A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BIOLOGIA CELULAR. HISTOLOGIA EMBRIOLOGIA HISTÓRIA DA MICROSCOPIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BIOLOGIA CELULAR. HISTOLOGIA EMBRIOLOGIA HISTÓRIA DA MICROSCOPIA."— Transcrição da apresentação:

1 BIOLOGIA CELULAR

2

3 HISTOLOGIA

4 EMBRIOLOGIA

5 HISTÓRIA DA MICROSCOPIA

6 As primeiras observações de células foram feitas em 1665 (por Robert Hooke), na Inglaterra.

7 Hooke observou que, na cortiça, haviam numerosos compartimentos vazios cella # Na verdade, Hooke notara o esqueleto de células mortas.

8 Isaac Newton Micrographia (1665). # Desenhou esponjas, insetos e penas de aves.

9 1677 Antonie von Leeuwenhoek.

10 1684 primeira descrição precisa das células vermelhas do sangue.

11 1833 verificação da presença do núcleo no interior celular ( Robert Brown ). Botânico escocês

12 Matthias Schleiden e Teodor Schwann estabeleceram a Teoria celular (1839) # Todos seres vivos são constituídos por células.

13 1858 Toda célula se origina de outra preexistente. Rudolf Virchow

14 Teoria Celular Células são unidades morfofisiológicas básicas dos seres vivos. # Todo ser vivo mostra-se constituído por, pelo menos, uma dessas unidades.

15 Representam a menor porção de matéria viva capaz de executar diversas funções vitais responsáveis pela manutenção de vida em um organismo.

16 Toda célula origina-se de outra preexistente. representam a unidade responsável pela hereditariedade (garantindo a continuidade de uma espécie).

17 1870 Schneider observa filamentos no núcleo celular Fleming cria o termo mitose.

18 1898 Waldeyer cria o termo Cromossomo Morgan estabelece a teoria cromossômica da hereditariedade.

19 1954 Watson e Crick apresentam o modelo da estrutura tridimensional do DNA

20 DNA Dupla Hélice

21 1958 Tijo e Levan informam que o ser humano tem 46 cromossomos.

22 1972 primeiras manipulações genéticas.

23 1994 Projeto Genoma Humano

24 2003 É decifrado o código genético humano.

25 VÍRUS

26 Características Gerais Não é capaz de se multiplicar, exceto quando parasita uma célula de cujas enzimas se utiliza para a síntese das macromoléculas que irão formar novos vírus. HIV parasitando um Leucócito

27 Não possuem enzimas e estruturas necessárias para a fabricação de outros vírus. São Parasitas Intracelulares Obrigatórios. Parasitas Moleculares induzem a maquinaria celular a sintetizar moléculas para si.

28 Vírus que atacam células animais não atacam células vegetais (vice-versa). Vírus que multiplicam-se em insetos são disseminados de uma planta a outra.

29 Partes de um Vírus 1.Porção central Genoma (RNA ou DNA)

30 2. Porção periférica constituída de proteínas (protege o genoma – possibilitando ao vírus identificar as células e facilitar sua penetração).

31 Alguns vírus apresentam envoltório lipoproteico.

32 A porção lipídica origina-se da membrana plasmática. As proteínas (glicoproteínas) são de natureza viral.

33 Vírus... um Ser vivo! ?

34

35 Rickéttsias e Clamídias Células incompletas só se proliferam no interior de uma célula completa.

36 Bactérias extremamente pequenas. Constituídas por células procariontes incompletas (não possuem capacidade de autoduplicação). Parasitas intracelulares obrigatórias.

37 TIPOS CELULARES Procariontes cromossomos não estão separados do citoplasma por uma membrana.

38 Eucariontes núcleo individualizado e delimitado pelo envoltório nuclear.

39 CÉLULAS PROCARIONTES Pobres em membranas. Única membrana presente Membrana Plasmática.

40 Não possuem carioteca.

41 Representantes Bactérias e Cianofíceas

42 Escherichia coli Célula procarionte mais bem estudada. -Simplicidade estrutural. -Rapidez de multiplicação. -Forma de bastão (2 micrometros de comprimento).

