A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Resolução n°51 EJA e ECONOMIA SOLIDÁRIA. Formação de Educadores Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Resolução n°51 EJA e ECONOMIA SOLIDÁRIA. Formação de Educadores Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade."— Transcrição da apresentação:

1 Resolução n°51 EJA e ECONOMIA SOLIDÁRIA

2 Formação de Educadores Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade

3 – O Edital 3, torna público e convoca Instituições Públicas de Ensino Superior e Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (com ensino superior) a apresentarem propostas de projetos nos termos da Resolução FNDE n° 51 de 15 de dezembro de 2008 e respectivo Manual (Anexo I). – FNDE n° 51 estabelece critérios para apresentação e apoio financeiro a projetos que visem o fomento à produção de material, à formação de educadores, coordenadores e gestores da Educação de Jovens e Adultos e da Economia Solidária e à publicação de experiências que integrem EJA e Economia Solidária. Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade

4 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Proponentes: - Instituições Públicas de Ensino Superior - Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (com ensino superior) As instituições proponentes poderão firmar parcerias com: - Instituições Comunitárias de Ensino Superior - Instituições Confessionais de Ensino Superior Entidades sem fins lucrativos, que atuem nos campos da EJA e/ou da Economia Solidária

5 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Os projetos devem contemplar, obrigatoriamente, 3 linhas de ação: Linha de Ação I - Produção de material pedagógico-formativo e de material de apoio didático que incorporem a proposta de Economia Solidária na EJA Linha de Ação II - Formação em EJA e Economia Solidária para educadores, coordenadores e gestores da EJA e da Economia Solidária Linha de Ação III - Publicação de experiências de EJA integradas ao desenvolvimento da Economia Solidária

6 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Linha de Ação I- Produção de material pedagógico- formativo e de material de apoio didático que incorporem a proposta de Economia Solidária na EJA Produção de materiais específicos para os processos de formação de educadores, coordenadores e gestores envolvidos nos processos de educação de jovens e adultos e de economia solidária e para utilização pelos educadores e educandos no processo ensino-aprendizagem.

7 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Aspectos importantes para a elaboração dos materiais: Material pedagógico-formativo: apresentação de pressupostos teóricos e de estratégias metodológicas construídas nas experiências de EJA e Economia Solidária na diversidade de contextos que fundamentem e subsidiem a elaboração de propostas para a EJA incorporando ao currículo a dimensão do mundo do trabalho por meio do desenvolvimento da Economia Solidária junto aos atores envolvidos nos processos educativos.

8 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Aspectos importantes para a elaboração dos materiais: Material de apoio didático para educadores e material didático para educandos: proposta que permita a apropriação dos conhecimentos por meio do diálogo com a realidade dos sujeitos envolvidos nos processos educativos, incorporando ao currículo discussão das possibilidades de desenvolvimento de práticas que, pautadas nos princípios e valores da Economia Solidária, efetivem processos de emancipação dos sujeitos da EJA e suas comunidades. Além disso, este material deve dialogar com a base comum nacional de conhecimentos.

9 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade O desenvolvimento da a linha de ação I deverá considerar os seguintes aspectos: Propostas de trabalho que contemplem os aspectos fundamentais, referentes à Economia Solidária e que, no caso de incubadoras, tratem de cooperativas populares de empreendimentos econômicos solidários; Processos de pesquisa junto aos sujeitos envolvidos na EJA e em experiências de Economia Solidária na diversidade de contextos; Elaboração, na perspectiva interdisciplinar, contemplando a integração dos conhecimentos de diversas áreas, a partir da base nacional comum, para o desenvolvimento dos conteúdos específicos de maneira contextualizada; Avaliação e validação do material elaborado junto aos educadores atuantes na educação de jovens e adultos e na economia solidária e, se possível, com a apresentação formal da articulação com escolas de EJA para o desenvolvimento do projeto;

10 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Linha de Ação II - Formação em EJA e Economia Solidária para educadores, coordenadores e gestores das duas áreas : Formar sujeitos críticos, capazes de participar como sujeitos históricos na educação de jovens e adultos integrando conhecimentos e práticas em Economia Solidária como forma de possibilitar aos educandos da EJA e comunidades a apropriação de novas formas de geração de trabalho e renda de maneira sustentável e solidária.

