A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Biologia Reino Monera. Classificação- grupos de Bactérias 02 Domínios: (Archaea e Eucharia) O Reino Monera é dividido em duas Divisões(Filos): Schizomycophyta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Biologia Reino Monera. Classificação- grupos de Bactérias 02 Domínios: (Archaea e Eucharia) O Reino Monera é dividido em duas Divisões(Filos): Schizomycophyta."— Transcrição da apresentação:

1 Biologia Reino Monera

2 Classificação- grupos de Bactérias 02 Domínios: (Archaea e Eucharia) O Reino Monera é dividido em duas Divisões(Filos): Schizomycophyta (bactérias) Cyanophyta (algas cianofíceas) Arqueobactérias (extremófilas)Arqueobactérias (extremófilas) EubactériasEubactérias

3 CARACTERIZAÇÃO GERAL Bactérias e Cianobactérias. Procariontes. Apenas ribossomos como organóides. Revestimento: parede celular e membrana plasmática.

4 Tipos de Bactérias

5 Célula bacteriana Fímbrias Cápsula Parede celular Plasmídeos DNA associado ao mesossomo Nucleóide Flagelo Enzimas relacionadas com a respiração, ligadas à face interna da membrana plasmática Mesossomo Citoplasma Ribossomos Membrana plasmática

6 Parede celular: método de Gram Bactéria gram-positiva Esquema de bactéria com parte da célula removida. Membrana plasmática Parede celular formada por camada espessa de peptidoglicano Esquema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-positiva.

7 Parede celular: método de Gram Esquema de bactéria com parte da célula removida. Esquema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-negativa. Membrana plasmática Camada de peptidoglicano Bactéria gram-negativa Lipopolissacarídeo Fosfolipídios Proteína Lipoproteínas Camada lipoprotéica externa, espessa, semelhante à membrana plasmática, com lipopolissacarídeos Parede celular

8 METABOLISMO DAS BACTÉRIAS NUTRIÇÃO HETERÓTROFAS: Decompositoras ou Parasitas. AUTÓTROFAS FOTOSSÍNTESE BACTERIANA 6CO H 2 O (LUZ) C 6 H 12 O 6 + 6H 2 O + 6O 2 QUIMIOSSÍNTESE ( Síntese de matéria orgânica a partir de reações químicas) 6CO H 2 S C 6 H 12 O 6 + 6H 2 O + 6S 2

9 METABOLISMO DAS BACTÉRIAS RESPIRAÇÃO - Aeróbia: Só vivem na presença de O 2 livre. - Anaeróbia: Não necessitam de O 2, realizam Ex.: Clostridium tetani (Bactéria do tétano). - Facultativos: Vivem a presença ou ausência de oxigênio

10 IMPORTÂNCIA DAS BACTÉRIAS DECOMPOSITORAS: devolvendo ao meio ambiente as moléculas que estavam na estrutura dos seres vivos e na composição de seus dejetos, reciclam e fertilizam o solo, garantindo a continuidade da vida. FIXAÇÃO DO NITROGÊNIO ATMOSFÉRICO (N 2 ) em suas estruturas celulares. Outras liberam nitratos (NO - 3 ) no solo, fertilizando-o. ALIMENTOS - na produção de iogurtes, queijos, leites fermentados, vinagre e bebidas. PRODUZEM antibióticos, vitaminas, acetona, metanol, butanol e outros.

11 IMPORTÂNCIA DAS BACTÉRIAS TRATAMENTO DE ESGOTOS na degradação dos resíduos orgânicos. Nas usinas de reciclagem de lixo, são utilizadas na produção de adubos de compostagem. CIRURGIA PLÁSTICA :A toxina botulínica, produzida pelas bactérias da espécie Clostridium botulinum tem a capacidade de paralisar a musculatura, relaxando-a. É conhecida pelo nome comercial de Botox, muito usada pelos cirurgiões plásticos, em pequenas quantidades, para a atenuação de rugas e marcas de expressão.