43 Revestida com uma parede rígida 20 nanômetros de espessura. Citoplasma apresentando ribossomos ligados a RNA mensageiro ( polirribossomos ).

44 CÉLULAS EUCARIONTES

45 Duas regiões morfologicamente distintas: -Citoplasma -Núcleo

46 Trânsito constante de moléculas diversas (núcleo citoplasma) Riqueza em membranas: Forma compartimentos que separam os diversos processos metabólicos.

47 ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS

48 MEMBRANA PLAMÁTICA Lâmina lipídica dupla e contínua, com proteínas intercaladas em seu interior (ou aderentes a superfície interna ou externa).

49 MITOCÔNDRIA # Estrutura cilíndrica, compostas de duas membranas (a interna possui cristas responsáveis pela produção de energia química (ATP). Possui material genético próprio (DNA).

50 RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO # Rugoso Túbulos e sacos achatados recobertos externamente por ribossomos que sintetizam moléculas proteicas conduzidas para o interior celular.

51 # Liso Responsável pelo transporte de produtos por suas cavidades.

52 ENDOSSOMOS Vesícula com pH ácido. Recebe moléculas introduzidas no citoplasma pela pinocitose.

53 COMPLEXO DE GOLGI # Empilhamento de sáculos e vesículas achatadas com função relacionada à produção e processamento dos produtos de secreção que chegam através do RE, sendo liberados na forma de vesículas e grânulos de secreção.

54 LISOSSOMAS Estruturas em forma de bolsa que atuam na decomposição de microorganismos nocivos que podem penetrar no corpo celular. Destroem partes desgastadas da própria célula, redirecionando componentes úteis para outras regiões celulares. # glóbulos brancos

55 PEROXISSOMOS Organelas caracterizadas pela presença de enzimas oxidativas. Transferem átomos de H de diversos substratos para o oxigênio. RH2 + O2 R + H2O2 (peróxido de H) Catalase Celular: H2O2 catalase 2H2O + O2

56 Doenças humanas originadas por defeitos nos peroxissomos Síndrome cérebro-hepatorrenal (síndrome de Zellweger): Distúrbio hereditário raro. Defeitos neurológicos, hepáticos e renais. Leva a morte muito precocemente. Rins e fígado com peroxissomos vazios.

57 CITOESQUELETO

58 CENTRÍOLOS

59 NÚCLEO Armazenamento da informação genética; duplicação do DNA e transcrição Nucléolo compostos de cromatina, guardam grande quantidade de RNA e proteínas (sua função está relacionada a formação dos ribossomos). Carioteca vesículas achatadas compostas por duas membranas. Possuem poros circundados por estruturas circulares denominadas "ânulos (responsável pelo controle de substâncias que entram e saem do núcleo. Cromatina DNA + Proteínas Básicas (histonas) Cromatina

60 ESTRUTURA DA CROMATINA # Cromatina é o nome dado ao DNA que, durante o período de intérfase, associa-se a cinco proteínas básicas denominadas histonas.

61 # As histonas H2A, H2B, H3 e H4 formam grupos de 8 proteínas (2 de cada) que se associam ao DNA em intervalos de 200 pares de bases (nucleossoma).

62

63 DIFERENÇAS ENTRE CÉLULAS ANIMAIS E VEGETAIS 1.Presença de paredes. 2.Presença de plastídeos. 3.Vacúolos citoplasmáticos. 4.Presença de amido. 5.Presença de plasmodesmos (conexões entre células vegetais).

64 ORIGEM E EVOLUÇÃO CÉLULAR 4 bilhões de anos Caldo primitivo. Coacervato

65 HIPÓTESES: Mitocôndrias e Plastos parasitas (ou fagocitados) por células primitivas anaeróbias.

66 GRANDES GRUPOS DE SERES VIVOS -Monera -Protista -Fungi -Animal -Vegetal.


Carregar ppt "BIOLOGIA CELULAR. HISTOLOGIA EMBRIOLOGIA HISTÓRIA DA MICROSCOPIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google