A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Por André Luis e Arthur Kalsing Mini-curso de PHP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Por André Luis e Arthur Kalsing Mini-curso de PHP."— Transcrição da apresentação:

1 Por André Luis e Arthur Kalsing Mini-curso de PHP

2

3 Aula 1 Nossões de HTML e hospedagem. Aula2 Condições, repetições, variáveis, funções. Aula3 Includes, require, session, cookies, arquivos. Aula4 Objetos, Bancos de Dados integração dos conceitos estudados.

4 Variáveis; Comandos de controle de fluxo; Funções;

5 Por André Luis e Arthur Kalsing Mini-curso de PHP

6 Uma variável estática é visível em um escopo local, mas ela é inicializada apenas uma vez e seu valor não é perdido quando a execução do script deixa esse escopo. Muito utilizado em funções recursivas, já que o valor de algumas variáveis precisa ser mantido. O valor das variáveis declaradas como estáticas é mantido ao terminar a execução da função. Na próxima execução da função, ao encontrar novamente a declaração com static, o valor da variável é recuperado. Uma variável declarada como static tem o mesmo tempo de vida que uma variável global, porém sua visibilidade é restrita ao escopo local em que foi declarada e só é recuperada após a declaração.

7 Que saída será dada ao código a seguir após a terceira chamada a função? function conta_vezes() { echo $vezes; static $vezes = 0; $vezes++; } EXEMPLO 1

8 Recurso que consiste em variáveis cujos nomes também são variáveis. Variáveis com nomes criados dinamicamente. Sua utilização é feita através do duplo cifrão ($$). $pet = PET; $$pet = Programa de Educação Tutorial; EXEMPLO 2

9 Hobby Favorito: Ficar 24 horas na frente do PC Dormir Praticar esportes Escolaridade: 2º grau completo 1º grau completo 3º grau completo Anos de experiência: 1 ano 2 anos 3 anos

10 $resp1 = r; $resp2 = b; $resp3 = r; Como fazemos para contabilizar o número de respostas r, o número de respostas m e o número de respostas b ??? $r = 0; $m = 0; $b = 0;

11 switch($resp1) { case r: $r++: break; case m: $m++; break; case b: $b++; break; } switch($resp2)...

12 $$resp1++; $$resp2++; $$resp3++; $r++; $b++; $r++; É equivalente a fazer o seguinte:

13

14 Para interagir com a navegação feita pelo usuário, é necessário que o PHP possa enviar e receber informações para o software de navegação. A forma de enviar informações geralmente é através de um comando de impressão, como o echo. Para receber informações vindas do navegador através de um link ou de um formulário HTML, o PHP utiliza as informações enviadas através da URL ou do corpo da mensagem enviada ao servidor. Caso as informações sejam passadas pela URL, elas são passadas no formato URLenconde. Para acessar estas variáveis basta utilizar a sintaxe $_GET[nomevar]

15 Nome: Sobrenome:

16 Nome: Sobrenome:

17 Nome: Sobrenome: Informações são enviadas quando usuário clicar em Enviar Ismael Bento Gonçalves

18 Nome: Sobrenome: Informações são enviadas quando usuário clicar em Enviar Ismael Bento Gonçalves Uma vez que o método utilizado é o GET, as informações são passadas juntamente com a URL, no formato URLencode: A página PHP controla.php decodifica essas informações, podendo ser acessadas pela página

19 1) Substitui-se os espaços pelo caractere + 2) Todos os outros caracteres não alfa- numéricos (com exceção de _) são substituídos pelo caracter % seguido do código ASCII em hexadecimal. Bento Gonçalves Bento+Gon%E7alves EXEMPLO 3

20 Funciona da mesma maneira que o método GET, porém as variáveis são passadas diretamente, sem usar a url. Utiliza-se $_POST[nomevar]. echo Nome: $_POST[name] ; echo Senha: $_POST[passwd] ; EXEMPLO 4

21 São variáveis pertencentes ao ambiente do servidor Web, mas podem ser usadas nos programas PHP. Algumas dessas variáveis contém informações sobre o navegador do usuário, o servidor http, a versão do PHP e diversas outras informações. Para se ter uma listagem de todas as variáveis e constantes de ambiente e seus respectivos conteúdos, deve-se utilizar a função phpinfo();

22 Para se obter o valor das variáveis de ambiente, utilizamos a função getenv do PHP. getenv(nome da variável); Exemplos de variáveis de ambiente: Variável de AmbienteDescrição SERVER_NAMENome do Servidor REQUEST_METHODMétodo de envio de dados utilizado (GET,POST) QUERY_STRINGArmazena tudo o que vem após o '?' em uma URL REMOTE_ADDREndereço IP do visitante HTTP_USER_AGENTNome e versão do browser utilizado pelo cliente

23 GETTYPE($nome_da_variavel): Integer Double String Array Object Unknown type

24 Funções que testam o tipo de uma variável: is_integer is_int is_string is_real is_long is_float is_array is_object Retornam um booleano

25 UNSET Essa função destrói uma variável, liberando sua memória

26 Por André Luis e Arthur Kalsing Mini-curso de PHP

27 if( ) ; else if( ) { ; }

28 while ( ) do while( );

29 for (,, ) foreach ($array as $valor) foreach ($array as $chave=>$valor)

30 switch ( ) { case : break; case :... break; default: }

31 Break Pode ser usado em estruturas como do...while, while, for e o switch. Quebra o fluxo dessas estruturas, fazendo com que a execução continue no próximo comando. Variações: break k (k pertence aos naturais). Continue Funciona de maneira semelhante ao break, com a diferença de que o fluxo ao invés de sair do laço, volta para o início dele. EXEMPLO5

32 Por André Luis e Arthur Kalsing Mini-curso de PHP

33 Trechos de código que permitem reutilização de uma mesma tarefa. Não se pode definir o tipo de dado retornado por uma função em PHP. Sintaxe: function nome_da_função ([arg1,arg2,...,argn]) { return ; }

34 O return não é obrigatorio. Não é possível que uma função retorne mais de um valor, mas é possível fazer com que ela retorne um valor composto (array). Toda função em PHP deve ser construída antes da sua respectiva chamada, caso contrario resultará em erro. (usar include ou colocar todas funções no início do código, não existem protótipos).

35 Pode-se definir valores default para argumentos, no caso de nenhum valor ser passado no lugar do argumento. A passagem de um parâmetro declarado desta forma torna-se opcional. Quando a função possui mais de um parâmetro, o parâmetro que tiver valor default deve ser declarado por último. EXEMPLO 6

36 Normalmente, a passagem de parâmetros em PHP é feita por valor, ou seja, se o conteúdo da variável for alterado, essa alteração não altera a variável original. Se for feita passagem de parâmetros por referência, toda alteração que a função realizar no valor passado como parâmetro afetará a variável que o contém. Basta utilizar o & [ func(&$var)]

37 O escopo de uma variável em PHP define uma porção do programa onde ela pode ser utilizada. Na maioria dos casos todas as variáveis têm escopo global. Em funções definidas pelo usuário, um escopo LOCAL é criado. Uma variável de escopo GLOBAL não pode ser utilizada no interior de uma função sem que haja uma declaração global. Outra maneira de acessar variáveis de escopo GLOBAL é através do array pré-definido $GLOBALS. O índice é o próprio nome da variável, sem o caractere o $. EXEMPLO 7


Carregar ppt "Por André Luis e Arthur Kalsing Mini-curso de PHP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google