A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OS BENEFÍCIOS PARA A HOTELARIA COM A REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OS BENEFÍCIOS PARA A HOTELARIA COM A REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS."— Transcrição da apresentação:

1

2 OS BENEFÍCIOS PARA A HOTELARIA COM A REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS

3 O PROJETO Jogos Olímpicos 5 a 21 de agosto Jogos Paraolímpicos 7 a 18 de setembro

4 Jogos Olímpicos: o Maior Evento Esportivo do Planeta atletas árbitros pessoas hospedadas na Vila Olímpica jornalistas credenciados voluntários 26 Federações Internacionais (39 modalidades) 302 eventos 16 dias de Jogos 200 mil credenciais de trabalho 205 países participantes BRASIL 2016

5 Os Jogos Olímpicos são, historicamente, agentes indutores da melhoria da infra-estrutura das Cidades e Países Impulsionam a modernização de infra-estrutura; Revitalizam a infra-estrutura urbana; Ampliam a oferta de transporte público de qualidade; Aceleram programas de meio-ambiente; Impulsionam a agenda social e educacional; Poderosa plataforma para divulgação internacional do País. INDUTOR DE TRANSFORMAÇÕES

6 O PLANO DIRETOR RIO 2016 O Plano Diretor Rio 2016 foi elaborado em uma ação conjunta do Movimento Olímpico com os três níveis de Governo, buscando integrar no projeto o planejamento de longo prazo para o Rio de Janeiro e o Brasil; No projeto RIO 2016, as instalações construídas para os Jogos Pan- Americanos Rio 2007 serão totalmente aproveitadas, o que confere grande vantagem a nossa candidatura;

7 1.Projeto Compacto e operacionalmente eficiente para todos os participantes: 50% dos esportes entre 5 e 10 minutos da Vila Olímpica; 80% a menos de 30 minutos da Vila; Todos os esportes na cidade do Rio de Janeiro; Condições ideais para os atletas, Família Olímpica, mídia e espectadores. CONCEITOS

8 2.Utilização máxima das instalações existentes 56% já existem 20% serão construídas independentemente 24% de instalações temporárias ou construídas especificamente para os Jogos 3.Aproveitamento máximo dos cenários naturais para promoção internacional do Rio 4.Consistência com o planejamento de longo prazo da cidade, do estado e do país 5.Avaliação do projeto Rio 2012 e experiência do Rio Viabilidade e sustentabilidade CONCEITOS

9 RIO: UMA GRANDE ARENA OLÍMPICA 7 núcleos de competição em 4 regiões olímpicas

10

11 RIO: UMA GRANDE ARENA OLÍMPICA

12 REGIÃO BARRA

13 Três instalações existentes – Parque Aquático Maria Lenk (3 modalidades) – Arena Olímpica do Rio (2 modalidades) – Velódromo (1 modalidade) Centro Olímpico de Treinamento (7 modalidades) Centro Nacional de Tênis (1 modalidade) REGIÃO BARRA

14 Rio Centro Vila Olímpica – pessoas Centro Internacional de Rádio e Televisão – m 2 Hotéis da Família Olímpica 2 Vilas de Mídia – quartos REGIÃO BARRA

15

16 REGIÃO COPACABANA

17 Praia de Copacabana (3 modalidades) Estádio de Remo da Lagoa (2 modalidades) Parque do Flamengo (2 modalidades) Marina da Glória (1 modalidade) REGIÃO COPACABANA

18

19 CLUSTER MARACANÃ - RIO 2016 REGIÃO MARACANÃ

20 Complexo Maracanã (abertura, encerramento e 2 modalidades) Sambódromo (2 modalidades) Estádio Olímpico João Havelange (2 modalidades) REGIÃO MARACANÃ

21 Entorno do Complexo do Maracanã revitalizado e integrado com a Quinta da Boa Vista Zona Portuária revitalizada com utilização do Porto do Rio para hospedagem adicional REGIÃO MARACANÃ

22

23 REGIÃO DEODORO

24 Centro Nacional de Tiro (2 modalidades) Centro Nacional de Hipismo (3 modalidades) Centro Nacional de Pentatlo Moderno (1 modalidade) Parque Radical do Rio (3 modalidades) REGIÃO DEODORO

25

26 SEDES REGIONAIS DO FUTEBOL

27 Estádios construídos e renovados Investimentos em aeroportos, infra-estrutura de transportes e acomodações Investimentos em telecomunicações Investimentos em segurança Agentes públicos e privados com experiência em mega eventos O Rio 2016 será beneficiado com os investimentos realizados para a Copa do Mundo da Fifa Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional SINERGIA E LEGADO DA COPA 2014 PARA OS JOGOS RIO 2016

28 Sinergia com o projeto da Copa do Mundo de 2014 SEDES REGIONAIS DO FUTEBOL* Belo Horizonte Brasília Salvador São Paulo Critério de escolha: Cidades-sede da Copa 2014 População Vôos diretos de/para Rio de Janeiro Infra-estrutura das cidades *sujeitas à confirmação final pela FIFA como sedes da Copa do Mundo de 2014

29 HOSPEDAGEM E ACOMODAÇÕES

30 EXIGÊNCIAS DO COI Carta de garantia do Órgão Nacional de Turismo descrevendo classificação dos meios de hospedagem; Definição de um ponto de referência para os Jogos; Tabelas com números de meios de hospedagem existentes e planejados em um raio de 0-10km e de km do ponto de referência; Média de tarifas para o mês dos Jogos; Plano para atender requerimento de quartos para clientes obrigatórios; Plano para hospedagem de Mídia.

31 Acomodações (e infra-estrutura geral) possuem o maior peso na avaliação do COI Competidores (Chicago, Madrid, Tóquio) oferecem fortes programas de acomodação DESAFIO

32 PROPOSTA RIO O Plano de Acomodações do Rio de Janeiro propõe quartos para atender as exigências do COI, em um raio de até 50km a partir do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca.

