A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SELEÇÃO DA BOMBA HIDRÁULICA DE FLUXO 1 - INTRODUÇÃO Permitir a Escolha Bomba Adequada para Determinado Serviço A Bomba Deverá Executar o Serviço Desejado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SELEÇÃO DA BOMBA HIDRÁULICA DE FLUXO 1 - INTRODUÇÃO Permitir a Escolha Bomba Adequada para Determinado Serviço A Bomba Deverá Executar o Serviço Desejado."— Transcrição da apresentação:

1 SELEÇÃO DA BOMBA HIDRÁULICA DE FLUXO 1 - INTRODUÇÃO Permitir a Escolha Bomba Adequada para Determinado Serviço A Bomba Deverá Executar o Serviço Desejado Satisfatoriamente 2 - SUMÁRIO DOS ELEMENTOS ESSENCIAIS QUE ORIENTAM A SELEÇÃO

2 2.1 - Natureza do Líquido Bombeado Água doce ou salgada, óleo combustível ou lubrificante, gasolina, diesel, etc; Temperatura do líquido; Densidade relativa; Viscosidade; Grau de pureza ou de suspensão de impurezas no líquido bombeado; PH do líquido bombeado

3 2.2 - Vazão Para vazão variável Q mínima = ?; Q máxima = ? e Q normal ? Para constante Q desejada = ? Condições de Sucção Altura estática geométrica positiva ou negativa HsHs HsHs Positiva Negativa

4 Pressão manométrica no reservatório de sucção (quando houver) Comprimentos e diâmetros dos tubos de sucção e dos acessórios ( válvulas, reduções, derivações, curvas, etc) para determinação das perdas de carga na linha de sucção) p0p0 0

5 2.4 - Condições de Recalque Altura estática geométrica (valor); se variável, qual o valor máximo e mínimo? Pressão manométrica no reservatório de recalque (quando houver) Comprimentos e diâmetros dos tubos de recalque e acidentes HrHr p4p4 4

6 2.6 - Serviço Contínuo ou Intermitente Qual o grau de permanência em serviço? Haverá uma bomba reserva ou não? Capacidade A bomba trabalhará só, em paralelo, em série ou em uma associação mista?

7 2.9 - Acionador Situação da bomba Horizontal ou vertical Espaço disponível Eletricidade, turbina a vapor, motores de combustão interna; Qual é a característica da energia elétrica ou da instalação de vapor

8 3 - ESPECIFICAÇÃO DA BOMBA Para especificação de uma bomba tem que conhecer duas grandezas: Vazão Q a ser recalcada A altura total de elevação H Vazão (Q)Material das tubulaçõesDesnível Diâmetro das tubulações Perdas de cargas nos tubos e acessórios Diferença de Pressão entre Reservatórios Altura Manométrica (H) Escolha da Bomba nos Gráficos dos Fabricantes

9 4 – ESPECIFICAÇÃO – SEQÜÊNCIA DE OPERAÇÃO 4.1 – Vazão Q [m 3 /s] 4.2 – Diâmetro das Tubulações D s [m]; D r [m] 4.3 – Material das Tubulações [m] (rugosidade do material) 4.4 – Desenho da Instalação (isométrico, planta, elevação, perfil) 4.5 – Determinação dos Parâmetros – Perdas de carga nas tubulações e acessórios DistribuídasLocalizadas

10 Q H H p = F(Q 2 ) (p 4 – p 1 )/.g H0H0 z1z1 z4z4 Curva da Instalação – Altura manométrica da instalação (total de elevação)

11 H Q d2d2 d1d1 d3d3 d4d4 t1 t2 t3 t4 tmáx d - Curvas de mesmo diâmetro (padrões do fabricante) t - Curvas de mesmo rendimento total da bomba n = Cte Q H – Escolha primária da bomba (catálogo do fabricante)

12 Curvas de diâmetros do rotor Curvas de NPSHreq Curvas de potência Curvas de velocidade de escoamento

13 4.5.4 – Potência necessária ao acionamento da bomba kW Kg/m 3 m 3 /s m/s 2 m – Potência instalada 1 o Critério: Potência do motor padronizada imediatamente superior à potência necessária ao acionamento Exemplo: P e = 2,5 [CV] Escolhe-se P e = 3 [CV]

14 1 o Critério: Utilizar margem de segurança conforme Tab.1 e padronizar a potência imediatamente superior à potência necessária ao acionamento Exemplo: P e = 2,5 [CV] P e = 2,5.1,3 = 3,25 [CV] Escolhe-se a potência de eixo do motor P e = 5 [CV]

15 4.5.6 – Verificação da cavitação – Definição da altura geométrica de sucção Tanque aberto p atm Ref. Tanque fechado p atm + p man 1 P el 0 HsHs Altura de Sucção Positiva – Bomba Não Afogada

16 Ref. 0 Tanque aberto p atm Tanque fechado p atm + p man 1 P el HsHs Altura de Sucção Negativa – Bomba Afogada

17 – Altura máxima de sucção – NPSH NPSH disponível na instalação (preocupação do projetista) NPSH requerido pela bomba (dado pelo fabricante) O sinal > não cavita e o sinal = início de cavitação

18 5 – PONTOS A CONSIDERAR NA SELEÇÃO DA BOMBA - CRITÉRIOS TÉCNICOS 5.1 – Pontos de Operação A bomba deverá operar Nas condições de vazão e altura especificadas No ponto de operação à esquerda do de máximo rendimento H Q t Q H Q

19 5.2 – Eficiência A eficiência é importante Está relacionada com o custo operacional Para bombas grandes e pequenas No ponto de operação normal e fora dele 5.3 – Potência Consumida e Potência do Acionador Folgas entre a potência consumida e do acionador Folga grande - consumo operacional Folga pequena - impedimento ao atendimento a todas condições de operação

20 5.4 – Flexibilidade Operacional Flexibilidade para futuras trocas de vazão É uma qualidade pretendida 5.5 – Condições de Sucção 5.6 – Padronização A possibilidade de utilização de bombas semelhantes e a troca de componentes agem como fatores de redução de custos de operação e manutenção

21 5.7 – Características de Construção Facilidades de desmontagem, montagem e deslocamento 5.8 – Estabilidade da Curva H Q Ramo instável H Q Curva estável

22 5.9 – Preferência por Acessórios 5.10 – Tradição do Fabricante Neste item são analisados não só a confiabilidade do equipamento, bem como, as condições de garantia e assistência técnica

23 Exemplo 5.5, pág. 151, Hidráulica Básica (Porto) KSB MEGANORM 1750rpm

24


Carregar ppt "SELEÇÃO DA BOMBA HIDRÁULICA DE FLUXO 1 - INTRODUÇÃO Permitir a Escolha Bomba Adequada para Determinado Serviço A Bomba Deverá Executar o Serviço Desejado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google