A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL 1 Slides gentilmente cedidos pelo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL 1 Slides gentilmente cedidos pelo."— Transcrição da apresentação:

1 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL 1 Slides gentilmente cedidos pelo

2 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL2 TIPOS DE ARRANJO FÍSICO

3 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL3 Volume-Variedade e Tipo de Arranjo Físico Quando o volume é baixo e a variedade é relativamente alta, o fluxo não é uma questão central; Aumentando-se o volume, aumenta a importância de se gerenciar bem os fluxos e, reduzindo-se a variedade, aumenta a viabilidade de um arranjo físico baseado num fluxo evidente e regular.

4 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL4 Volume-Variedade e Tipo de Arranjo Físico Fonte: SLACK et all, 2002

5 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL5 Vantagens e Desvantagens do Tipo de Arranjo Físico Fonte: SLACK et all, 2002

6 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL6 Projeto detalhado de Arranjo Físico O projeto detalhado é o ato de operacionalizar os princípios gerais implícitos na escolha dos tipos básicos de arranjo físico; As saídas do estágio de projeto detalhado de arranjo físico são: a localização física de todas as instalações, equipamentos, máquinas e pessoal que constituem os centros de trabalho da operação; o espaço a ser alocado a cada centro de trabalho; as tarefas que serão executadas por centro de trabalho.

7 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL7 Projeto detalhado de Arranjo Físico Antes de considerar os vários métodos usados no projeto detalhado de arranjo físico, é útil definir quais são os objetivos dessa atividade. Alguns objetivos gerais que são relevantes para todas as operações: Segurança inerente: restringir o acesso de pessoas não autorizadas aos processos que representam perigo; Extensão do fluxo: o fluxo de materiais, informações ou clientes deve ser canalizado pelo arranjo físico, de forma a atender aos objetivos da operação; Clareza de fluxo: todo fluxo de materiais e clientes deve ser sinalizado de forma clara e evidente;

8 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL8 Projeto detalhado de Arranjo Físico Conforto da mão-de-obra: alocar a mão-de-obra em locais distantes de partes barulhentas ou desagradáveis da operação; Coordenação gerencial: supervisão e coordenação devem ser facilitadas pela localização da mão-de-obra e dispositivos de comunicação; Acesso: todas as máquinas, equipamentos e instalações devem estar acessíveis para permitir adequada limpeza e manutenção; Flexibilidade de longo prazo: os arranjos físicos devem ser mudados periodicamente à medida que as necessidades da operação mudam.

9 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL9 Projeto detalhado de Arranjo Físico Arranjo físico posicional: a localização dos recursos não vai ser definida com base no fluxo de recursos transformados, mas na conveniência dos recursos transformadores. O objetivo do projeto detalhado de arranjo físico posicional é conceber um arranjo que possibilite aos recursos transformadores maximizarem sua contribuição potencial ao processo de transformação, permitindo-lhe prestar um bom serviço aos recursos transformados.

10 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL10 Projeto detalhado de Arranjo Físico Arranjo físico por processo: o projeto detalhado de arranjo físico por processo é marcado pela complexidade, que também caracteriza o fluxo. O principal fator desta complexidade é o número muito grande de diferentes alternativas. A relação é fatorial. Para N centros, há N fatorial (N!) diferentes maneiras de arranjá-los. Então, mesmo para arranjos físicos por processo relativamente simples com, digamos 05 centros de trabalho, há 5! = 120 maneiras de arranjar a operação.

11 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL11 Projeto detalhado de Arranjo Físico Antes de começar o processo de projeto detalhado em arranjos físicos por processo, há algumas informações essenciais de que o projetista necessita: a área requerida por centro de trabalho; as restrições sobre a forma da área a ser alocada para cada centro de trabalho; o nível e a direção do fluxo entre cada par de centros de trabalho; o quão é desejável manter centros de trabalho próximos entre si ou próximos de algum ponto fixo do arranjo físico.

12 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL12 Coleta de Informações Fonte: SLACK et all, 2002

13 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL13 Eficácia do Arranjo Físico A eficácia do arranjo físico, num nível simples, pode ser calculada conforme a seguir: Eficácia do arranjo físico = Σ F ij D ij Cij para todo i j, onde: F ij = o fluxo em carregamentos ou jornadas por período, do centro de trabalho i para o j; D ij = distância entre o centro de trabalho i e o centro j; Cij = custo para transportar uma unidade entre a origem i e o destino j.

14 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL14 Exemplo de Arranjo Físico por processo Um estudo de layout desenvolveu duas alternativas para localizar seis setores produtivos: A,B,C,D,E,F dentro de uma área determinada. Conhecendo as quantidades (em toneladas) que devem ser transportadas por mês entre os setores produtivos e os custos unitários de transporte determinar que alternativa apresenta o menor custo total de transporte Alternativa 1Alternativa 2

15 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL15 Diagrama de Relacionamento e Custos

16 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL16

17 ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL17 A alternativa 1 apresenta o menor custo, portanto é a preferida.

18 Exercício Faça uma terceira alternativa de layout e compare os resultados. ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL18


Carregar ppt "ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL 1 Slides gentilmente cedidos pelo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google