11 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Os projetos de formação deverão apresentar: P ropostas de formação dos profissionais da educação de maneira crítica e reflexiva, visando capacitá-los para atuação efetiva em processos que integrem educação de jovens e adultos e economia solidária; Propostas de expansão e dinamização dos espaços educativos de EJA e Economia Solidária por meio da ampliação da compreensão dos educadores, coordenadores e gestores sobre as possibilidades de novas formas de inserção dos sujeitos da educação de jovens e adultos ao mundo do trabalho; Processos formativos com atividades diversificadas contemplando teoria e prática por meio de aulas, oficinas, dinâmicas, pesquisas que integrem educação e trabalho associado e incorporem os princípios e valores da Economia Solidária; A abordagem de conteúdos de forma interdisciplinar contemplando as questões relacionadas à gênero, raça, etnia, contextos (urbano e rural) e, principalmente, as potencialidades dos sujeitos e do ambiente para o desenvolvimento da Economia Solidária; Construção e avaliação do material pedagógico-formativo e de apoio didático nos processos de formação envolvendo educadores, educandos e comunidade escolar e não escolar. Incorporar pesquisa e elaboraçao de projetos de intervenção contextu alizados.

12 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade As experiências para a publicação deverão contemplar: - Experiências desenvolvidas em contextos diversificados que demonstrem o potencial da EJA associada à Economia Solidária por meio do desenvolvimento de práticas educativas e de trabalho pautadas nos princípios de cooperação, auto-gestão, solidariedade e sustentabilidade, apontando o equilíbrio nas relações entre os sujeitos e entre estes e a natureza; - Experiências que incluam histórias orais, registros fotográficos e participação efetiva de educadores e educandos da EJA e comunidade local no desenvolvimento da economia solidária; - Experiências que apresentem tanto os resultados positivos como as dificuldades do contexto, relatando a participação dos envolvidos nos processos decisórios e as estratégias utilizadas para a solução das dificuldades encontradas; - Sistematização das experiências analisadas e registradas para publicação e distribuição; - Aproveitamento das experiências vinculadas ao processo de construção e validação do material pedagógico-formativo e de apoio didático e da formação; - Experiências que destaquem o papel da escola enquanto espaço de construção de práticas de cooperação, solidariedade e sustentabilidade;

13 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade As propostas de projetos deverão observar em sua organização os seguintes aspectos: A articulação no desenvolvimento das atividades das 3 (três) linhas de ação; A articulação com escolas e processos de economia solidária; A diversidade de contextos sócio-ambientais nos quais os projetos poderão ser desenvolvidos; A integração dos conhecimentos e práticas da Economia Solidária e da EJA em todas as linhas de ação (produção de materiais, formação e publicação); Ações de fortalecimento da EJA e da Economia Solidária nos contextos onde serão desenvolvidos os projetos; Formato dos cursos de formação (extensão, aperfeiçoamento ou especialização); Diálogo entre incubadoras e núcleos de educação das instituições; Envolvimento e participação dos diferentes atores da EJA e da Economia Solidária;

14 Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Para encaminhar os projetos: Proposta de Projeto de Produção de Material e Formação em EJA e Economia Solidária Edital nº 03/2009 MEC/SECAD/DPEJA - Coordenação Geral de Educação de Jovens e Adultos Ministério da Educação Esplanada dos Ministérios, Bloco L, Edifício Sede, Sala 715 CEP: Brasília DF

15


Carregar ppt "Resolução n°51 EJA e ECONOMIA SOLIDÁRIA. Formação de Educadores Ministério da Educação Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google