12 Reprodução das bactérias: divisão Duplicação do DNA Separação das células Parede celular Membrana plasmática Molécula de DNA

13 Transformação Célula bacteriana Lise celularQuebra do DNA Fragmentos de DNA doador Célula bacteriana Fragmentos de DNA ligam-se à superfície da célula receptora. O fragmento de DNA é incorporado à célula receptora. O fragmento de DNA é integrado ao cromossomo da célula receptora. Célula transformada Molécula de DNA circular

14 Transdução Fago O DNA de um fago penetra na célula de uma bactéria. O DNA do fago integra-se ao DNA da bactéria como um profago. Quando o profago inicia o ciclo lítico, o DNA da bactéria é degradado e novos fagos podem conter algum trecho do DNA da bactéria. A célula bacteriana se rompe e libera muitos fagos, que podem infectar outras células. O fago infecta nova bactéria. Genes de outra bactéria são introduzidos e integrados ao DNA da bactéria hospedeira. DNA do fago com genes da bactéria

15 Conjugação PlasmídeoDNA bacteriano Ponte citoplasmática Célula fêmea Célula macho Separação das células Célula macho Célula fêmea

16 Principais Bacterioses Coqueluche Bordetella pertussis. Difteria ou Crupe Corynebacterium diphteriae. Tétano Clostridium tetani. Febre tifóide Salmonela typhi. Tifo: pulga do rato Gonorréia Neisseria gonorrheae. Sífilis Treponema pallidum. Hanseníase ou Lepra Mycobacterium leprae. Gastrites Helicobacter pylori.

17 Principais Bacterioses Tuberculose Mycobacterium tuberculosis. Meningite Neisseria meningitidis. Cólera Vibrio cholerae. Leptospirose Leptospira enterrogans. Rato Antraz Bacillus anthracis. Botulismo Clostridium botulinium. Peste Bubônica Yersinia pestis. Pulga do rato Pneumonia Streptococcus pneumoniae.

18 CARACTERIZAÇÃO GERAL As bactérias são os menores e mais simples seres vivos que primeiro habitaram o planeta há cerca de 2 bilhões de anos, originando todos os demais seres vivos. Notoriamente conhecidas como causadoras de doenças, em um grande número de situações contradizem essa impressão, mostrando-se úteis quimica e ecologicamente.

19 Antraz Botulismo Cárie Cólera Coqueluche Disenteria bacilar Febre Tifóide Gastroenterites Gonorréia Hanseníase (Lepra) Intoxicação Alimentar Meningite Pneumonia Sífilis Tétano Tuberculose Febre Maculosa PRINCIPAIS BACTERIOSES HUMANAS

20 Medicamentos produzidos especificamente para atuar nas células bacterianas, impedindo sua reprodução (bacteriostáticos) ou destruindo-as (bactericida). O exame para a definição do tratamento de uma doença bacteriana é o antibiograma, que consiste em cultivar as bactérias que causam a doença na pessoa e testar qual antibiótico é mais efetivo para o tratamento. ANTIBIÓTICOS

21 CIANOBACTÉRIAS As cianobactérias podem ser encontradas na água doce, salgada ou salobra, no solo úmido, sobre a casca de árvores, rochas ou até mesmo em fontes termais com temperatura superior a 80ºC!

22 CIANOBACTÉRIAS Nutrição( fotossíntese) 6 CO H energia da luz -> C 6 H 12 O O 2 Reprodução Na assexuada, por bipartição ou cissiparidade. As colônias filamentosas de algas podem reproduzir-se assexuadamente por um processo chamado de hormogonia: pequenos fragmentos da colônia se separam, formando novos filamentos coloniais.Em condições desfavoráveis as cianofíceas formam os acinetos, semelhantes aos esporos das bactérias..

23 IMPORTÂNCIA Assim como certas bactérias, elas possuem a capacidade de fixar o nitrogênio (N 2 ) do ar transformando em nitratos (NO - 3 ), fertilizando o solo, oceanos, rios e lagos. Têm extraordinária capacidade de adaptação aos mais diversos tipos de ambientes, por isso constituem-se em excelentes colonizadores (pioneiras na sucessão ecológica) e indicadores de poluição..


Carregar ppt "Biologia Reino Monera. Classificação- grupos de Bactérias 02 Domínios: (Archaea e Eucharia) O Reino Monera é dividido em duas Divisões(Filos): Schizomycophyta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google