A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ecological Economics Lecture 6 Tiago Domingos Assistant Professor Environment and Energy Section Department of Mechanical Engineering Doctoral Program.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ecological Economics Lecture 6 Tiago Domingos Assistant Professor Environment and Energy Section Department of Mechanical Engineering Doctoral Program."— Transcrição da apresentação:

1 Ecological Economics Lecture 6 Tiago Domingos Assistant Professor Environment and Energy Section Department of Mechanical Engineering Doctoral Program and Advanced Degree in Sustainable Energy Systems Doctoral Program in Mechanical Engineering Doctoral Program in Environmental Engineering

2 Discount Rate – Problem 14

3 Discount Rate – Problem 15 Assumptions on values are correct? –Discount rate? Loan rate? –Receipts? –Costs? –Unaccounted for opportunity costs?

4 Taxa de Desconto Justificação e Componentes O mesmo fluxo monetário em diferentes instantes não tem o mesmo valor (preferência temporal) –Incerteza Estar vivo no futuro (indivíduo vs. sociedade) Preferências no futuro Valor do benefício ou do custo –Impaciência –Produtividade do capital (custo de oportunidade do capital) Em certas condições, a taxa de desconto do consumo é igual à taxa de juro real (eliminando a inflação) de mercado taxa de desconto do consumo taxa de crescimento do consumo per capita elasticidade da utilidade marginal do consumo taxa de descon- to da utilidade Turner et al. (1994), pp taxa pura de pre- ferência temporal variação na probabili- dade de sobrevivência

5 Taxa de Desconto Métodos de Cálculo Taxa pura de preferência temporal – A universal point of view must be impartial about time, and impar-tiality about time means that no time can count differently from any other. In overall good, judged from a universal point of view, good at one time cannot differ from good at another. Hence...the [pure time] discount rate...must be nought Broom (1992, p. 92) cit. in Pearce e Ulph (1998, p. 273) Considera uma abordagem estritamente utilitária. Problemas da abordagem utilitária – atribuição dos recursos aos elementos mais produtivos. Variação na probabilidade de sobrevivência –Aumento do risco de mortalidade com a idade ou –Taxa de mortalidade média da população Elasticidade da utilidade marginal do consumo –Comportamento individual de poupança –Juízo da sociedade relativamente a transferências de rendimento entre pessoas Taxa de crescimento do consumo per capita –Médias de longo prazo de crescimento do consumo per capita real

6 Preferências Intertemporais Taxa de Desconto da Utilidade Valor actualizado da Utilidade Taxa de desconto da utilidade (ρ): alteração relativa da utilidade actualizada à medida que é deslocada para o futuro Bem-estar –Versão em tempo discreto –Versão em tempo contínuo

7 Taxas de desconto Taxa de desconto da utilidade Valor actualizado da Utilidade Taxa de desconto do consumo Valor actualizado da Utilidade marginal

8 Taxa de Desconto Elasticidade da Utilidade Marginal do Consumo U(C) C C U(C)>0 Utilidade do consumo U(C)>0 Utilidade margi- nal do consumo U(C)<0 Variação da utilidade marginal do consumo Elasticidade da utilidade marginal do consumo

9 The Relation between Utility and Consumption Discount Rates

10 Taxa de Desconto I nterpretação Ética da Elasticidade da Utilidade Marginal Consideremos dois agregados familiares, com consumos iguais a C 1 e C 2, e C 1 = 2C 2. O quociente das utilidades marginais de consumo é: Para diferentes valores de μ, a relação entre as utilidades marginais de cada agregado familiar é: μ 0,50,71,01,52,05,010,0 2 - μ 0,70,60,50,350,250,03negl.

11 Taxa de Desconto Estimativa para o Reino Unido Pearce, D., D. Ulph (1998). A social discount rate for the United Kingdom. In D. Pearce, Economics and Environment, Edward Elgar, Cheltenham, UK, pp Estimativa Taxa pura de preferência temporal Variação na probab. de sobrevivência Elasticidade da utilidade marginal Taxa de cresci- mento do con- sumo per capita Taxa de desconto social Minorante0,0 0,71,30,9 Melhor estimativa 0,3-1,10,81,32,4 Majorante0,5-1,21,52,25,0

12 Taxa de Desconto Críticas Limites ao crescimento –Poderá não fazer sentido assumir que o crescimento económico irá manter indefinidamente um valor constante (correspondente a um crescimento exponencial da economia) Taxas de desconto negativas –Países em decrescimento económico –O futuro tem mais valor que o presente


Carregar ppt "Ecological Economics Lecture 6 Tiago Domingos Assistant Professor Environment and Energy Section Department of Mechanical Engineering Doctoral Program."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google