A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LAvFis 2009 1 Decaimento radioativo câmara de neblina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LAvFis 2009 1 Decaimento radioativo câmara de neblina."— Transcrição da apresentação:

1 LAvFis Decaimento radioativo câmara de neblina

2 LAvFis Decaimento (não existe mais!!)

3 LAvFis Núcleo E = elemento A = número de massa atômica = número total de nucleons = soma de prótons + nêutrons Z = número atômico = número de prótons Alumínio A = p+n = 27 número de prótons = 13

4 LAvFis Interações fortes e fracas Interação elétron-núcleo ~ tipo eletromagnéticoInteração elétron-núcleo ~ tipo eletromagnético Interação próton-próton, nêutron-nêutron ou próton- nêutron ~ tipo nuclearInteração próton-próton, nêutron-nêutron ou próton- nêutron ~ tipo nuclear Estabilidade do núcleo não é atribuído à atração elétricaEstabilidade do núcleo não é atribuído à atração elétrica A repulsão entre prótons afastaria ambos aparteA repulsão entre prótons afastaria ambos aparte A existência de prótons e nêutrons dentro do núcleo indica presença de interação não diretamente relacionadas a cargas elétricas, e são mais fortes que a interação eletromagnética. Temos interação nuclear ou forteA existência de prótons e nêutrons dentro do núcleo indica presença de interação não diretamente relacionadas a cargas elétricas, e são mais fortes que a interação eletromagnética. Temos interação nuclear ou forte

5 LAvFis Forças fundamentais

6 LAvFis Onde?

7 7 Desintegração do núcleo (fisão)

8 LAvFis Decaimento Trítio Hélio-3

9 LAvFis Reação de fusão deutério-deutério

10 LAvFis Reação de fusão tritio-deutério

11 LAvFis

12 LAvFis

13 LAvFis Como observar algumas partículas fundamentais?

14 LAvFis Câmara de neblina Dispositivo contendo mistura de gás e vapor em que o trajeto de uma partícula carregada fica visível pela condensação do vapor sobre os íons do gás. Os íons são produzidos pela interação da partícula carregada com as moléculas do gás. Condições para condensação: resfriamento da mistura por uma expansão rápida (adiabática) Mistura pode ser: ar e vapor de água; ar e vapor de metanol; outros

15 LAvFis Charles Thomson Rees Wilson Charles Thomson Rees Wilson Formado em metereologia, estudo da formação de nubens (1894) Primeira observação em 1910 Premio Nobel de Física

16 LAvFis Na demonstração utilizamos N 2 líquido, no lugar de gelo seco, resfria o vapor de metanol até ficar supersaturado Na demonstração utilizamos N 2 líquido, no lugar de gelo seco, resfria o vapor de metanol até ficar supersaturado A medida que a partícula carregada se propaga criando íons ao longo da trajetória A medida que a partícula carregada se propaga criando íons ao longo da trajetória Os íons servem como sítios de nucleação para condensação das gotículas Os íons servem como sítios de nucleação para condensação das gotículas

17 LAvFis Câmara de neblina

18 LAvFis Em dias de hoje

19 LAvFis Primeira detecção do positron The first detection of the positron in 1932 by Carl D. Anderson

20 LAvFis Partículas alfa

21 LAvFis

22 LAvFis Aniquilação próton- antipróton

23 LAvFis Produção de par

24 LAvFis

25 LAvFis

26 LAvFis

27 LAvFis Decaimento do Cs 137

28 LAvFis Outra câmara => câmara de bolhas

29 LAvFis Radônio – gás radioativo origem: Urânio 238 decaindo para vários outros e finalmente no Rádio 226 que decai em Radônio 222

30 LAvFis Por onde entra o Radônio

31 LAvFis FIM

32 LAvFis Faixa de interação/m Faixa de interação/m Intensidade relativa Intensidade relativa forte: eletromagnetica:infinito1 fraca: gravitacional:infinito tamanhos atômicos ~1angstron ~ m tamanhos nucleares ~fm ~ m Outra representação com outras escalas de Interações fortes e fracas

33 LAvFis núcleon núcleon. [De nucle(i)- + -on.] S. m. Fís. Nucl. 1. Designação genérica das partículas que constituem o núcleo atômico (q. v.), i. e., o próton e o nêutron. núcleo núcleo. [Do lat. nucleu.] S. m. 13. Fís. Nucl. Núcleo atômico 13. Fís. Nucl. Núcleo atômico. Núcleo atômico. Fís. Nucl. 1. Parte do átomo com carga positiva e com a quase totalidade da sua massa, constituída por prótons e nêutrons, e que ocupa pequeníssimo volume. [Tb. se diz apenas núcleo.] Núcleo central. Geofís. 1. V. nife. Núcleo histórico. Urb. 1. Centro histórico (q. v.).

34 LAvFis Nuclídeo. [De núcleo + -ídeo3.] S. m. Fís. Nucl. 1. Átomo caracterizado por um número de massa e um número atômico determinados, e que tem vida média suficientemente longa para permitir a sua identificação com um elemento químico. [Tb. se denomina, embora com absoluta impropriedade, isótopo.] Nuclídeo estável. Fís. Nucl. 1. O que não apresenta radioatividade. Nuclídeo radioativo. Fís. Nucl. 1. O que apresenta radioatividade; radionuclídeo. Nuclídeos especulares. Fís. Nucl. 1. Par de nuclídeos isóbaros em que o número de prótons de um é igual ao número de nêutrons do outro. Nuclídeos isóbaros. Fís. Nucl. 1. Os que têm o mesmo número de massa, mas números atômicos diferentes, como, p. ex., zircônio 90, nióbio 90, molibdênio 90. [Tb. se dizem apenas isóbaros.] Nuclídeos isodiáferos. Fís. Nucl. 1. Os que têm a mesma diferença entre o número de nêutrons e o número de prótons. [Tb. se dizem apenas isodiáferos.] Nuclídeos isômeros. Fís. Nucl. 1. Os que têm iguais o número de massa e o número atômico, mas estão em diferentes níveis de energia. [Tb. se dizem apenas isômeros.] Nuclídeos isótonos. Fís. Nucl. 1. Os que têm o mesmo número de nêutrons, mas números atômicos diversos. [Tb. se dizem apenas isótonos.] Nuclídeos isótopos. Fís. Nucl. 1. Os que têm o mesmo número atômico, mas números de massa diferentes.


Carregar ppt "LAvFis 2009 1 Decaimento radioativo câmara de neblina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google