A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Junho de 2012 FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL Setembro de 2012 ENERGIAS RENOVABLES Y DESARROLLO LOCAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Junho de 2012 FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL Setembro de 2012 ENERGIAS RENOVABLES Y DESARROLLO LOCAL."— Transcrição da apresentação:

1 Junho de 2012 FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL Setembro de 2012 ENERGIAS RENOVABLES Y DESARROLLO LOCAL

2 O Parque Tecnológico Itaipu

3 Missão: “Compreender e transformar a realidade da Região Trinacional do Iguassu, articulando e fomentando ações voltadas ao desenvolvimento econômico, científico e tecnológico, com respeito ao ser humano e foco em soluções voltadas à água, energia e turismo.” Visão: “Ser referência de parque científico e tecnológico que alia a inovação e a sinergia de seus atores na geração de conhecimento, tecnologia e desenvolvimento.” Parque Tecnológico Itaipu

4 Infraestrutura Área total: 116 hectares | Área construída: m²

5 Desenvolvimento: Ativação e canalização de forças sociais; melhoria da capacidade associativa; exercício da iniciativa e da criatividade. processo social e cultural com desdobramentos econômicos. ocorre quando se canaliza, de forma convergente, forças que estavam latentes ou dispersas. Política de desenvolvimento: expressão das preocupações e das aspirações dos grupos sociais que tomam consciência de seus problemas e se empenham em resolvê-los. (Adaptado de FURTADO, 1982) Conceitos sobre desenvolvimento regional/territorial

6 Capacidade de escolher seu próprio destino Conceitos sobre desenvolvimento regional/territorial

7 Apropriação do excedente gerado e diversificação econômica Conceitos sobre desenvolvimento regional/territorial

8 Inclusão Social e melhor distribuição de renda Conceitos sobre desenvolvimento regional/territorial

9 Conscientização e mobilização de proteção ambiental Conceitos sobre desenvolvimento regional/territorial

10 Pertencimento à Região. Conceitos sobre desenvolvimento regional/territorial

11 Panorama das energias renováveis

12 Grande tendência mundial: gestão de energia. Gestão da energia - tem que ter controle para disponibilizá-la adequadamente - smart grid – controle remoto e monitoramento, supervisão de produção e armazenamento de energia - integrado e de várias unidades – possibilitando saber qual a disponibilidade e distribuir racionalmente de acordo com demanda. Migração para utilização de Energias Renováveis.

13 Panorama das energias renováveis Quadro 1: Evolução da utilização das diversas fontes de energia ao longo do tempo.

14 Biogás e Geração Distribuída

15 A mudança para produção de energia elétrica a partir do Hidrogênio é uma evolução no processo de busca de geração de energia limpa.. Produção de Hidrogênio

16 Com apoio financeiro da Itaipu Binacional e da Eletrobras, o objetivo é utilizar a energia turbinável vertida da Usina de Itaipu para a produção de Hidrogênio, conforme mostrado na Figura 2. Esquema de produção de Hidrogênio via hidrólise da água com eletricidade proveniente da energia vertida da Usina e o posterior funcionamento de célula a combustível (CaC) com o mesmo. Produção de Hidrogênio

17 Polo Astronômico Em 2011, o Polo recebeu visitantes, dos quais: estudantes professores 266 professores capacitados Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal (NTM) 338 professores de 3ª e 4ª séries da Rede Municipal do Ensino capacitados em Português e Matemática professores capacitados em pelo menos uma das linhas de formação oferecidas (Astronomia, Informática Básica, Linux Educacional, Formação pela Escola, Linguagem e Planejamento, entre outras). Observatório de Energias Renováveis 10 tecnologias relativas às energias renováveis identificadas e difundidas; 04 tecnologias identificada s sobre energias renováveis disponibilizadas em plataformas de conhecimento; 241 pessoas capacitadas em energias renováveis; 15 parcerias firmadas para projetos de energias renováveis; contatos realizados com estudantes e profissionais interessados pelas áreas de biogás, mudanças climáticas e outras formas de energias renováveis. Desse total, 107 são pessoas de outros países.

18 Polo Astronômico Em 2011, o Polo recebeu visitantes, dos quais: estudantes professores 266 professores capacitados Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal (NTM) 338 professores de 3ª e 4ª séries da Rede Municipal do Ensino capacitados em Português e Matemática professores capacitados em pelo menos uma das linhas de formação oferecidas (Astronomia, Informática Básica, Linux Educacional, Formação pela Escola, Linguagem e Planejamento, entre outras). Centro de Estudo do Biogás Execução de pesquisas para demonstrar e comprovar o desempenho do biogás para a geração distribuída de energia elétrica, térmica e automotiva. Núcleo de Capacitação MBA em Energias Renováveis com ênfase em Biogás. O curso formará 40 profissionais de Cooperativas do Paraná, em nível de especialização, até 2012; Especialização em Energias Renováveis com ênfase em Biogás: serão formados 50 alunos latino-americanos; Curso de Atualização em Energias do Biogás: foram capacitados 210 alunos ; Curso de Qualificação de Agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) no Tratamento de Dejetos de Animais com Produção de Agroenergia em Bases Sustentáveis, com 320 alunos.

