A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Racks Hardware de conexão e Equipamentos ativos. Rack Suporte onde são fixados os equipamentos concentradores e os acessórios de redes -largura: 19¨ (padrão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Racks Hardware de conexão e Equipamentos ativos. Rack Suporte onde são fixados os equipamentos concentradores e os acessórios de redes -largura: 19¨ (padrão."— Transcrição da apresentação:

1 Racks Hardware de conexão e Equipamentos ativos

2 Rack Suporte onde são fixados os equipamentos concentradores e os acessórios de redes -largura: 19¨ (padrão EIA 310-D) -unidade de altura (UA): 44,4 mm

3 Tipos de racks Fechados Abertos Brackets

4 Racks fechados São utilizados em locais de acesso controlado, com dimensões que variam de 12 a 44 UA; Estrutura em aço composta de quatro colunas, quadro superior e inferior; Tampo superior e fechamento lateral com ventilação; Pés niveladores, porta frontal em acrílico transparente, com chave; Segundo plano de fixação, régua de tomadas elétricas, unidade de ventilação e trilhos de sustentação.

5 Visão geral

6 Racks abertos Utilizados em salas de acesso restrito; Não necessita de unidade auxiliar de ventilação; Montagem simplificada; Recomenda-se não instalar racks com dimensões inferiores a 36 UA.

7 Brackets Instalados em paredes ou áreas de acesso controlado com uma pequena densidade de pontos; Chapa de aço em forma de U com altura de 3 a 6 UA; Profundidade útil de 350mm (mínimo);

8 Altura total A norma para o cálculo das dimensões da estrutura determina que a medida útil a ser utilizada seja obtida através da soma da medida total dos equipamentos (N), mais uma folga de 9U: Altura total = N + 9U Recomendação: utilizar, no máximo, 70% da área útil do rack.

9 Acessórios Bandejas: utilizadas como sustentação para equipamentos

10 Painel de fechamento Acessório utilizado para o fechamento de aberturas não preenchidas nos racks.

11 Guia de cabos Acessório que possui a função de organizar a sobra de cabos de manobra (patch e adapter cables)

12 Organizador horizontal para cabos Painel com anéis simetricamente distribuídos ao longo de seu comprimento para passagem dos cabos de forma a não ocasionar danos aos cabos de manobra

13 Guia de cabos vertical

14 Régua de tomadas Função: tomadas no padrão ( 2P + T ) para alimentação elétrica dos equipamentos.

15 Outros acessórios Unidades de ventilação

16 Outros acessórios Kits de montagem Porca gaiola Porca mola Kit com porcas e parafuso

17 Outros acessórios Passa cabos redondo Sistema de aterramento Base com rodízio Luminária

18 Modelos de racks

19 Hardware de conexão Patch panel Tem a função de uma interface flexível para possíveis alterações do layout lógico da rede.

20 Blocos de conexão 110 Distribuidores com função similar a um patch- panel intermediário, interligando cabos multipares de 25 pares que estejam ligados no patch panel principal da Sala de Equipamentos a cabos UTP de 4 pares da área de trabalho.

21 Patch panel X Bloco 110 Patch PanelBloco 110 Next elevadoNext menor Aplicações de redesAplicações de telefonia Administração de pontosAdministração de pares Fixação em racksFixação em pranchas de madeira (playwood)

22 Exemplo de representação do rack

23 Equipamentos ativos Repetidores: usados para estenderem o limite de distância de um segmento de rede; Hubs: usados para compartilharem o meio físico com vários outros dispositivos; Bridges / switches: utilizados para segmentarem ou garantirem um certo nível de tráfego; Roteadores: utilizados para conectarem dispositivos em ambientes remotos.

24 HUB O hub é um repetidor que cria um barramento interno compartilhado por todas as máquinas conectadas às suas portas.

25 Regras de repetição (5,4,3,2,1) 5 segmentos são permitidos; 4 repetidores podem existir entre os segmentos; 3 desses repetidores podem conter estações; 2 segmentos não contém estações; 1 único domínio de colisão com, no máximo, 1024 estações.

26 Cascateamento X Empilhamento Cascateamento: conecta-se a porta de um hub a uma porta de outro hub através de um cabo crossover. Empilhamento: a conexão é feita por uma porta especial chamada: backplane.

27 Bridges As bridges funcionam como elementos que separam o tráfego de uma rede para outra. Funções: - Frame forwarding; - Loop resolution; - Learning.

28 Tipos de bridges Internas: funções de bridging realizadas pelo sistema operacional; Externas: hardware e software dedicados a função de bridging; Locais: conectam Lan´s no mesmo prédio; Remotas: conectam Lan´s em locais separados por links analógicos ou digitais; Encapsuladas: encapsula pacotes destinados a uma rede que possui um protocolo diferente.

29 Switches Dispositivo capaz de receber um pacote em uma porta, armazená-lo temporariamente, e enviá-lo para a porta de destino, referenciada pelo endereço MAC contido no frame. Os switches garantem uma determinada banda para cada porta.

30 Características técnicas dos switches Parâmetros de classificação: –Velocidade do barramento interno (backplane); –Velocidade e tipo das portas; –Tamanho do buffer interno para pacotes; –Mecanismos de forwarding; –Uso de VLAN.

31 Velocidade do backplane V backplane = (Número de portas X Velocidade da porta) / 2 Classificação: -Blocking: quando um switch não consegue manter o total de tráfego em todas as portas (full-wire speed) -Non-blocking: quando o backplane tem plenas condições de manter o full-wire speed.

32 Velocidade e tipo de portas Interfaces tipo FDDI e Token Ring ou portas com velocidades diferentes para rede Ethernet: -10Mbps -100Mbps -1Gbps

33 Tamanho do buffer interno SAT – Source Address Table: Memória onde os endereços MAC são armazenados. FBM – Frame Buffer Memory: Memória onde são armazenados os frames.

34 Mecanismos de forward Store-and-forward: o frame é armazenado por inteiro antes de ser despachado; Cut-through: o frame é despachado assim que o endereço de destino é lido; Modified cut-through: recebe os primeiros 64 bytes de um pacote e, se eles estiverem íntegros, serão então processados.

35 Tipos de switches Core switches: possuem um nro grande de vlans e são usados no backbone da rede. Workgroup ou Edge: usados nas pontas das redes para conexão com os core switches. Desktop switches: usados em redes locais sem VLANs e sem características de QoS.

36 VLAN´s As VLAN´s (Virtual Lan´s) são redes criadas por um ou mais switches e utilizadas para dividir ou segmentar redes em vários domínios de broadcast.

37 Roteadores Dispositivos que vão além da conexão em rede local. Um roteador trabalha na camada 3 do modelo OSI encaminhando pacotes por entre redes intermediárias, usando algum algoritmo para a escolha do caminho a ser utilizado no transporte destes pacotes.


Carregar ppt "Racks Hardware de conexão e Equipamentos ativos. Rack Suporte onde são fixados os equipamentos concentradores e os acessórios de redes -largura: 19¨ (padrão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google