A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues."— Transcrição da apresentação:

1 Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues

2 Matriz FOFA OBJETIVO Promover a organização das Cadeias Produtivas FORTALEZAS (INTERNOS) 1.Diversidade produtiva (turismo, mineração, suinocultura, bovinocultura, piscicultura, etc), 2. Localização geográfica (proximidade do mercado consumidor) 3. Mão-de-obra disponível, 4. Número significativo de assentamentos, FRAQUEZAS (INTERNOS) 1. Mão-de-obra desqualificada, 2. Unidades Industriais voltadas ao mercado externo, 3. Desorganização e baixa produtividade da Agricultura Familiar, 4. Baixo associativismo e cooperação interinstitucional, 5. Baixo adensamento das Cadeias Produtivas OPORTUNIDADES (EXTERNOS) A) Expansão do mercado consumidor, B) Duplicação da rodovia BR-163/364, C) Atuação dos Consórcios Intermunicipais e MT Regional, D) Programas de incentivo e de crédito dos governos federal e estadual POTENCIALIDADES 1 x A,C - Grande oportunidade produtiva em função da expansão do mercado consumidor e da infraestrutura rodoviária, 1 x D – Aproveitamento dos programas de incentivo e de financiamento para garantir a diversidade produtiva, 2 x B – A localização geográfica e duplicação da rodovia possibilitam a melhoria do escoamento da produção, 4 x C – Potencialização da atuação dos Consórcios e MT Regional na melhoria da produção dos assentamentos, 3 x A – Potencializar o Associativismo dos Agricultores Familiares visando torná-los fornecedores para o mercado externo DESAFIOS 1, 3 x A – Qualificar a mão-de-obra para atendimento da demanda do mercado consumidor, 3, 4 x D – Estimular a produção cooperativa da agricultura familiar, 5 x D – Aproveitamento dos incentivos fiscais para o adensamento das Cadeias Produtivas, 2 x A – Apoio à formação de associação de pequenos empresários incentivando a sua incorporação aos processos de desenvolvimento econômico AMEAÇAS (EXTERNOS) A)Deficiência de ATER, B) Déficit de regularização fundiária, C) Forte dependência do mercado internacional, D) Política ambiental RISCOS 1 x C – Fortes oscilações nos preços de insumos e comercialização da produção, 2 x D – Restrição de atividades produtivas na área de abrangência da BAP, 3 x A x B – Intensificação do êxodo rural e da urbanização desordenada, LIMITAÇÕES 3, 4 x A x B – A não priorização da ATER no orçamento do poder público, 2, 5 x C – Dinamismo econômico dependente do mercado internacional, 3 x D x B – A existência de um passivo ambiental e fundiário que dificulta a organização e produtividade das pequenas propriedades

3 Objetivo: Promover a organização das Cadeias Produtivas. Fortalezas: 1. 1.Diversidade produtiva (turismo, mineração, suinocultura, bovinocultura, piscicultura, etc), 2. Localização geográfica (proximidade do mercado consumidor) 3. Mão-de-obra disponível, 4. Número significativo de assentamentos, Oportunidades: OPORTUNIDADES (EXTERNOS) A) Expansão do mercado consumidor, B) Duplicação da rodovia BR-163/364, C) Atuação dos Consórcios Intermunicipais e MT Regional, D) Programas de incentivo e de crédito dos governos federal e estadual Potencialidades: 1 x A,C - Grande oportunidade produtiva em função da expansão do mercado consumidor e da infraestrutura rodoviária, 1 x D – Aproveitamento dos programas de incentivo e de financiamento para garantir a diversidade produtiva, 2 x B – A localização geográfica e duplicação da rodovia possibilitam a melhoria do escoamento da produção, 4 x C – Potencialização da atuação dos Consórcios e MT Regional na melhoria da produção dos assentamentos, 3 x A – Potencializar o Associativismo dos Agricultores Familiares visando torná-los fornecedores para o mercado externo X

4 Objetivo: Promover a organização das Cadeias Produtivas. Fraquezas: 1. Mão-de-obra desqualificada, 2. Unidades Industriais voltadas ao mercado externo, 3. Desorganização e baixa produtividade da Agricultura Familiar, 4. Baixo associativismo e cooperação interinstitucional, 5. Baixo adensamento das Cadeias Produtivas Oportunidades: A) Expansão do mercado consumidor, B) Duplicação da rodovia BR-163/364, C) Atuação dos Consórcios Intermunicipais e MT Regional, D) Programas de incentivo e de crédito dos governos federal e estadual Desafios: 1, 3 x A – Qualificar a mão-de-obra para atendimento da demanda do mercado consumidor, 3, 4 x D – Estimular a produção cooperativa da agricultura familiar, 5 x D – Aproveitamento dos incentivos fiscais para o adensamento das Cadeias Produtivas, 2 x A – Apoio à formação de associação de pequenos empresários incentivando a sua incorporação aos processos de desenvolvimento econômico X

5 Objetivo: Promover a organização das Cadeias Produtivas. Fortalezas: 1.Diversidade produtiva (turismo, mineração, suinocultura, bovinocultura, piscicultura, etc), 2. Localização geográfica (proximidade do mercado consumidor) 3. Mão-de-obra disponível, 4. Número significativo de assentamentos, Ameaças: A)Deficiência de ATER, B) Déficit de regularização fundiária, C) Forte dependência do mercado internacional, D) Política ambiental Riscos: 1 x C – Fortes oscilações nos preços de insumos e comercialização da produção, 2 x D – Restrição de atividades produtivas na área de abrangência da BAP, 3 x A x B – Intensificação do êxodo rural e da urbanização desordenada, X

6 Objetivo: Promover a organização das Cadeias Produtivas. Fraquezas: Ameaças: 1.Ampliação de barreiras comerciais não tarifárias, com alta exigência de qualidade e de controle 2.Falta de apoio e continuidades de projetos estratégicos Regionais : ZPE, Hidrovia Paraná- Paraguai, Mercado Centro Oeste Americano 3.Risco de queda das demandas de matérias primas, insumos e alimentos em razão de eventuais quedas no crescimento econômico 4.Controle monopolístico das tecnologias pelas multinacionais 5.Intensificação da concorrência mundial com base em novas tecnológicas 6.Recorrência e ampliação de epidemias e endemias em vegetais e animais 7.Instabilidade dos preços internacionais de produtos naturais e alimentícios 8.Ampliação da biopirataria com a retirada de amostras da biodiversidade 9.Intensificação da concorrência de países do MERCOSUL no agronegócio 10.Expansão do narcotráfico nas regiões de fronteira do Brasil 11.Instabilidade política em países vizinhos, especialmente Bolívia 12.Falta de uma politica binacional de desenvolvimento integrado Brasil - Bolívia Limitações: X

7 Participantes Grupo 1 Allain José Garcia de Brito Álvaro Lucas do Amaral Carlos Luiz Fernandes Medeiros Ellen Silva da Costa Gilson Cesar do Nascimento Nilson Antônio Batista Reinhard Ramminger Saula Rodrigues da Cruz

8 Muito Obrigado!


Carregar ppt "Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues Desenvolvimento Econômico e Fomento Produtivo Monitor: Pabio Rodrigues."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google