A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escritório Regional da OIT para América Latina e o Caribe TRABALHO DECENTE E JUVENTUDE AMÉRICA LATINA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escritório Regional da OIT para América Latina e o Caribe TRABALHO DECENTE E JUVENTUDE AMÉRICA LATINA."— Transcrição da apresentação:

1 Escritório Regional da OIT para América Latina e o Caribe TRABALHO DECENTE E JUVENTUDE AMÉRICA LATINA

2 Na sua opinião, qual é o principal temor dos jovens hoje em dia? RESPOSTAS Total % SEXONÍVEL SOCIOECONÔMICO MasculinoFemininoA/BCD/E A falta de trabalho A AIDS A violência Uma gravidez não desejada A violência sexual O câncer Não precisa TOTAL100 Base de entrevista ponderada

3 Qual você acha que é a principal dificuldade que o jovem tem para se incorporar à vida adulta? RESPOSTAS Total % GRUPO DE IDADE NÍVEL SOCIOECONÔMICO 18 a a a maisA/BCD/E Baixo nível educativo Falta de oportunidades de trabalho Instabilidade no trabalho Dificuldade para se independizar de sua família Baixas remunerações Qualificação técnica insuficiente Não precisa Total %100 Base de entrevistas ponderada

4 RESPOSTAS Total % SEXONIVEL SOCIOECONÔMICO MasculinoFemininoA/BCD/E Programa de emprego juvenil Programa de prevenção de gangues e violência juvenil Programa de educação em saúde sexual e reprodutiva Programa de controle e reabilitação do uso de drogas Programa para incentivar as qualidades artísticas e esportivas dos jovens Programa para incentivar a participação política dos jovens Não precisa Base de entrevistas ponderada A quais dos seguintes programas o Governo deveria dar prioridade para melhorar a situação dos jovens? (Resposta múltipla)

5 Da seguinte lista, qual você acha que é a melhor definição de Triunfar na vida?

6 Jovens na América Latina e o Caribe

7

8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 1. Magnitude e natureza do desafío 1.1. Jovens que trabalham: onde e em que condições? 1.2. Jovens que não estudam nem trabalham 2. Trajetórias de trabalho decente 2.1. Os desafios 3. As propostas: institucionalidade adequada 3.1. Uma melhor articulação do mundo produtivo 3.2. Um marco regulatório adequado: combinando proteção e promoção 3.3. Mais e melhor proteção social 3.4. Educação e formação para o trabalho 3.5. Formação e desenvolvimento empresarial 3.6. Promovendo a inclusão 3.7. Um marco institucional efetivo 3.8. A contribuição das organizações de trabalhadores e empregadores A TÍTULO DE CONCLUSÃO

9 9 TRABALHO DECENTE? Aquela ocupação produtiva que é remunerada de forma justa e exercida em condições de liberdade, equidade, segurança e respeito à dignidade humana (1999). Tentativa por capturar em uma unidade, com senso e coerência, a convergência das diferentes dimensões que conformam um bom trabalho: geração de trabalho de qualidade (demanda das pessoas, mandato político) que respeite os direitos trabalhistas fundamentais (mandato histórico da OIT), com níveis adequados de proteção social (mandato ético) e direito à representação e participação no diálogo social (mandato democrático). Não é um destino, mas uma jornada.

10 10 TRABALHO DECENTE: Pronunciamentos de Chefes de Estado e de Governo Latino-Americanos 2003 Consenso de Mar del Plata. Argentina e Brasil. XIII Reunião de Cúpula Ibero-americana Ata de Copacabana. Argentina e Brasil. Declaração de Nuevo León. Reunião de Cúpula Extraordinária das Américas. Declaração de Guadalajara. IV Reunião de Cúpula União Européia/América Latina e o Caribe. XIV Reunião de Cúpula Ibero-Americana. San José. III Reunião de Cúpula Sul-Americana. Cuzco Reunião de Cúpula Mundial. Nova York. XV Reunião de Cúpula Ibero-Americana. Salamanca. IV Reunião de Cúpula das Américas 2006 IV Reunião de Cúpula. União Européia / América Latina e o Caribe

11 11 Década de promoção do trabalho decente nas Américas Declaração e Plano de Ação de Mar del Plata inspiram a Memória do DG à XV Reunião Tripartite Regional Americana: Trabalho decente nas Américas: A Agenda Hemisférica,

12 12 Década de promoção do trabalho decente nas Américas Áreas de intervenção: 1. Normas internacionais do trabalho. 2. Igualdade de gênero. 3. Emprego para a juventude Objetivo: Promover uma maior formação e melhor inserção da juventude no mercado de trabalho. Meta: Reduzir à metade, em um prazo de dez (10) anos, a proporção de jovens maiores de 15 anos que não estudam nem trabalham. 4. Pequenas e micro empresas 5. Economia informal 6. Setor rural e desenvolvimento local 7. Formação profissional 8. Serviços de emprego 9. Salários e remunerações 10. Seguridade e saúde no trabalho 11. Trabalhadores migrantes

13 + Comemprego e estudos + Proteção social + Integrados / Não pobres + Têm família e amigos Edução básica/Referentes sociais e familiares positivos / Suporte familiar Transição à educação pós secundária/Formação profissional/ Redes Sociais Transição efetiva ao Trabalho/ Aspiração e expectativa/ Decisões de família - Desempregado ou subempregado - Sem estudos ou incompletos - Família pobre e em risco Deserção escolar / Referentes em crise / Trabalho Infantil / Abandono educativo / Formação profissional deficiente / Gravidez precoce / Inserção no trabalho precária / Redes sociais precárias / Delinq ü ência / Discriminação por gênero ou raça POLITICAS * Um melhor vínculo com o mundo produtivo. *Um marco regulatório adequado. *Uma melhor e maior proteção social. *Uma maior promoção de igualdade de oportunidades. *Educação e formação para o trabalho. *Formação e desenvolvimento empresarial. *Inclusão social. *Um marco institucional efectivo.


Carregar ppt "Escritório Regional da OIT para América Latina e o Caribe TRABALHO DECENTE E JUVENTUDE AMÉRICA LATINA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google