A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Correntes Pré-Sociológicas e a Sociologia na França : Os Contra-Revolucionários: Os Contra-Revolucionários:. De Maitre (1753-1821). De Maitre (1753-1821).

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Correntes Pré-Sociológicas e a Sociologia na França : Os Contra-Revolucionários: Os Contra-Revolucionários:. De Maitre (1753-1821). De Maitre (1753-1821)."— Transcrição da apresentação:

1 As Correntes Pré-Sociológicas e a Sociologia na França : Os Contra-Revolucionários: Os Contra-Revolucionários:. De Maitre (1753-1821). De Maitre (1753-1821). De Bonald (1754-1840). De Bonald (1754-1840) Socialismo Utópico: Socialismo Utópico:. Saint-Simon (1760-1825). Saint-Simon (1760-1825) Sociologia Positivista: Sociologia Positivista:. Comte (1798-1857) (como física social). Comte (1798-1857) (como física social). Durkheim (1858-1917). Durkheim (1858-1917)

2 Os contra-revolucionários formularam sistemas Teocráticos de governo. A ordem social viria com a retomada do poder do Rei (dado por Deus), e com a monarquia e o Clero auxiliando este governo. Sociedade O otimismo de Saint-Simon com os rumos da sociedade o conduziu a formular um positivismo como método de estudo da sociedade. Luta contra os parasitas do Estado (Clero e Monarquia), que não eram produtivos como os industriais e os trabalhadores. Saint-Simon torna-se defensor de um Socialismo Utópico como forma de conquistar justiça social. Comte funda o positivismo como corrente da sociologia como método para se instalar a ordem social.

3 Saint-Simon (1760-1825) Sociedade Positiva comuna harmonia social trabalho para o bem comum desenvolvimento da indústria (sistema industrial) desenvolvimento cientifico Socialismo Utópico bem comum justiça social coesão social cooperação pelo trabalho satisfação das necessidades materiais e espirituais desenvolvimento moral

4 A sociedade é regida por leis naturais, invariáveis, independentes da vontade e da ação humanas. A primeira lei é que a sociedade tende a uma harmonia natural. A sociedade pode ser estudada com as metodologias das ciências naturais. As ciências sociais têm que estudar os fenômenos sociais com objetividade. Livre de pré-noções, preconceitos, de julgamentos de valor ou ideologias, ou seja, de forma neutra. POSITIVISMO

5 O Positivismo de Auguste Comte (1798-1857) Leis gerais da sociedade na Idade Positiva OrdemProgresso método de estudo dos fenômenos sociais: observação Estática. estudos dos consensos sociais. Das regularidades. O que faz a sociedade ter uma unidade, para isso é preciso ver o todo social (as instituições, a família, etc.) estudo dos laços de solidariedade sociais. Dinâmica * estudo das etapas sucessivas de desenvolvimento das sociedades humanas (Idade Teológica, Idade Metafísica, Idade Positiva). * a Dinâmica está subordinada à Estática.

6 O Positivismo de Auguste Comte (1798-1857) O objeto da sociologia é a história da espécie humana, (como foi, como é, como será). Como a humanidade chegou até o positivismo e como será o devir. O objeto da sociologia é a história da espécie humana, (como foi, como é, como será). Como a humanidade chegou até o positivismo e como será o devir. O positivismo deve resolver a desordem da sociedade moderna, que por congregar duas ordens distintas: teológico-militar e científico- industrial se encontra sem ordem. Para isso toda a humanidade tem que compartilhar as mesmas crenças, ou seja, acreditar que o positivismo é a única forma de compreensão do mundo. O positivismo deve resolver a desordem da sociedade moderna, que por congregar duas ordens distintas: teológico-militar e científico- industrial se encontra sem ordem. Para isso toda a humanidade tem que compartilhar as mesmas crenças, ou seja, acreditar que o positivismo é a única forma de compreensão do mundo.

7 O Positivismo de Auguste Comte (1798-1857) Formação de um poder espiritual dado pelos cientistas. A unidade da sociedade é feita pela crença na ciência positiva, que traz um desenvolvimento científico e industrial. Formação de um poder espiritual dado pelos cientistas. A unidade da sociedade é feita pela crença na ciência positiva, que traz um desenvolvimento científico e industrial. O progresso do espírito humano é o desígnio da história. Essa história é uma só para toda a humanidade. O progresso do espírito humano é o desígnio da história. Essa história é uma só para toda a humanidade.


Carregar ppt "As Correntes Pré-Sociológicas e a Sociologia na França : Os Contra-Revolucionários: Os Contra-Revolucionários:. De Maitre (1753-1821). De Maitre (1753-1821)."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google