A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Esporte e Desenvolvimento Ministério do Esporte Balanço dos Programas e Ações Gestão 2003 - 2010 Palestra: Orlando Silva Ministro do Esporte.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Esporte e Desenvolvimento Ministério do Esporte Balanço dos Programas e Ações Gestão 2003 - 2010 Palestra: Orlando Silva Ministro do Esporte."— Transcrição da apresentação:

1 Esporte e Desenvolvimento Ministério do Esporte Balanço dos Programas e Ações Gestão Palestra: Orlando Silva Ministro do Esporte

2 Esporte e Desenvolvimento Plano Nacional de Desenvolvimento do Esporte possui 5 eixos: Inclusão Social pelo Esporte e Lazer Qualificação do Esporte de Rendimento Ampliação da Infra-Estrutura Promoção de Grandes Eventos Fortalecimento do Futebol Brasileiro

3 Esporte e Desenvolvimento Inclusão Social pelo Esporte Programa Segundo Tempo Dados Gerais do PST de 2003 a 2010: Nº de beneficiados: 3,8 milhões de pessoas Nº de núcleos implantado: Nº de recursos humanos contratados: professores e monitores Nº de Municípios atendidos: Valor de investimento: Aproximadamente R$ 700 milhões Dados Atuais do PST (em atividade): Nº de beneficiados:

4 Esporte e Desenvolvimento Segundo Tempo – nº de atendidos por ano

5 Esporte e Desenvolvimento

6 Recursos financeiros

7 Esporte e Desenvolvimento

8 no Mais Educação Em todos os Estados da Federação; Regiões Metropolitanas; Em Escolas de Baixo IDEB; Números atuais: Escolas Públicas; núcleos; Alunos.

9 Esporte e Desenvolvimento Inclusão Social pelo Esporte Esporte e Lazer da Cidade - PELC Dados Gerais do PELC de 2003 a 2010: Valor de investimento: Aproximadamente R$ 150,5 milhões; Nº de beneficiados: 10,6 milhões de pessoas; Postos de trabalhos gerados: ; Nº de convênios: 670; Nº de núcleos: 3.165; Nº de recursos humanos contratados: postos de trabalho; Nº de Municípios atendidos:

10 Esporte e Desenvolvimento Nº de beneficiados do PELC

11 Esporte e Desenvolvimento Beneficiados por região

12 Esporte e Desenvolvimento Rede CEDES Dados Gerais da Rede CEDES de 2004 a 2010: Investimento de R$ ,21; Reúne 99 Instituições de Ensino Superior; 21 Estados e o Distrito Federal; 145 pesquisas desenvolvidas na área das Ciências Sociais e Humanas; 103 grupos de estudos cadastrados no CNPq; 150 pesquisadores coordenadores; 372 pesquisadores; 319 estágios com bolsas para alunos de graduação e pós- graduação.

13 Esporte e Desenvolvimento ItemPesquisasIES Posto de Trabalho (Bolsistas) Grupo de Pesquisa PesquisadoresValor Total R$ , , , , , , ,74 total14559* ,21 Rede CEDES –

14 Esporte e Desenvolvimento Pesquisa ( ): 168 Convênios para desenvolvimento de pesquisas na área das Ciências Sociais, Investimento: R$ ,21 Publicação: 74 Livros Apoio a Eventos Científicos ( ): R$ ,57 com participantes. Distribuição de Livros ( ): exemplares para IES, programas sociais e órgãos públicos Apoio a Periódicos científicos ( ): 8, Investimento R$ ,00 CEDIME – Repositório da Rede CEDES na UFSC Prêmio Brasil de Esporte e Lazer de Inclusão Social: 1ª Edição (2008: 90 trabalhos inscritos, 145 autores e 27 premiados) e 2ª Edição (2010: 222 trabalhos inscritos, 270 autores e 50 premiados)