33 HOTÉIS - ESTRATÉGIA quartos em hotéis já existentes; Mais de quartos em hotéis em construção; Tarifas garantidas em contrato para 2008 e projetadas para 2016;* Contratos assinados com todos os hotéis de 2 a 5 estrelas dentro desse raio de ação; Cláusula no contrato que requer até 90% dos quartos disponíveis de cada hotel; Implantação de matriz de classificação hoteleira, em processo de finalização pelo Ministério do Turismo. *Tarifas negociadas e reduzidas para competir com concorrentes

34 VILAS - ESTRATÉGIA 02 (duas) Vilas de Mídia na área da Barra da Tijuca; – quartos no total; Vila de árbitros na área da Barra, Deodoro e Maracanã; quartos. Negociação dos terrenos com o Governo do Estado do Rio de Janeiro e Ministério da Defesa Negociação do financiamento com o Ministério das Cidades através do Ministério do Esporte.

35 NAVIOS - ESTRATÉGIA Revitalização do porto e áreas próximas; Utilização de até 7 navios de cruzeiro; –9.830 cabines. Navios contratados de 1 a 31 de agosto Previsão de utilização por patrocinadores e espectadores

36 OS BENEFÍCIOS PARA A HOTELARIA COM A REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS

37 BENEFÍCIOS PRÉ-JOGOS Viajantes de negócios planejando os Jogos; Membros da mídia cobrindo os Jogos; Encontros e conferências dos grupos de clientes (COI, CONs, FIs, Patrocinadores e Mídia); Eventos-teste, treinamentos de equipe; Encontros, incentivos, conferências e exibições atreladas à cidade; Possibilidade de ampliação do tempo de hospedagem por conta da proximidade com o período de férias.

38 BENEFÍCIOS DURANTE OS JOGOS Contrato Olímpico Sólido: muitos quartos reservados, boas tarifas, pagamento antecipado, longa estada; Oportunidade de mais dias, semanas ou até meses; Lucros de comida e bebida nos eventos nos restaurantes e/ou grupos; Jogos Paraolimpícos após os Jogos Olímpicos.

39 BENEFÍCIOS PÓS-JOGOS De acordo com a percepção formada sobre o Rio durante os Jogos; Reuniões relacionadas aos Jogos Olimpícos, conferências e eventos esportivos; RICE Internacional (Reuniões, Incentivos, Convenções e Exibições); Turistas comuns visitando locais olímpicos; Turistas em geral, atraídos para a cidade sede pela exposição da cidade na mídia mundial.

40 BENEFÍCIOS DE MÍDIA Da organização ao pós-Jogos anos de cobertura da mídia internacional, especialmente nos 7 anos anteriores aos Jogos (após o anúncio); Durante os Jogos, transmissão global, com audiência de 3,9 bilhões de telespectadores (220 países) em Atenas 2004 e cerca de 4,7 bilhões de telespectadores, 70% da população total do planeta, em Beijing Cerimônia de Abertura recorde de audiência nos maiores mercados do mundo (80% de share na China, 50% de share nos EUA e nos maiores mercados europeus). Oportunidade de ouro de criar um perfil internacional, melhorar a imagem e aumentar a percepção enquanto está sob o foco mundial.

41 BENEFÍCIOS DO LEGADO DE HOSPITALIDADE Melhoria na infra-estrutura do turismo: sistema de transporte, aeroportos, portos, hotéis; Preparação para os Jogos e seminários para grupos de clientes oferecidos pelo Comitê Organizador; Serviço ao cliente e estrutura empreendidas por donos e gerentes de hotéis e agências de turismo. Preparar a comunidade hoteleira para os Jogos, também a prepara para o crescimento do turismo.

42 Jogos Olímpicos passados

43

44 Turisme de Barcelona Beneficiou-se com a exposição das Olimpíadas Foco na promoção do turismo –Diversos segmentos de mercado –Grupos de interesses específicos BARCELONA

45 RankCity Variation 1London91,300,000120,400,000+32% 2Paris31,166,00031,633,000+2% 3Dublin15,359,00016,898,000+10% 4Rome12,915,00014,781,000+14% 5Madrid9,482,00012,655,000+34% 6Berlin7,244,00011,413,000+58% 7Prague4,524,0007,922,000+75% 8Barcelona3,796,0007,778, % 9Amsterdam5,721,0007,766,000+36% 10Munich6,924,0007,756,000+12% Ranking de pernoites nas cidades européias BARCELONA RESULTADOS

46

47

48

49 Jogos Passados

50 SYDNEY Austrália é a primeiro país- sede a tirar verdadeira vantagem dos Jogos para o turismo, em benefício de todo o país. Isso é algo nunca visto antes neste nível e é um modelo que gostaríamos de ver nos Jogos de Atenas e seguintes. Michael Payne, COI, 2001

51 Anúncio dos Jogos, SCVB taxa de sucesso aumentou em 34% chegadas de viagens internacionais do segmento RICE cresceu 78% 1997 & 2000: Sydney nomeada cidade Nr. 1 do mundo em convenções – ICCA SYDNEY – RESULTADOS

52 Os esforços de marketing da Marca Austrália avançaram 10 anos O programa de relações de Mídia gerou A$6.1 bilhão em publicidade para Austrália O programa Olímpico de patrocinadores (TOP) A$300 milhão em propaganda para Austrália SYDNEY – RESULTADOS

53 O seu apoio a candidatura é fundamental para que o Rio seja a próxima Cidade Sede dos Jogos Olímpicos


Carregar ppt "OS BENEFÍCIOS PARA A HOTELARIA COM A REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google