19 Polo Astronômico Em 2011, o Polo recebeu visitantes, dos quais: estudantes professores 266 professores capacitados Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal (NTM) 338 professores de 3ª e 4ª séries da Rede Municipal do Ensino capacitados em Português e Matemática professores capacitados em pelo menos uma das linhas de formação oferecidas (Astronomia, Informática Básica, Linux Educacional, Formação pela Escola, Linguagem e Planejamento, entre outras). Centro Internacional de Hidroinformática (CIH) Programa Gestão de Bacias Hidrográficas em Propriedades Rurais, Educação Ambiental e Monitoramento Participativo na Bacia Hidrográfica Paraná 3 (PGBH) ,6 hectares diagnosticados; projetos de adequação elaborados; - 62 pessoas capacitadas em gestão de bacias hidrográficas; campanhas sobre o monitoramento participativo da qualidades da água nas microbacias que formam a Bacia Hidrográfica do Paraná 3; - 4 microbacias reconhecidas : Sanga Mandarina (Cascavel), Córrego Jacutinga (Vera Cruz do Oeste), Rio Pavãozinho (Ramilândia) e Rio Gonçalves Dias (Santa Tereza do Oeste).

20 21 projetos realizados em parceria com a Itaipu; 89 bolsas científicas e tecnológicas para pesquisadores; 3 serviços técnicos e tecnológicos para a Usina. Universidade Corporativa Itaipu Centro de Estudos Avançados em Segurança De Barragens (Ceasb) Desenvolvimento de pesquisas nas áreas: - Bases de Dados para os usuários das redes industrias; - Modelagem e Simulação do comportamento da barragem de Itaipu; - Modelagem 3D da Usina de Itaipu; - Geotecnia; - Instrumentação; - Sedimentologia; - Limnologia; - Robótica;

21 Laboratório de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (Lasse) execução de 14 serviços técnicos e tecnológicos, sendo 13 para a Itaipu Binacional e um para a ABB, empresa líder em tecnologias de energia e automação. execução dos seguintes projetos: - Registrador de Perturbações e Medição Fasorial, em parceria com o Itai; - Impacto de Geradores Distribuídos no Desempenho Dinâmico de Sistemas de Distribuição de Energia Elétrica, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP); - Desenvolvimento de funções adicionais para dispositivos eletrônicos inteligentes de proteção de sistemas elétricos de potência, em parceria com a Universidades Federal de Campina Grande (UFCG) - Sistema de Monitoramento de Disjuntores, em parceria com o Itai.

22 Projeto Baterias de Sódio Convênio firmado entre o PTI, o Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) para o desenvolvimento de tecnologias para a produção de baterias à base de sódio, também conhecida por bateria de sal. Utilização em veículos elétricos e também aplicadas na forma estacionária, como, por exemplo, em banco de baterias ou conectadas à rede de energia para atender o consumo em horários de ponta. Projeto Hidrogênio Cooperação técnica firmada entre a Itaipu Binacional, a Eletrobras e o PTI para implantação do Núcleo de Pesquisas em Hidrogênio e de uma Planta de Produção de Hidrogênio em escala piloto; Realização de estudos de viabilidade técnico-econômica do processo de produção de hidrogênio por eletrólise da água, utilizando energia hidrelétrica oriunda da geração de Itaipu.

23 33 empreendimentos foram apoiados pelo Programa de Empreendedorismo do PTI. 02 empresas juniores; 11 empresas pré-incubadas; 16 empresas incubadas; 4 empresas no Condomínio Empresarial. Empreendedorismo

24 Conclusões Possibilitar o processo de integração em regiões fronteiriças de países em desenvolvimento que, como no exemplo de ITAIPU Binacional, pode gerar núcleos de desenvolvimentos regionais. No que tange a desenvolvimento de energias renováveis, a região oferece diversas alternativas para ampliação do aproveitamento hidrelétrico, com o uso do biogás, da energia solar e da produção de hidrogênio por eletrólise da água.

25 Obrigado. Juan Carlos Sotuyo Diretor-Superintendente


Carregar ppt "Junho de 2012 FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL Setembro de 2012 ENERGIAS RENOVABLES Y DESARROLLO LOCAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google