15 Esporte e Desenvolvimento Organização e realização dos JOGOS DOS POVOS INDÍGENAS; Relações intersetoriais: - Ministério da Justiça (PELC PRONASCI, PRODOC OEI/BRA) - Ministério da Saúde (Plano Nacional de Atividade Física, Dia Mundial de Atividade Física) - Ministério da Educação (Cadernos Mais Educação, pesquisas) - Secretaria Especial dos Direitos Humanos - Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República - Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena Outras Ações:

16 Esporte e Desenvolvimento Inclusão social pelo esporte No período de 2003 a 2010 foram produzidos 2,9 milhões de itens e materiais esportivos. Foram repassados R$ 44,9 milhões

17 Esporte e Desenvolvimento Inclusão social pelo esporte No período de 2004 a 2010 foram produzidos cerca de 5 milhões de itens de materiais esportivos pelas entidades conveniadas.

18 Esporte e Desenvolvimento Qualificação do esporte de rendimento Programa Bolsa Atleta Proporciona renda fixa para os atletas que não têm patrocínio, mas apresentam bom desempenho em provas nacionais e internacionais.

19 Esporte e Desenvolvimento Programa Bolsa Atleta – Investimentos

20 Esporte e Desenvolvimento Programa Bolsa Atleta – Contemplados

21 Esporte e Desenvolvimento Torcida Legal Aprovação da Lei /2010 Pune e criminaliza com pena de banimento ou reclusão: Atitudes violentas de torcedores Fraudes em resultados Venda irregular de ingressos Institui: Juizado do Torcedor Torna obrigatório: Monitoramento do público nos estádios com mais de dez mil lugares Fortalecimento do Futebol Brasileiro

22 Esporte e Desenvolvimento Torcida Legal: Decreto Presidencial que regulamenta o artigo 23 do Estatuto de Defesa do Torcedor Determina a exigência de quatro laudos para o funcionamento das arenas: Segurança; Proteção contra incêndio; Condições sanitárias; Engenharia. Fortalecimento do Futebol Brasileiro

23 Esporte e Desenvolvimento Torcida Legal Assinatura de um Termo de Cooperação entre os ministérios do Esporte e da Justiça, Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG): Sistema de controle de acesso nos estádios; Especialização do treinamento das forças policiais; Cumprimento das medidas de segurança exigidas pela FIFA - Copa das Confederações 2013 e da Copa Fortalecimento do Futebol Brasileiro

24 Esporte e Desenvolvimento Infraestrutura Esportiva Programa que visa diminuir a carência de equipamentos esportivos no país: Implantação e modernização de Centros de Excelência Esportiva - Manaus, Campinas, Goiânia, Recife e Maringá Construção de quadras esportivas nas escolas públicas Construção de praças de esporte para juventude – Praça da Juventude

25 Esporte e Desenvolvimento Entre 2003 e junho de 2010, o Ministério do Esporte investiu R$ 2,9 bilhões em mais de 12,5 mil contratos para a reforma ou construção de novos equipamentos esportivos. Atualmente 2/3 do orçamento do Ministério são aplicados na construção de equipamentos públicos esportivos. Em 2010, o orçamento do ME totalizou 1,5 bilhão, dos quais 1 bilhão está voltado para a implantação e modernização de infraestrutura esportiva. Dos mais de 400 contratos de obras com valores acima de R$ 1 milhão, 50% estão em execução, um total de mais R$ 700 milhões. Em Porangaba (SP), está a obra de maior investimento do Ministério do Esporte, o Estádio Estádio Flamarion Vasconcelos, mas conhecido como Canarinho - recebeu investimentos da ordem de R$ ,00 empenhada em Infraestrutura Esportiva

26 Esporte e Desenvolvimento

27 Praça da Juventude: novo projeto destinado a comunidades situadas em espaços urbanos com reduzido ou nenhum acesso a equipamentos públicos de esporte e lazer que alia saúde, bem-estar e qualidade de vida a atividades socioeducativas diversificadas. Entre 2008 e 2010 o Ministério do Esporte conveniou a construção de 192 Praças da Juventude. O investimento total no projeto é mais de R$ R$ 217 milhões. As Praças da Juventude estão distribuídas nas cinco regiões do país, com maior concentração nas regiões Nordeste (49%) e Sudeste (25%). 25 Praças da Juventude são executadas com recursos do PRONASCI conveniadas com o Ministério do Esporte. Dessas 32% estão em licitação e 8% em construção. Até julho de 2010, foram empenhadas 45 Praças da Juventude (23,8%). Praça da Juventude

