A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

QUEM SOU EU?. 1º DECÁLOGO Quais as possíveis relações que podem ser estabelecidas entre o ser educador e a pessoa que você é?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "QUEM SOU EU?. 1º DECÁLOGO Quais as possíveis relações que podem ser estabelecidas entre o ser educador e a pessoa que você é?"— Transcrição da apresentação:

1 QUEM SOU EU?

2 1º DECÁLOGO Quais as possíveis relações que podem ser estabelecidas entre o ser educador e a pessoa que você é?

3 De SÓCRATES: Conhece-te a ti mesmo – busca da nossa identidade, ou seja, daquilo que nos torna únicos e que nos faz ser o que somos: seres idiossincráticos.

4 2º DECÁLOGO O que o seu dia a dia, a sua trajetória significou para que você tivesse escolhido ser educador?

5 De JEAN PAUL SARTRE: o homem é aquilo que ele faz. O que se torna ao longo da vida, dependendo de duas ações: das oportunidades que teve e das escolhas que fez.

6 3º DECÁLOGO Por que buscamos responsáveis por aquilo que aconteceu ou deixou de acontecer em nossas vidas? Por que é mais fácil responsabilizarmos o outro?

7 O importante não é o que fizeram de nós, mas o que nós próprios faremos com aquilo que fizeram de nós – os nossos ARQUÉTIPOS.o outro? SARTRE afirma:

8 4º DECÁLOGO O que a pergunta – quem sou eu? – tem haver com vocês?

9 É muito importante que você pare um pouco e pense em si mesmo como pessoa, como indivíduo, como ser humano que ocupa um lugar neste mundo. Alguém, que tem ideais, projetos, sonhos e ESPERANÇAS.

10 5º DECÁLOGO Como educador, pergunte-se, também: quem sou eu?

11 Responder claramente a esta pergunta, como profissional, é começar a construção de um novo caminho na sua trajetória de educador. Não podemos mudar as nossas atitudes diante do nosso trabalho se, antes, não formos capazes de mudar nossas atitudes diante da vida.

12 6º DECÁLOGO Neste ano letivo que está começando, que paradigma seguir?

13 O MODELO DO DANO que opera com a concepção da inércia, da lamentação e da desesperança; ou

14 O MODELO DO DESAFIO que é um convite permanente ao pensamento e à ação transformadora da realidade, ou seja, é o modo de entender e agir que nos possibilita não nos deixarmos abater pela adversidade e, até mesmo, utilizá-la para crescer. Quem adota esta perspectiva diante da vida sabe a importância de se ter um projeto, de não enxergar apenas o lado escuro, o lado negativo da realidade. Sabe da importância do senso de grupo diante das situações difíceis, sabe que para atingir as metas distantes devemos dar pequenos passos todos os dias, saber admirar sinceramente o que há para ser admirado nas pessoas, e assim, ir assimilando o bem em sua própria vida, em sua própria pessoa.

15 7º DECÁLOGO Neste mundo pós-moderno, como eu educador concebo a minha ação?

16 A pós-modernidade exige da escola um novo educador, polivalente, flexível, motivado, criativo, apto à participação e à (inter)ação com seus pares na geração de conhecimentos e saberes de qualidade, que se adquire neste processo de formação acadêmica, na responsabilidade como aluno.

17 8º DECÁLOGO Que mundo, que escola eu, educador, quero construir? ro construir?

18 JACQUES DELORS diz: Face aos múltiplos desafios do futuro, a educação surge como um trunfo indispensável da humanidade na construção dos ideais de paz, liberdade e justiça social.

19 9º DECÁLOGO Como você educador em (trans)formação entende a escola?

20 PAULO FREIRE descreve escola como: [...] o lugar onde se faz amigos. Não se trata só de prédios, sala, quadros, programas, horários, conceitos... escola é, sobretudo, gente, gente que trabalha, que estuda, que se alegra, se conhece, se estima. O diretor é gente, o coordenador é gente, o professor é gente, o aluno é gente, cada funcionário é gente.

21 E a escola será cada vez melhor na medida em que cada um se comporte como colega, amigo, irmão. Nada de ilha cercada de gente por todos os lados. Nada de conviver com as pessoas e depois descobrir que não tem amizade a ninguém, nada de ser como o tijolo que forma a parede, indiferente, frio, só.

22 Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar, é também criar laços de amizade, é criar ambiente de camaradagem, é conviver, é se amarrar nela! Ora, é lógico. Numa escola assim vai ser fácil estudar, trabalhar, crescer, fazer amigos, educar- se, ser feliz.

23 10º DECÁLOGO O que você entende do estar no mundo, do constituir-se educador?

24 Somos educadores que vivemos mergulhados na cósmica corrente da vida que saiu do seio de Deus e a Ele retornará: A TRAVESSIA.

25 QUEM SOU EU?

26 OBRIGADO PELA ATENÇÃO ! ! ! Prof. Arlei Peripolli Prof. Silvio Carlos dos Santos


Carregar ppt "QUEM SOU EU?. 1º DECÁLOGO Quais as possíveis relações que podem ser estabelecidas entre o ser educador e a pessoa que você é?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google