A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Qualidade da água uma questão de sobrevivência by

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Qualidade da água uma questão de sobrevivência by"— Transcrição da apresentação:

1

2 Qualidade da água uma questão de sobrevivência by

3 A água, caindo dos céus em gotículas brilhantes, penetrava fundo no solo virgem, e se transformando em veios circulantes conseguia impregnar toda a terra com o divino fluido da vida. Todo o ambiente se regozijava com o banho vital e como resposta expandia em formas, cores e alimentos todo um potencial energético que a cada segundo se transformava no maior bem da humanidade - a Natureza. Tudo transcorria tranqüilamente nos processos de evolução até que o homem, tentando se sobrepujar, passou a influir negativamente sobre o meio ambiente, determinando modificações em toda a sua estrutura, prejudicando a qualidade do líquido mais precioso para a sua própria vida - a Água.

4 A maioria dos pesquisadores concorda que alimentação adequada é um dos mais importantes fatores para conservação da saúde, prevenção das doenças e proteção do organismo contra o envelhecimento. Se dispuséssemos hoje de um meio ambiente mais saudável, uma alimentação livre de agentes poluentes (aditivos, agrotóxicos, bactérias nocivas etc.), uma água de boa qualidade, sem toxinas e produtos químicos nocivos, e se os níveis de estresse não fossem tão elevados, praticamente não necessitaríamos de tantas drogas e produtos químicos para proteger a nossa saúde.

5 Para darmos simplesmente uma idéia da negligência que nos impomos com relação à qualidade do que ingerimos diariamente, basta mencionar um estudo publicado pelo pesquisador Schroeder, que levantou o consumo de água em 42 estados americanos, analisando os minerais presentes na água de torneira ingerida pela população com idade entre 45 e 64 anos.

6 Mesmo reconhecendo que nos Estados Unidos os sistemas de captação e tratamento de água são considerados de boa qualidade, o pesquisador concluiu que a taxa de mortalidade por hipertensão arterial era bem maior nos estados nos quais era baixa a quantidade de elementos como o cromo, zinco, manganês, cálcio, magnésio, flúor, boro, molibdênio e vanádio.

7 Por outro lado, o índice de mortalidade foi muito maior nos estados em que a água apresentava metais tóxicos como o mercúrio, alumínio, chumbo, cádmio, níquel, estanho, prata, antimônio, bismuto, bem como toxinas de bactérias e resíduos de pesticidas (agrotóxicos). Trabalhos recentes de pesquisa em poços artesianos têm demonstrado a presença de resíduos tóxicos de DDT e BHC na água, sendo que estes dois pesticidas já têm uso proibido em todo o território nacional por mais de 30 anos.

8 Sabendo-se que a água que ingerimos vai formar a maior parte do nosso corpo (cerca de 70%), considera-se que devemos ter o maior cuidado na escolha da qualidade da água que ingerimos. Com este tipo de cuidado estaremos prevenindo a ingestão de substâncias altamente tóxicas ao organismo e causadoras de doenças com múltiplos sintomas e de difícil diagnóstico e tratamento.

9 Pouco ou quase nada adiantam os filtros de água utilizados nas residências, visto que basicamente como indica a própria palavra, filtrama água, não retirando as substâncias tóxicas que ela contém.

10 Somente para avaliarmos os riscos de contaminação com água de torneira, sabe-se que níveis elevados de alumínio vem sendo cada vez mais associados com a demência senil (mal de Alzheimer), além da sua reconhecida influência na remoção do cálcio e magnésio dos ossos e também como agente causal de angústia, ansiedade, anorexia (perda de apetite), irritação no estômago, intestinos e uma série de outros males.

11 A título de ilustração, cabe-nos mencionar o fato conhecido de que as principais fontes de contaminação do organismo pelo alumínio são, principalmente, a água potável da torneira, além do uso de utensílios (panelas, papel etc.) de alumínio para cozimento dos alimentos.

12 Poderíamos fazer uma lista negra dos sintomas das doenças determinadas pelos resíduos de substâncias tóxicas que habitualmente fazem parte da composição das águas de abastecimento, as quais normalmente carreiam poluentes tóxicos provenientes de indústrias, dejetos de esgotos, além de agrotóxicos utilizados para combate às doenças das lavouras, situadas nas margens dos rios.

13 Em verdade, todos os problemas acima considerados vêm preocupando não só aos consumidores de águas de abastecimento coletivo, como em especial ao governo do estado e aos senhores prefeitos dos municípios das bacias hidrográficas, sendo que, entretanto, as medidas contra esse problema ainda são muito tímidas e carecem de uma ação global de despoluição e desintoxicação dos nossos rios e mananciais de maneira mais enérgica e objetiva, pois toda a população merece uma água potável de qualidade.

14 . Como recomendação final, os pesquisadores concluíram que atualmente torna-se necessário tomar água mineral e inclusive utilizá-la para cozinhar os alimentos, evitando-se sempre os recipientes de alumínio.

15 Com a prática destas simples e importantes medidas e enquanto a qualidade da água das torneiras não for satisfatória, estaremos certamente reduzindo a ingestão de substâncias tóxicas que diariamente vão minando a energia de nosso organismo e acelerando o processo de envelhecimento, já tão favorecido pelas turbulências e agitação da vida moderna..

16 Texto: Sady Ricardo dos Santos Formatação: Vera Lúcia de Siqueira


Carregar ppt "Qualidade da água uma questão de sobrevivência by"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google