28 Esporte e Desenvolvimento

29 Promoção de Grandes Eventos Dar centralidade ao esporte na agenda nacional, estimular a cadeia produtiva do esporte, contribuir para o desenvolvimento econômico e a inserção internacional do país.

30 Esporte e Desenvolvimento Promoção de Grandes Eventos – Agenda Jogos Militares Mundiais 2011; Copa das Confederações 2013; Copa do Mundo de Futebol 2014; Olimpíadas e Para-olimpíadas 2016.

31 Esporte e Desenvolvimento JOGOS MUNDIAIS MILITARES 2011 Os V Jogos Mundiais Militares acontecerão em julho de 2011 no Rio de Janeiro, com 6 mil participantes de mais de 100 países, em torno do ideal olímpico, buscando a paz por intermédio da sadia disputa esportiva em 20 modalidades nas versões masculina e feminina. Em junho de 2008, decreto interministerial instituiu um comitê para promover as ações necessárias à realização do evento. A presidência do comitê é do Ministério da Defesa.

32 Esporte e Desenvolvimento COPA DO MUNDO 2014: MAIS DE 700 MIL EMPREGOS SERÃO GERADOS Visibilidade: em 2006, na Alemanha, a Copa Fifa atingiu audiência acumulada de 30 bilhões de espectadores. Elevação da autoestima: a escolha das cidades-sede mobilizou as populações locais e uniu governadores e prefeitos. Serão investidos R$ 25,5 bilhões em projetos de mobilidade urbana, aeroportos, portos, hotelaria e estádios. Estudos apontam que 732 mil empregos serão gerados até a Copa de 2014.

33 Esporte e Desenvolvimento OLIMPÍADAS RIO 2016: 42 MIL PROFISSIONAIS DA MÍDIA FARÃO A COBERTURA Visibilidade: a plataforma de mídia espontânea é significativa. Pesquisas apontam que, em Olimpíadas, os países recebem a cobertura de 42 mil profissionais de diferentes mídias. Foram firmados R$ 28,8 bilhões no Dossiê da Candidatura das Olimpíadas. É previsto aumento gradativo do poder de compra da população. Haverá crescimento do número de postos de trabalho até 2016, sobretudo, na construção civil. Os aportes de US$ 14,4 milhões resultariam em mais de 120 mil pessoas contratadas direta ou indiretamente ao ano entre 2009 e Entre 2017 e 2027 as contratações chegarão a pessoas ao ano. Estudos apontam que os setores mais beneficiados pelas olimpíadas serão: construção, serviços imobiliários, serviços presta¬dos a empresas, petróleo e gás, serviços de informação, transporte e armazenagem e correio.

34 Esporte e Desenvolvimento Lei de Incentivo ao Esporte – Resultados (setembro de 2007 a dezembro de 2009)

35 Esporte e Desenvolvimento EVOLUÇÃO DO VALOR CAPTADO

36 Esporte e Desenvolvimento PERCENTUAL CAPTADO SEGUNDO A MANIFESTAÇÃO

37 Esporte e Desenvolvimento EVOLUÇÃO DA QUANTIDADE DE PATROCINADORES

38 Esporte e Desenvolvimento O Esporte é uma questão de Estado. É algo que chegou para ficar. Por isso, este é um momento de orgulho para todos nós Ministro Orlando Silva Júnior

39 Esporte e Desenvolvimento Obrigado


Carregar ppt "Esporte e Desenvolvimento Ministério do Esporte Balanço dos Programas e Ações Gestão 2003 - 2010 Palestra: Orlando Silva Ministro do Esporte."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google