O futuro é repleto de oportunidades para que utiliza e acompanha a evolução das telecomunicações O futuro é incerto para quem não utiliza e será cada vez mais difícil passar a usar no futuro

37 A Questão da Saúde Pública Equipamentos sofisticados custam caro Orçamentos em geral são baixos Médicos especialistas estabelecem-se em grandes centros Pacientes são obrigados a viajar horas para ter atendimentp Serviços de atendimento sofisticados custam muito caro

38 A Questão da Saúde Pública Medicina preventiva e corretiva Consultas à distância Transferência de dados: radiografia, tomografia,.. Acesso a bases de dados e sistemas especialistas Treinamento de atualização técnica Monitoração da saúde pública Controle de endemias e epidemias Modernização de hospitais e postos de saúde

39 A Questão da Educação Crise no sistema de educação pública Enorme deficit educacional Sistema de educação utiliza métodos superados Agentes de educação mal remunerados e mal preparados Enorme extensão geográfica Diferenças regionais

40 A Questão da Educação Enorme possibilidade de revolução no ensino com uso de tecnologia de telecomunicações Ensino à distância Ensino individualizado Alcance a áreas remotas Massificação do ensino Aprendizado em vez de ensino: postura ativa do educando Acesso a bibliotecas, bases de dados, etc. Vivência de situações via realidade virtual Atualização técnica dos agentes de ensino

41 A Questão da Paz Universal Maior vigilância mundial sobre conflitos regionais e desrespeito aos direitos universais Conflitos religiosos e étnicos são resultado de preconceitos Conhecimento resulta em compreensão das posições de terceiros Melhores condições de negociação Aumento substancial no número de atores

42 GII - Global Information Infrastructure Proposta que melhor retrata a information superhighway Projeto de Lei do então Senador Al Gore Proposta de Governo de Bill Clinton / Al Gore NII: National Information Infrastructure GII: Global Information Infrastructure Investimentos de vulto Ênfase nas aplicações em educação e saúde pública Pressupõe participação do estado na construção da NII/GII Iniciativa privada não é de todo suficiente Divulgação e busca de adesão

43 GII - Diretrizes Rede voltada aos interesses do usuário Universalização dos serviços: livre acesso e preços acessíveis Promoção da participação do setor privado Garantia dos direitos de propriedade intelectual Promoção da inovacão tecnológica Garantia de sigilo e confiabilidade Gerenciamento do espetro eletromagnético Melhoria dos sistemas de informação pública e dos serviços gerais do governo

44 Infraestrutura de Rede para GII Mix entre Internet e Rede Públicas de Telecomunicações Características da Internet Votada para usuários e aplicações Liberdade, cooperação e competição Inovações e quebra de paradigmas Características das Redes Públicas de Telecomunicações Segurança e confiabilidade Capilaridade Recursos de transporte Técnologias Básicas ATM, fibra óptica, rádio celular, microeletrônica fotônica, software, satélites, etc..

45 ATM TCP/IP ou OSI TELNET WWW FTP GOPHER E.MAIL INTERNET VOZ VÍDEO

46 Redes Públicas de Telecomunicações Redes de Computadores Internet Information Superhighway

47 Rede das Redes SDH/SONET Web WWW Rede Virtual ATM NII/GII

48


Carregar ppt "O MUNDO DAS REDES PAULO P. RAJ 02/03/2005"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google